Blog do Geraldo José - Imprimir Matéria

Mais da metade dos deputados serão enforcados nas urnas em 2018

publicado em 07 de Dezembro / 2017 às 09:00 | Espaço do Leitor

A vida política dos deputados federais, que apoiaram a derrubada de Dilma Rousseff, apoiam abertamente ou de forma velada o governo de Michel Temer, e do mesmo modo, vem decisivamente apoiando as reformas estruturais que estão diminuindo o tamanho do Estado na condução de políticas estruturais em favor do povo brasileiro, não está definitivamente nada fácil.

E provavelmente todos eles terão muitas dificuldades para convencer aos brasileiros de que devem voltar a representar os mesmos no Congresso Nacional a partir de janeiro de 2019. Prova mais do que cabal disso são os recentes eventos em que muitos deles estão participando e o povo sem nenhuma piedade não mais bate palmas como partícipes de auditório, mas simplesmente os deixam em situações constrangedoras pelas vaias recebidas.

Não está sendo realmente nada fácil acreditar que as coisas em 2018 serão da mesma forma de eleições anteriores aonde o dinheiro podia comprar propriamente dito mandatos de deputados, porque com a ascensão das redes sociais, e o terrorismo midiático diário falando de corrupção, de malas de dinheiro, de quebra de direitos elementares, e outras coisas mais cabeludas, o povo está definitivamente deixando de ser massa de manobra das aves de rapinas que acham que leram demais Maquiavel, e se esqueceram dos próprios ensinamentos do homem de Florença.

Para aumentar ainda mais a dor de cabeça de deputados que não representam o povo, a pior e mais cruel reforma estrutural que querem impor aos brasileiros sem um diálogo convincente com a sociedade, a Reforma da Previdência, deverá ser colocada em pauta bem em cima das eleições que escolherão os próximos representantes do povo no Congresso Nacional. Além disso, os financiadores de campanhas eleitorais, que fazem por licitações e outros instrumentos de obtenção de recursos públicos, deverão pensar duas vezes antes de fazer isso nas próximas eleições. O medo de ser preso, exposto na jaula pública, e perder tudo em pouco tempo falará mais alto.

E outra coisa, Michel Temer não está nem aí prá nada, pois não é candidato a praticamente nada. E se for é somente para querer atrapalhar alguns para outros vencerem e ele ser embaixador da República numa capital européia. Ele não está nem mais levando vaias, porque não sai mais em público, e ainda vai colocar arame farpado em torno do Palácio do Jaburu, enquanto outros como o deputado Arthur Maia (PPS-BA) está passando vergonha pública, levando vaias por onde passa. Quem viver mais tempo, verá os enforcamentos das urnas!

Por Genaldo de Melo

© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2017. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.