Blog do Geraldo José - Imprimir Matéria

EMANCIPACIONISTA DE IZACOLÂNDIA ENTRA NO DEBATE SOBRE A MATÉRIA "ACORDA PETROLINA"

publicado em 31 de Agosto / 2011 às 16:10 | Espaço do Leitor

Prezado Geraldo José

Como leitor do vosso blog, venho participar do debate da matéria "ACORDA PETROLINA" do nobre Edson Lins, quando menciona perda da EMBRAPA de Petrolina para um novo município, porém esquece que a Embrapa faz parte desse semiárido nordestino e não somente de Petrolina.

Informo ao mesmo que os deputados citados Odacy e Gonzaga, não são os únicos que estão na luta, mas toda a classe política de nossa região já manifestou apoio. Para se ter uma idéia, na câmara federal todas as forças políticas já decidiram devolver a matéria das emancipações para os estados com 100% de assinaturas em requerimento feito pela frente parlamentar liderada pelo deputado federal também pernambucano José Augusto Maia.

01 - Com relação a afirmação conduzida pelo leitor em chamar de atitude eleitoreira do deputado Odacy, sobre o Distrito de Rajada – Não seria verídico uma vez que o movimento conduzido pela população do distrito com apoio do UPEDNMU – União Pernambucana em Defesa da Criação de Novos Municípios- foi abraçado não apenas por Odacy, mas também por vários deputados estaduais, inclusive, os de nossa região.

02- Todos contribuem para uma Petrolina estruturada, inclusive, quem sabe a capital do futuro estado do São Francisco. Por isso o tópico 02, quando o mesmo diz não ver o trabalho de um dos parlamentares sempre bem votado na cidade, o que é uma prova do reconhecimento da população e que descaracteriza a tese do que não precisa se mostrar, pois os nossos deputados federais estão realmente de parabéns GONZAGA PATRIOTA, FERNANDO FILHO e até mesmo OSVALDO COELHO e CLEMENTINO COELHO. Sem os mesmos, Petrolina não seria esse destaque, cada qual com suas características de trabalho que quando se junta transforma-se em oportunidades: um muito eficiente na agricultura (FRUTICULTURA IRRIGADA) – outro na educação (UNIVASF – ESCOLAS TÉCNICAS ETC...) – e assim as conquistas feitas por essa ala que por mais oposição que pareça, ambos acabam trazendo as mesmas coisas e a nossa cidade ou nossa região deveria sim, fortalecer muito mais os representantes na câmara federal.

03 - O que o mesmo chama de irresponsabilidade, chamamos de oportunidades – pois não seria perder a EMBRAPA – onde as funções e cargos permanecerão os mesmos, e nem criar cargos de vereadores, prefeitos e vice – mas sim gerar mais empregos oriundo de uma distribuição justa do dinheiro público – seria aproximar mais as soluções para os problemas da sociedade civil – tornando-o administrativamente mais visíveis e solúveis ao que a população precisa. Ainda faço menção às cidades emancipadas tipo Dormentes, Afrânio, Lagoa Grande, que o mesmo não vê o grande numero de geração de emprego pela qual saem de Petrolina, vários cargos mais especializados, tipo médicos, engenheiros, advogados, professores etc. Estes muitas vezes estão no exercício profissional devido à necessidade fortalecida por conta das emancipações – já imaginou só Petrolina - seriam muitos desempregados pois nossa prefeitura não comportaria o quadro existente somados cada cidade dessas citadas.

Em fim saliento ao nobre leitor, de um recurso da União, esses intactos, pois com o desmembramento a cidade mãe não perde receita – continua com o mesmo coeficiente por ser direito adquirido e de tabela se livra de despesa e ainda gera oportunidades de emprego e renda para as regiões – uma vez que as novas cidades já vão nascer com um percentual independente e vai impedir inclusive que o nosso dinheiro público que sai de nossos impostos, seja difundidos na imprensa do país como dólar na cueca, máfia das samguessugas e vários escândalos em favor de poderosos que se apossam dos nossos recursos – pois eles por lei tem que ser distribuídos de forma justa e necessária.

Júlio César - Presidente da União Pernambucana em Defesa da Criação de Novos Municípios – UPEDNMU

© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.