Blog do Geraldo José - Imprimir Matéria

ALELUIA DENUNCIA QUE OBRAS DA TRANSPOSIÇÃO ESTÃO PARADAS

publicado em 02 de Junho / 2010 às 09:40 | Política

O deputado federal José Carlos Aleluia (DEM) denunciou a paralisação das obras da transposição do Rio São Francisco devido ao atraso de pagamentos do governo federal. A falta de repasse de verbas de R$ 68 milhões ao consórcio Águas do São Francisco resultou na demissão de pelo menos 90% dos trabalhadores da intervenção, o que soma cerca de 1,3 mil pessoas desempregadas. “É inacreditável que essa obra tenha sido considerada prioridade do governo do PT, que os altos escalões da administração pública tenham anunciado a importância do empreendimento para o Nordeste e hoje o projeto esteja paralisado, provocando transtornos a milhares de famílias da região, que vivem necessidades extremas e dependem desse emprego”, disparou o democrata. Ainda de acordo com ele, a situação demonstra que o povo nordestino permanece como massa de manobra e que precisa urgentemente se conscientizar do fato para evitar “falsos salvadores da pátria”.

O Ministério da Integração Nacional declarou oficialmente que, apesar das denúncias do deputado, as obras da Transposição do Rio São Francisco continuam normalmente e em ritmo acelerado. Além disto, a pasta, por meio de sua assessoria de imprensa, declarou que nunca faltou dinheiro à obra e que, portanto, as empresas envolvidas no empreendimento estão sendo pagas sem nenhum atraso. “O ritmo das obras está dentro do cronograma”, disse o ministro João Santana, que afirma ter visitado o canteiro de obras há 13 dias e constatado o andamento positivo nas intervenções do Velho Chico. Na companhia de Santana estava o ministro do Tribunal de Contas da União, que leu em plenário um texto em que dizia estar impressionado com o ritmo das obras e convencido do empenho da pasta em encerrá-la o mais rápido possível.

© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.