Blog do Geraldo José - Espaço do Leitor
Vale do São Francisco - 23 de Março de 2019
|
Redação: (74) 3613-3479

Espaço do Leitor

publicado em 10 de Março / 2019 às 23:00

ARTIGO – DEPOIS DO CARNAVAL

Uma definição que sempre ganhou corpo no país é a de que no Brasil as coisas só começam a funcionar mesmo, após o Carnaval. Diante desse conceito, poderíamos considerar que a partir de 1º. de janeiro até fevereiro, as atividades ficam mais suaves, quase se configurando como um grande feriadão. Entre as pessoas o diálogo mais comum é a indagação sobre o “que você vai fazer nos dias do carnaval”, seja para os que dele participam ou para aqueles que aproveitam do período para uma boa curtição nas praias, nos rios ou mesmo no conforto de suas casas.

Mas, enquanto a maioria voltou ao trabalho já na “quarta-feira de cinzas”, o Congresso Nacional, por exemplo, DESCANSOU um pouco mais, e só retornará às atividades nesta segunda-feira 11/03, depois de ter curtido o Recesso Parlamentar entre 23/12/18 a 01/02/19. A nova Câmara sofreu uma acentuada renovação, não só no número de 244 Deputados de primeiro mandato (47,6%), como passou a ter uma média de idade de 49 anos. Dentre os jovens há a Deputada Luisa Canziani (PTB-PR), com apenas 22 anos, em contraponto a outra Luiza, a Erundina (PSOL-SP), que, aos 84 anos, é a Deputada mais idosa do Legislativo. 

Nesse primeiro mês de trabalho em fevereiro, só se viu nas tribunas os jovens novatos no cargo, empolgados pela vontade de se apresentarem ao cenário político nacional. Quero acreditar que essa renovação seja legítima, inclusive face a previsão de sair a PEC DOS PENDURICALHOS, ou ANTE PRIVILÉGIOS, a iniciar coleta de assinaturas pelo jovem Deputado Pedro Cunha Lima (PSDB-PB). Na oportunidade, disse ele que tomou posse em 2015, no primeiro mandato na Câmara, e ontem, regiamente, foi-lhe creditada a verba do “Auxílio Mudança” de R$ 33,7 mil. No mínimo, uma excrecência, visto que o fator mudança não precisa acontecer para que o crédito seja liberado! É aí onde lembramos do velho ditado: “coisa boa é atirar com a pólvora dos outros”.

Ler Matéria Completa
publicado em 10 de Março / 2019 às 13:00

Venezuela - Paraíso, inferno e juízo final (3ª e última Parte)

O vice-presidente na Venezuela não é eleito pelo povo. Ele é escolhido pelo presidente do país e poderá ser deposto pela Assembleia Nacional, desde que obtenha ¾ dos votos. Segundo a constituição de 1999, se a Assembleia Nacional depor três vice-presidentes em um único mandato, o presidente poderá dissolvê-la. Ou seja; se os membros da Assembleia Nacional se meterem a besta e não aprovar o nome que o presidente está indicando, será extinta.

Seguramente, Nicolás Maduro Moros foi o mais importante entre os três vice-presidentes que assumiram interinamente o cargo de presidente. Ele era amigo pessoal do presidente-ditador Hugo Chávez e foi escolhido por este, para ser o seu sucessor, caso algo acontecesse a ele na quarta e última cirurgia que iria fazer em Cuba.

Nicolás Maduro, na condição de vice-presidente assumiu a vaga de Hugo Chávez, em 05/03/2013, em razão da morte deste, em Havana (Cuba), em consequência de um câncer na região pélvica e de uma infecção respiratória aguda.

Ler Matéria Completa
publicado em 10 de Março / 2019 às 11:00

ESCURIDÃO PROVOCA MEDO NO BAIRRO JOÃO XXIII EM JUAZEIRO (BA)

Jacqueline Morgado, moradora do bairro João XXIII, encaminhou foto e mensagem ao Blog GJ dizendo do pavor que tomou conta dos moradores da comunidade e dos usuários nos transportes coletivos, por conta da escuridão. Confira: “Geraldo estou aqui mais uma vez para falar sobre o ponto de ônibus no bairro João XXIII, que fica próximo a estação velha. Sempre aguardo o ônibus para ir ao curso e tenho medo, pois é muito escuro e não tem nenhum poste com refletor. Já houve assaltos ali próximo e me pergunto como vou me sentir segura num local deste? Peço Socorro”.

Da redação
publicado em 10 de Março / 2019 às 07:00

LEITORA DE CARNAÍBA DO SERTÃO REIVINDICA CONCLUSÃO DE OBRA EM ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL

A leitora Francimara Santana encaminhou mensagem e fotos ao Blog GJ reivindicando a conclusão de obra na escola do distrito de Carnaíba do Sertão. Ela alega que a paralisação da obra está trazendo prejuízo ao alunado da comunidade. Veja: “Geraldo, gostaria de comunicar o descaso que a prefeitura está tratando a população de Carnaíba do Sertão. Há um tempo foi iniciada uma obra em uma escola de tempo integral na nossa localidade e a mesma ainda não foi concluída. Nossas criancinhas de 5, 6 anos estão tendo de estudar no colégio municipal de Carnaíba sendo que a obra que estava sendo feita e que agora está parada já era para estar concluída. Gostaríamos de deixar aqui a nossa indignação com relação a total falta de compromisso dos responsáveis. A obra está parada e sem previsão de ter continuidade e nossas crianças precisam de um lugar apropriado para estudar”.

Da redação
publicado em 09 de Março / 2019 às 23:00

JÁ ERA CARNAVAL, CIDADE. ACORDA PRA VER...

Como estás, queridíssimo amante das letras? Espero-o bem...se possível! Saudades. De prima, esclareço que o presente texto versará politicamente sobre duas vertentes: Brasil e Juazeiro-BA. Combined total em abrir as comportas pelo Brasil, brother? Otonce, belê.

Temos apenasinho dois meses e cacetada desde que Jair e o clã Bolsonaro adentrou o Palácio do Planalto. De cá pra lá, um arrojo de iniquidades, intolerâncias, pornografias, desequilíbrios, defesa dos maus costumes, afrontamentos aos Direitos Humanos, recuos desmoralizantes e vergonhosos, imbecilidades, escrotices, incompetências em banda larga, inoperâncias bandidas, ditaram as ordens e, pasmem!, desordens tais que enojam envermelhando até os mais deslavados amarelos-verdes fiéis discípulos do esfaqueado(?). Jair Messias Bolsonaro, nesse propício momento merecidamente promovido a Capetão, até então solamente mostrou o seu indissolúvel "potencial" odiento, preconceituoso, difamatório, belicista, venerador de torturadores, ditadores e milicianos. Um presidentinho mixuruca, despreparado, sociopata, sem a mínima educação moral e sanidade mental, num incansável defecar pela boca pela qual ostenta em volumosos decibéis um comando de voz em relinchos. Numa clara e evidente ardil perseguição ideológica deflagrada contra o idealismo socialista, pautada descaradamente em energúmenos gurus e seguidores olavistas cavalos, o esdrúxulo dilacerante governo busca a todo custo recriar um país entreguista, colonizado, submisso e desprovido de soberania. Para isso, lança mão e pé com chulé de uma tática política ditatorial disseminando o medo e o terror com explícitos estímulos à alienação e estigmatização de professores, artistas, ambientalistas, pensadores liberais, sindicalistas, ativistas culturais, ONGS e religiões que não, será tem mesmo alguma índole cristã?, a sua e dos seus pastores ávidos por pastos fáceis.

Ler Matéria Completa
publicado em 09 de Março / 2019 às 13:00

Venezuela - Paraíso, inferno e juízo final (2ª Parte)

Por coincidência ou não, no dia 02/02/1999, eu estava em Caracas e tive a oportunidade de assistir à posse de Hugo Rafael Chávez Frias, sendo este, o primeiro de seus quatro mandatos, como presidente da Venezuela. Foi algo indescritível e emocionante. Até os dias atuais nunca vi uma manifestação pública tão gigantesca e alegre. Para se ter uma ideia do clima dessa festa, multiplique por 10, a empolgação que o povo brasileiro teve com a conquista do tricampeonato mundial de futebol do Brasil, no México, em 1970.    

Neste dia da posse (toma de posesión), Hugo Chávez fez duas promessas o que levou todo o país a loucura: prometeu acabar com a pobreza e com a corrupção pandêmica de seu país. O discurso era tão contundente que me levou a comentar com um venezuelano que estava ao meu lado. Disse-lhe: queria que o Brasil tivesse um presidente deste jeito. O desconhecido se virou para mim e como não quisesse perder nenhum momento do discurso do “Comandante Chávez”, respondeu rapidamente: - Dios quiera que sí (Deus queira que sim).  

Ler Matéria Completa
publicado em 08 de Março / 2019 às 23:00

AMAR DE VERDADE UMA MULHER

Para uma que se foi... outra aqui e quiçá uma que ainda virá!!!!

AMAR DE VERDADE UMA MULHER

 (Maurício Dias)

Amar de verdade
Uma mulher
Para muito 
Além de beijar
Seu corpo lindo
De quase limbo
Declarar amor infindo
felicidade
Mesmo  quando  
Vê-la partindo.......
Porque na verdade 
Amar uma mulher
É compreender
Sem tirar nem por
Um momento se quer
De alguma partícula da
Sua impávida beleza
De onde nasce
Um fiozinho do seu cabelo
Até o dedinho do  seu  pé...
Natureza de mulher 
Até mesmo quando mentindo
Verossímil 
O seu desejo deve ser
quando ela não quer
você demonstrar ainda mais 
O seu querer
Com fulgor de juventude
Para muito além do envelhecer
Um nó cego sem dó no seu destino
Ela sempre mulher
E você eterno menino
Mas por sortilégio e desatino
Futilidade e má fé
De tudo isto o mais difícil é...
...encontrar para merecer este amor
O amor  verdadeiro
...de uma verdadeira mulher.

publicado em 08 de Março / 2019 às 13:30

Venezuela - Paraíso, inferno e juízo final (1ª Parte)

Acompanhando a situação atual da Venezuela (que já era uma tragédia anunciada), percebo que tem muita gente opinando, sem conhecer esse país nem as causas dos problemas. Assim sendo e conhecendo um pou-co dessa realidade, decidi dar um pitaco a esse respeito.  

Conheço a Venezuela desde 1992, época do presidente Carlos Andrés Pérez. Viajei inúmeras vezes de carro próprio para esse país, saindo de Roraima com destino a Ciudad Guayana, Puerto La Cruz, Ilha de Margari-ta, Caracas e Valência. Nessa ocasião, um litro de gasolina pura custava 0,08 cruzeiros, fator esse que estimulava muita gente a viajar para conhe-cer esse mundo encantado. Outros motivos que estimulavam os brasilei-ros do norte a viajarem para a Venezuela, eram os preços baixos dos bens de consumo, o câmbio da moeda cruzeiro/bolívar a nosso favor e os banhos de mar. Por isso, a Venezuela era invadida mensalmente por 5 mil amazonenses e roraimenses.

Alguns brasileiros que moravam no centro-sul deste país, viajavam a Ve-nezuela, com o objetivo de jogar em cassinos e comprar coisas baratas na Ilha de Margarita. Esses brasileiros viajavam através da Varig, saindo de São Paulo, com destino ao Aeroporto Internacional Simón Bolívar, em Maiquetia (Caracas). Daí seguiam para a Ilha de Margarita em companhi-as venezuelanas (viasa ou aeropostal), num voo de 40 minutos sobre o mar azul-degradê do Caribe.  

Ler Matéria Completa
publicado em 08 de Março / 2019 às 13:00

ESPAÇO DO LEITOR: INAUGURAÇÃO DO CAMELÓDROMO DOIS DE JULHO PELA METADE?

Em e-mail ao Blog o leitor Eraldo Pereira, membro da Associação dos Comerciantes do Camelódromo Dois de Julho reclama das obras de recuperação do entreposto comercial. Veja:           

Mas uma vez a prefeitura quer fazer os permissionários do camelódromo de bobos, iludindo-os. Sempre próximo de período de ELEIÇÃO, a administração pública municipal vai para o camelódromo bancar de preocupada. Associação dos comerciantes do camelódromo vem lembrar ao senhor prefeito, que o mesmo não vai enganar os permissionários do camelódromo.

O camelódromo não vai ter obra inaugurada pela metade. Um dos problemas principais e a parte elétrica. Com a nova reforma os permissionários estão apavorados e inseguros da forma que foi executada.

VEJA A RECLAMAÇÃO NA ÍNTEGRA AQUI

NOTA AMA

A Autarquia Municipal de Abastecimento/AMA informa que a direção já visitou o espaço e está fazendo o levantamento de todas as questões em relação ao Camelódromo 2 de Julho, tanto da estrutura da praça, como a rede elétrica e os novos  boxes. A AMA informa ainda que a obra será entregue em condições seguras e adequadas para os permissionários e visitantes do espaço.

-- 

publicado em 08 de Março / 2019 às 12:00

ESPAÇO DO LEITOR: Descaso do poder público no bairro Pedra do Lord, SAAE e Sedur enviam nota

Veja a foto de como se encontra o bairro, bem em frente ao condomínio Country Club.

Vários moradores dos bairros Pedra do Lord, Expedito Nascimento e Palmares enviaram reclamações sobre a obra inacabada da avenida Sebastião Almeida Branco. O leitor Ricardo Ferreira enviou ao nosso blog também uma foto que mostra o descaso do poder público para com a população. De acordo com o relato, "graças a uma obra interminável na avenida Pedra do Lord", os moradores daquela localidade amanheceram sem água. 

Rediandro Machado também se manifestou: "Sou morador do Condomínio Assunção de Maria e nossa avenida está em estado de socorro. Um absurdo isso, desde novembro que estamos passando por esta situação. Isso é por onde estamos passando hoje".

NOTA SEDUR E SAAE

A Secretaria de Obras e Desenvolvimento Urbano (SEDUR) informa que é sensível a todos os transtornos elencados pela comunidade, mas que os mesmos são temporários e tornam-se pequenos quando comparados aos benefícios que a obra irá proporcionar quando estiver finalizada. 

A Sedur informa ainda que atualmente está em execução o trecho final da etapa mais importante da intervenção que é a drenagem, onde cerca de 2,5 Km de extensão distribuídos em 4 trechos estratégicos das 3 vias serão responsáveis por coletar todo o volume de água proveniente das chuvas e assim solucionar um problema crítico que assola todos os moradores da área há décadas.

A requalificação e urbanização das avenidas que dão acesso aos bairros Pedra do Lorde, Palmares e Quidezinho, vai beneficiar ainda as Avenidas Manoel Severo, Miguel Silva Souza e Sebastião Almeida com: ciclovias, calçadas, nova pavimentação, sinalização e revisão de toda rede de água e esgoto. A SEDUR

Já o Setor de Águas e Ramais do Serviço de Água e Saneamento Ambiental-SAAE/Juazeiro informou que, logo que as equipes tomaram conhecimento do vazamento de água na Avenida Sebastião Almeida Branco, que está passando por requalificação, se deslocou ao local, retirou o vazamento e o abastecimento voltou à normalidade por volta das 10h desta sexta-feira.

publicado em 08 de Março / 2019 às 10:32

ESPAÇO DO LEITOR: CRÔNICA DA AMIZADE

CRÔNICA DA AMIZADE

Ao longo da nossa vida, a vivência dos fatos se nos apresentam com algumas características bem particulares. Inclusive, alguns deles servem para nos trazerem certas perspectivas, para que com elas possamos amadurecer.

Nada melhor para o enlevo do nosso espírito que a música. Dito, por inúmeros estudiosos e artistas que, este dom angelical, soa aos nossos ouvidos como o suave perfume de flores dos campos na primavera, e com suas variações, nos transportam em nossos pensamentos para outros planos e outras eras, fazendo-nos vaguear por “mares nunca d’antes navegados”, no infinito de nossas emoções.

Ler Matéria Completa
Carlos Augusto Cruz Médico/Advogado
publicado em 07 de Março / 2019 às 23:00

Artigo - Sei que nada sei

Pare!

Emitir parecer, opinar e sugerir são manifestações comuns e corriqueiras, principalmente quando quem as realizam tem convicção e conhecimento daquilo que está defendendo ou propondo. Não adianta querer expressar e discutir sobre o que não possui conhecimento suficiente para tal, pois correrá o risco de ser chacoteado e acabar como um arrogante e soberba.

Além de improvável, chega ser hilária a conversa entre dois profissionais de atividades distintas como o engenheiro e um dentista discutindo sobre a quantidade de concreto para preenchimentos de uma coluna e a quantidade de massa para obturar um dente. Um dando pitaco na profissão do outro. Provavelmente este momento não acontecerá, pois são ofícios completamente diferentes. 

Ler Matéria Completa
publicado em 07 de Março / 2019 às 15:30

ESPAÇO DO LEITOR: O GRANDE HOTEL DE JUAZEIRO TEM UMA HISTÓRIA MAIOR E JÁ HOSPEDOU CELEBRIDADES DA NOSSA MÚSICA PLANETÁRIA

O leilão do Grande Hotel de Juazeiro cujo processo se encerrará na próxima segunda-feira, dia 11, motivou o poeta Maurício Dias a se manifestar. Confira:

O Grande Hotel de Juazeiro tem uma história maior e já hospedou celebridades da nossa música planetária. Que ele não acabe como o Country Club e sua ilha, onde crianças brincavam, famílias se encontravam e muita gente praticava esportes. A "Justiça Federal"  fez virar uma "ruína " para usuários de "crack" e a sociedade juazeirense ficou muda. Por isso entramos pelos dois canos do cais.

Maurício Dias (Mauriçola)

POR MAURICIO DIAS CORDEIRO
publicado em 07 de Março / 2019 às 09:55

MORADORA RECLAMA DA OBSTRUÇÃO DE ESGOTO NO JOÃO XXIII EM JUAZEIRO (BA)

Em e-mail ao Blog Geraldo José moradora do bairro João XXIII reclamando da obstrução da rede de esgotamento sanitário. Confira: “Geraldo eu sou Carla moradora do Bairro João XXIII. Tenho uma reclamação a fazer sobre o SAAE. Já liguei para o órgão reclamando do esgoto entupido, eles vieram e desentupiram, só quando é no outro dia entope de novo. Retornei a ligar na sexta- feira 01/03. Quando foi na segunda- feira 04/03 ele vieram e não desentupiram só olharam. Prefeito vamos ajeitar o bairro? As ruas do Bairro João XXIII  já estão cheias de buracos e agora cheia de fezes. Obs: O esgoto entupido fica na Rua Dr. Loreto, nos fundos do antigo Cafona. O esgoto entupido é o geral que fica no meio da rua”.

Nota SAAE:

Com relação ao esgoto obstruído na Rua Dr. Loreto no bairro João XXIII, o SAAE informa que uma equipe esteve na manhã desta quinta feira (7) realizando o serviço. O Setor de Esgoto do Serviço de Água e Saneamento Ambiental – SAAE/Juazeiro esclarece que o serviço não tinha sido realizado antes porque precisava também da equipe de pedreiro para o devido conserto.

-- 

Da redação
publicado em 07 de Março / 2019 às 08:00

ARTIGO - O DIABO VENCEU JESUS? SEGUNDO A GAVIÕES DA FIEL, SIM!

Como eu sou um profundo amante de uma boa polêmica, começo esse artigo com a seguinte afirmação: A degradação de um povo começa na sua cultura. E falo a palavra "cultura" sob diversos aspectos como a música, a TV, o cinema, o rádio, o teatro, os shows, as festas e nesse caso o Carnaval! Um dia desses, ao precisar recuperar um sapato velho, constatei a dificuldade de se encontrar aqui em Juazeiro-BA, nos dias de hoje um bom sapateiro. E isso me fez refletir por alguns instantes até nas profissões em vias de extinção que antes eram expressões de uma cultura bem alicerçada. Hoje em dia parece que os "artistas profissionais" estão tão escassos em suas criatividades que apelam para o inusitado, o inimaginável e nesse caso que estamos tratando, na ofensa a fé de um povo brasileiro que em sua maioria se declara cristão.

Infelizmente, nós assistimos pela TV essa aberração travestida de arte, protagonizada pelo enredo de uma Escola de samba paulistana de nome GAVIÕES DA FIEL, que a meu ver, trata-se de um grêmio recreativo administrado pelo Esporte Clube CORINTHIANS. No caso, os comentaristas globais chegaram a dizer que a figura torturada seria o santo católico Antão. Porém, os próximos sambistas da escola confirmaram que o personagem retratado era Jesus Cristo. Segundo um dos sambistas, a intenção era puramente chocar o público com a cena. E qual foi a reação dos cristãos e líderes espirituais? Nada! Ninguém reagiu a essa demonstração de ruína social, moral e cultural de algumas pessoas insatisfeitas com a vida e com a realidade que lhes rodeia. Um dos principais fenômenos decorrentes do desenvolvimento desordenado, implantado "de fora para dentro", em função de interesses externos contra uma determinada coletividade, é o de levar, inevitavelmente, à ocorrência da despersonalização da cultura.

Ler Matéria Completa
publicado em 06 de Março / 2019 às 22:30

APAMI – URGENTE, URGENTÍSSIMO!

O homem quando constrói para o bem, imita a Deus no gesto da criação. Tudo o que a APAMI constrói é para o bem. Sempre foi assim! A filantropia da APAMI tem como sustentação maior, a amizade que doa, se desapega, e se depreende, notadamente, no momento da adversidade.

Para enfrentar mais uma seca financeira por demais severa, a APAMI precisa dos amigos já testados, e de muitos outros novos amigos que podem certamente se somar a aqueles que têm e notadamente são agraciados pelo sucesso financeiro.

Venha ser amigo da APAMI doando um quinhão de suas reservas. O Hospital Dom Thomas merece o prestígio de sua bondade. E precisa ser concluído com o apoio da sua ajuda financeira.

Ler Matéria Completa
publicado em 06 de Março / 2019 às 21:30

O barba azul, a carne e a folia

*Carlos Laerte

O azul do céu era o mesmo a reluzir na barba espessa e branca do cavalheiro de listas à espera na calçada do Cubículo. O Carnaval estava só começando e, ainda que nascente, nos despedimos entre abraços e desejos de uma boa folia quando já anoitecia na velha nova Petrolina Antiga. Ali no mesmo canto e sobre as pedras ainda não asfaltadas por onde um dia passaram Piratas Reis do Samba, Lacerdinhas, Ioiôs e Marias Magas.

O ágil e desengonçado Zenildão caía no chão toda vez que uma moça passava e ali ficava fazendo de conta que era um desmaio, mas no fundo era apenas matreirice só pra ver o que vinha por baixo da saia das passistas. Os meninos de  Atrás da Banca saíam pelas cercanias de noitinha simulando uma briga com um pau ameaçando o outro. E aí, quando os desavisados das ruas da frente percebiam, já estavam com as mãos sujas e mal cheirosas.

Ler Matéria Completa
publicado em 05 de Março / 2019 às 23:00

Patativa do Assaré 110 anos. Uma poesia que denunciou as injustiças sociais

Antônio Gonçalves da Silva nasceu a 5 de março de 1909 na Serra de Santana, pequena propriedade rural do município de Assaré, sul do Ceará. 

As penas plúmbeas, as asas e cauda pretas da patativa, pássaro de canto enternecedor que habita as caatingas e matas do Nordeste brasileiro, batizaram o poeta, que passou a ser conhecido em todo o Brasil como Patativa do Assaré. 

Analfabeto, "sem saber as letra onde mora", como diz num de seus poemas, sua projeção em todo o Brasil ganhou uma dimensão quando na década de 1960, a música Triste Partida, toada de retirante foi gravada por Luiz Gonzaga.

Sua verve poética serviu para denunciar injustiças sociais, propagando sempre a consciência e a perseverança do povo nordestino, que sobrevive e dá sinais de bravura ao resistir a condições climáticas e políticas desfavoráveis.

A esse fato se refere a estrofe da música Cabra da Peste:

"Eu sou de uma terra que o povo padece

Mas não esmorece e procura vencer.
Da terra querida, que a linda cabocla
De riso na boca zomba no sofrê
Não nego meu sangue, não nego meu nome.
Olho para a fome, pergunto: que há?
Eu sou brasileiro, filho do Nordeste,
Sou cabra da peste, sou do Ceará."

Cantando para seu povo, brincou poeticamente com o fato de estar sendo gravado em disco na abertura de A Dor Gravada:

"Gravador que está gravando
Aqui no nosso ambiente
Tu gravas a minha voz
O meu verso e o meu repente
Mas gravador tu não gravas
A dor que meu peito sente".

Nota: Patativa morreu em 8 de julho de 2002.

Luiz Nassif
publicado em 04 de Março / 2019 às 17:00

ESPAÇO DO LEITOR: Morador do centro relata descaso com seu bairro, principalmente em períodos de chuva

O leitor Aislan de Brito enviou e-mail ao nosso blog, relatando descaso do poderpúblico para com sua rua em Juazeiro, Veja abaixo na íntegra:

"Geraldo queria que postasse essa matéria no seu blog a qual a minha avó e moradora da rua Novo Mundo, Centro de Juazeiro, é essa a realidade.Depois de uma noite de chuva, veja como se encontra a rua, que por diversas vezes já acionamos o poder público municipal mais nada é feito. Dessa vez a água chegou a invadir residências causando transtornos a nós moradores, mas todos os meses a taxa de esgoto é paga. Pedimos providência ao SAAE encarecidamente e queremos deixar claro, que são críticas construtivas e estamos querendo ajudar o governo, mas eles dizem que quando os munícipes fazer relatos e críticas são oposição e querem denegrir a imagem do governo.

Fica aí a minha crítica.

publicado em 03 de Março / 2019 às 23:00

ARTIGO – EDUCAÇÃO: PROCURA-SE UM MINISTRO!

Todo cronista dos fatos do cotidiano tem sempre algum tema em mente, antes da largada final na direção do teclado. Mas, são tão abundantes e múltiplos os acontecimentos ao longo da semana, que uma mudança de rumo sempre surge na trajetória. Dias atrás fomos provocados pelas palavras deselegantes e impróprias do Sr. Ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, ao atingir de modo genérico a todos os brasileiros com a pecha de que “o brasileiro viajando é um canibal”. Pronunciadas por algum cidadão sem formação e inculto, o fato passaria despercebido e não seria levado em consideração. Mas, ditas por um Ministro da Educação, passa um sentimento de que ele estivesse em estado de êxtase pela recente nomeação!

O ministro é professor, teólogo, filósofo, ensaísta e professor colombiano, naturalizado brasileiro, com algumas obras já publicadas. É óbvio que a sua formação acadêmica é robusta e inquestionável, mas esse seu farto currículo, diante das primeiras manifestações públicas no exercício do importante cargo que assumiu, evidencia que lhe falta o preparo específico para a função, tal a fragilidade e incoerência até aqui demonstradas. Pela sua bagagem pedagógica, é incompreensível que isso ocorra.,

Essa etapa inicial do governo seria mais dignificante e motivo de entusiasmo para todos, principalmente para o amplo segmento que acreditou e depositou as suas esperanças numa mudança radical a ser incrementada, não fosse a infeliz escolha de três nomes – de deficiências até agora reveladas! -, comprometidos por falas impróprias e atitudes que vem surpreendendo negativamente a sociedade, a exemplo do Ricardo Vélez, Damares Alves e Marcelo Álvaro Antônio, este por anunciado envolvimento com o laranjal de Minas Gerais, e investigação já aberta pela Polícia Federal.

Ler Matéria Completa
publicado em 01 de Março / 2019 às 23:00

ESPAÇO DO LEITOR: Quero o meu carnaval de volta

Já era o tempo em que o Carnaval significava alegria e descontração, festa social com objetivo de comemorar o início da quaresma com a união das pessoas, independente de raça ou cor, através da folia. Quem diria que um evento criado pela igreja católica tomasse contornos tão diferentes. Perturbação, confusão, indisciplina, desobediência, tumulto, desordem e outros tantos substantivos do tipo podem ser usados para interpretar a festa popular mais famosa do mundo.

Enquanto no passado as pessoas se vestiam de maneira diferente da habitual, com trajes divertidos e inusitados como as 'caretas', as mortalhas e outros, o que se vê atualmente são corpos expostos, onde os adereços são as partes íntimas dos despidos. A liberdade aceitável do período momesco se transformou em libertinagem, com a falta de pudor imperando em todos os sentidos. Está tudo deturpado; o folião perdeu o sentido ao desrespeitar o próximo e muitos cantores ficaram sem noção com composições musicais desprezíveis, preconceituosas, discriminativas e com incitação ao sexo e a violência. Como diz o bom baiano, virou 'um mangue'.

Ler Matéria Completa
Por Gervásio Lima Jornalista e historiador
publicado em 27 de Fevereiro / 2019 às 19:49

ESPAÇO DO LEITOR: LIXO A CÉU ABERTO EM JUAZEIRO (BA)

Em e-mail ao Blog GJ o leitor Honielson Roni cita o fato de moradores do bairro Maria Goreti estarem passando por transtornos em razão de entulhos e lixo acumulados em espaço público colocados por prepostos da gestão municipal.

Veja:

“O entulho e o lixo depositados na rua, a céu aberto, podem trazer doenças à população, pois atraem baratas, ratos, moscas, mosquitos e outros bichos. Esse acúmulo se deu quando funcionários da prefeitura Municipal de Juazeiro realizaram a troca de uma Lage do canal que se rompeu, na calçada da rua Portugal, daí descartaram os entulhos nessa rotatória. Diante mão os entulhos estão tomando de conta. A prefeitura é o principal pivô desse vasto acúmulo, pois deu lugar para carroceiros, algumas lojas e supermercados jogarem também seus entulhos, após reformas. Eu passo todos os dias por essa rua para ir e vir do trabalho. Hoje não me contive e tirei essas fotos. vejo que está cidade está cada vez mais abandonada e a desorganização começa a ser feita pela própria gestão”.

NOTA SAAE

O Setor de Resíduos Sólidos do Serviço de Água e Saneamento Ambiental – SAAE/Juazeiro esclarece que o recolhimento de entulhos nas ruas da cidade foi interrompido temporariamente para manutenção das máquinas e caçambas que fazem a coleta.

O SAAE informa que a patrulha mecanizada retira diariamente cerca de 100 toneladas de entulhos de áreas públicas e terrenos baldios, mas por conta da grande demanda as máquinas precisaram da reposição de algumas peças, mas assim que o serviço de manutenção for concluído a equipe retoma o trabalho obedecendo ao  cronograma de solicitações.

Para as obras particulares (construções e reformas) o SAAE explica que os proprietários das residências são responsáveis pela retirada e destino final dos resíduos, devendo contratar contêineres para o depósito destes materiais.

Quanto à coleta do lixo domiciliar no Bairro Maria Gorete, o SAAE informa que é feita todos os dias na parte da manhã, horário que os moradores devem colocar suas sacolas nas portas para o devido recolhimento.  

A população pode também contribuir com a limpeza da cidade denunciando na Secretaria de Meio Ambiente e Ordem Pública  (SEMAURB) o descarte irregular destes materiais.

Da redação
publicado em 27 de Fevereiro / 2019 às 10:32

ESPAÇO DO LEITOR: A APAMI É A ÚNICA REFERÊNCIA EM ONCOLOGIA PEDIÁTRICA NO VALE. NÃO TEMOS ESSE SERVIÇO NEM MESMO NO PARTICULAR

Uma mãe, que não quis se identificar, enviou à nossa redação, um relato do sofrimento dos pacientes com câncer e parentes dos mesmos na região. Segundo o relato, a APAMI oferece serviço de qualidade, mas não tem a mínima ajuda. Veja abaxo na íntegra:

"A APAMI atende cidades como Casa Nova que hoje tem mais de 60 pacientes adultos em tratamento e não tem a mínima ajuda!  Juazeiro, Remanso, Sobradinho e mais de 50 municípios. A única que vemos realmente ajudar é prefeitura de Petrolina, que aqui agradecemos. 

Ler Matéria Completa
publicado em 26 de Fevereiro / 2019 às 23:00

Artigo - Ordem e Progresso ou Ao deus dará

*Celso Tracco

A divisa "Ordem e Progresso" que consta em nossa bandeira foi instituída após a proclamação da república em 15/11/1889. O lema republicano remete à corrente filosófica positivista, muito popular àquela época, cujo maior expoente foi o francês Augusto Comte que cunhou a frase: O Amor por princípio, a Ordem como base e o Progresso por fim. O filósofo brasileiro Raimundo Teixeira Mendes adaptou a frase para Ordem e Progresso, e ela consta do pavilhão nacional desde 19/11/1889. Nada mais irônico de que um dos símbolos da República Federativa do Brasil escancare o lema Ordem e Progresso.

Poderia ser mais uma piada pronta se não fosse trágico, afinal que ordem temos em nossa sociedade? Aparentemente nenhuma, tudo aqui fica ao deus dará. Alguns exemplos recentes: 

- Após a tragédia do CT do Flamengo, temos notícia de que a maioria dos alojamentos de atletas instalados pelo país não tem alvará de funcionamento, vistorias de bombeiros ou outros documentos legais que assegurem o local como apto à atividade proposta. Pasmem, nem os centros de acolhimento de atletas das prefeituras possuem documentação e equipamentos em ordem, ou seja, se o próprio governo não fiscaliza seus imóveis imagine de outras entidades, esportivas ou não. 

Ler Matéria Completa
publicado em 26 de Fevereiro / 2019 às 10:00

POSTE AMEAÇA DESABAR NA AVENIDA LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA EM JUAZEIRO (BA)

Dois munícipes Sérgio Araújo e Honny encaminharam mensagens via whatsapp e fotos do perigo que ronda os juazeirenses que realizam caminhadas na Avenida Luiz Inácio Lula da Silva entre os bairros Maria Gorete, Novo e Centenário. Segundo os denunciantes, vários postes já despencaram em razão da ferrugem, a sorte é que ninguém foi ferido. “Aí Geraldo me ajude a chegar até os governantes. Os postes de iluminação estão se acabando e a avenida tá ficando no escuro aqui no Novo encontro” declarou Sérgio Araújo.

NOTA SESP

A equipe de iluminação da Secretaria de Serviços Públicos já esteve na Avenida Luiz Inácio Lula da Silva, bairro Novo Encontro, fazendo o levantamento do material e está tomando as devidas providências.

A SESP lembra ainda da importância da população ligar e informar o endereço e a demanda através do telefone 3612 5411. A solicitação pode ser feita de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 14h às 17h.

-- 

Da redação
Voltar ao topo
© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.