Blog do Geraldo José - Imprimir Matéria

SINTRAB VERSUS PREFEITURA DE JUAZEIRO: O IMPASSE PERMANECE.

publicado em 13 de Setembro / 2017 às 06:00 | Variadas

O impasse entre o Sindicato dos Trabalhadores na área de Saúde (Sintrab) e a Prefeitura de Juazeiro tem tudo para continuar. Na tarde desta terça-feira (12) o diretor financeiro da entidade Ronivaldo Ferreira participou do Programa Geraldo José (Transrio FM/Juazeiro AM) quando durante entrevista disse “estranhar” a decisão do Tribunal de Justiça da Bahia, por meio do Desembargador Ivanilton Santos da Silva considerou a greve da categoria ilegal.

“Estranhamos a posição do Tribunal porque em nenhum momento a categoria deflagrou greve por tempo indeterminado, muito pelo contrário, nós estamos promovendo paralisações porque os trabalhadores da saúde continuam sem condições de exercer a sua função em algumas unidades. O exemplo é a UBS do São Geraldo, que depois de invadida a semana passada, houve um compromisso do governo de colocar a Guarda Municipal para garantir a segurança dos trabalhos e este compromisso não vem sendo honrado. Mas não é apenas questão de estrutura, tem a carga horária de trabalho e a questão da remuneração, entre outras pendências” pontuou Ronivaldo Ferreira.

O advogado do Sintrab-Saúde, Pedro Cordeiro, também participou do Programa e disse que há um equívoco na decisão do TJ-BA. “Amigo Geraldo, na verdade houve um equívoco na decisão, até porque o sindicato ingressou no dia 07/08 com uma ação ordinária que está com a desembargadora Sandra Inês Moraes Rusciolli. O município, por sua vez, ingressou no dia 21/08 com Ação Declaratória de ilegalidade da greve, a ação do município foi apreciada primeiro, recorremos desta, e de outra forma vai ser julgada a nossa ação o que poderá causar conflitos de decisões, ou decisões antagônicas dentro da mesma instância” explicou.

Por meio de nota, o Secretário de Governo Clériston Andrade contestou as alegações do sindicato. “Geraldo, a equipe da Guarda Municipal está na unidade do São Geraldo, de acordo com a própria comandante Josilene Lins. Estivemos lá e acordamos medidas com a equipe, a serem implementadas nos próximos dias.

Sobre a mesa de negociação, ela necessita que a interlocução se dê de maneira respeitosa e esta tem sido a postura da administração.

Sintase, Sindmed e SEEB mantiveram-se no diálogo conosco sempre sob esta premissa. Os avanços são testemunhados pelas entidades.

Aprovamos os reajustes salariais e do auxílio alimentação, regulamentando-o também para enfermeiros e odontólogos.

Os profissionais das UBS, respaldados em portaria do Ministério da Saúde, trabalham por 32 horas semanais e 8 de autogerenciamento.

Os postos têm expediente de 8 horas diárias, conforme determinação judicial. Isto inviabiliza o horário corrido pretendido pelo Sintrab, até que consigamos reverter tal decisão.

Questões como a insalubridade já foram esclarecidas, com o cronograma de avaliação já comunicado aos sindicatos.

O pagamento do prêmio dos ACS, conforme já explicado e acordado com o Sintase, de acordo com a lei, depende do repasse do governo estadual, ainda não realizado. Assim que ele for efetuado, os servidores o receberão de forma imediata.  

Diferente da ampla maioria dos municípios do Brasil, afetados pela crise econômica, Juazeiro garantiu reajustes e garantia de direitos aos servidores municipais” explanou Clériston Andrade.

Da redação Fotos: Geraldo José

© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2017. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.