Blog do Geraldo José - Espaço do Leitor
Vale do São Francisco - 26 de Abril de 2019
|
Redação: (74) 3613-3479

Espaço do Leitor

publicado em 12 de Novembro / 2011 às 08:00

Espaço do Leitor: Loteamento Eldorado espera pelo calçamento

Olá Geraldo,

Amigo como tínhamos já comentado com você em outros e-mails, nós moradores do Loteamento Eldorado, passamos um bom tempo sem cobrar o nosso calçamento, mas como estamos sem nenhuma resposta concreta da Secretária de Desenvolvimento Urbano, Célia Regina e nem do prefeito, que nos prometeu muitas vezes as obras na própria imprensa, queremos, através do seu blog, lembrar aos governantes de que já estamos próximos às eleições e nada de ações.

Segundo o prefeito, só estava faltando a licitação e até hoje nada. Geraldo nós continuamos abandonados com as ruas cheias de lixo, matagal e muita muriçoca, em três anos praticamente, a prefeitura não realizou nenhuma benfeitoria para nossa comunidade. E tem mais, com a chegada do tempo chuvoso ai é que vamos ficar sem condições nem de tirar ou colocar nossos veículos na garagem.

Queremos através do seu blog, tão visitado, denunciar o descaso, tanto da prefeitura quanto dos vereadores, que não lutam por nossa comunidade. Não vou aqui citar nomes, porque para nós, todos são omissos com a população, pois sabemos que o dever deles é de cobrar e da prefeitura realizar.

Quando chegam as eleições eles sabem bater às portas e prometem mundos e fundos e depois que estão no poder esquecem do povo que  os elegeram.

Amigo como muitos Juazeirenses, estamos cansados de sofrer, mas como diz aquele ditado popular: ‘‘SOMOS BRASILEIROS E NÃO DESISTIMOS NUNCA”. Queremos te agradecer por você ser esse  elo, entre nós moradores sofridos e essa prefeitura vergonhosa, que não toma nenhuma providência, apesar de estarmos há mais de três anos cobrando um direito nosso, pois pagamos impostos e temos direito a uma vida melhor.

 Muito obrigado e fica com Deus.

Luciano Medrado

publicado em 11 de Novembro / 2011 às 23:20

Espaço do Leitor: Vampiros no Juazeiro Social Clube?

(Nostradamus-imagem da internet)

Caro amigo Geraldo José, 

Hoje no programa esportivo apresentado pelo radialista, Charles Gray, na Rádio Juazeiro que sempre primou pelas notícias que envolvem o futebol amador de Juazeiro, Juazeiro Social Clube e pela Desportiva Juazeirense, fomos “pegos” de surpresa quando o radialista, Beto Lupi, entrava no ar com sarcasmo e de maneira hostil, desrespeitando os diretores do Juazeiro Social Clube, bem como, os conselheiros fundadores desta agremiação que nos deu tantas glórias. 

Na oportunidade, o radialista nos lembrando da figura de NOSTRADAMUS, que previa o futuro, dizia que Baé (não sabemos se será o presidente do Juazeiro ou não), ostentava um crucifixo, contra os “vampiros” que estariam de volta ao comando do time após dez anos. 

Estamos em 2011 e, passados 10 anos, quem estava no poder era Carlos Humberto e Jailson Oliveira (O das Tintas), lembro que na oportunidade o Juazeiro com brilhantismo fez um bom campeonato e seria o vice-campeão baiano. Durmam com um barulho deste! 

Thiago Rodrigues

publicado em 11 de Novembro / 2011 às 14:40

ESPAÇO DO LEITOR: DENÚNCIA CONTRA PM`S DA BAHIA

Caro Geraldo José,

Gostaria fazer uma denuncia de exploração de estacionamento clandestino, sem alvará de exploração, feita por policiais Militares de Juazeiro.

No dia 30-07-2011, quando na ocasião da festa do cantor Luan Santana na vaquejada de Juazeiro, me desloquei com minha esposa e filha de 14 anos, ao chegar nas proximidades do Rancho Mandacarú, antes mesmo do local da festa, fui abordado por uma senhora sem identificação, dizendo que para ir a festa teria que pagar R$ 10,00 para estacionar o meu carro. Achei estranho a atitude e questionei que nem tinha chegado e já estavam me cobrando a taxa, diante mão questionei qual seria a garantia de deixar meu carro aos cuidados dela, a mesma retrucou em tom de deboche dizendo “garantia era nenhuma”. Diante dessa resposta me neguei a pagar, a mesma disse que se eu não pagasse, iria chamar a Polícia, de imediato mandei que a mesma chamasse, pois na minha ótica estava havendo extorsão.

Com a chegada de dois policiais militares do policiamento ostensivo, pensei que iria resolver o problema, mas me surpreendi com a atitude do policial da 75ª PM. O mesmo se dirigiu a mim de forma grosseira e mandando que eu pagasse o valor do estacionamento, perguntei ao mesmo se ele estava a serviço do estacionamento clandestino ou do estado, haja vista que o mesmo estava fardado?

Diante do meu questionamento, o mesmo disse que iria chamar a viatura, de imediato, mandei que chamasse também o responsável pelo estacionamento. Novamente me surpreendi com a pessoa que estava à frente disso, era nada menos que um Oficial da PM que disse que a minha garantia era nenhuma. Com o meu questionamento e a atitude ora duvidosa dos PM’s tanto o ostensivo e sem farda, fiquei revoltado e sai em direção a minha residência.

Depois de quinze dias recebi em minha casa pelos correios, duas notificações de infração de trânsito nos artigos 195 e 210 do CBA, diante do abuso de poder e desvio de conduta dos PM’s, entrei com um pedido de apuração junto ao comando da 75ª CIA PM da pessoa do Coronel Sampaio, que é uma pessoa honesta, e encaminhei ao Ministério Público estadual para fiscalizar o abuso de poder, tentativa de extorsão, concussão, praticado por pessoas que maculam a imagem da policia Militar da Bahia.

O inquérito policial está em fase de apuração, sendo acompanhado pelo Ministério Publico. Gostaria de alertar a população de Juazeiro que irá frequentar a nova festa este mês que se de fato acontecer a exploração, que denuncie ao Ministério Publico e que este blog sirva de alerta todos.

Jailson Bosco Dos Santos-Cidadão Brasileiro

Foto da internet meramente ilustrativa
publicado em 09 de Novembro / 2011 às 19:10

Espaço do Leitor: Petrolina, cidade ainda da fase agrícola

 
Nosso município, banhado pelo Rio São Francisco, vizinho a Juazeiro-BA, é o maior conglomerado urbano do semiárido. Distante a 730 km da capital de Pernambuco, nossa querida Recife, ultrapassou em 2008 até mesmo a cidade de Caruaru PE, chegando à 6a posição de importância entre todas as maiores cidades do estado. 
 
Com 294 mil habitantes, Petrolina PE apresentou um crescimento raquítico de 3,5% ao ano, no período de 2000 a 2010, revelando assim que nosso município precisa sair da fase da Agricultura e passar para o desenvolvimento Industrial, para assim poder obter taxas de crescimento de 6 a 9% ao ano.
 
O Ministério da Integração Nacional bem que poderia contribuir e muito para a Industrialização de Petrolina Pe, no entanto, mostra à falta de foco total. 
 
Os carros pipas ainda são utilizados em nossa região como políticas partidárias, como forma de subjugar as comunidades. 
 
Onde estão as novas adutoras, para resolver de vez esse problema?
 
E porque não conclui-se o Projeto Pontal, abandonado, esquecido?
 
Estamos vivendo ainda de forma retrógrada, da antiga e atual fase do coronelismo, da boca de urna, do assistencialismo, em pleno século XXI?
 
Isso é uma vergonha!
 
E porque deixar nossa cidade ainda perpetuar com políticas ultrapassadas, enriquecedoras e desastradas?
 
Estamos cansados de tudo isto e por isso olhamos para o futuro. 
 
Quero um Petrolina  preparada para o desenvolvimento industrial ainda nesta década. 
 
Viva a democracia do Brasil. 
Moraes de Carvalho/ Presidente do PSDC Petrolina
publicado em 09 de Novembro / 2011 às 09:40

Espaço do Leitor: Espetáculo de atendimento no HUT e Dom Malan

Prezado Sr. Geraldo José,

Gostaria que se possível publicasse o meu elogio aos hospitais HUT (Hospital de Traumas) e Hospital Dom Malan de Petrolina, pois como muita gente só busca a imprensa para bater e para cobrar, também devemos utilizar para elogiar quando é necessário para que a população também conheça o lado bom que existe na cidade.

Sobre o HUT

No dia 17/09/2011 a minha irmã Raylane Aline deu entrada no HUT próximo das 00:00hrs, ela sofreu um acidente grave e estava gestante de 8 meses e alguns dias. Ela passou por várias cirurgias nas pernas sobre a responsabilidade do excelente profissional, Dr. Eduardo Borges (Cirurgião plástico), sendo acompanhada diariamente pela excelente equipe de profissionais de enfermagem daquele hospital.

Ela ficou desde o dia 17/09/2011 até o dia 07/11/2011, foram quase 2 meses de muita luta e muito sofrimento, tanto da família que rezava a DEUS dia e noite, como também dos profissionais citados acima, pois lutaram desde o inicio para que ela não tivesse a sua perna direita amputada e conseguiram a vitória. Ontem ela teve alta para terminar a recuperação em casa, vai ficar retornando ao hospital 2 vezes por semana para troca de curativos até finalizar o processo.

Neste período em que ela ficou internada, sempre teve a companhia de uma pessoa da família ou amiga, e pudemos observar que Petrolina realmente tem um hospital de responsabilidade, com acomodações excelentes, camas excelentes para os pacientes, ar condicionado sempre funcionando bem, alimentação de primeira qualidade tanto para os pacientes como também para os acompanhantes, enfim, na minha opinião, os profissionais que fazem aquele hospital funcionar em excelente nível estão de parabéns.

Sobre o Dom Malan

Como citei no inicio, quando a minha irmã sofreu o acidente estava gestante de 8 meses e alguns dias, para que os procedimentos cirúrgicos fossem realizados na perna dela, teria que fazer o parto cesariana, após realização do parto, o bebê Izaque permaneceu internado por vários dias também tendo sempre um acompanhante da família ou amiga, onde também foi constatado o excelente trabalho dos profissionais daquele hospital, tanto a equipe médica como de enfermagem, as instalações e acomodações excelente e em alto nível, faço das minhas palavras citadas acima as mesma para elogiar também os profissionais do IMIP, meus parabéns.

Quero aproveitar a oportunidade para agradecer também a um profissional de comunicação e sua irmã que tiveram uma participação fundamental neste contexto todo, é o Sr. Edenevaldo Alves com a sua irmã Vânia. Muito obrigado de coração a todos, que DEUS lhes abençoe.      

Atenciosamente,

Altemir Nunes

publicado em 09 de Novembro / 2011 às 08:40

Espaço do Leitor: Agradecimento ao Blog e à Polícia Militar

É com muita alegria que, após quase dois meses de absoluto silêncio, torno a escrever para este importantíssimo veículo de comunicação da população do Vale do São Francisco.

Confesso que após ter postado uma denúncia sobre o aumento do consumo de crack em nossa cidade e de não tê-la visto publicada, fiquei bastante chateado com o caro amigo Geraldo José, porém semanas depois, soube por meus familiares e vizinhos que a carta tornara-se pública, através do Blog, e com o acontecimento de alguns fatos pude perceber que a mensagem chegara aos seus destinatários. Agradeço, portanto ao amigo e peço-lhe as mais sinceras desculpas pelo pré-julgamento.

Hoje, como o título desta mensagem já diz, volto a escrever para agradecer não somente pela credibilidade a mim concedida por Geraldo José, mas também, e principalmente, Polícia Militar da Bahia, na pessoa do senhor Coronel João Pedro pela atenção a um clamor de um cidadão comum, também pelo pronto atendimento às minhas reivindicações, que na verdade, era um pedido de socorro da população de Juazeiro. Agradeço-lhe pelo compromisso, firmeza e pela seriedade com que comanda a Polícia juazeirense.

A situação do consumo de drogas na Avenida Oscar Ribeiro e da aglomeração de viciados nas áreas centrais da cidade, denunciada por mim e por outros leitores, e que resultou em até mesmo em um homicídio dias após a denúncia, foi finalmente vista e combatida pelas autoridades locais.

Através da atuação da Polícia Militar, que passou a fazer a segurança não somente dos bancos e comércio, as áreas residenciais do centro de Juazeiro encontram-se mais seguras, principalmente após o fechamento da boca de fumo gigantesca situada na rua dos fundos da Vanessa Móveis.

 Atualmente é possível ver policiais rondando nas Avenidas Oscar Ribeiro, Santos Dumont e Lauro de Freitas, Travessa Edson Ribeiro e Sete de Setembro, também nas ruas Floriano Peixoto e Eduardo Brito. Viaturas, motos, bicicletas e policiais a pé nos dão uma maior sensação de segurança, oferecendo paz e tranquilidade aos cidadãos de bem que deixam diariamente suas casas para trabalhar ou estudar.

Os policiais do CETO também estão de parabéns, atuando na Orla e em toda área situada abaixo da Ponte, inclusive, em pontos críticos como em frente à Casa do Artesão e as Lojas Americanas. O que renova a nossa fé e nos faz acreditar no poder dos poucos homens de bem que restaram para comandar a Polícia em nossa cidade.

Solicito ao Ilustre Comandante apenas que seja intensificado o policiamento no Terminar Rodoviário Urbano, principalmente nos horários de 5:30 às 7:00hrs da manhã e das 22:00 à 00:00h, pois muitos assaltos acontecem ali, envolvendo especialmente mulheres e estudantes.

Na oportunidade venho novamente clamar aos demais órgãos que compõem o sistema de Defesa Social a trabalharem pela população, pois cuidar da segurança do povo não é dever somente da Polícia, mas de todo aqueles que assumiram esta função ocupando cadeiras no funcionalismo público e, desse modo, assumindo o compromisso de bem trabalhar para e pela sociedade.

Um forte abraço,

Claudionor Sena

publicado em 08 de Novembro / 2011 às 07:00

ESPAÇO DO LEITOR: A DESESPERANÇA

Prezados juazeirenses, os nascidos e os chegados. É triste, muito desalentador, quase angustiante pensar na nossa situação política, cultural e vamos dizer assim de um modo geral, obviamente preservando alguns setores onde ainda vislumbramos algum crescimento.

Juazeiro está ao lado de Petrolina e infelizmente esta comparação nos irrita, já estamos por demais cansados de ouvir comparações e as mesmas críticas repetidas à exaustão.

Mas o que tem sido feito para melhorar nossas vidas? Nossa pobre autoestima? O que será de nós em 2012? Qual será a nova "mudança" ou se a mesma vai continuar? Quem voltará com novas promessas? E os novos que de tão velhos já chegam derrotados nessa desesperança!

Juazeiro vai assim mesmo, vai! Podemos nos alegrar com algumas conquistas, algumas obras do governo federal e do governo estadual também, mas a cidade e o interior do município agonizam com a falta de serviços públicos, limpeza adequada, iluminação de cidade grande, praças e lazer, esportes para esta juventude abandonada, mergulhada em festinhas de "pagode" e arrocha, em uma desconstrução humana sem precedentes, criando jovens analfabetos e desinformados para a mão de obra barata e a marginalidade.

Não temos cultura nenhuma, não temos um parque municipal, não temos sequer uma biblioteca de cidadezinha, um cineminha pelo menos, alguma programação de lazer e cultura nos finais de semana, não! Ficamos esperando as "festinhas" de camisa e abadás com esta música pobre e burra baiana fazendo a cabeça dos "neymarzinhos" ruins de bola e as patricinhas paupérrimas sendo induzidas para o sexo sujo e massificado.

 Terra sem sequer uma liderança política forte, inteligente, confiável, muitos, muitos mesmo querem a "vereança" para ganhar um ótimo salário e fingir que defende o povo, e a prefeitura que já enriqueceu muita gente que se quer tem algum sentimentozinho por esta terra tão roubada, enganada, esquecida, maltratada e maltrapilha.

Quem vai nos defender minha gente? Em quem podemos acreditar? Vamos crescendo sim, grandes empresas chegam à juazeiro, mas para a nossa cotidiana tristeza o lixo, as ruas destroçadas a falta de cultura e estrutura nos faz apenas esperar por mais um natal, um carnaval e cinzas.

Juarez Bahia - cidadão triste desta terra

publicado em 07 de Novembro / 2011 às 07:00

Espaço do Leitor: Falta de Policiamento

Prezado Geraldo José

Por meio deste, venho até o seu espaço jornalístico, para relatar sobre a falta de policiamento para prestação de serviço ao cidadão em Juazeiro/BA.

O fato ocorreu devido a um acidente de trânsito gerado em frente ao ATACADÃO Supermercado, na Rodovia BR-407 em Juazeiro/BA por volta das 20 hs do dia 05/11/2011.

Eu, José Ferrari, quando chegava a este supermercado conduzindo meu veículo (Fiat Línea), fui atingido, já com o meu veículo parado, do lado direito do meu carro por uma moto de placa NZD-9236, conduzida por um motociclista de forma totalmente imprudente. O mesmo saia do supermercado empinando a referida moto quando perdeu o controle e veio a colidir.

Assim que procurei ligar para o 190, solicitando a presença do Policiamento, não tive êxito, pois quem me atendeu disse que não havia policiais para prestação do serviço naquele momento.

Então, aproveitando-se da minha distração quando telefonava para a polícia, o condutor da referida moto evadiu-se do local com a própria moto envolvida no acidente sem prestar qualquer tipo informação em que eu poderia ser ressarcido dos danos causados no meu veículo. Possivelmente, o mesmo estava sem a CNH ou com o veículo irregular, pois o motociclista havia dito para que eu não acionasse a polícia.

Ainda no local do acidente tirei algumas fotos e posteriormente, liguei para a PRF de Senhor do Bonfim, onde o Agente/Patrulheiro da PRF, Sr. Patrick, me orientou da melhor forma possível a procurar um posto da PRF mais próxima para prestar os esclarecimentos e registar um BO (Boletim de Ocorrência) ou uma DAT (Declaração de Acidente de Trânsito).

Dessa forma me dirigindo até o posto da PRF em Petrolina/PE, encontrei com uma viatura da própria PRF sobre a ponte Presidente Dutra, onde preenchemos uma DAT a qual usarei para acionar a justiça, já na próxima segunda-feira, dia 07/11/2011, em busca de meu ressarcimento financeiro.

Dentre as avarias ocorridas no meu veículo, tive o farol dianteiro direito quebrado, arranhões no para-choque dianteiro, quebra da grade frontal e deslocamento com quebra da placa dianteira.

A DAT foi registrada pela PRF sob a ocorrência de n° 119802.

O que nos deixa triste é fato de não existir em Juazeiro efetivo de policiais para que possam ajudar-nos nessas situações, uma vez que, se houvesse naquele momento patrulha militar, tenho certeza de que o condutor imprudente ou o responsável pelo veículo, estaria prestando todos os esclarecimento e/ou com seu veículo apreendido.

Agora, fica o cidadão de bem, além do dando material, incubido de acionar a justiça para que esse condutor ou o responsável pela motocicleta pague por suas irresponsabilidades e imprudências.

Atenciosamente,

José Ferrari

publicado em 05 de Novembro / 2011 às 09:00

Espaço do Leitor: Qual é, hoje, o IDH de Juazeiro?

Geraldo,

Encontrei uma notícia interessante e gostaria de compartilhá-la e comentá-la em seu blog.

“O relatório do Desenvolvimento Humano 2011, divulgado em 02/11/11 pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), classifica o Brasil na 84ª posição entre 187 países avaliados pelo índice. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil em 2011 é de 0,718 na escala que vai de 0 a 1.” Fonte: G1

É a média brasileira é de 0,718. O que já não é nada bom.  Mas então, qual seria o IDH de nossa amada cidade, Juazeiro?

Acessei a página da Prefeitura Municipal de Juazeiro e a última atualização que consta, de acordo com o próprio site da Prefeitura Municipal, é de 0,683 – dados do ano 2000! Muito abaixo da média nacional... E hoje? 2011?

Será que não temos dados mais recentes? Onde está a preocupação do nosso administrador em melhorar este índice tão importante, se se quer o conhece?

Ora, já estamos quase entrando em 2012. Como planejar uma cidade com dados tão obsoletos?

Certa vez, num programa de rádio ouvi o Sr. Secretário de Planejamento, o Sr. Carlos Neiva dizer que está planejando Juazeiro para daqui a 20, 30 anos. Ora, se a prefeitura municipal é incapaz de informar ao cidadão o IDH do município, como é que está a planejar ações para a sua melhoria?

A tábua de pirulitos, postagem muito comentada neste blog, continua atualíssima, mesmo depois de meses... Todos os dias, assim como muitos cidadãos juazeirenses, me vejo em um rally: ruas e avenidas esburacadas, esgoto a céu aberto - e isso tudo a menos de 5Km do centro da cidade... Que espécie de planejamento o Sr. anda fazendo, Carlos Neiva? O de construir rampinhas “provisórias” de acesso à ponte que têm até quebra-molas para bicicleta?

Juazeirenses, conheçam a sua cidade! Conheçam os bairros e vejam o caos em que eles se encontram. Juazeiro está deteriorada...

E fica a pergunta: Qual é o IDH de Juazeiro? Justifique.

Mariana Campos Fontalvo - moradora do bairro Malhada da Areia

http://g1.globo.com/brasil/noticia/2011/11/brasil-ocupa-84-posicao-entre-187-paises-no-idh-2011.html

http://www.juazeiro.ba.gov.br/?pag=juazeiro

http://www.geraldojose.com.br/index.php?sessao=noticia&cod_noticia=15970

publicado em 04 de Novembro / 2011 às 16:10

ESPAÇO DO LEITOR: LEI DO SILÊNCIO

Geraldo José, 

Resido no Condomínio Santo Antonio e não agüento mais o BARRULHO que a Igreja Batista vem fazendo, e quarta-feira de 02.11.2011 realmente ultrapassou, pois tinha uma banda tocando uns sons (religiosos) nos ritmos de ROCK, PAGODE, FUNK, ARROCHA que pelo amor de Deus, parece que o DEUS deles é SURDO, para orar não precisa todo esse barulho, tentei descansar não conseguir, tentei estudar e aí foi pior, pois não conseguir me concentrar, um ABUSO DO SOM da IGREJA Batista realmente é um ABSURDO. 

Há um MITO, amplamente propagado no Brasil, dando conta de que o cidadão tem o direito de fazer barulho até as 22 horas. Engano. Na verdade, o EXCESSO de ruído que causa dano a outrem, a qualquer hora do dia, especialmente em zona residencial, constitui ABUSO DO DIREITO e, portanto, ATO ILÍCITO. 

Liguei para a Polícia, a mesma disse que não poderia fazer nada.  Mais tenho conhecimento que a mesma pode SIM, lavrar um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência), com base no art. 42, III, da Lei nº 3.688 (a chamada "Lei das Contravenções Penais"), AINDA QUE NÃO HAJA O APARELHO QUE MEDE OS DECIBÉIS, mesmo porque a prova referente ao nível de ruído terá um momento próprio para ser produzida. 

Sei que posso entrar com uma ação de OBRIGAÇÃO DE NÃO-FAZER, pedindo para que o Estado-juiz imponha Igreja Batista (a ré) o dever de não efetuar o som acima de um determinado limite; ou, alternativamente, QUE INSTALE REVESTIMENTO ACÚSTICO HÁBIL A EVITAR O BARULHO (hipótese em que a obrigação, evidentemente, será de FAZER).

 É preciso que as pessoas tenham a compreensão que a Lei do Silêncio existe não para cercear o direito de alguns, mas para garantir o direito de todos. 

De acordo com a lei nº. 1.402/95, o nível máximo de som permitido para alto-falantes, orquestras, rádios e instrumentos isolados, entre 8h e 18h, é de 55 decibéis e 45 decibéis das 18h às 8h. Já os bares, restaurantes, boates, cassinos, dancings ou cabarés instalados na área urbana, não devem ultrapassar 40 decibéis entre 18h e 01h da madrugada. 

Em 2009 gerente de fiscalização e postura da SEIHASP, informou que os fiscais da Prefeitura Municipal iriam ficar de plantão.”O plantão vai acontecer na sexta-feira e no sábado até 01h da madrugada e no domingo até às 00h. Os fiscais de postura estarão com decibelímetros verificando se o som não está ultrapassando o limite da Lei do Silencio”.

Gostaria que a Prefeitura de Juazeiro tomasse uma providência e esses fiscais fossem até a Igreja Batista, para diminuir a ZUADA. 

Sandra Marly de Souza Faustino

Imagem Ilustrativa
publicado em 03 de Novembro / 2011 às 13:30

ESPAÇO DO LEITOR: O realizador de "sonhos fundiários"?

O problema da regulamentação fundiária de Petrolina PE, já vem de um longo período, extendendo-se por várias administrações e continua perpetuando-se, com a expansão da cidade, de forma "desordenada" e com total ausência de políticas públicas sérias, que possam definir as "regrinhas básicas de crescimento da cidade". 

O que falta então?

Nossa cidade, abriga diversas instituições qualificadas e preparadas para "projetar o desenvolvimento" de Petrolina PE. Temos o CEFET e a Univasf - todos abrangendo com muita propriedade e maestria à construção civil. 

No entanto, o que vai ser feito?

Empossar os moradores, que muitas vezes invadiram uma propriedade "antiga roça" particular ou retirar as famílias que já construíram suas casas? 

E como vai "A Prefeitura Municipal de Petrolina" convencer à Justiça de que as áreas ou "roças antigas", que ainda escrituralmente pertencem aos seus antigos donos, agora são "ditatorialmente" do interesse municipal?  

Por acaso o seqüestro de propriedade particular, por governos municipais é permitido nesse país? 

Então qual é a solução? 

Esse sonho fundiário, ainda permanece como o "pesadelo" de milhares de famílias, tanto de um lado, como de outro. 

Não existe e nem mesmo existirá, à menos de 1 ano para as eleições de 2012, políticas públicas avançadas e modernas, que sejam capazes de pelo menos "atenuar" este problema urbano. 

Tudo isso é a prova inconteste da total incapacidade dos gestores, na matéria de administração de cidades. 

O povo não é cego, nem surdo, nem mudo.

Moraes de Carvalho - Presidente do PSDC de Petrolina PE
publicado em 01 de Novembro / 2011 às 13:30

ESPAÇO DO LEITOR: IMPOSTOS MUNICIPAIS

Hoje, refletindo sobre esse tema, não poderia deixar de  compartilhar com todos, nossos pensamentos.

Desde a Idade Média, na época dos Romanos, havia diversas maneiras de subjugar o povo, e dentre elas destacava-se a cobrança de impostos, mediante o medo da espada dos soldados romanos.

Havia imposto pra tudo, e quem não podia pagar, era completamente execrado, humilhado, reduzido a nada, e muitas vezes era condenado às masmorras de Golah, na antiga Roma.

Pagava-se tributos de tudo, e quem não tinha moedas de ouro, os soldados tomavam de tudo, desde ovelhas, até mesmo as próprias mulheres dos aldeões, como forma de aplacar a ira do Imperador.

A democracia, criada e estabelecida, praticamente em Roma herdou essa prática "civilizatória" e que se estendeu por séculos, aperfeiçoando-se por diversas vezes, dando-lhe outros nomes, apelidos, mas no final sempre o Estado absorvia a riqueza do povo, através dos altos impostos.

Mas para que pagava-se impostos?

Para poder bancar o luxo dos "imperadores", pagar  os custos com o exército, com a expansão do império, etc.

Mas e hoje, será que está diferente?

Praticamente, nada mudou, exceto os atores. Os altos impostos cobrados da população são destinados para o sustentar a "Máquina Municipal" já que estamos abordando apenas num aspecto de cidade.

Os altos impostos consomem as riquezas dos cidadãos, sem lhes retornar em serviços de boa qualidade. Muitos se apropriam de forma legal ou ilegal do dinheiro dos tributos. 

O dinheiro público tem valor?

Bem, se formos levar em consideração que infelizmente o brasileiro aceita tudo de forma "pacífica" e, mesmo que, o próprio povo não valoriza muito a "coisa pública", então podemos concluir que  como ninguém se importa com "aquilo que é público", então o mesmo vale para o dinheiro público advindo da cobrança direta e indireta dos altíssimos impostos municipais.

É desta forma que se aglomeram as mazelas da sociedade, o desemprego toma forma, a desestabilização da família se consolida cada vez mais, a predominância da falta de perspectiva de vida do cidadão perpetua, e assim, esse ciclo vicioso reinicia-se mais uma vez à cada eleição e vai se fortalecendo à cada  governo, com novos tributos.

Mas acreditamos que podemos mudar, iniciando por nós mesmo, no trato com aquilo que é público. Valorize-se, valorize sua cidade, tudo que estar ao seu redor e faz parte da sua vida "urbana".

Menos impostos e melhor aplicabilidade do dinheiro público, é isso que importa.

E outra pergunta? 

Quem estar FISCALIZANDO o dinheiro público aplicados nas AMEs e nas Creches?

Para onde estar indo o dinheiro público? Como, quanto e onde estar sendo "investido"  o dinheiro do povo? 

Lutar Sempre, Vencer Talvez, Desistir Jamais. 

Viva a democracia do Brasil.

Moraes de Carvalho - Presidente do PSDC
publicado em 01 de Novembro / 2011 às 10:30

Espaço do Leitor: Leitura de uma visita

Que interessante as leituras que podemos fazer de uma simples visita de um político:

O Magoado

A mágoa e o ressentimento são sentimentos inerentes à atividade política e muitas vezes são externados quando um ser humano se sente pressionado ou contrariado. Dessa maneira se posicionou o ex-deputado estadual Pedro Alcântara que alegou durante a visita do governador ter sido abandonado pelo atual prefeito. Este senhor parece que esquece que vive à custa do poder público, o próprio ocupa cargo público, a esposa vice-prefeita, um dos filhos vereador (com a benção de São Zó) e o outro filho trabalha na secretaria de saúde, como seria bom se toda nossa sociedade fosse abandonada desta maneira pelo poder público.  O que este senhor esta praticando é o velho jogo de sempre, ameaça para ver se recebe mais alguma migalha. Que força este senhor tem se o próprio chefe (Governador) não teceu se quer nenhum elogio a ele.

O iludido e o felizardo

Olha só a atenção que o governador dispensa ao discurso do prefeito, é hilário.

Enquanto o prefeito tenta se esforçar para que seu discurso empolgue a todos, o Governador e Bandeira mostram para a plateia que estão mais que afinados, dá até a entender que acabaram de fechar um acordo para as próximas eleições de tanta alegria que esbanjam.

O preocupado

O que será que passa pela mente do Deputado Roberto Carlos. Saio candidato, negocio meu apoio para garantir minha próxima eleição para deputado! Uma coisa é certa se ele continuar com a boca aberta vai engolir muita mosca.

Os que vão pagar a conta

A conta como sempre, se não tomarmos uma atitude, deve ser debitada para o povo.

O competente

O blog do Geraldo, que como sempre está atento aos movimentos de nossa querida cidade e soube captar bem este momento.

Júlio Almeida

publicado em 01 de Novembro / 2011 às 09:10

ESPAÇO DO LEITOR: JUAZEIRO SOCIAL CLUBE: AO BEM DE QUEM?

É realmente lamentável!

Desde a sua fundação, o Juazeiro Social Clube não teve a sua frente um dirigente digno de confiabilidade, e quando acontece uma eleição a qual o eleito (Baé) aproxima-se do que precisamos e necessitamos no tocante a honestidade, responsabilidade, compromisso, conhecedor de futebol e do nosso futebol, a eleição é impugnada.

 OS INTERESSES SÃO OUTROS!

Independentemente de quem vença a eleição, espero que ao assumir a presidência do Juazeiro Social Clube, possa ter a humildade de observar com honestidade os jogadores que disputam os campeonatos - DISTRITAL e INTERBAIRROS - que acontecem na nossa cidade, pois acreditem, tem muito jogador de qualidade admirável da nossa querida Juazeiro disputando as mencionadas competições, porém os mesmos não têm a apreciação devida, acredito eu que seja por conta da politicagem dos favorecimentos politiqueiros.

Desejo veementemente, ao bem do nosso futebol, que o Juazeiro Social Clube nos anos vindouros venha realizar um trabalho com ênfase no profissionalismo e na lisura, para que não se repita o que vem acontecendo ao longo dos tempos, quando filhos de sicranos, sobrinhos de fulanos e “afilhados” de beltranos são privilegiados nas categorias de base e profissional ao bem dos bolsos, empregos e cargos de "alguém".

QUE VENÇA A BOA FÉ!

Professor Manollo Ferreira

publicado em 30 de Outubro / 2011 às 19:00

ESPAÇO DO LEITOR: A ARTE DO LIXO

Caro Geraldo,

Venho mui respeitosamente a esse seu blog para procurar esclarecer assuntos do interesse de toda a população juazeirense: Resíduos Sólidos uma questão Sócio Ambiental esquecida por todos, agora é uma preocupação mundial e que toda a sociedade deve se envolver nesse projeto: Mudanças de Comportamentos em virtudes da Lei de Resíduos Sólidos: 12.305 que estabele a destinação final dos resíduos urbanos. Tenho feito alguns planfetos orientando a população como se deve fazer a separação, mais para isso é preciso a conscientização de todos, unidos em prol dessa causa. Vamos acabar e vamos aprender a reciclar, é bonito e barato. Sequem alguns exemplos e orientação para a população e leitores desse seu blog visitado por milhares de usuarios que navegam nesse site de informações.

Atenciosamente,

Ivanilde Gomes

A ARTE DO LIXO

Reuse, Reduza, Recicle.

 Assim o Planeta respira melhor.

Leve uma sacola para fazer as compras do supermercado e da feira

Reciclar significa transformar materiais usados em novos produtos para o consumo.

 

publicado em 29 de Outubro / 2011 às 22:00

ESPAÇO DO LEITOR: PEDIDO DE UMA TRABALHADORA

É notório para toda a população da cidade de Dormentes e para as pessoas que ali trabalham a grande importância da construção da pavimentação asfáltica  e sinalização da rodovia PE 635 com  45 km de extensão, que liga a cidade de Dormentes ao Distrito de Lagoas.

Sendo que existe uma estrada que também é preciso asfaltar com mais rapidez e que trará um crescimento ainda maior para a cidade de Dormentes, pois sabemos que para uma cidade se desenvolver mais rapidamente é necessário que a mesma possua um acesso rápido e fácil.

Quero lembrar a todas as pessoas, principalmente as autoridades em geral  que Dormentes necessita também que seja construída a estrada que liga Dormentes ao distrito de Rajada. A estrada principal da cidade, que hoje se encontra esquecida, por ser apenas de chão batido.

Sabemos que existe um acesso asfaltado a Dormentes, o que liga Dormente a acidade de Afrânio, sendo que  por Afrânio, o gasto de combustível  é maior,  sem falar do tempo, do grande perigo da estrada, com grandes cursavas e o quantitativo de animais, fora a iluminação que lá não existe.

Não pretendo fazer política com essa nota, apenas venho de publico PEDIR a pavimentação asfáltica da estrada que liga Dormente ao distrito de Rajada. Tenho certeza que essa não é apenas um desejo meu mais de todos que ali moram ou trabalham.

Como nossa querida Dormentes cresceria com isso.

Quero aqui publicamente pedir a todas as autoridades em geral que ampliem essa pavimentação asfáltica, para que toda população de Dormentes seja beneficiada.

Obrigada.

Professora Rosivânia Alencar

publicado em 28 de Outubro / 2011 às 21:40

Espaço do Leitor: Vereadores mais uma vez faltam ao trabalho

Prezado Geraldo José,

Venho através deste conceituado blog tornar pública a minha indignação para com os que se dizem representantes do povo.

Os Vereadores,  pela segunda vez em menos de 60 dias faltam ao trabalho e a Câmara Municipal não tem sua sessão realizada, gostaria de saber do presidente da Câmara Municipal, se o não comparecimento ao trabalho não implica em desconto nos contra cheques dos edis.

Já pensou se os bancários, caminhoneiros, entre outros profissionais resolvessem faltar ao trabalho sem uma justificativa? Só espero que quando a câmara esteja em recesso, não tenha que ser convocada às pressas em sessões extraordinárias para ter que aprovar projetos do interesse da comunidade, com os vereadores recebendo salário dobrado por isso, já que não fizeram isso nestas duas sessões.

Murilo Ricardo

publicado em 28 de Outubro / 2011 às 11:00

ESPAÇO DO LEITOR: MORADOR QUER RUA JOANA ANGÉLICA ASFALTADA

Olá Geraldo José, 

Moro na rua Joana Angélica, no bairro Santo Antônio, coisa que nos deixa de certa forma em uma situação favorável em relação a outros bairros, principalmente aos bairros periféricos, que sofrem todo tipo  descaso por parte do poder público, e olha que não estou falando  só dessa gestão atual, mas todas que governaram nossa querida e sofrida cidade.

Muitos acham e até gritam em bom som que o bairro Santo Antonio é privilegiado  e que não precisa de nada, se formos comparar com a maioria dos bairros de Juazeiro que vive em estado de calamidade pública, até que somos graças a Deus, mas temos problemas sim.

Desde que nasci, e não foi há poucos anos, vejo minha rua estreita e sem pavimentação, paralelos soltos, sujeira por todos os lados.

Quero chamar a atenção do poder público que ali moram seres humanos que votam e elegem os governantes. Há alguns anos atrás colocaram asfalto nas ruas centrais do bairro e falaram que logo as outras seria também asfaltadas só que entrou gestor e saiu gestor e nada foi feito nem o paralelo foi trocado, os mais velhos que o digam.

Só tenho a pedir por esta rua que resido e por todas as outras do bairro que ainda não foram asfaltadas, que são elas: Joana Angélica, Getulio Vargas, 18A, 18B e 18C.

Acredito que o poder público pensa que o Santo Antonio por ser quase centro, está tudo ótimo.

Providências devem ser tomadas afinal de contas 2012 vêm ai.

Nilson Santos

Imagem Ilustrativa Google
publicado em 26 de Outubro / 2011 às 17:30

ESPAÇO DO LEITOR: Hoje essa é a realidade da Guarda Municipal de Juazeiro, com carnaval ou sem carnaval

No período carnavalesco do ano de 2011, o efetivo da guarda civil municipal recebeu uma escala extra para trabalharem ostensivamente nas avenidas auxiliando na segurança pública.

A categoria na época reuniram-se, e com o apoio do Sinserp (Sindicato dos Servidores públicos), decidiram cumprir suas escalas normais. Em varias reivindicações ao executivo, foi pedido o reaparelhamento da guarda municipal, investimento esse que já a muitos anos a instituição não recebe, impossibilitando os agentes de prestarem um serviço de qualidade para com a sociedade. As gratificações dessa escala extra e a falta de equipamentos levaram aos agentes a não cumprirem tal determinação, mas mesmo assim não deixaram de cumprir suas escalas normais de trabalho.

A Secretaria no uso de suas atribuições, confeccionou camisas para o pessoal de regime de contrato temporário, com o nome “Guarda Municipal “. Os agentes sentindo-se humilhados e desacatados apreenderam o material que levava o nome da briosa guarda.  Com o descaso que a tempos vem passando essa instituição, fica difícil a cada dia desempenharem as suas atribuições. Infelizmente os responsáveis pela instituição perante o município, não se empenham  e nem se aprofundam em conhecimentos na busca do que seja uma guarda municipal e para que serve. Esse ano a guarda municipal, precisamente entre o dia 10 de agosto a 10 de setembro, perdeu de encaminhar projetos em edital de nº 03 de chamada pública, 10 de agosto de 2011. Seleção Pública de propostas para apoio a projetos municipais relativos a ação do sistema  integrado de prevenção da violência e criminalidade no âmbito do programa : 1127-Sistema Único de Segurança Pública – SUSP.  O não encaminhamento prejudicará a própria sociedade que clama por mais segurança e a própria guarda municipal que não tem como fazer por falta de investimento e da própria estrutura em que se encontra.

Na maior parte das cidades onde tem guarda municipal, as prefeituras tem sua secretaria de segurança pública municipal e cidadania, nós tínhamos a SDS (Secretaria de Defesa Social) hoje extinta. Precisamos urgente da criação de uma ouvidoria e de alguém que realmente tenha conhecimento na área de segurança pública municipal.

AGMJ-BA
publicado em 25 de Outubro / 2011 às 14:00

ESPAÇO DO LEITOR: SEMANA NACIONAL DO LIVRO

Na Semana Nacional do Livro e da Biblioteca eu me pergunto, o que comemorar na minha terra Juazeiro?

Os grandes poetas, a história de minha cidade, sua cultura, música religião e seu povo...?

Queria eu e você juazeirense ou não orgulhar-se disso, porém os nossos líderes, cada vez mais, tentam ( o pior que conseguem) apagar o que é meu, seu e todo o povo.

Sem muitas palavras, me indigno com as poucas e quase extintas bibliotecas que não temos, dos poucos incentivos (nenhum) à leitura que proporcinam aos jovens, que são vítmas da violência, prostituição e "falta de ideias".

E para confirmar a minha palavra, venho comunicar, com muito pesar, a "destruição" de um projeto do grande Dom José Rodrigues, a Biblioteca da Diocese fechará (quem a visitava já via cada dia o fechamento) os livros devem ir para a Uneb, alguns já perdidos (como deixaram perder tantos), outros ainda lá. Mas espero que tenham cuidado, e pelo menos uma (uma mesmo) sinta gosto de ainda ir lá buscar: informações, o pensar, e tenha vontade de passar adiante a nossa história (alguns livros que só tem lá - nem na Internet), cultura e que incetive outros a pensarem, pois assim vão agir como verdadeiros líderes.

José Joaquim da Franca
publicado em 24 de Outubro / 2011 às 13:30

ESPAÇO DO LEITOR: CUIDAR DA CIDADE TAMBÉM É NOSSO DEVER

Somos ótimos para reclamar e cobrar quando algo não sai como nós desejamos. Quando se fala de política, a coisa mais fácil é criticar seja lá quem for. Mas será que nós sempre fazemos a nossa parte?

Em fevereiro deste mesmo ano, eu escrevi uma crítica à falta de educação dos Juazeirenses, principalmente quando o assunto é limpeza pública. Volto agora a criticar a falta de zelo e o vandalismo com o patrimônio público de nossa cidade.

Estava eu semana passada em visita a Lagoa de Calu com a minha família (por sinal, fazia tempo que não andava lá), quando de repente, me deparei com algumas surpresas muito desagradáveis. A pista para caminhadas e corridas que estava em manutenção, se encontrava tristemente danificada após a recuperação executada pela Prefeitura. Ao que tudo indica, após a recolocação da pista em determinados pontos, vândalos aproveitavam o concreto (não sei ao certo) ainda fresco, e pisoteavam indiscriminadamente o local, além de desenharem e escreverem banalidades no chão.

É bem verdade que quem executou a obra poderia ter tido um pouco mais de cuidado na fiscalização, pelo menos até que a pista estivesse completamente seca. Mas isso de maneira nenhuma exime a responsabilidade dos vândalos que contribuíram para a depredação desta que é uma das poucas áreas de lazer da cidade. Lastimável!

Fica o apelo à Prefeitura para que reveja essa situação no intuito de recuperar os danos causados, mas principalmente aos cidadãos dessa cidade, que zelem por Juazeiro e por qualquer tipo de benfeitoria feita aqui, afinal, esse é o comportamento que se espera de qualquer povo civilizado!

Júnior Silveira
publicado em 24 de Outubro / 2011 às 09:10

ESPAÇO DO LEITOR: CULTURA "RUSGADA"

É lamentável o que está acontecendo com os que dirigem e fazem uma suposta e imaginária agenda cultural em Juazeiro. Na verdade não existe respeito nem compromisso com este segmento que deveria ser muito importante para a melhoria da qualidade de vida do nosso povo, mas é tudo "politicagem" suja e fajuta que tantos praticam por ai.

Este novo fato envolvendo o Secretário de Cultura e um músico, só vem alimentar esta pobreza cultural em que vivemos. O que aconteceu este ano em Juazeiro? Aquela homenagem aos 80 anos do celebrado João Gilberto? Que nada, tudo bem que o show do João Bosco foi ótimo, uma noite bonita e só.

Pois é juazeirenses, enquanto estas "rusgas" pobres e politiqueiras invadem o rádio e os blogs a cultura morre em cada esquina e Juazeiro vive mesmo querendo ser Petrolina.

José Carlos Carvalho

publicado em 24 de Outubro / 2011 às 07:40

ESPAÇO DO LEITOR: DESCASO E MOROSIDADE NAS OBRAS DE CALÇAMENTO NO BAIRRO ALTO DA ALIANÇA

Geraldo, 

A lentidão e o descaso do poder público na prestação dos serviços as comunidades de Juazeiro estão tirando o sono de muita gente em nossa cidade. 

O prefeito Isaac Carvalho com seus comandados perderam a essência da governabilidade. O bairro Alto da Aliança mais uma vez se sente lesado pela inoperância do poder Público Municipal, pois antes foi a Avenida Irmã Dulce, o saneamento básico e a agora estamos sofrendo com os serviços de calçamento parados e as ruas interditadas. 

O descaso do poder público e o abandono estão tomando de conta da nossa cidade, isso sem falar dos recursos públicos mal aplicados.     

Agnaldo José - Morador há mais de trinta anos do bairro Alto da Aliança

publicado em 23 de Outubro / 2011 às 18:00

ESPAÇO DO LEITOR: ARENA CASA PLÍNIO AMORIM

Faltando pouco mais de 14 meses para encerrar o mandato parlamentar, os vereadores ineficientes que estão ai, se digladiam na arena Plínio Amorim, mostrando assim uma leve suspeita de desespero com a possibilidade de serem substituídos em 2013.

O despreparo é real e notório. As brigas são intensas e constantes, e não se fixa somente na câmara, mas também se estendem para toda a cidade, através da imprensa em geral, sem levar em conta as muitas faltas às sessões, sessões suspensas, votações adiadas – e mesmo assim, ao final do mês cada vereador recebe um salário “gordo”.

Mas, o que mais nos deixam decepcionados com os vereadores é a completa e total falta de unidade em assuntos importantes relacionados ao bem estar social dos munícipes, como a falta de água, por exemplo. A própria mesa diretora se transformou em um ringue de lutas verbais, antiéticas, visando sempre à promoção própria.

Quanto custa aos cofres públicos manter um vereador, por quatro anos seguidos - contando com salários, verbas de gabinete, auxílios, viagens, férias, décimo, e outras coisas mais?

E mais, como é possível haver, como resultado da maioria das votações de projetos advindos do Prefeito Júlio Lóssio, que quase sempre, são aprovados pela maioria dos vereadores ou 14 votos a favor?

Onde está de fato a oposição em Petrolina?

Seria uma farsa?

No plenário da câmara, os vereadores sempre vêm com um discurso, nas votações se contradizem revelando o contrário.

Qual é a barganha, que poderia existir de fato, entre uma possível relação extremamente estreita entre o executivo e o legislativo?

É uma pena.

Cansei disso tudo, por isso, vamos propor mudanças profundas tanto no executivo, quanto no legislativo de Petrolina.

Viva a Democracia do Brasil

Moraes de Carvalho - Presidente do PSDC Petrolina

Foto Ilustrativa Google
publicado em 22 de Outubro / 2011 às 13:00

Espaço do Leitor: Associação festeja Dia do Guarda Municipal sem ter o que comemorar

Na manhã dessa sexta feira (21), aconteceu no auditório da DST, campus III, uma reunião seguida de comemoração do dia do Guarda, data essa comemorada nacionalmente em 10 de outubro.  Com a presença de mais de cinquenta agentes da segurança pública municipal e da diretoria da associação, foram abordados vários pontos do interesse da categoria. "Infelizmente nossa corporação não tem nada o que comemorar, pois a estrutura frágil em que a guarda municipal se encontra no que se refere a aparelhamentos e logística, está deixando a desejar", disse Cícero José presidente da Associação dos Guardas Municipais.

Ainda segundo Cícero José, já foram feitas várias reivindicações ao Executivo, no sentido de reaparelhar toda estrutura da GCM, pois a mesma funciona precariamente por falta de viaturas, rádio comunicação, equipamentos individuais. A própria estrutura física das instalações onde hoje se encontra a guarda municipal, capacitações e curso de formação para os (32) guardas municipais novatos, conforme a Matriz Curricular da SENASP, criação de uma ouvidoria e de uma secretaria que represente a segurança publica municipal e cidadania, criação do GGIM, (Gabinete de Gestão Integrada Municipal ) como parte integrante das políticas públicas para a área da segurança, passando a integrar o cadastro da Secretaria Nacional de Segurança com Cidadania, dentre outras solicitações.

Durante a reunião foram sorteados juntos aos associados vários brindes e servido um coquetel para os presentes. Finalizando a reunião, tivemos a benção e uma maravilhosa oração ministrada pelo Pastor Kenaide Amorim.

A Associação dos Guardas Municipais agradece o comparecimento de todos.

Cícero José - Presidente

Voltar ao topo
© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.