Blog do Geraldo José - Imprimir Matéria

PROBLEMAS DA COMUNIDADE JUAZEIRENSE: POSTE NA AVENIDA ADOLFO VIANA E LIXO NA RUA QUINTINO BOCAIUVA.

publicado em 09 de Outubro / 2019 às 20:03 | Variadas

Em contato com o Blog GJ Notícias na noite desta quinta-feira (09) moradores dos bairros próximos à avenida Adolfo Viana dirigiram pedidos à concessionária de energia Coelba no sentido de trocar um poste que está colocando em risco à vida dos transeuntes. Veja: “Geraldo esse poste aí é na Adolfo Viana. Nós moradores estamos reclamando das condições desse poste. Já ligamos para Coelba que ficou de trocar e até agora nada. Ele fica localizado na esquina da Pit Stop Lanches”.

Outros três moradores da rua Quintino Bocaiúva em contato com este noticioso voltaram a reclamar da formação de um ‘lixão’ responsável pela proliferação de todo tipo de animais na citada artéria. Veja: “Sei que vocês têm conhecimento desse lixão na rua Quintino Bocaiuva, calçada da antiga Semec. Gostaria que fizessem uma matéria sobre isso, pois está piorando cada dia. Onde estão as autoridades de Juazeiro? Ratos, baratas tem aos montes e o interessante é que ligam para os órgãos responsáveis, Saae, Vigilância Sanitária e não conseguimos falar com ninguém só com a secretária” reclamou um morador que pediu para não ser identificado.

Outra moradora endossou a reclamação: “Vergonha para as autoridades públicas da cidade de Juazeiro que aceitam este tipo de paisagem urbana e são incapazes de resolver o problema que já existe há vários anos. Os moradores têm de conviver diariamente com o fedor do lixo, a paisagem urbana degradante e risco iminente de doenças e a presença indesejável de roedores, gatos, baratas e formigas. Inaceitável! Um absurdo isso. Esse morador enche a rua de lixo, o pessoal do SAAE vem até aqui, interdita a rua, carrega uns dois caminhões de lixo e vai embora. No mesmo dia ou mais tardar dia seguinte ele começa a ‘decorar’ a rua novamente. Dessa vez até uma cama em tubos está aqui. Não sabemos a quem mais recorrer para dar um basta nisso. Com a chegada do calor, fica pior. O fedor inunda nossas casas” concluiu.

Com a palavra as autoridades competentes.

Da redação

© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.