Blog do Geraldo José - Imprimir Matéria

ESPAÇO DO LEITOR: METEOROLOGIA POLÍTICA

publicado em 10 de Outubro / 2011 às 20:30 | Espaço do Leitor
Caro Geraldo,
 
Como vc é antenado com as movimentações da região, eis minhas reflexões sobre os últimos acontecimentos do lado de cá das águas.
 
Abraços,
 
Babá
 
 
METEOROLOGIA POLÍTICA
 
Com o fim,na noite dessa sexta-feira, da necessidade de abrigo partidário para quem pretende disputar cargo eletivo no próximo ano, começam a dissipar as nuvens escuras que pairaram, principalmente, sobre Petrolina nos últimos dias, com ameaça de fortes tempestades.
 
Agora o tempo começa a clarear e vai possibilitar que melhor enxerguemos o novo cenário em formação. Por aqui, que parecia ser o epicentro da tormenta, chegou somente ventos fortes e o ressoar dos trovões que ribombaram no interior da Frente Popular em diversas regiões do estado.
 
A discutidissima migração do Dep. Odacy Amorim do PSB para o PT, saindo na chuva para se molhar, constituiu-se em uma pequena parte visível do enorme iceberg que virá a ser o processo eleitoral de 2012, já em curso, e que trará as eleições de 2014 em seu bojo.
 
Aliás, o que assistimos nas últimas semanas foi mesmo uma grande movimentação, objetivando o fortalecimento, no cerne da abalada Frente Popular, das pré-candidaturas ao Governo Estadual em 2014 dos Senadores Humberto Costa e Armando Monteiro e do Ministro Fernando Bezerra (esses três já em movimentação não tão discreta), além do Dep. João Paulo, que é, como se diz no jargão turfista, “azarão que corre por fora”.
 
Diz-se na política que só se vai à casa alheia quando a sua já está devidamente arrumada. E nesse momento, a ida do Dep. Odacy Amorim para o PT pode significar dificuldade de arrumação na casa petrolinense do Ministro Fernando Bezerra, pois, em tese, o fortalecimento do PT local, com o decisivo apoio do Sen. Humberto Costa, pode desaguar em competitiva candidatura a prefeito e, como dizem os estrategistas de guerra, ele finca uma “cabeça de ponte na retaguarda das linhas inimigas”. Talvez a consciência dessa possibilidade ameaçadora explique a nada usual reação do Ministro nos últimos dias.
 
Perseguindo um projeto nacional, o Gov. Eduardo Campos terá que bem usar seu poder e sua reconhecida habilidade política para terminar o governo como argamassa com a qual se ligam as forças que ergueram e mantém de pé a casa que agora precisa estar muito bem arrumada para lhe oferecer as condições de ir para as casas alheias.
Como se vê o tempo vai permanecer instável, nublado e sujeito a ocasionais chuvas e trovoadas podendo ainda muita gente ficar molhada.
Petrolina, 08 de outubro de 2011.
 
Omar Torres - ex-coordenador da RIDE
Foto de arquivo do blog

© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.