Blog do Geraldo José - Imprimir Matéria

“JUAZEIRO (BA), UMA CIDADE EM ESTADO DE ABANDONO PELO PODER PÚBLICO” DENUNCIA PROFESSOR TACIANO MEDRADO

publicado em 28 de Maio / 2019 às 19:10 | Espaço do Leitor

Em novo e-mail ao Blog GJ Notícias o leitor e Professor Taciano Medrado reclama contra o abandono dos bairros Castelo Branco, Dom Thomaz e Tancredo Neves, popular Juazeiro III. Confira:

Parece ser retórico o tema, mas lamentavelmente, se faz necessário. A cada dia que passa o cidadão juazeirense é obrigado a conviver com a lama, os buracos e sujeira nas ruas da cidade. As denúncias e reclames da população são infindáveis, e o pior sem resposta por parte do poder público municipal. Esse que vos escreve já fiz inúmeras denúncias em vídeo, escritos na mídia local sobre as avenidas, ruas e quadras dos Bairros Castelo Branco, Dom Thomaz e Juazeiro III, de nada adiantaram, foram simplesmente ignoradas pelo gestor público o senhor Paulo Bonfim, que parece estar mais preocupado e ocupado com outras coisas, como por exemplo em tentar resgatar a imagem já desgastada do seu apadrinhado político, o senhor Isaac Carvalho.

Enquanto na vizinha cidade de Petrolina o gestor público está recuperando todo o asfaltamento das vias e ruas, aqui em Juazeiro o Gestor municipal faz a chamada "Operação Tapa-buraco" tornando as ruas e avenidas num cenário feio e perigoso, parecendo uma "colcha remendada". Ou é obra de preguiçoso e incompetente, ou está economizando para alguma "coisa".

Os "defensores "do prefeito deveriam se envergonhar de ver a cidade como está e se fazerem de cegos. Paixão tem limite!

Provavelmente esses, que matam e morrem por Paulo Bonfim ou por Isaac devem morar em condomínios de luxo e não transitam pelos bairros mais distantes do centro, vejo-os aos finais de semana passeando pela orla nova com seus cachorros de raças. Que se danem a população mais carente! 

© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.