Blog do Geraldo José - Espaço do Leitor
Vale do São Francisco - 19 de Agosto de 2019
|
Redação: (74) 3613-3479

Espaço do Leitor

publicado em 20 de Março / 2012 às 12:30

ESPAÇO DO LEITOR: VESTIDO DE AMOR

-E tu vives assim?

-Assim como?

-Vestido de amor...

-É, sou vestido assim desde que Nasci... Em Juazeiro.

Tem gente que é assim, nasce e morre de amor.

Uns de amor pela vida, outros pela terra e outros pelos irmãos, há mais de dois mil anos teve um cara que deu com a sua própria vida um testemunho disso. Mesmo assim alguns teimam em se vestir de amor pelo dinheiro, se for fácil melhor, pelo poder, pelo crime, e até mesmo pela maldade. E, atropelam vidas, matam sonhos, exterminam esperanças, e vivem em nome do mau; esses duram quase uma eternidade. Mas, existem ainda os piores, esses vivem vestidos de amor para bajular, subverter a honra, ser subserviente ao poder, lamber as botas dos poderosos e amar, desesperadamente a manutenção do lodo, esses duram uma eternidade.

Ainda bem que são poucos.

-E tu vives assim?

-Assim como?

-Vestido de amor...

-É, sou vestido assim desde que nasci... Em Juazeiro.

-Tem gente que é assim, nasce e morre vestido de amor.

Pelo seu amor.

Lucien Paulo

publicado em 19 de Março / 2012 às 11:00

ESPAÇO DO LEITOR: FALTA DE AGUA IRRITA MORADORES DO JOÃO PAULO II.

Prezado Geraldo,

A População do bairro João Paulo II, mais precisamente da Quadra 03 (parte alta do bairro) está sofrendo com a constante falta de água. Gostaria de saber do Diretor do SAAE qual é o motivo da falta do precioso líquido? E quando será solucionado este problema, tendo em vista que todos os meses a conta de água chega sem atraso às residências. Gostaria também de convidar o Diretor do SAAE e o Prefeito a virem aqui tomar banho de cuia já que a água não sobe ate a caixa.

Murilo Ricardo Rocha

publicado em 19 de Março / 2012 às 08:04

ESPAÇO DO LEITOR: SAAE DE BAIXO.

A cidade vive um verdadeiro caos, a falta de água nas torneiras dos moradores é geral, aqui no bairro Castelo Branco não temos água há quase uma semana. Uma vergonha, um transtorno, um absurdo, principalmente levando-se em consideração que a prefeitura municipal propagou um investimento astronômico em equipamentos, multiplicou o numero de hidrômetros para aumentar o faturamento, comemorou uma arrecadação recorde no ano passado e paralelo a isto a população é penalizada pela falta de água.

As contas exorbitantes chegam pontualmente, as explicações habituais como uma musica de um só tom todos os dias chegam à imprensa pelo SAAE, uma bomba aqui outra li parou de funcionar, foi assim nestes três anos, o mais importante não existe, água em nossas torneiras.

 Verdadeiro absurdo, Juazeiro com uma temperatura beirando os 39 graus e o povo sem água nas torneiras. Por isto, aviso aos navegantes da prefeitura que estou protocolizando nesta segunda-feira (19) uma ação ordinária com pedido de indenização por dano moral contra o município para obrigá-lo a cumprir com a sua obrigação de fornecer água continuamente, como serviço essencial, a todo bairro Castelo Branco, pedindo ainda multa diária se a prefeitura não cumprir a ordem judicial, para ver se assim teremos uma prestação de serviço adequada como determina o Código de Defesa do Consumidor.

Marla Conceição - Bairro Castelo Branco

publicado em 19 de Março / 2012 às 07:00

ESPAÇO DO LEITOR: PESQUISA DO IFGF COLOCA JUAZEIRO COMO ADMINISTRAÇÃO CRÍTICA.

Geraldo,

A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro publicou neste final de semana o seguinte:

IFGF: quase 65% dos municípios do país têm gestão fiscal difícil ou crítica

A situação fiscal é difícil ou crítica para quase 65% dos municípios brasileiros, enquanto a excelência na gestão fiscal está restrita a 2% das cidades do país. As regiões Sul e Sudeste concentram os municípios com melhor qualidade de gestão fiscal, com 81 cidades entre as 100 melhores do Brasil.

Do lado oposto, aparecem Norte e Nordeste, com 93 municípios entre os 100 piores no que diz respeito à eficiência na gestão orçamentária das prefeituras. Os dados são do IFGF (Índice FIRJAN de Gestão Fiscal), criado pelo Sistema FIRJAN para avaliar a qualidade de gestão fiscal dos municípios brasileiros.

O indicador considera cinco quesitos: IFGF Receita Própria, referente à capacidade de arrecadação de cada município; IFGF Gasto com Pessoal, que representa quanto os municípios gastam com pagamento de pessoal, medindo o grau de rigidez do orçamento; IFGF Liquidez, responsável por verificar a relação entre o total de restos a pagar acumulados no ano e os ativos financeiros disponíveis para cobri-los no exercício seguinte; IFGF Investimentos, que acompanha o total de investimentos em relação à receita líquida, e, por último, o IFGF Custo da Dívida, que avalia o comprometimento do orçamento com o pagamento de juros e amortizações de empréstimos contraídos em exercícios anteriores.

O índice varia entre 0 e 1, quanto maior, melhor é a gestão fiscal do município. Cada município é classificado com conceitos A (Gestão de Excelência, acima de 0,8001 pontos), B (Boa Gestão, entre 0,6001 e 0,8), C (Gestão em Dificuldade, entre 0,4001 e 0,6) ou D (Gestão Crítica, inferiores a 0,4 pontos).

Bom a nossa querida Juazeiro vai mal segundo dados da pesquisa.

Gastos com pessoal: Entre os 374 municípios baianos avaliados ficamos na 349º posição - isso implica no inchaço da máquina pública, considerado conceito C, ou seja, administração em dificuldade ( observa-se também que nesse quesito saímos do conceito A em 2006 para o C em 2010);

Bom como são muitos dados sugiro que acessem o sítio http://www.firjan.org.br/IFGF/

Finalizando informo que a mesma pesquisa nos coloca no Conceito A para investimentos (investimentos do governo) e no Geral nos classifica com situação relativa no conceito D, ou seja, ADMINISTRAÇÃO CRÍTICA.

Professor Wagner Gomes

publicado em 17 de Março / 2012 às 13:00

ESPAÇO DO LEITOR: CARTA DESABAFO DA APLB.

O blog recebeu texto da Assessoria da APLB Sindicato, delegacia de Juazeiro, avaliando os três dias de paralisação esta semana. Confira:

Paralisar para quê? ... Para ir ao Shopping?... Talvez para  fazer uma viagem ou para ir ao médico ou então pegar uma praia, descansar?...

Gente! Greve é coisa séria!

A CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores (a) em Educação) promoveu em todo o Brasil através dos seus Sindicatos filiados uma greve Geral de três dias 14, 15 e 16 de Março. A greve tem por objetivo garantir direitos ao Trabalhador (a) em Educação, como: o cumprimento da Lei 11.738 que garante o piso mínimo para o Magistério e um terço da jornada reservada para hora-atividade o que muitos Estados não cumprem, Cobrar a aprovação do PNE (Plano Nacional de Educação) e a destinação de 10% do PIB (Produto Interno Bruto) para investimentos na Educação.

Somos uma das categorias menos valorizada do país, visto que um professor de nível médio agora é que passou a ganhar (em alguns Estados) e com muita luta, um Piso equivalente a R$ 1.451,00 (Hum Mil Quatrocentos e Cinqüenta e Um Reais), e ainda sob o fantasma e a pressão de que a qualquer hora não existirá mais Piso nenhum. O fato é que muitos governadores e Prefeitos de todo o país, inclusive o da Bahia, ingressaram com ações na Justiça pedindo a  mudança nas atuais regras de reajuste do mesmo, orientando que ao invés de ser reajustado pelo índice do valor Aluno qualidade Urbano, que seja reajustado pelo índice de variação do INPC e a inflação do ano anterior o que daria hoje apenas míseros 6%.

Enquanto eles tentam nos usurpar direitos já conquistados, desvalorizando a classe numa atitude de total desrespeito aos profissionais que formam os outros profissionais, tentando descaracterizar e inferiorizar o Professor... Quando convocamos a Classe para fortalecer a Luta, para o enfrentamento, muitos se omitem a sua própria luta, parece não está aqui, preferem fechar os olhos e tampar os ouvidos, eles não querem ser incomodados, viram as costas para o que está acontecendo, nos  dá a clara impressão de abandono da causa, inércia total, esses colegas (se é que podemos chamar de colegas) nunca arriscam... Estão escondidos debaixo do tapete sempre a espera de resultados positivos, boas notícias, de melhoria salarial entre outras... Mas, sem mexer uma palha para que isso aconteça em seu favor, preferem a trincheira do comodismo, aproveitam a Greve para colocar em dia os seus afazeres, cumprem outros compromissos pessoais e ignoram a luta dos companheiros, que com bravura e consciência Social, participam sempre que são convocados pelo seu Sindicato, e fortalecidos, vão conquistando direitos, respeito e resgatando perdas, tudo isso, pela luta em prol de uma Educação digna e de Boa qualidade onde Alunos e Professores possam de fato alcançar o seu merecido valor.

Um exemplo forte e de bom tamanho está aqui em nossa cidade, mesmo com todo o esforço do Sindicato, mesmo com todos os avanços alcançados nos últimos anos, mesmo com 99,99% da rede parada, dos 3 Mil professores da Rede Pública, pouco mais de 150 compareceram ao chamamento para Assembleia convocada pela APLB nesta quinta Feira, dia 15, no Colégio Paulo VI.

Dizer que não sabia da Assembleia não é uma desculpa plausível ou que não foi convidado oficialmente ou até mesmo que não recebeu um telefonema solicitando a sua presença no evento. Ora, você acha que está ganhando muito bem pelo que faz? Pois, tem Professor que ao invés de seguir o exemplo da Águia prefere seguir o exemplo do Urubu, tá sempre arrumando uma desculpa para fugir das suas obrigações mais nunca deixa de usufruir do banquete quando os benefícios são conquistados.

O interessante nessa história e a sociedade deve saber é que 99,99% das escolas pararam suas atividades, como então se justifica a ausência dos colegas na Assembléia? Ser Professor é professar a fé, orientar, indicar caminhos é de fato o artesão da personalidade é o responsável pela ordem Mundial dos Saberes, não basta ser professor, tem que ser promotor, transformador, divulgador e acima de tudo ter consciência social e sindical. Não vamos desistir de você, esperamos contar com a sua presença na próxima Assembleia, por que como disse o poeta Geraldo Vandré, “... Esperar não é saber quem sabe faz a hora não espera acontecer”... Parabéns aos que contribuíram com a sua presença, toda nossa gratidão e respeito aos que compareceram atendendo a convocação da APLB, esses sim, estão fazendo a verdadeira transformação!!!

Aquele Abraço!

APLB SINDICATO

publicado em 15 de Março / 2012 às 12:40

Espaço do Leitor: Sobradinhense satisfeita com a atual gestão.

Estimadíssimo Geraldo,

Antes de mais nada me permita-nos parabenizar-lhe pelo seu ótimo trabalho, entendo que a imprensa é os olhos da sociedade, através dela é que enxergamos os atos que nos sujam ou nodoam, é o espaço aberto para a sociedade debater os seus próprios problemas nessa imensa tribuna a qual chamamos de blog. Apresento-me, dizendo que sou uma cidadã de 25 anos, sobradinhense honrada, grande admiradora da sua pessoa, graduada em Letras pela FFPP, moradora na Vila São Francisco, deixando de dar maiores informações quanto ao local exato da minha residência para evitar hostilidades gratuitas e outras baixarias.

Nos últimos dias, na qualidade de blogueira de carteirinha, tenho acessado e observado algumas matérias acerca da saúde de nossa querida sobradinho, antes, porém, queria deixar evidente que na última eleição não votei no atual gerente da cidade, mas sim no candidato que a ele faz oposição, a nossa família nunca teve qualquer tipo de envolvimento nas questões políticas, a não ser quando um ou outro vereador passava pela nossa porta e pedia o voto para ele e em ato continuo para seu candidato a prefeito. Jamais, estivemos em porta de prefeitura, a mendigar benesses, sejam de que maneira for. Assim, vai um aviso aos navegantes: “que este ano não será igual aquele que passou” e “daqui pra frente tudo vai ser diferente”, nós aprendemos a ser eleitores, (desculpe-me o parafraseado da marchinha de carnaval dos Novos Baianos e da música do rei Roberto Carlos).

Concordo em numero, grau e gênero com o que escreveu o cidadão Carlos Eduardo, em recente publicação feita por seu blog, uma vez, que durante as gestões passadas, nunca tivemos uma política de saúde, voltada para as pessoas carentes. Existia sim um tratamento no hospital para aqueles que chegavam enfermos conhecido como ambulância terapia, nada mais era comum, jogar alguém doente ou acidentado no interior da única ambulância disponível, e, fazer uma verdadeira maratona, ou melhor, falando uma “via crúcis” percorrendo as portas dos hospitais de Juazeiro e Petrolina implorando um atendimento por caridade. Hoje com o SAMU, já é diferente, pois assim procurei saber e testemunhei, quando um vizinho sofreu de mal súbito, o médico de plantão fez uma regulação, acompanhou o paciente até Juazeiro e lá já tinha um hospital esperando para o atendimento de emergência. Outro fato que quero relatar é sobre um irmão que sofre de determinado transtorno neurológico, e antes, tínhamos que ao levá-lo para Juazeiro, pedir emprestado os endereços dos amigos e conhecidos de lá para fazer jus a um atendimento no CAPS. Com a implantação da unidade do CAPS daqui de  Sobradinho, neste Governo, facilitou muito para nossa família o seu tratamento, além disso, temos toda a sua medição e carinho por parte dos profissionais que o atende.

Assim caríssimo jornalista, sei que contribui para restabelecer a verdade e a justiça na minha terra. Alguém pode até comentar que me contento com tão pouco, mas, foi exatamente nesse pouco que o atual prefeito está fazendo a diferença. Chega de grandes obras de areia e cimento, com desvios de recursos públicos, “vamos cuidar mais das pessoas”.

Muito Agradecida

Daiane Leite da Costa

Moradora de Sobradinho e satisfeita com a atual gestão.

publicado em 12 de Março / 2012 às 08:10

Espaço do leitor: Em defesa de Sobradinho.

Senhor Geraldo José,

Moro em Sobradinho há exatos 40 anos, aqui cheguei com 6 anos de idade, meus pais foram atraídos pela obra de construção da barragem, éramos 04 filhos, eu como já disse com 06 anos, meu irmão mais velho com 10 e minhas duas irmãs uma com 06 meses e a outra com 3 anos, aqui nasceram mais dois. Apesar de pequeno na época, notei e entendi a diferença da cidade que morávamos, Cajazeiras no sertão da Paraíba, com o lugarejo que acabávamos de adotar como moradia, nem estrada asfaltada possuía. Sobradinho era só muita poeira e muitas dificuldades, aos poucos o sonho de ter um lugar digno para morar foi acontecendo. Depois de muitas idas e vindas apareceu um anjo que nos deu a mão, chamado Geraldo Silva.


No tempo do acampamento vivíamos bem, a CHESF era uma mãe, Dr. João Paulo então, um amor de pessoa, era abaixo de Deus o nosso pai.

Veio o desmembramento de Juazeiro em 1989, não tivemos muita sorte, pois a pessoa que lutou pela nossa independência, morreu com 100 dias de governo. Veio o Ivan Borba, depois meu amigo e Prof. Hamilton Pereira, sendo sucedido pela era Berti, (diga-se de passagem votei nele na sua primeira candidatura) nesta gestão a Chesf entregou a direção do Hospital a Prefeitura de Sobradinho, foi a nossa ruína.

Não sou defensor da atual gestão, mas, o faço por uma questão de justiça e não comungar com a política das meias verdades, que levam a efeito aqui em nossa terrinha.
Analisando a matéria jornalística publicada na última sexta-feira Política às 13:30 hs.

A realidade da saúde em Sobradinho, segundo Governo Federal, fui ao síitio do Ministério da Saúde e constatei a realidade abaixo:

Remanso  4,49
Pilão Arcado 2,50
Sento Sé 4,69
Casa Nova 5,42
Vitória da Conquista 5,06
Xique-Xique 4,99
Sobradinho 5,18
Senhor do Bonfim 4,96
Juazeiro 6,24
Campo Alegre de Lourdes 5,15
Campo Formoso 5,02
Curaçá 4,32

Cheguei a uma conclusão que Sobradinho está melhor que outras cidades próximas daqui como: Remanso com 4,49 – Pilão Arcado com 2,50 – Sento Sé com 4,69 – Xique-Xique com 4,99 – Senhor do Bonfim com 4,96 – Campo Alegre de Lourdes com 5,15 – Campo Formoso com 5,02 – Curaçá 4,32. Isso porque as cidades citadas estando com o IDSUS aquém de Sobradinho, tinham a obrigação de estar bem melhor, porque não passaram pelo descalabro administrativo que nós aqui passamos pelos últimos 12 anos anteriores a esta gestão. Piorou ainda mais na gestão de 2005 a 2008, a nossa alta-estima levaram embora, ficamos sem nada, o hospital que eles tanto culpam o atual gestor de ter fechado, deveriam falar a verdade, quem fechou foi a Vigilância Sanitária do Estado da Bahia, por culpa dos prefeitos anteriores, Luiz Berti, o recebeu da Chesf e Gilberto Balbino. O nosocômio funcionava a duras penas, eram: equipamentos enferrujados, sujos, mal conservados, quebrados. Parecia com tudo, menos uma casa de saúde. Um médico conhecido me reservo o direito em não declinar o nome, só recebeu o que lhe era de direito, durante a atual gestão, no governo passado o descaso era tão desmedido, que não lhe pagaram pelos meses trabalhados, e olha que o secretário de Saúde era o vereador Cícero da Madecon, “zeloso”, muitas pessoas hoje, o apelidam de Cicinho Calazar, ou Cicinho Mosquito da Dengue. Só sabe o que foi esse pesadelo para nós caríssimo Geraldo José, quem realmente morou aqui. Aqueles, que no momento mais difícil para Sobradinho, renunciou o seu mandato de vereador, atraído por um cargo de Secretário de Finanças em outra cidade, não sabe contar essa historia com tanta propriedade como nós cidadãos sobradienses que sofremos tanto naqueles anos. Esses, atualmente, vêm posando de grandes defensores do povo de Sobradinho.

Ao tomar posse em 2009, o prefeito Genilson, pegou o município totalmente arrasado, destruído, não tinha sequer um serviço funcionando nas expectativas da população. Juazeiro esta com o IDSUS de 6,24 gestão plena e Casa Nova com 5,42, mas alguém que visita as duas me diga se uma delas passou o que nós passamos em termos de gestão pública? Claro que não. Nenhuma cidade viveu o caos completo que Sobradinho viveu.

Meu pai, com 83 anos, sofre de pressão alta, mas o acompanhamento dele é feito por um profissional do município e o seu medicamento é fornecido pela farmácia básica, minha mãe, com 84 anos, tem problemas de diabetes e colesterol, os seus medicamentos são de igual forma, fornecidos pela farmácia básica da prefeitura. Como não estar satisfeito com a qualidade de um serviço que está se tentando dar certo. Igual ao que era antes não vai ficar.

Aliás, os opositores do governo municipal, que até pouco tempo antes eram também ferrenhos opositores do governo estadual, poderiam também estar criticando o Secretario de Saúde do Estado da Bahia Sr. Jorge Solla, pelo IDSUS 5,06 de sua cidade natal Vitoria da Conquista, com gestão plena, como se explica? Perguntem ao Jorge Solla.

Atenciosamente,

Carlos Henrique de Moura Neto

Funcionário Público Estadual – Cidadão de Sobradinho com muita honra que sonha e defende o seu desenvolvimento.

Imagem de aqruivo do blog
publicado em 11 de Março / 2012 às 23:00

Espaço do leitor: A tréplica.

A CODEVASF lançou uma nota, a partir de Brasília, respondendo aos fatos do derretimento das cisternas de plástico, publicada no blog de Geraldo José, em Juazeiro da Bahia. Vejam a nota e nossa tréplica:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

“A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) esclarece:

Cisternas de polietileno que apresentarem defeito serão imediatamente substituídas, conforme contrato. No caso recente de Cedro (CE), a empresa responsável pela fabricação foi notificada e duas novas cisternas foram prontamente entregues às famílias.

Ressalta-se que o Ministério da Integração Nacional adota rigorosos procedimentos de controle de qualidade durante a fabricação e a entrega das cisternas.

Coordenado pelo Ministério da Integração Nacional, com apoio da Codevasf, o Água para Todos é uma ação do Programa Brasil sem Miséria do governo federal. O objetivo é beneficiar 750 mil famílias que vivem no semiárido brasileiro com cisternas e sistemas simplificados de água”.

Há séculos o povo do semiárido espera por uma política hídrica que vise em primeiro lugar o abastecimento humano de nossa população, não a irrigação, nem outros usos da água que devem vir após resolver os problemas humanos, como preconiza a Lei Brasileira de Recursos Hídricos 9433/97. Portanto, somos totalmente favoráveis ao  “Água para Todos”, desde que seja bem feito do ponto de vista técnico, político, ambiental e cultural.

A sociedade civil – ASA - achou o caminho das cisternas de placas, bem feitas, boa duração, replicáveis pelas próprias comunidades, que compram no comércio local, movimentam e capacitam os pedreiros locais, dinamizam e economia local, além de desenvolver todo conceito inovador da convivência com o semiárido. Toda essa riqueza quase foi ao lixo para ser substituída pelas cisternas de plástico. Não é só o lixo plástico, é o lixo da indústria da seca, que alimenta políticos, corporações técnicas e empresas a partir da sede humana.

Reparem que o caminho escolhido pela CODEVASF, diante do fato inescapável, é injetar mais dinheiro – dinheiro público, claro -, na mesma tecnologia e na mesma empresa. Assim, se daqui alguns anos milhares de cisternas de plástico derreterem, a política será a de repor o que está claramente dando errado.

Qualquer cisterna de placa de cimento seria rapidamente consertada. A de plástico não, há perda total.

Enfim, o governo federal corre o risco de pagar um “mico histórico”, se não recuar totalmente de sua decisão.

Vamos continuar registrando os fatos, lutando por uma política hídrica decente de abastecimento humano, também para a população difusa do semiárido brasileiro.

Roberto Malvezzi (Gogó) - Equipe CPP/CPT do São Francisco

publicado em 10 de Março / 2012 às 10:00

Espaços do Leitor: Petistas versus petistas.

Caro Geraldo,

Como cidadão juazeirense e seguidor dos ideais do Partido dos Trabalhadores não poderia me calar diante desse cenário medíocre que se forma na política do município. Não é novidade para ninguém que o PT está dividido entre apoiar Isaac Carvalho e lançar a candidatura própria, mas o que muitos não sabem é que na verdade o objetivo maior é impedir que Joseph Bandeira entre no páreo. A luta é pela manutenção de cargos distribuídos pela atual gestão a gente que nunca imaginou ocupar a posição que tem.

Prova disso são as intenções de Bento Salviano e Gaspar Júnior de concorrerem à prefeitura de Juazeiro. Ora, se Gaspar já tentou sem sucesso por duas vezes uma vaga no legislativo e Bento nem nesse estágio chegou, parece claro que o objetivo do PT não é brigar pela gestão e sim manter os tais “projetos pessoais” dos integrantes que conseguiram seus cargos. Gente como Célia Regina, por exemplo, está pensando em quem além dela mesma? Afinal não é todo dia que uma mera secretária da Direc-15 se transforma em Secretária de Desenvolvimento Urbano do município. Outro de olho na oportunidade é Beto na secretaria de Administração. Já Zé Nilton deixou a função de tirar fotocópia na Direc para chefiar os fiscais de obras. Situação parecida com a de Naldinho, Bento, entre outros.

Bem, se para Isaac o preço do apoio do PT são os cargos, não resta dúvida que para Juazeiro o prejuízo é enorme, já que é claro que a escolha dos ocupantes das funções nada tem a ver com a competência e sim com a suposta influência política dentro do partido.      

Não é preciso muito esforço para perceber o quanto nossa cidade está feia, suja, sofrida... Claro que os outros que passaram não foram ótimos governantes, mas vamos concordar que nunca esteve desse jeito antes. Em Piranga ninguém anda, a Av. São João está uma vergonha, a Av. Principal do Bairro Quidé e a Av. Shefic Khoury no João Paulo II também, a Av. que dá acesso ao bairro Parque Residencial infelizmente não é diferente, Piranga I, Piranga II nem se fala...  As praças, não é preciso ir muito longe, no centro mesmo estão expostas a falta de cuidado. A praça ao lado do Banco do Brasil e a da frente a prefeitura só têm mato. O prefeito além de querer fazer a maior vaquejada do nordeste, quer também transformar Juazeiro num curral. Pelo visto esse tal “Projeto de Governo” que tanto falam só pode ser o de acabar com Juazeiro.

Tem muito mais pra se falar, mas a minha intenção aqui é mostrar que com esses nomes – Bento Salviano e Gaspar Junior— para possível disputa eleitoral, caso o partido opte por candidatura própria, fica nítido que o grupo que está com Isaac não busca o melhor para a cidade, e  sim uma briga com Joseph Bandeira. Porque ainda que o PT não siga com Isaac, fica claro que essas pessoas também não querem que o partido governe. Pois se tem alguém no PT hoje que pode ganhar (não estou afirmando que ganha), mas que tem chances reais no pleito esse nome é Joseph Bandeira.

Jonas Paulo, Jojó...Pensem nisso! Juazeiro é uma cidade importante. Isaac não ganha de jeito nenhum, Bandeira tem chance, vocês estão querendo jogar fora a oportunidade que o PT está tendo de voltar a governar Juazeiro

Leitores e futuros delegados do PT que irão decidir se o PT terá Candidatura própria pensem bem quem são as pessoas do PT que realmente querem o bem de Juazeiro: os Bandeiristas ou os que estão com Isaac?

Rodrigo Lima – funcionário público

publicado em 09 de Março / 2012 às 12:10

ESPAÇO DO LEITOR: A INOCÊNCIA DA PREFEITURA REFLENTINDO NO SAAE

Sem interesse monetário e sem buscar visibilidade, sempre, desde o curso ginasial, tomei como hábito passar para impressa, de forma jornalística, aquilo que penso e sinto, sem ofender ninguém. Um dos meus últimos artigos publicado em um dos blogs da cidade deu muito o que falar, repercutindo, inclusive, no seio de minha família, e que constou de algumas intervenções  de leitores, acobertados pelo anonimato, dirigindo ofensas á minha pessoa, coisas que acho que não mereço. Diante do exposto prometi a minha mulher que não mais me prestaria a escrever para jornais, rádios e blogs.

Hoje, vou abrir uma exceção, e vou fazer o ultimo artigo para expor algumas criticas ao equivocado SAAE, que se orienta por um estatuto revisado em 1955..., do século passado.

Vou lhe contar um problema que acontece comigo e deve estar acontecendo com alguém, isso envolvendo o impotente SAAE e suas famigeradas faturas de consumo de água.

Todos sabem que contas de água e luz servem de comprovantes residenciais. Atente para o que vou tentar expor: tenho uma casa na Rua Formosa n.º 1-A, no bairro D. Tomaz. Na fatura de consumo de água, e por obra e graça de algum “inteligente” da Prefeitura, o endereço está acintosamente grafado, rua Olavo Bilac, antiga Rua Formasa, n.º 1-A; durante dois anos tentei resolver essa anomalia junto a prefeitura e la, eles sempre alegavam que o problema só poderia ser resolvido pelo SAAE. Fui ao famigerado SAAE e nunca pude resolver esse simples problema. Recentemente voltei ao órgão municipal e para minha surpresa constatei que a gerente e uma moradora do bairro a onde moro; atenciosa e educada, ela me informou que dentro da limitação do seu espaço gerencial, tentou resolver, sem êxito meu problema. Algum “inteligente” da Prefeitura (sou eu quem está nominando esse  incapaz funcionário) informou-lhe que não existia na cartografia municipal a citado Rua Formosa. Como na sala da executiva tem um mapa urbano do município, chamei a gerente para mostrar-lhe que na verdade, a rua Formosa, la estava grafada no mapa urbano da cidade. Ela ficou surpresa, com a veracidade do fato. A síntese de tudo isso, é que na Prefeitura, com raras exceções, ninguém quer se aprofundar nos problemas levantados e reclamados pela população, por mais simples que sejam.

Para minha surpresa, fui informado que o executivo maior do SAAE, era um agrônomo, do quadro da UNEB, professor, com qual tenho boa relação. Solicito portanto na oportunidade uma atenção especial  do diretor geral, na solução desse esdrúxulo problema. Na também problemática Coelba, meu endereço, felizmente está correto.

O SAAE, como todos sabem, é um órgão subordinado à Prefeitura, entretanto, por muito tempo, ficou nas mãos de um conhecido engenheiro, que sempre ignorou o mando dos vários prefeitos. Somente Bandeira, na sua primeira gestão, teve a coragem de demitir o citado engenheiro, estabelecendo a autoridade do Prefeito, envolvendo o famigerado SAAE.

Hoje o órgão está vinculado ao município, porem continua com as mesmas mazelas. Falta água constantemente nas áreas periféricas, apesar da existência do rio São Francisco, porem os  “inteligentes” explicadores do inexplicável, continuam dizendo pela impressa que o problema da interrupção da água, normalmente só acontece no versão, com o aumento da demanda.  A coisa parece lógica, mas perde sua veracidade, quando citamos Manaus, cidade de clima quentíssimo durante todo ano e que não enfrenta tal escassez de água.

Todos devem estar lembrados, do grande apagão de água no penúltimo carnaval. O bairro de Itaberaba, por exemplo, está acostumado a passar até dez dias sem o precioso líquido. Em síntese podemos dizer: a inocência da prefeitura está sendo refletida no SAAE.

Joselino de Oliveira Comentarista e Escritor, membro da Academia de Cultura da Bahia.

publicado em 09 de Março / 2012 às 06:30

ESPAÇO DO LEITOR: O PREFEITO PROMETEU E NÃO CUMPRIU.

Olá Geraldo José,

Amigo gostaria que todos os seus seguidores e a população de nossa tão amada e cantada em versos nossa Juazeiro, soubessem da incompetência do prefeito bem como dos seus secretários, e alguns vereadores da base de sustentação na Câmara Municipal.

Você e grande parte da população sabem da luta de nós moradores para que a prefeitura pudesse calçar apenas três ruas aqui no Loteamento Eldorado.

Há mais ou menos três anos, o povo que ouve a radio Juazeiro, mais precisamente o Sem Fronteiras, que na época era tão bem conduzido por voçe, tem conhecimento que nós enviamos mensagens quase todos os dias, chegando até ser ''chato''. Recebemos a visita do prefeito, do vereador Mitonho Vargas e alguns de seus assessores quando na ocasião nos foi prometido o calçamento.

Pois é já está terminando o mandato e nada, segundo o prefeito o dinheiro já estava na Caixa Econômica Federal e faltavam só as licitações das empresas vencedoras. Ai nós perguntamos quanto tempo para ser liberada uma licitação? Já três anos e nada, cobramos um direito nosso e dever do município, não estamos aqui pedindo esmolas e sim um direito de nós moradores de termos uma vida digna, como assegura o art.5 da Constituição Federal.

Prefeito, não temos culpa de sua divergência política com qualquer vereador que seja, o Sr. não pode punir uma população por causa de divergência política  e sim trabalhar para quem paga o seu salário, de seus  secretários e assessores. Por isso termino com uma frase já dita por muitos ''SOMOS BRASILEIROS E NÃO DESISTIREMOS NUNCA''.

Muito obrigado Geraldo e seus seguidores.

Luciano Medrado

publicado em 07 de Março / 2012 às 14:00

ESPAÇO DO LEITOR: EX-PRO-REITOR DA UNIVASF CONTESTA AS INFORMAÇÕES DO DOUTOR JOSELINO DE OLIVEIRA

Mesmo no "velho continente" onde faz Doutorado em Portugal, o professor Deranor Gomes, ex-Pró-Reitor da Univasf, tem acompanhado as informações da região por meio do blog e aproveitou o espaço para contestar alguns artigos do economista Joselino de Oliveira. Confira:

Diante de repetidas insinuações, provocações, desrespeitos e inverdades postadas neste Blog pelo Sr. DOUTOR JOSELINO a respeito da UNIVASF e também diante da omissão da própria Instituição, resisti e ponderei até onde foi possível para não ter que colocar os fatos como eles são. Farei um a um para não deixar dúvidas para a comunidade:

1º) O Oráculo da humildade afirma que a Senhora sua Esposa (uma DOUTORA é claro) é a única mulher da equipe técnica: Aqui ele falta com a verdade. Conheço pelo menos três mulheres que ocupam cargos estratégicos na nova gestão inclusive outra Pró-reitoria e duas Secretarias: Secretaria de Assuntos Estudantis e a Secretaria de Recursos Humanos consideradas no mesmo nível das Pró-reitorias e que não são DOUTORAS, mas nem por isso deixarão de fazer um excelente trabalho. Digo isso por que as conheço, são mulheres competentes e tem atitudes, não é o título que vai determinar a excelência de seus trabalhos.

2º) Para conhecimento e desespero do Oráculo, a esposa dele não é a primeira Juazeirense ou Petrolinense a ocupar uma Pró-reitoria. Como ele não conhece Juazeiro não sabe que eu nasci e me criei em Juazeiro.

3º) O Oráculo disse ao novo Reitor que a UNIVASF poderia se transformar numa referência nacional. Pensei que já fosse… sem comentários.

4º) O Oráculo se autoproclama o pai do Curso de Artes num total desrespeito aos professores, alunos e técnicos da UNIVASF. Por isso faço aqui dois desafios: i) Aceite o convite do aluno e vá debater isso na UNIVASF com os professores, alunos e técnicos e diga na frente de todos que o senhor é o criador técnico do curso e ii) apresente o projeto do Curso feito pelo senhor. Senhor Oráculo, vamos parar com isso, do contrário amanhã vai aparecer “a mãe do curso de Ciências Sociais, o pai da Medicina, o avô da Administração, etc. O curso de Artes, assim como os demais foram construídos por todos. E para completar, ainda vai propor ao Reitor alteração da matriz curricular do curso (vai faltar óleo de peroba em juazeiro). Pelo jeito é o novo assessor do Reitor. (não duvido de substituir a Pró-reitora nas suas ausências. Mas, não pode: ele não é DOUTOR). Senhor Oráculo por favor RESPEITE os professores, os alunos e os técnicos do curso de Artes.

5º) Com relação a “Chave simbólica” entregue a um representante autêntico da cultura regional foi bem merecida, mas quero deixar claro aqui que a UNIVASF nunca deu as costas para a cultura local e sempre esteve e sempre deverá se colocar como espaço para o debate não apenas com os artistas, mas com os empresários, os sem terras, os agricultores, enfim com todos, afinal de contas é uma UNIVERSIDADE e pertence ao povo brasileiro e como tal deve se comportar.

6º) Considero injusto que figuras públicas como Jorge Khoury, Joseph Bandeira, Osvaldo Coelho, Edson Duarte, Válter Pinheiro, Fernando Bezerra (pai e filho), Gonzaga Patriota, Paes Landim, entre muitos que contribuíram aportando recursos financeiros para a consolidação das edificações não tenham sido lembradas nem para receber a “chave simbólica da porta dos fundos”

7º) O Oráculo afirma que sentiu a ausência de outros artistas. A resposta é óbvia, nenhum deles o reconhece como seu representante… Ele quer entrar no céu de qualquer jeito.

8º) Para terminar ele ataca de forma deselegante e grosseira pessoas que ocupam cargos na Prefeitura de Juazeiro classificando-os de …despreparados, desqualificados e de verdadeiros aspones, que servem apenas para dar recado, puxar saco e fazer fuxico. (Suas palavras)

Aqui eu tenho uma sugestão para fazer ao Prefeito. Dê a esse cidadão uma “chave simbólica de qualquer coisa”e um emprego a alguém da família dele, mas exija o título de DOUTOR, do contrário não fará um bom trabalho. Assim,verá todos os dias nos blogs declarações de amor a sua equipe, ou a pelo menos a pessoa que estiver empregada…

Por favor salvem a Academia de Cultura da Bahia!

Segundo o DOUTOR Joselino o Multieventos foi entregue a Pró-reitoria de Integração e como o oráculo é o esposo da Pró-reitora, agora é festa todo dia… e viva a democracia!

Deranor Gomes de Oliveira (o sobrenome Oliveira é mera coincidência)

Professor Mestre da UNIVASF.

publicado em 07 de Março / 2012 às 11:05

Espaço do Leitor: Juazeirense agradece atendimento no Hospital Dom Malan

Caro amigo,

Gostaria que publicasse esse texto para toda a sociedade da nossa região.

Venho através desta agradecer a todos e todas, como também esclarecer a toda região sobre o atendimento do Hospital Dom Malan, porém, antes de mais nada, gostaria de contar rapidamente como foi toda essa história.

No dia 18 de Janeiro, por motivos injustificáveis pela medicina, a minha esposa de madrugada me acordou dizendo que a bolsa com a nossa filha teria estourado, por termos plano de saúde fomos rapidamente para o hospital Unimed aqui em Juazeiro, onde se constatou que realmente a bolsa teria rompido, mas que ela ficaria em observação para evitar mais perda de líquido.

Passamos o dia todo no hospital supracitado, onde, na manhã de 19 de Janeiro, o seu médico, Dr. Renato Nóbrega (Um ótimo médico em que aqui gostaria de também agradecer-lhe) encaminhou-a para o hospital Dom Malan em Petrolina, pois "Não haveria em toda a região um só hospital, público ou particular, que teria uma UTI Neo Natal".

No momento me deu uma grande raiva, como é que pode, 04 anos pagando um plano de saúde para na hora que precisarmos não poder atender? Indignei-me no inicio, mas depois fui tranquilizado quando o médico me disse que estaria lá, pois atende neste hospital também. Ainda me rodeava todo preconceito que temos quando se pensa em hospital público, mas fui surpreendido quando cheguei lá e quando começaram todos os procedimentos, desde o parto que fora feito com o maior cuidado, a minha filha, de nome LUARA,  nasceu no dia 23 de Janeiro, com exatamente 07 meses.

Foi encaminhada para o berçário de auto risco onde recebeu, além de todos os cuidados médicos, o carinho de enfermeiras e médicos onde com todos os procedimentos possíveis foi evoluindo o seu quadro. Não poderia esquecer do banco de leite, onde diariamente fornecia leite materno para minha filha e todas as outras crianças que se encontravam lá. Hoje ela está no "Mamãe Cangurú" que é um sistema em que a criança fica aos cuidados totais da mãe e através de uma "sacola" de tecido fica junta ao corpo da mãe várias vezes ao dia, e já com previsão total de alta.

Agradeço primeiramente a Deus que me deu a oportunidade de passar por todas estas experiências, principalmente de quebrar o preconceito, à minha esposa que é uma guerreira, que até hoje está lá com a minha guerreirinha, minha família e da minha esposa, aos amigos e amigas que apoiaram e estiveram juntos, lado a lado, aos médicos, Dr. Rossini, Dra Lilia, Dra. Verusca, Dra. Flávia, Dr. Renato, Dra. Marília e tantos outros que acompanharam e graças as mãos deles, ungidas por Deus, deram condições de minha filha estar tão bem. A todos enfermeiros e enfermeiras que nos ajudaram, enfim, a todos e todas. PARABÉNS DOM MALAN - EXEMPLO DE HOSPITAL PÚBLICO QUE FUNCIONA.

Porém também gostaria de enfatizar o quanto me entristece quando vejo esta Juazeiro nossa, com duas maternidades, e não dispor deste serviço prestado, onde segundo os próprios médicos, de cada 10 crianças nascidas, em torno de 07 são prematuros.

Como se pode dizer que o município está evoluindo na saúde com esta realidade? Quantas mães de Juazeiro estão lá em Petrolina?  Acredito que o número de crianças que nascem lá em Petrolina deve ser o triplo ou mais daqui, mas já se sabe a razão. E pensar que em discurso de campanha o prefeito atual prometeu que teríamos uma UTI neo Natal, mas uma vez, só discurso de campanha.

Entristece-me também pelos planos de saúde da nossa região, acho que esta merece ser melhor cuidado, afinal, pagamos caro e não temos o serviço amplo que pagamos. Enfim, Juazeiro merece de novo ter uma saúde que seja referência nacional, que leve o seu povo a sério e que ame realmente a sua sociedade como um todo.

Mauro de Macêdo Sousa

Coordenação - Departamento Recursos Hídricos SAJUC - Serviço de Assistência Sócio Ambiental do Campo e Cidade

publicado em 06 de Março / 2012 às 11:40

Espaço do Leitor: Faixa elevada da Monsenhor Ângelo Sampaio em Petrolina.

Geraldo,

Na Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio foi instalada a faixa elevada para suposta promoção da acessibilidade, a qual fora sinalizada com uma placa com dizeres muito bonitos, mas com pouca compatibilidade com a realidade apresentada.

Na placa estão inscritas as seguintes afirmações: “Acessibilidade” e mais adiante “A Prefeitura Municipal de Petrolina cuidando bem das pessoas”. Conforme é possível verificar pelas fotografias apresentadas a atual gestão da Prefeitura Municipal de Petrolina parece não saber o que acessibilidade significa.

Pela Lei 10.098/00, a qual estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências, a acessibilidade é a “possibilidade e condição de alcance para utilização, com segurança e autonomia, dos espaços, mobiliários e equipamentos urbanos, das edificações, dos transportes e dos sistemas e meios de comunicação, por pessoa portadora de deficiência ou com mobilidade reduzida” (Art. 2º, I). Entretanto, o brilhante projeto executado, não se preocupou com um pressuposto simples: as pessoas precisam chegar até a faixa elevada. A realidade é que a faixa está lá, mas para chegar até ela a pessoa portadora de deficiência ou com mobilidade reduzida precisa superar o meio fio que delimita a faixa da via paralela da Avenida Monsenhor, trafegar por um canteiro com declive de areia e pedregulhos, ultrapassar a rampa grosseira e mal acabada de cimento que liga a faixa elevada ao canteiro para, finalmente, chegar até a faixa. Mas a dificuldade não para por aí, depois é preciso descer e subir o desnivelamento da ciclovia (sem rampa) para chegar até a outra metade da faixa e enfrentar os mesmos problemas narrados para a chegada.

Acessibilidade? Segurança? Autonomia?  Melhor tirar aquela placa de lá e colocar uma outra com a seguinte frase “faixa de pedestre que sai bonitinha na foto”, aí sim. Provavelmente vão dizer que foi apenas a primeira etapa da obra, ou coisa parecida, mas fica o alerta. Algumas fotos não estão muito nítidas, pois foram tiradas durante a noite, mas quem tiver dúvidas, pode ir lá conferir de perto.

Rair Alves Costa

publicado em 06 de Março / 2012 às 09:10

Espaço do Leitor: Filme de Luiz Gonzaga leva Curaçá para o Mundo.

Olá Geraldo José,

É com muita satisfação que envio estas fotos de um quadro do nosso eterno Rei do Baião Luiz Gonzaga, produzido na tela pelo artista filho de Poço de Fora, Ernandes Soares. Estou encaminhando ao blog para manifestar a nossa alegria à CONSPIRAÇÃO FILMES, em nome dos filhos de Curaçá, pela estadia e a oportunidade de Curaçá ser vista no mundo inteiro, quando da superprodução cinematográfica em homenagem ao centenário do mestre Gonzagão.

Boa parte das tomadas do filme foi produzida aqui em Poço de Fora, pela localização da Serra e a réplica da residência do seu Januário na Fazenda Poço de Dentro,  e até mesmo a chegada em Brasília quando do encontro do Presidente Juscelino com o Rei do Baião. Barro Vermelho e Curaçá fizeram tantas outras projeções lindíssimas, o nosso muito obrigado à todos que fazem a Conspiração Filmes.

Adelson Félix

publicado em 06 de Março / 2012 às 07:00

ESPAÇO DO LEITOR: ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM JUAZEIRO-BA

Morrer de sede em frente ao velho Chico parece letra de música de Djavan, mas é a pura realidade. A situação do abastecimento de água da nossa cidade Juazeiro da Bahia é gritante. Todo santo dia falta água em alguns bairros da cidade, e começa o Deus nos acuda para fazermos as atividades diárias mais básicas.

O carro pipa ainda é figura no cenário juazeirense, e não é só no interior, na cidade, nos bairros bem próximos do centro.  É uma cena ridícula para uma cidade banhada e abençoada pelo Velho Chico.

O sofrimento de quem paga suas contas de água (serviço de preço muito alto) e precisa do líquido precioso em nossa cidade é enorme e não é apenas nesta gestão. Esse problema vem se arrastando há décadas e parece crônico, como muitos outros da nossa cidade. Poderíamos até dizer que é falta de recurso, mas seria simples demais aceitar tal hipótese. É falta de vontade política mesmo! Não é possível que tantos recursos provenientes da prestação do serviço e recursos disponibilizados pelo governo Federal não sejam suficientes para superarmos de uma vez por toda a questão do abastecimento de água que tanto aflige o cidadão juazeirense.

Vivemos um novo tempo. Mesmo sem muito apoio político, faltando a infra-estrutura adequada, a cidade cresce a cada dia, somos uma cidade universitária, as redes de lojas de atacados se instalam na nossa região. O progresso é inevitável, mas entra gestor sai gestor e não conseguem oferecer ao morador de Juazeiro serviços básicos de qualidade.

E não adianta colocarmos a culpa em gestões passadas, pois o problema é atual, é real, precisamos enfrentá-los com seriedade e competência para podermos solucionar o mais rápido possível.

A comunidade não suporta mais tanto sofrimento e tanto desrespeito com a questão pública. O governo, seja ele quem for, e isso independe de partidos, de gestores, deve dar respostas à comunidade. Respostas com políticas públicas que melhorem a vida do cidadão, afinal de contas, um governo se legítima pelas respostas que dá a sociedade.

 Edi Santana Barbosa

Professor da Rede Estadual e Municipal de Juazeiro-BA, Pós- graduado em Metodologia e Didática do Ensino Superior, Mídias na Educação e pós-graduando em Gestão Pública Municipal.

publicado em 05 de Março / 2012 às 22:10

Espaço do Leitor: Castelo Branco é abandonado pelo Poder Público.

 

Caro Geraldo,

O bairro Castelo Branco quem te viu, quem te vê... Pois é, Geraldo, como você está vendo nas fotos, é esta a realidade do nosso bairro em relação à limpeza, entulhos, matos e buracos. Quero chamar à atenção do Poder Público para que tome uma urgência providência em relação a esse descaso e abandono, porque segundo o   gerente da SESP – Secretaria de Serviços Públicos, o bairro Castelo Branco não está na pauta de mutirão de bairros. Peço também providências para as muriçocas que estão atormentando o nosso bairro.

Desde já agradecemos,

José Carlos Batista da Silva - presidente da Associação de Moradores.

publicado em 05 de Março / 2012 às 09:40

Espaço do Leitor: Juazeirense indignada com atendimento na Caixa Econômica Federal em Juazeiro

Venho através desse conceituado blog expor a minha indignação sobre o atendimento que a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL de Juazeiro tem prestado aos seus clientes.

Desde que nós funcionários da prefeitura, forçosamente, nos tornamos clientes, tenho enfrentado verdadeira maratona para me servir dos caixas de autoatendimento.

Para início de conversa, só existem dois caixas disponíveis para quem utiliza o cartão com chip, pois um terceiro está quebrado faz tempo.

O sistema de refrigeração É UMA VERGONHA, se existe, não dá para sentir. Pense num calor infernal.

O espaço existente não comporta o volume de clientes que entram nele todos os dias. Mês passado fui três vezes tentar transferir meu vencimento para outro banco onde sou tratada como gente, e mesmo num dia de sábado quando imaginei encontrá-lo mais vazio, não obtive êxito.

Sexta-feira (02), para minha surpresa, tive que enfrentar uma fila para adentrar o referido espaço. Nunca vi isso na minha vida! Enfrentar uma fila para adentrar na área do autoatendimento.

Na saída encontrei seu Jorge Duarte, que indignado desabafou: “Com 66 anos de idade tenho que pegar fila para entrar no banco”.

Aqui encerro esse meu desabafo, que também é o de muitos, dizendo que mesmo com a abertura de uma nova unidade na Avenida Adolfo Viana, aqueles que continuam a utilizar a agência 0080 esperam ser tratados  com mais respeito, pois é isso que o cidadão juazeirense merece.

Cida Miranda

publicado em 03 de Março / 2012 às 23:00

ESPAÇO DO LEITOR: AOS GERENTES DE TRANSPORTES DA JOALINA, JOAFRA, AGROVALE, ETC.

Venho por intermédio desta, solicitar que os senhores fizessem uma análise com bastante reflexão sobre o teor da acessibilidade aos serviços de transportes coletivos.

O DECRETO Nº 5.296 de 2 de dezembro de 2004.

DECRETA:

Art. 34. Os sistemas de transporte coletivos são considerados acessíveis quando todos os seus elementos são concebidos, organizados, implantados e adaptados segundo o conceito de desenho universal,  garantindo o uso  pleno com segurança  e autonomia por todas as pessoas.

Parágrafo único. A infra-estrutura de transporte  coletivo a ser implantada a partir da publicação deste DECRETO deverá ser acessível e estar disponível para ser  operada de forma a garantir o seu uso por pessoas por pessoas portadoras  de deficiência ou mobilidade reduzida.

Art. 37. Cabe às empresas concessionárias e permissionárias e as instâncias públicas responsáveis pela gestão dos serviços de transportes coletivos assegurar a qualificação dos profissionais que trabalham  nesses serviços para que prestem atendimento prioritário às pessoas portadoras de deficiência  ou com mobilidade reduzida.

Se realmente desejamos uma sociedade justa e igualitária, em que todas as pessoas tenham valor igual e direitos iguais, precisamos reavaliar  a maneira como operamos em nossas escolas, para proporcionar aos funcionários e alunos com deficiência  as oportunidades e as habilidades para participar da nova sociedade  que está surgindo.

Sou secretário escolar, cadeirante, lotado na Escola Caic, bairro Malhada Da Areia. Faço o percurso de ônibus do terminal até o local desejado.

É absolutamente fantástico necessitar dos outros para viver.

Aguardo ansiosamente a resposta dos senhores gerentes.

Muito grato pela atenção e compreensão.

Josair Ferreira Gomes - Secretário escolar e 1º secretário da AJDEF - Associação  Juazeirense de Deficientes Físicos, Auditivos, Visuais e outros.

Imagem da internet
publicado em 02 de Março / 2012 às 09:10

Espaço do Leitor: Só para esclarecer...

Caro Geraldo,

Tenho visto alguns comentários absurdos sobre o que escrevi em seu blog em referencia aos R$ 700 milhões recebidos pela prefeitura. Não estou aqui, como já disse varias vezes, para defender A ou B, estou apenas exercendo meu papel como cidadão.

Infelizmente eu não tenho visto movimento nenhum em defesa de nossa cidade, nem por parte dos omissos e submissos vereadores e tão pouco pelos postulantes a vaga no Paço Municipal. Mas tenho certeza absoluta, que estes hoje que se calam e se escondem, logo, logo vão aparecer em busca dos votos dos incautos.

Quando eu falei sobre o quer fazer em referencia aos R$ 700 milhões recebidos pela prefeitura, quis apenas exemplificar para a população a dimensão deste valor se aplicados em obras para sociedade.  Como também quis mostrar o que um gestor público poderia fazer com “apenas” 8% deste montante, e olha que nestes R$ 700 milhões não estão contemplados participação de valores como:  ICMS - 25%  do imposto das mercadorias vendidas no município /IPVA - 50% do imposto dos veículos licenciados no município / ITR - 50% do valor do imposto sobre Propriedade Territorial / IPTU / ISSS  como também verbas recebidas diretamente dos Governos Estadual e Federal para obras.

Vejo que infelizmente o Sr. Prefeito tem cometido alguns erros, que também marcaram as administrações passadas,  um deles é se assessorar de incompetentes como fez Bandeira em suas administrações, o outro erro grave é achar que tem poder para superar a justiça e o povo, como sempre fez Misael.

Juazeiro cresceu, seu povo está mais informado, mais maduro e não existe mais espaço para firulas de candidatos como tapinhas nas costas, reuniões para prometer o impossível, como ocorreu na eleição do atual Prefeito e que alguns pretensiosos candidatos querem reeditar nesta eleição.

Nunca fui do contra, pelo contrário sempre torci para que a administração atual conseguisse se sair bem, mesmo porque sou cidadão de Juazeiro e quero que minha cidade seja feliz, mas vejo que por falta de uma articulação política melhor e por manter certas pessoas (que fingem que são de confiança) em seus quadros o Sr Prefeito está pagando um alto ônus e levando de reboque a cidade.

Aqui cabe também um alerta, tem muitos políticos que jogam contra a administração atual, e que na verdade está jogando contra o povo,  alguns deles tem condições de trazer melhorias para cidade e não trazem, pois são da torcida do quanto pior melhor (para seus planos futuros).

Julio Almeida

publicado em 01 de Março / 2012 às 16:40

Espaço do Leitor: A cura de uma patologia

  

Caro Geraldo,

Como sei que o seu Blog é bem lido também em Petrolina, envio uma notinha bem humorada sobre o declarado apoio do Dep. Gonzaga Patriota à candidatura do outrora "inimigo" Dep, Fernando Filho.

Abraços,

Omar Babá 

A cura de uma patologia 

Ainda na infância política o operoso e eficiente Dep. Gonzaga Patriota foi contaminado por agressivo vírus que, ao ser identificado, recebeu o nome de “anticoelhismo”. Na convivência de décadas com o poderoso vírus ele desenvolveu resistências e até fortaleceu sua musculatura política com o antídoto de dezenas de milhares de doses de votos que garantiram sua sobrevivência. O grave é que os doadores do antídoto também se contaminaram e estão sobrevivendo raquíticos e fragilizados, sustentados apenas pela esperança da melhora, já que não existe cura.

Depois de, pelo menos, três fortes crises provocadas pelo agressivo vírus, quando sua saúde política ficou seriamente abalada, pois nem as excessivas doses dos antibióticos de última geração produzidos nas urnas neutralizaram os ataques, vem agora o Dep. Gonzaga Patriota anunciar publicamente sua imunização. Entretanto não cita o nome do remédio, nem do cientista que desenvolveu o miraculoso medicamento. Apenas dá conhecimento que expulsou do seu organismo o vírus danoso, quase letal e que, algumas décadas depois, está agora lépido, fagueiro e livre do “anticoelhismo”, das suas consequencias e efeitos colaterais.

A dúvida angustiante dos seus contaminados doadores é porque não sabem se foi produzida apenas uma dose do poderoso remédio ou se o cientista que o criou mantém o laboratório em atividade para produzir em série o medicamento capaz de curar os milhares de contaminados pelo vírus “anticoelhismo”.

Omar Babá Torres

publicado em 01 de Março / 2012 às 14:40

Espaço do Leitor: Buracos de Juazeiro

A criatividade do juazeirense é incrível, mesmo quando tem de criticar a cidade que tanto ama. Confira este email e sugestão do leitor Felipe Junior:

Geraldo,

Estou com um novo projeto na Internet e gostaria de compartilhar com todos os juazeirenses, pois sem dúvidas é de interesse de todos. Nesta quarta-feira, dia 29 de Fevereiro de 2012, comecei as atividades do Blog: BURACOS DE JUAZEIRO, mais precisamente no LINK: www.buracosdejuazeiro.blogspot.com, blog este que levará ao conhecimento da população a real situação das ruas de Juazeiro quanto aos buracos existentes.

Qualquer pessoa pode colaborar com o nosso Blog, principalmente com o Mapa, editando e postando os buracos existentes em suas ruas etc., pois a participação popular será de fundamental importância para alcançarmos o nosso objetivo que é fazer com que o poder público tome as devidas providências com as ruas da nossa cidade. O Blog possui o mapa da cidade de Juazeiro com a marcação de todas as ruas com buracos, este mapa (Link: http://g.co/maps/mdgj9) poderá ser editado por qualquer pessoa desde que faça uma solicitação através do email: juazeiroburacos@gmail.com.

Atenciosamente,

Felipe Junior

publicado em 29 de Fevereiro / 2012 às 23:20

ESPAÇO DO LEITOR: APROVEITAMENTO DE MÚLTIPLAS FINALIDADES (Represa de Sobradinho).

Neste período pré-eleitoral é importante que usemos este valioso sistema de mídia importante para nossa vida, enfim é o momento de aproveitarmos das vantagens da democracia.

Por esse motivo entendo que chegou a hora de solicitarmos ao governo Federal uma atuação mais efetiva por parte da CHESF para desenvolver alguns outros projetos que derivam da existência da Barragem de Sobradinho, que atualmente só atende à geração de energia elétrica.

Vejo como promissora essa convocação da CHESF, pelo prefeito Isaac Carvalho para iniciar um diálogo amplo que deve contemplar a piscicultura, o turismo e a navegação.

Já é chegado o momento do aproveitamento das finalidades múltiplas da Barragem de Sobradinho.

O governo do Estado e a própria CODEVASF podem dar variadas e valiosas colaborações, sendo necessário um entrosamento, pois é oportuna a proposta de interação com o governo municipal para colocarmos em andamento mais uma iniciativa do governo da mudança em nossa terra.

Adauto Santos

publicado em 29 de Fevereiro / 2012 às 09:40

Espaço do Leitor: Comércio irregular na entrada do Castelo Branco

Geraldo,

Venho mais uma vez reclamar acerca das barbaridades que acontecem em nossa cidade. Dessa vez o problema é de um comércio que tá sendo realizado em um local inadequado, conforme pode se ver nas fotos.

Um senhor que vende alguns acessórios para veículos, há algum tempo utiliza o acostamento da BR 407, nas imediações do Posto Dourado, entrada do Castelo Branco, através do 3º BPMJ, fazendo com que o acesso ao tal bairro e outros da redondeza, seja um pouco perigoso, já que além desse caso, outros carros também ficam impedindo o acesso, através de concessionária de carros e motos, bem como uma oficina de carros que fica na Avenida Bahia, no Castelo Branco, com diversos carros e caminhões estacionados até mesmo na frente da futura UPA (que já deveria ter sido inaugurada e até agora já se passaram 8 meses e nada), que ao ser inaugurada espero que faça com que o trânsito melhore nessa região.

Enquanto isso, sofremos com a dificuldade de acesso, ocasionando alguns acidentes às vezes. Esse ano, em apenas dois meses, pelo menos quatro pessoas do bairro já se acidentaram nesse trecho. Ano passado eu fui uma dessas vítimas, uma moto em alta velocidade se chocou em meu carro.

Gostaria de solicitar à Gerência de Postura ou ao órgão responsável, bem como a sua equipe, que verifiquem tal situação e se possível seja dada uma solução, pois o pior pode acontecer.

Utamar Gonçalves

Morador do Castelo Branco há 30 anos.

Fotos do celular
publicado em 28 de Fevereiro / 2012 às 07:00

ESPAÇO DO LEITOR: JOSEPH BANDEIRA E MISAEL AGUILAR SE DERAM MAL, SERÁ QUE ISAAC CARVALHO VAI SE DAR BEM?

Em seu último mandato como prefeito de Juazeiro, Joseph Bandeira (PT) começou sem apoio do governo federal (FHC-PSDB)) e o governador era Paulo Souto (PFL). Dois anos depois LULA (PT) se elegeu e o mandato de Bandeira deu um salto: Chegaram o SAMU, Policlínica, CAPS, CERPRIS, CIAM, Postos do Programa de Saúde da Família e no último ano, as "ditas" obras eleitoreiras; asfalto e o canal da Vila Jacaré (maior obra da sua gestão) que o então vereador pefelista José Carlos Tanuri, no programa de Misael dizia que Bandeira estava enganando o povo colocando "manilhas" e dizendo que "estava acabando com o canal da vergonha". O povo acreditou no vereador e Bandeira perdeu para Misael com mais de dois mil votos de frente.

Misael Aguilar começou o seu segundo mandato com Lula presidente e Paulo Souto ainda governador, dois anos depois Jaques Wagner (PT) derrota o PFL e Misael (PFL) "pula" para os braços do PT de Lula e Wagner através do PMDB de Geddel Vieira Lima. No último ano do seu governo, as "ditas" obras de última hora chegaram, mas Misael, assim como Bandeira se deu mal, Isaac Carvalho só prometendo "mudança" derrotou os dois.

E agora?

Com apoio do governo federal - Lula e Dilma -  e do governo estadual com Wagner, O governo de Isaac Carvalho (PCdoB) passa por um momento extremamente difícil: Saneamento de mais de R$ 65 milhões de reais "travado" "inacabado" ruas destroçadas pelos bairros, serviços públicos falidos, sujeira, entulhos, praças feias, iluminação ruim, asfalto velho e rachado no centro da cidade, Adauto Moraes reformado com verbas estaduais e federais com gramado novo já condenado, obras federais que não terminam e apesar da chegada de grandes  empreendimentos privados o povo nas ruas esboça uma "rejeição" nunca vista ao seu governo.

Será que agora, último ano do seu mandato, com a promessa de outras obras estaduais e federais, Isaac vai dar a "volta por cima" e ao contrário de Bandeira e Misael se reeleger?

Com um "slogan" de "mau-gosto" "TÔ COM O VAQUEIRO DE NOVO" os Isaquistas deflagram sua campanha.

 Será que Juazeiro é curral? Terra de vacas? Afinal "Vaqueiro" cuida de "vacas" corredor de "vaquejada" devia se chamar "Vaquejeiro" "Vaquejador”?   Sei lá Juazeiro!

Juarez Bahia

Voltar ao topo
© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.