Blog do Geraldo José - Imprimir Matéria

ESPAÇO DO LEITOR: Moradora relata abandono de terreno baldio em Juazeiro; Veja na íntegra:

publicado em 31 de Julho / 2019 às 21:30 | Espaço do Leitor

Geraldo, venho através desta denunciar o descaso da Prefeitura de Juazeiro acerca de um terreno no bairro Country Club. O terreno fica localizado no final da Rua Elizeu Santos, próximo as obras que estão sendo realizadas na via. Sou vizinha do terreno (que é particular), já fiz diversas denuncias na prefeitura, para que o dono fosse notificado e que limpasse o terreno.

Eu juntamente com a vizinha, que mora em frente ao terreno, pagávamos para limpá-lo, mas não tem o mínimo cabimento que isso aconteça novamente. O mato já alcança mais de 2 metros de altura, onde já foi encontrado cobra, escorpião e sem contar nos mosquitos! Vários vizinhos já ficaram doentes com dengue por causa do acumulo de água e lixo e ficam nesse terreno, o próprio agente comunitário de saúde da prefeitura que passou essa semana em nossas casas, disse que aquilo era um absurdo!! Sem falar na sensação de insegurança criada por causa daquele matagal. 

Outra situação criada pela prefeitura, foi em virtude da obra na Avenida Miguel Sousa e Silva. Foi criado um desvio para os carros que veem do bairro Kidê em direção ao bairro da Penha, por cima de um terreno, pois na época, o acesso regular, estava interditado. No entanto, a via já foi asfaltada e liberada, mas eles não refizeram o passeio, e os carros continuam passando por cima do terreno para cortar caminho, o que já causou acidentes. A pergunta que não quer calar, eles vão continuar a obra e deixar aquele acesso daquele jeito? 

Peço Gerado, que você com a sua influencia chame à atenção para que os responsáveis tomem as devidas providencias! Desde já agradeço muito

Obrigado.

Tainara Diaçuí

© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.