Blog do Geraldo José - Imprimir Matéria

Juazeiro está de luto

publicado em 07 de Julho / 2019 às 14:00 | Espaço do Leitor

Juazeiro está de luto
Morreu seu filho mais louco e impoluto
Arregaça/João Doido
Major Zinho
Euvaldão/ Zé Maurício/Durin Durin/ Dedé Pereira de Oliveira eram loucos de brincadeira
Perto de João

Bebel Gilberto fez um papel feio
E arranjou um jeito
De impedir
João de se gerir

João não era morredor
Vai joão
Trinca os dentes
E desafina o coro dos contentes

Era inoxidável
Que papel é esse Bebel
Não foi uma ideia bacana
Esse papo de mil por semana
Não da pra mim
Quanto mais pra ele

O mundo silenciou
Morreu o homem
Que ouvia o silêncio

Daqui a cinco mil anos falarão dele
Biscoito fino
Para alimentar
E depurar os ouvidos
Das futuras gerações

João é papa
João e o violão
Silêncio no pé da banca
Na ilha do fogo
E no cabaré da Vanda
Silêncio no mocotó do mestre Coquinho
E no caldo da madrugada 
Em Pedro Pirulito

Chora, juazeiro, chora
João foi simbora
Nunca teve ruim
Até João chegar ao fim

Poeta Demar Guerra

© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.