Blog do Geraldo José - Imprimir Matéria

Artigo - A Simulação da Fé na Política Eleitoral!

publicado em 23 de Abril / 2019 às 23:00 | Espaço do Leitor

A fé é sentimento cultural que faz mover o desejo de se realizar. Inclusive uma filosofia bíblica diz que: “A fé é o significado daquilo que se realiza e a convicção das realizações que ainda não se veem”!... Intolerância religiosa não tá com nada, mas é preciso observar e condenar o uso politiqueiro do nome de “Deus” para fazer convencimento político eleitoral, obter voto e cargo institucional de poder!

Desde a Eleição Presidencial de 1988 que Fernando Collor de Mello/PRN, ideologicamente da “extrema direita”, usava “abusivamente” o nome de Deus, chegando a apelar para a saudosa e importante, figura católica do Frei Damião, já bem velhinho e com mal de alzhaimer! O então candidato Jair Bolsonaro/PSL é o exemplo mais recente dessa conduta “aberrante” com seu slogan folclórico, “Brasil acima de todos, Deus acima de tudo”!... 

FHC/PSDB, Dilma/PT não usavam o nome de Deus, pelo menos de forma excessiva, em suas duas vitórias em 1994, 1988, 2010, 2014, pois, falam-se que ele e ela são ateus. Alckmin e Serra, também do PSDB, Lula/PT usaram de modo, tanto quanto, natural o nome de “Deus” e quem observou, viu que Aécio Neves/PSDB na campanha presidencial de 2014, utilizava muito o nome de Deus, como se fosse “em vão” - precisava fortalecer o seu argumento e o poder de convencer mais gente!... Foram tantas outras candidaturas para presidente/a, com expressividades diferentes e dos mais diversos perfis ideológicos: “direita – extrema e centro”; “esquerda – centro e extrema”!

Mesmo sabendo das possíveis exceções, vejo que usar o nome de Deus em vão na campanha eleitoral é coisa mais da ideologia capitalista de “direita”, com enorme apego a dinheiro, que em grande maioria, acha que deve fazer de Deus, cabo eleitoral!... Na última Eleição Nacional, Instituições religiosas, líderes religiosos, usaram e abusaram da “religiosidade”, da “fé” e da palavra “Deus”, em benefício de uma candidatura, porém, os resultados práticos de apena três meses de governo, não coadunam com a boa intenção demonstrada historicamente na “fé em Deus”! 

Laurenço Aguiar - Agente Político.

© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.