Blog do Geraldo José - Imprimir Matéria

Reminiscência... Um singelo registro e homenagem a Durval Barbosa da Cunha

publicado em 20 de Junho / 2016 às 22:00 | Reminiscências

Nascido em 18/08/1922 no Distrito de Rancharia em Juazeiro - BA. Filho do Sr. Bernardino Barbosa da Cunha e de D. Maria da Cunha Barbosa. Estudou  na Escola Professor Aristóteles Pires de Carvalho (primário), Escola Técnica e Comércio e Colégio Dom Bosco em Petrolina PE. Eleito vereador pelo Partido Trabalhista Brasileiro-PTB, 1947-1951. Deputado estadual, pelo Partido de Representação Popular-PRP, 1963-1967. Tabelião do Cartório de Notas do 2º Ofício, 1954-1979. Prefeito Municipal de 1973 a 1977, sendo um dos marcos de sua gestão a fundação do Colégio Municipal Paulo VI (1976).  Membro da Loja Maçônica Segredo, Força e União, sócio da Sociedade Apolo Juazeirense e Círculo Operário de Juazeiro e do Clube dos Caçadores de Juazeiro.

Casado com a Professora Jandyra Borges da Cunha e pai de Dirley Cunha, Lourival Cunha, Dirlene Borges Lima, Delma Borges Barros, Dione Borges Gonçalves, Diney Borges, Deane Borges, Daise Borges, Deisimar Borges (in memoriam) e Durjandy Borges.

Faleceu em 18/06/1979

Fonte: Assembléia Legislativa da Bahia. Sr. Durjandy Borges. foto acervo do Círculo Operário (ficha de inscrição à entidade em 1952).

Publicado em https://www.facebook.com/Reminisc%C3%AAncias-de-Juazeiro-545239552252944/

No ano em que se comemora os 40 anos de fundação do Colégio Municipal Paulo VI, trazemos um trecho do livro "Memória Histórica de Juazeiro" de João Fernandes da Cunha lançado em comemoração ao Centenário da cidade (1978).

Foto sem data nem identificação de autor.

"COLÉGIO MUNICIPAL PAULO VI"

Construído e inaugurado em 25 de janeiro de 1976, na gestão do Prefeito DURVAL BARBOSA DA CUNHA, obra de vulto e que, por si só, consagra uma administração municipal.
Dispõe o Colégio de sessenta e cinco dependências, inclusive, amplo auditório e quadras de esportes. É um estabelecimento modelar e a sua construção custou à Prefeitura Municipal quantia superior a 2 milhões de cruzeiros.
O Colégio Municipal Paulo VI foi inaugurado com grandes festividades, por se tratar de uma iniciativa arrojada, sem paralelo em todos os municípios da região sanfranciscana, e que veio suprir as necessidades atuais do ensino, em Juazeiro, no plano municipal.
Funciona em turnos matutino - em convênio com o Governo do
Estado -, vespertino e noturno, para alunos do 29 grau, com capacidade para 640 alunos, em cada turno. Ao ser inaugurado, imediatamente instituiu o Colégio Paulo VI os cursos profissionalizantes de SECRETARIADO e de ASSISTENTE DE ADMINISTRAÇÃO.
Com a iniciativa da construção desse estabelecimento foi aumentada, extraordinariamente, a capacidade escolar, em nossa cidade, e no ano letivo de 1977 estavam matriculados, em Juazeiro, nos colégios públicos :
No 1º grau - Nível 1 - 3.939 alunos
No 2º grau - Nível 2 - 1.969 alunos
Não estão aí incluídas as matrículas no 1º e 2º graus nos colégios
da rede particular de ensino, cuja contribuição é, também, bastante expressiva.
Existiam em Juazeiro, no ano de 1977, regendo classes, 502
professores, além de 33 que se encontravam em funções de  direção, e 241 salas de aula.
O Colégio Pau lo VI , portanto, veio contribuir, decisivamente, para a demarragem da instru ção, facultando maior larguesa na preparação de recursos humanos, para as grandes metas do nosso desenvolvimento econômico-social."

Colaboração da leitora Lais Lino

© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.