Blog do Geraldo José - Imprimir Matéria

GOVERNO FEDERAL E RIDE ATRAPALHAM DUPLICAÇÃO DA PONTE PRESIDENTE DUTRA

publicado em 08 de Janeiro / 2011 às 20:00 | Política

Um novo motivo para justificar o atraso nas obras de duplicação da ponte Presidente Dutra, do lado baiano. Vejam a argumentação do advogado Luis Antonio Costa de Santana:

Caro Geraldo,

O descaso do Governo Federal e a falta de estruturarão da Ride, podem ser apontados como os grandes responsáveis pelo problema da Ponte Eurico Gaspar Dutra (simpatizante do nazismo e que não poderia receber qualquer tipo de homenagem).

A Lei Complementar criou a Ride, mas não vejo projetos que visem o desenvolvimento regional integrado e equilibrado. Tal lei impede que determinado Município da Ride seja privilegiado, obedecendo o critério da proporcionalidade populacional.

A duplicação da ponte, quando pronta, transferirá o engarrafamento dela para os centros das duas cidades. Já acontece com a Avenida Guararapes, em Petrolina. E, como problema atual, vemos que o departamento responsável pelo trânsito em Juazeiro não deve permitir dois acessos a ponte.

A disputa entre os veículos que vêm do contorno da São Luiz e os que sobem a rampa, reduzem a velocidade média dos veículos. É como em hidráulica, aplicação direta do princípio da continuidade de bernolli. Fica a sugestão e o alerta.

Precisamos de outra Ponte e espero que o Ministro Fernando Coelho compre está idéia, que eu já defendia quando era assessor de assuntos estratégicos do Município de Juazeiro.

Luiz Antonio Costa de Santana é advogado pós-graduado em direito e doutorando em Direito pela Universidade Nacional da Argentina. É engenheiro agrônomo e estudou administração na Facape. Foi Secretário da Fazenda de Juazeiro e Assessor de Assuntos Estratégicos. Foi professor de física e atualmente leciona na Uneb e Univasf.

© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.