Blog do Geraldo José - Imprimir Matéria

ESPAÇO DO LEITOR: AVENIDA ADOLFO VIANA NO ESQUECIMENTO! PREFEITURA RESPONDE

publicado em 07 de Julho / 2019 às 09:00 | Espaço do Leitor

a obra de requalificação da Avenida Adolfo Viana que agora caiu no esquecimento. A avenida hoje se encontra abandonada, o que começaram a fazer já estar se deteriorando, cadê as calçadas amplas, a iluminação em LED, os estacionamentos, vai ficar só na ilustração divulgada nas redes sociais? Nós cidadãos queremos respLeitor do Blog GJ Notícias encaminhou e-mail cobrando da administração municipal informações a respeito da obra de requalificação da Avenida Adolfo Viana que parou com a promessa de retornar depois do carnaval, já se passaram os festejos juninos e até hoje nada. Veja: “Geraldo, o Poder Público Municipal tanto divulgou a oostas! com a palavra a prefeitura municipal. Estamos aguardando”.

Confira nota Prefeitura de Juazeiro:

A Prefeitura de Juazeiro através da Secretaria de Obras e Desenvolvimento Urbano (SEDUR) esclarece que a obra de requalificação da Av. Adolfo Viana, juntamente com a Requalificação das vias de acesso ao bairro Pedra do Lorde, integram um único convênio celebrado entre o município e o Governo do Estado através da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia – Conder, orçado em R$ 6 milhões, onde R$ 4,7 milhões custeiam a obra da Pedra do Lorde e o restante do recurso é referente à obra de requalificação da Av. Adolfo Viana.

A SEDUR esclarece que, em virtude da execução do serviço de drenagem nas vias da obra da Pedra do Lorde, a área ficou com a mobilidade comprometida o que levou a gestão a priorizar esta intervenção, uma vez que a Av. Adolfo Viana, teve o canteiro redimensionado, a pavimentação recuperada e a mobilidade mantida. Tão logo a mobilidade das vias na obra da Pedra do Lorde seja restabelecida a obra da Av. Adolfo Viana será retomada.

© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.