Blog do Geraldo José - Espaço do Leitor
Vale do São Francisco - 19 de Outubro de 2019
|
Redação: (74) 3613-3479

Espaço do Leitor

publicado em 08 de Maio / 2012 às 07:30

Espaço do Leitor: Morador denuncia invasão de área destinada a uma praça no bairro Itaberaba

Caro Geraldo,

Venho através do seu conceituado Blog chamar à atenção das autoridade responsáveis pela áreas verde no município, antes mesmo da polícia por que tão querendo tomar da comunidade o terreno onde deveria estar hoje a praça do bairro Itaberaba, localizada entre as ruas João Gilberto e Marqueza.

É triste ver como as pessoas se vendem por uma bagatela sem se importar com o próximo. Assim eu escrevo para esse conceituado Blog, porque Hoje fiquei sabendo pela Diocese de Juazeiro que o terreno de mais 20 anos que era para ser uma praça no bairro Itaberaba acaba de ser vendido para uma empresa que vai fazer um loteamento.

Não sei como pode a Prefeitura Municipal fazer isso com o bairro único espaço que nos temos para fazer eventos tradicionais, como o São João, onde colocamos parque de diversões, circos e outras ações para o lazer da nossa comunidade.

Será que nosso vereador Bené, o prefeito e o Poder Público vão deixar que essa comunidade fique sem um espaço para diversão dos nosso jovens? Será que nessa terra sem lei os ricos terão o poder de deixar o povo desamparado? Será que a administração não tem competência para parar essas pessoas que só visam o dinheiro.

Uma coisa é certa até onde eu puder irei lutar para que isso não aconteça. Convoco outras pessoas para que se manifestem nas rádios, blogs e ate na TV para assegurar o direito da nossa comunidade ter um futuro. Chega de promessas de políticos sem compromissos com o povo. Chega de enganação, de falsas promessas. Essa praça era para ter iniciado no começo deste ano e até agora nada. Fica então minha indignação contra o Poder Público de Juazeiro e a Diocese que poderiam estar ao lado do povo.

Pedimos ajuda para acabar com esse pensamento de terra sem lei.

Iranildo Silva

publicado em 07 de Maio / 2012 às 12:00

ESPAÇO DO LEITOR: COLETA SELETIVA

Geraldo,

Juazeiro como outras cidades do interior do Brasil terá uma cara nova com o fim dos lixões, todo o Brasil terá de fazer campanhas educativas na conscientização da separação dos resíduos. Para que a sociedade fique atenta esclareço a seguir o que são resíduos: constituem aquilo que genericamente se chama lixo: materiais sólidos considerados sem utilidade, supérfluos ou perigosos, gerados pela atividade humana, e que devem ser descartados ou eliminados.

Lixão é uma forma inadequada de disposição final de resíduos sólidos, que se caracteriza pela simples descarga do lixo  sobre o solo, sem medidas de proteção ao meio ambiente ou à saúde pública. O mesmo que descarga de resíduos a céu aberto.

No Lixão (ou Vazadouro, como também pode ser denominado o lixão) não existe nenhum controle quanto aos tipos de resíduos depositados e quanto ao local de disposição dos mesmos. Nesses casos, resíduos domiciliares e comerciais de baixa periculosidade são depositados juntamente com os industriais e hospitalares, de alto poder poluidor. Nos lixões pode haver outros problemas associados, como por exemplo, a presença de animais (inclusive a criação de porcos), a presença de catadores (que na maioria dos casos residem no local), além de riscos de incêndios causados pelos gases gerados pela decomposição dos resíduos e de escorregamentos, quando da formação de pilhas muito íngremes, sem critérios técnicos. Proteção do meio ambiente a partir do uso de técnicas e métodos para selecionar área adequada para disposição dos resíduos, de acordo com sua periculosidade e características intrínsecas. Determinar critérios para seleção de áreas, de acordo com as características e possibilidades sócio-econômicas do município.

Muitas pessoas ainda têm dúvidas na hora de colocar os materiais nas lixeiras de coleta seletiva. Restos de comida, guardanapos sujos, papeis engordurado, algodão, fraldas descartáveis, absorventes, isopor são considerados como lixo comum. Já latas, embalagens tetra Pack, garrafas pet e sacolas plásticas rasgadas  podem ser recicladas e, por isto, devem ser jogadas em recipientes especiais. O vidro também é reciclável. No entanto, com o fechamento do aterro, programado para o mês de junho de 2012, essa separação vai acabar. Não será permitido o trabalho de catadores, mas também não vai ter nenhum tipo de separação de material. O que chegar ao local será aterrado.

 “É um programa pioneiro no Brasil, que visa elevar a qualidade da nossa coleta seletiva, que é muito baixa”.Reciclagem é uma atividade que traz uma inclusão social pelo aumento de renda e emprego, traz benefícios ambientais muito fortes. “A indústria está pronta para absorver toda a quantidade de material reciclado que for gerado”.

O primeiro ponto que podemos considerar é a economia de recursos naturais, energia e água. Ao retornar o material reciclável para a indústria, teoricamente, nós diminuímos a quantidade de matéria prima que retiramos do planeta. Teoricamente porque em casos como o da bauxita (matéria prima do alumínio) as taxas de exploração estão cada vez mais altas.

O segundo ponto é o aumento da vida útil dos aterros sanitários, ou centrais de tratamento de resíduos. Quando evitamos enviar o material reciclável para esses depósitos, eles deixam de ocupar um espaço que poderia ser utilizado para os resíduos que hoje não conseguimos dar uma utilização mais nobre.Plástico, alumínio, vidro, papel, borracha, pilha, matéria orgânica, todos eles possuem uma destinação mais nobre do que simplesmente serem enterrados como se não mais fossem úteis a nossa sociedade.

O terceiro ponto, tão importante quanto os outros, é a geração de renda. Hoje, mais de 200 mil pessoas trabalham na coleta e catação destes materiais nas cidades e, também, nos lixões. A ocupação de catador, que é reconhecida pelo Ministério do Trabalho, precisa ser valorizada por toda a sociedade. Afinal, estes profissionais prestam um serviço ambiental de grande importância para cada um de nós.

No entanto, a coleta seletiva ainda é muito pouco desenvolvida em nosso país. Existem poucas iniciativas, contadas nos dedos, e que não dão conta de toda a demanda desse setor. Enquanto isso destine seus recicláveis para uma cooperativa de catadores. Encontre uma cooperativa perto de você!

IMPORTANTE: A informação é a base da realização da coleta seletiva; o que inclui a educação de TODOS os participantes. Em caso de condomínios, é imprescindível a participação dos porteiros, zeladores, pessoal da administração e empregadas domésticas. Da mesma forma, nas escolas precisam estar envolvidos alunos, professores e demais funcionários.

Ivanilde Gomes

publicado em 07 de Maio / 2012 às 10:30

ESPAÇO DO LEITOR: A BELA ESTÁ ASSOMBRANDO A FERA!

Era uma vez um partido unido, coeso, cheio de energia vindo do suor do rosto dos seus aguerridos militantes, mas, hoje essa energia está dividida. Ou não?

Às vezes lutamos intensamente e parece não saber por que daquela luta, às vezes somos mais unidos no deserto, e quando de lá saímos, ficamos meio sem saber para onde ir, principalmente, quando chegamos à terra fértil...

Assim tem sido o comportamento de alguns partidos pós-ditadura. Antes compadres, confrades e comadres, hoje ex-aliados e ex-companheiros. Chama nossa atenção os fatos políticos ocorridos em Juazeiro nesses últimos dias, precisamente pelo embate interno no partido todo poderoso no País nesses 10 anos, e nem precisa citá-lo.

Disputas internas à parte, o que mais nos incomoda não é a guerra que vivem, mas o faz de conta que tentam nos impor. Lembro que outrora não tínhamos voz, atualmente temos voz e vez, e acima de tudo, coragem para mudar e mudar de novo. Precisam saber que não somos súditos subservientes, mas um Povo altamente politizado, e muito bem acordado para tudo que diz respeito ao lugar onde vivemos – mas continuam a tentar nos enganar...

Todos nessa cidade, da criança ao idoso sabem que são formadas as alianças e amarrações de primeiríssima hora em âmbitos além do regional, e no caso, os rubro-amarelo estão alinhadinhos com juras de amor eterno inclusive na Bahia de todos os Santos... esqueceram 2008?

Vamos ser práticos: Quando o ex-prefeito e recém-ex-deputado esteve presente naquele grandioso encontro no Clube 15 de Novembro ali foi enviado um recado sem portador... quando a Bela Secretária Municipal pediu exoneração, ali foi dado um aviso assombroso, mas poucos a levaram a sério.

Quando houve há poucos dias uma tática para colocar o time em campo, e o time não entrou, fica visível que a Fera está mais que assombrada com as movimentações e incursões da Bela, que assumiu uma postura de se apresentar sem medo em todos os meios de comunicação, passando uma imagem de uma técnica bem resolvida, participando de reuniões em algumas comunidades, articulando encontros, e só faltando dizer com todas as letras aquilo que eles já sabem, mas não querem admitir: Que a Bela está com o pincel na mão para pintar o quadro que vem sendo desenhado, misturando as cores Vermelho e Amarelo... Amarelo e Vermelho!

Esse texto contém ficção e realidade política, isento de predileções, mas a partir da matéria que li aqui no blog sob o titulo “NÃO SENDO CANDIDATO...” postada às 13:30 hrs do dia 05.05.2012, quando estava concluindo essas palavras, acho que foquei bem meu binóculo.

Acord@dinho<O>

Seguidor do blog e apaixonado por Juazeiro.

publicado em 05 de Maio / 2012 às 10:00

ESPAÇO DO LEITOR: A FALTA DE BOM SENSO

Geraldo,

É um absurdo a falta de bom senso de alguns órgãos da Prefeitura de Juazeiro. Olha onde foram colocar um ponto de mototaxis, justamente em uma rotatória.

Esta semana houve um acidente na referida rotatória aonde um poste de iluminação veio a cair próximo ao dito ponto. Por pouco não causou um acidente mais grave.

Com a palavra o Poder Público.

Julio Almeida

publicado em 03 de Maio / 2012 às 21:00

ESPAÇO DO LEITOR: FELIZ ANIVERSÁRIO PEDRO MILITÃO

Gostaria que fosse publicada hoje dia 03/04 essa homenagem ao nosso amigo Pedro Militão Filho. 

Grata,

Thaise


Meu caro amigo, companheiro e grande líder comunitário, Pedro Militão Filho. Quero lhe dizer hoje o quanto sua vida é importante e do quanto ainda tens a realizar em busca da sua felicidade.

Você deve continuar suas lutas e jamais se deixar abater pelas dificuldades e problemas, afinal eles existem para que provemos a nós mesmos do quanto somos capazes de sair vitoriosos.

Não há como esquecer as pessoas que nos conquistam e que estão sempre presentes em nossos pensamentos.

Agradecemos a Deus hoje pela sua vida e que ele continue a lhe dar coragem, energia e força para seguir adiante em sua jornada.

De coração um feliz aniversário, sem se esquecer do quanto você é um grande ser humano capaz de realizar grandes feitos.

Tenha fé em si mesmo, pois é o mesmo que caminhar ao lado do Pai Celeste, ele lhe deu dons e qualidades para que você os desenvolvesse em favor dos outros e também de si mesmo.

Parabéns Amigo!!

São os sinceros votos de seus amigos Thaise, Núbia, Danilo e Arylma

publicado em 03 de Maio / 2012 às 10:00

ESPAÇO DO LEITOR: DESOBEDIÊNCIA À LEI DO SILÊNCIO

Prezado Geraldo José,

Nós moradores da Rua do Paraíso, bairro Santo Antonio, estamos vivendo momentos de terror por conta dos bares que estão funcionando até altas horas da madrugada, tirando nossa paz e o nosso sossego.

Segundo o Senhor Paulo Bonfim, Secretário Municipal de Serviços Públicos, o mesmo iria tomar providências quanto ao cumprimento da Lei do Silêncio, no entanto, isso não vem acontecendo.

Pedimos à Promotoria Pública uma providência urgente.

João Pietro

publicado em 02 de Maio / 2012 às 17:30

ESPAÇO DO LEITOR: ESPERANDO PELO FOGO. ATENÇÃO BOMBEIROS DE JUAZEIRO!

Senhoras e senhores, o lixo e entulhos tomam conta de Juazeiro. Nunca houve tanto descaso com os serviços públicos em nossa cidade. Já sabemos das ruas destroçadas, principalmente no bairro Piranga, praças abandonadas, mato pelo meio fio e observem a situação aqui nesta praça do bairro Santo Antonio: o resto de árvores podadas, lixo e entulho, isto é perigoso, já pensou se uma "baga de cigarro" é jogada ali. É muita irresponsabilidade com a nossa gente.

Estou alertando como cidadão.

Juazeiro inteira tá cheia de lixo, entulhos, mato pelos cantos das calçadas, terra no asfalto, praças terríveis, latadas no viaduto onde deveria começar o anel viário, ruas destroçadas.

Vamos pelo menos melhorar, se não a derrota vai ser muito feia para esta falsa "mudança".

Estou apenas praticando o meu direito de cidadão. Se Misael e Bandeira foram ruins, agora tá muito pior. Sem saudades, queremos um futuro que ainda não sabemos onde? O presente tá muito feio.

Juarez Bahia

Se eu estiver errado me "desterrem" vou para Jaguarari.

publicado em 01 de Maio / 2012 às 23:00

ARTIGO - CACHIMBO DA MORTE!

26 de abril, 2ª feira – dia das almas! A noite estava acordando mais ou menos no crepúsculo matutino (lusco-fusco), quando eu começava a descer à orla ll, com destino ao banho de rio, completando assim, o meu Cooper, senti que uma senhora, toda de branco, atravessava a pista, partindo do passeio onde está o Vapor Saldanha Marinho, em minha direção.

Senhor..! Senhor..! Uma voz de piedade! Olhei para o alto, e, na minha clarividência, observei que era a mesma mulher de branco (alma!). “Quando fizer suas crônicas, lembre-se de escrever sobre as drogas que estão tomando conta da cidade”. Prometo! Refleti que não faz muito tempo que escrevi uma crônica: “Ou o Brasil acaba com o Crack ou o Crack acaba com o Brasil!”

Concluí que não se tratava de um fantasma, mas, de uma senhora apavorada que deve ter visto o mesmo que eu vi no cais, perto da descida para segunda etapa da orla, um festival de Crack entre jovens, inclusive meninas de 13 a 14 anos. De fato, percebi que não se tratava de um Poltergeist, termo que vem do alemão, que significa espírito barulhento. Estava, portanto, a mulher de branco, cercada da luz branca do espírito; logo, longe dos vampiros psíquicos!

Brasil do Crack! Verdade é que a inteligência policial com sua metodologia própria, técnicas, planejamentos operacionais, não encontra um meio de exterminar com esta praga letífera. Tudo isso vai permanecer, e, que a sociedade se previna como puder, pois, não se deve confiar nesses alienados mentais dominados pelo vício; salvo, se o Estado tomar uma atitude enérgica, coibindo com força esta imoralidade pública.

Ninguém culpe a polícia nem a justiça, sim, o Estado, que está perdido com esta “peste social”. Precisa-se de rigor contra os traficantes, penas pesadas. Melhor divisão das riquezas, trabalho, bons exemplos, menos corrupção, melhorias para educação, valorização do organismo policial, etc. O Estado tem que estar presente, usando mão de ferro, quando se fizer necessária para manter a tranquilidade pública, combatendo os fornecedores das ervas malditas.

Medidas paliativas para traficante é sinônimo de afrouxamento do Estado. Não se respeita o caráter intimidativo da pena. Fato é que a praga avança em uma velocidade on-line. A polícia tem a obrigação de combater a fonte do mal com força e ousadia em favor da sociedade, e, cabe ao próprio Estado a solução para o problema vergonhoso social que está encravado na família brasileira.

O “CACHIMBO DA MORTE” é um joelho de plástico de ½ polegada onde a pedra maldita é enrolada em um papel alumínio juntamente com uma baga acesa de cigarro. Fura-se o maldito papel com a ponta de um espinho ou agulha, dando assim, início ao ritual de inalar, tragar, a fumaça da morte precoce!

Geraldo Dias de Andrade é Cel.PM/RR – Cronista – Membro da ABI/Seccional Norte – Escritor – Bel. em Direito – Membro da Academia Juazeirense de Letras.

Imagem Ilustrativa da Internet
publicado em 01 de Maio / 2012 às 21:00

DIA DO TRABALHADOR: O QUE TEMOS A COMEMORAR?

O 1º de maio sempre foi evidenciado como uma data de comemoração, uma homenagem ao trabalho e ao trabalhador como fruto de sua luta, seus percalços e batalhas cotidianas, mas afinal temos o que comemorar na Bahia?

Nosso estado vive um momento de total letargia para com o trabalhador, em especial o servidor público estadual, sendo estes vítimas de arroubos e perseguições vãs de onde antes só se ouvia benesses e elogios. O atual desgoverno da bahia, que mudou a inicial da palavra Wergonha de v para W, persegue, oprime, não dialoga e principalmente, destrói os seus compromissos eleitorais com aqueles que sempre formaram a sua base de apoio. Vimos isso na greve da Polícia, onde centenas de policiais foram presos ou indiciados, e agora vemos na greve dos servidores da educação. que de forma absurda e autoritária, aprovou na assembléia um projeto que não tem a aprovação da categoria, descumprindo um acordo firmado em novembro, e não satisfeito, de maneira covarde cortou o salário da grande maioria dos educadores, pela primeira vez na história da Bahia, deixando-os e a suas famílias sem capacidade de sustentar –se, pagar dívidas e mesmo comprar o pão nosso de cada dia.

Hoje seria um dia festivo, mas infelizmente para uma enorme parcela dos baianos, este dia é de lamentação e protestos, contrários a um governo que traiu seu programa, principios e ideias de outrora, de um partido que se dizia dos trabalhadores, mas se edifica na sociedade civil como Partido dos Traíras. Que na oposição condenava tudo, mas no governo tudo é permitido, inclusive maltratar, machucar e desdenhar dos menos favorecidos e sem voz ou vez na sociedade.

O que dizer de comemorar em nossa Uauá o dia do trabalhador, a cidade assolada pela seca, com um gestor desgastado e cassado pela justiça, se mantendo no poder às custas de gastos milionários com advogados, uma cidade onde Educação é sinônimo de perseguição, saúde de caos e administração de irresponsabilidade.

O que temos a comemorar e refletir neste 1º de maio, apenas o esforço dos trabalhadores rurais que lutam diuturnamente pela sobrevivência, sacrificando suas vidas, e suportando a famigerada seca e falta de atenção das autoridades. A luta dos pais para educarem seus filhos, mesmo com a total falta de compromisso com a educação. Temos a comemorar a fortaleza da juventude sem trabalho, que se mantém firme e esperançosa sonhando com melhores dias. Estes motivos nos fazem refletir que é possível comemorar, apesar dos WAGAREZZAS e LÔBOS que insistem em nos atrasar a vida e tentar torná-la um inferno; Não conseguirão jamais, porque somos sertanejos, somos forte, mas essencialmente, SOMOS DE UAUÁ.  Apesar deles, é possível crer na poesia desta canção: “... AMANHÃ SERÁ UM LINDO DIA, DA MAIS LOUCA ALEGRIA, QUE SE POSSA IMAGINAR... AMANHÃ, APESAR DE HOJE, SERÁ A ESTRADA QUE SURGE PRA SE TRILHAR... AMANHÃ, MESMO QUE UNS NÃO QUEIRAM, SERÁ DE OUTROS QUE ESPERAM, VER O DIA RAIAR... E SERÁ PLENO...”

FELIZ DIA DO TRABALHADOR AOS IRMÃOS E IRMÃS UAUAENSES!

Assinam:

Manoel Sobrinho – Presidente PTB

Moisés Ribeiro – Presidente PMDB

Roberson Vieira – Presidente PPS

Marco Aurélio Guimarães – Presidente DEMOCRATAS

Synara Oliveira – Presidente PTC

Marcos Rodrigues – Presidente PRP

Adriano Loiola – Presidente PSDB

publicado em 30 de Abril / 2012 às 14:30

Espaço do Leitor: Morador do João Paulo II agradece conclusão da avenida Shefic Khoury

Prezado Geraldo,

Agora Sim, a pavimentação asfáltica da avenida Shefic Khoury foi concluída.

Gostaria de agradecer ao prefeito Isaac Carvalho pela Obra que trará mais qualidade de vida e dignidade para aquela comunidade.

Gostaria de parabenizar também o povo, que fez manifestações pacificas interditando a avenida. O povo que foi as rádios, aos blogs. O povo que de uma forma ou de outra soube pacificamente reivindicar seus direitos.

Parabéns.

Murilo Ricardo Rocha – João Paulo II

publicado em 30 de Abril / 2012 às 11:30

Artigo - Algumas poucas leituras

As leituras são fantásticas! Nas letras das palavras, nas frases, nos tons, nos gestos e também nos suspiros. Em tudo fazemos leituras e estas podem estar corretas, confusas ou confundidas em decorrência de estar mal ditas, mal escritas ou blefadas.

É um mundo sem fim de situações que carece de educação, tanto para quem demonstra quanto para quem lê e interpreta.

O sentido do que aqui se escreve será muito perceptível, também, nas comunicações virtuais. Observe atentamente como se propõe a comunicação através dos espaços virtuais no Messenger, facebook, e-mail, torpedos, etc. As palavras são sincopadas aleatoriamente, modificadas e até colocadas fora do contexto, e muito se deseja que o seu interlocutor as compreenda sem dúvidas, sem observar a possibilidade de incompreensão do que se lê pelo modo inadequado de se comunicar.

É comum, nas comunicações virtuais, a utilização das palavras em CAIXA ALTA (letras maiúsculas) sem um mínino de preocupação do que elas representam. E aqui é necessária uma leitura clara porque escrevendo deste modo equivale a estar gritando, com raiva, ou xingando, o que pode gerar confusões. 

Alem da escrita em CAIXA ALTA tem também as palavras em negrito, que na leitura podem ocorrer incertezas e assim sendo o objetivo não será alcançado com prontidão.

A comunicação é belíssima, principalmente quando é pensada objetivamente para a eficiência da mensagem. Tanto nos gestos quanto nas falas, no ajuste das palavras para pedir, para impor, para comover ou inspirar.

Quem quer ser lido no objetivo deve buscar a não dubiedade, quem quer entender o que se lê não deve buscar entrelinhas onde não há.

Antonio Alves da Cruz - Pedagogo, especialista em Educação Ambiental.

Imagem da Internet
publicado em 30 de Abril / 2012 às 06:00

ESPAÇO DO LEITOR: ISTO É UMA VERGONHA JUAZEIRO, ATÉ QUANDO?

Amigos e amigas da nossa Juazeiro, o descaso com os serviços públicos em nossa cidade beira o absurdo e a falta de compromisso com o nosso povo desolado.

Entulhos obstruindo ruas, capim beirando o meio fio, terra no asfalto, praças destroçadas, ruas esburacadas, latadas no viaduto e muito mais. Será que vão resolver agora, depois de mais de três anos lamentando os erros das administrações passadas ou vamos esperar mais quatro para mudar de verdade?

Vejam esta "latada" no viaduto e este balcão de negócios em frente a uma grande loja multinacional.

Juarez Bahia de Juazeiro

publicado em 29 de Abril / 2012 às 23:00

ESPAÇO DO LEITOR: 28 DE ABRIL – DIA DA EDUCAÇÃO! ESSA ARMA PODEROSA...

Ouvi de uma avó que ela não aprendeu a ler porque seus pais não deixaram, dói. Ouvi de uma avó que ela gostaria muito ter aprendido a ler e escrever, mas, seus pais não deixaram para que não escrevesse carta ao namorado distante , não dói, é revoltante... Vou repetir é re-vol-tan-te...

A vida no passado tinha dessas... Ainda bem que passou.

Atualmente, vivemos um desafio. EDUCAR PARA VENCER... Desculpem mas não há outro jeito. Não adianta sonhar com as loterias da vida, com a sorte, ou um banho de grana nas cachoeiras de águas turvas, porque só a educação te faz prosperar, crescer, e te promove aos primeiros lugares da vida.

Olhando para trás vejo as famílias enviando seus filhos para serem educados e preparados em lugares distantes, olhando para esse momento vejo conquistas como as Universidades aqui instaladas servirem ao mundo global, e continuamos vendo os pais enviando seus filhos para longe do seio familiar, tendo mais dificuldades que ontem, porque antes a vida não era tão assustadora como nesses tempos, onde a violência tem entrado até nas escolas.

Mas seja como for, a educação precisa ser perseguida todos os dias...

Como perseguida acord@dinho? Sim, se não inserirmos a educação como expressão democrática, no desenvolvimento sustentável, no seu alcance social, como política de um povo comprometido com o equilíbrio da vida, e se ainda esquecermos que a educação não é o inicio ou fim, mas, acima de tudo, o caminho que nos conduz ao desenvolvimento, de nada vai valer a pena sua passagem pelos bancos das escolas e das universidades que você frequentar.

Portanto, melhor síntese do que qualquer texto que possamos desenvolver sobre educação, está nas palavras de um gênio da nossa era: “A Educação, é a arma mais poderosa, que você pode usar para mudar o mundo”. (Nelson Mandela)

Hummmm olha que assunto legal meu binóculo focou não foi? Tenho certeza que todos nós queremos ser poderosos, ou não? Para quem deseja eis aí o melhor caminho, para ser um grande vencedor.

Acord@dinho<O>

Seguidor do blog e apaixonado por Juazeiro.

PS: Foto ilustrativa escolhida com carinho por Acord@dinho.

publicado em 28 de Abril / 2012 às 23:00

ARTIGO - A LEI DA BELEZA E DA ESTÉTICA

*Maraísa Santana

A Lei da Beleza e da Estética é a Lei nº 12.592, de 19 de janeiro de 2012 e foi assim denominada pela mídia, porque regulamenta as profissões de Cabeleireiro, Barbeiro, Esteticista, Manicure, Pedicure e Depilador.

A motivação dessa lei tem origem no crescimento significativo registrado a cada ano, do número de profissionais que atuam em institutos de beleza, exercendo essas funções para atender a um número cada vez maior de mulheres e homens dispostos a melhorar o seu visual.

Por causa desse crescimento significativo o governo federal percebeu a necessidade de regulamentar essas profissões, estabelecendo regras para o exercício dessas funções, fixando o dia 19 de janeiro como sendo o DIA NACIONAL dessas profissões.

Mesmo com a regulamentação das profissões deCabeleireiro, Barbeiro, Esteticista, Manicure, Pedicure e Depilador, a Lei 12.592 não prevê exigência de cursos profissionalizantes para o desempenho dessas funções, mas trouxe algumas novidades que merecem destaque:

1 – a Lei traz para esses profissionais o benefício de criar um mercado selecionador de bons e maus profissionais, com a permanência no mercado apenas dos bons profissionais que se adequarem e se atualizarem à nova realidade, devidamente qualificados e aperfeiçoados;

2 – a Lei da Beleza traz par a população a garantia de que as normas de vigilância sanitária de higiene e esterilização dos instrumentos de trabalho serão respeitadas com a vigilância e fiscalização de órgão próprio;

3 – A fiscalização deve funcionar com a colaboração do consumidor, que terá função de denunciar à vigilância sanitária, as irregularidades que surjam, devendo a vigilância adotar as medidas cabíveis contra o salão, instituto ou profissional infrator.

Ao sancionar a Lei da Beleza, a presidente Dilma Rousseff achou por bem vetar dois artigos:

- o artigo 2º foi vetado porque estabelecia que os profissionais tivessem ensino fundamental, curso na área ou experiência mínima comprovada de um ano;

- já o artigo 3º foi vetado porque determinava que cursos equivalentes pudessem ser revalidados por órgão no Brasil.

Para especialistas no assunto, esses dois artigos deveriam permanecer válidos no texto da Lei, com a fixação de prazo para os profissionais providenciarem suas qualificações e se adequarem às novas normas, a exemplo do que correu com os profissionais “atendentes de enfermagem”, que tiveram que se adequar ao longo do tempo, qualificando-se para serem mantidos no mercado de trabalho.

Não se trata de uma Lei perfeita, mas já é sinal positivo de que essas profissões estão merecendo mais atenção do governo federal e tende a sofrer alterações de adequação à natural evolução do processo acelerado de desenvolvimento socioeconômico em que vivemos, notadamente, com o surgimento de tecnologias cada vez mais modernas e avançadas.

*Maraísa Santana é advogada, especializada em Direito Público Municipal com Habilitação para o Ensino Superior, integrante do Escritório SANTANA ADVOCACIA, com unidades em Senhor do Bonfim (Ba) e Salvador 9Ba).

publicado em 28 de Abril / 2012 às 09:00

Leitor denuncia manifestações que ferem a legislação eleitoral

 

 

Caro Geraldo,

Provavelmente para se eximir de qualquer responsabilidade pelo o que chama de “manifestações espontâneas de algumas pessoas da sociedade juazeirense”, o Prefeito Isaac Carvalho publicou no Diário Oficial do Município de Juazeiro (N. 853), o Decreto n. 104/2012 que “Determina o cumprimento da legislação eleitoral pelos órgãos e entidades da Administração Pública municipal, em face da realização das eleições de 07 de outubro de 2012”.

Estranhamente,  a tal publicação data do dia 02 de Abril mas só foi publicada no dia 25 de Abril, ou seja, bem após o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia determinar que o prefeito respeite a Legislação Eleitoral sob pena de multa.

Desde o ano passado a população juazeirense convive com esses adesivos que, demonstram intensão de apoio à pretensa reeleição do dito cujo mesmo essa atitude sendo considerada infração eleitoral. Mas, a julgar por algumas reações nos comentários aqui do blog “Quero ver quem é o macho que vai tirar”, algumas pessoas não entendem bem o que significa de fato um Estado Democrático de Direito.

Se a Justiça Eleitoral for um pouco mais atenciosa verá que em muros, portas, carros já circulam livremente demonstrações de apoio à candidaturas, inclusive, em canais de comunicação disfarçadas de notícias.

Segunda-feira (23) vi um carro com o infame adesivo no bairro Argemiro. O que pode ser feito? Tirar foto e enviar para o TRE? Anotar a placa? Deixar pra lá, já que estamos em Juazeiro mesmo?

O link do Decreto encontra-se aqui: http://ba.portaldatransparencia.com.br/prefeitura/juazeiro/doe/?pagina=abre_documentos&arquivo=_repositorio/_publicacoes/_documentos/217/326/_dop/339A89EF-BF2D-CCA3-F9187B2A0A9CEAF625042012071148.pdf&mime_type=application/pdf

GILDIVAN COELHO - Aquele cujo cargo não pode ser mencionado.

 

publicado em 27 de Abril / 2012 às 23:00

ARTIGO - DISCRIMINAÇÃO ENGRAVATADA (DIÁRIO DA REGIÃO, 29 ABRIL 2004)

Na miscigenação racial deste imenso tapete verde-amarelo, todo mundo é nagô, estando presente predominantemente o sangue da raça negra. Demonstrar desdém em relação à cor da pele que reveste externamente o corpo humano de cútis branca, parda, preta ou amarela é uma discriminação patogênica manifestada por alguns indivíduos alienados, idiotas e nanocefálicos.

A cor ideal do homem deve acima de tudo, representar seus atos probos, sua conduta ilibada, bem como a prática salutar de ações dignificantes que o possa conceituar. Não há ser humano sem cérebro, pois todos foram dotados pelo Criador de juízo e imaginação. Logo, todos nós temos um centro intelectivo com capacidade de discernimento para praticar condutas que são enxergadas e julgadas pela sociedade quanto ao mérito; jamais, portanto, de conformidade com a tonalidade da cútis.

A pretendida cota preferencial para os negros, os índios e os pardos, além de prioridade humilhante, é prática irracional descabida e vergonhosa, pois se constitui em mais um fator exógeno a alimentar a discriminação quando não leva em conta que o ingresso à universidade é afetado, na realidade, não pela cor da pele, mas tão-somente pelo quadro injusto que nos impõe o modelo capitalista brasileiro. Acima de tudo, a discriminação é contra os pobres.

Confira o texto na íntegra aqui...

Geraldo Dias de Andrade é Cel. PM/RR – Bel. em Direito – Membro da Academia Juazeirense de Letras – Escritor – Cronista – Membro da ABI/Seccional Norte.

publicado em 26 de Abril / 2012 às 23:00

ARTIGO - RESPONDENDO AO EVANGELHO

No evangelho de S. João numa interrogação é feita aos cristãos católicos professantes da religião majoritária na diocese jubilar de Juazeiro: Que obras os sinais realiza a igreja diocesana de Juazeiro ao longo dos seus 50 anos de existência celebrados modestamente no ano em curso que possam justificar o seguimento por parte da grande maioria dos cristãos?

Aceitem outros irmãos separados e os incrédulos o testemunho de um septuagenário diocesano, perseverante na caminhada acidentada da igreja santa e pecadora plantada estrategicamente na região semi-árida do São Francisco: entre muitas, a obra de evangelização dos homens que há 50 anos eram simples assistentes na condição de católicos não praticantes nas celebrações em que permaneciam na praça da matriz em animados papos sobre futebol política e carnaval; enquanto que as piedosas mulheres acompanhavam as celebrações da missa em latim através dos seus livrinhos conhecidos como adoremos em atitude respeitosa traduzida pela cobertura da cabeça com véu ou erchape em orações longas de louvor e agradecimento pelos seus companheiros carentes de graças santificante. Em suma: enquanto as mulheres permaneciam no interior do templo em orações continuas e cânticos celestiais, os homens se divertiam na praça.

Hoje verificamos uma transformação radical entre os homens: aqueles que outrora eram assíduos tagarelas na praça são hoje católicos autênticos participantes com as mulheres no banquete eucarístico celebrado no interior do templo e fieis devotos do terço, do santo rosário celebrado na catedral diocesana. Isto é um sinal palpável dentre milhares de outros que acontecem em nossa a diocese e no mundo.

Para os Tomés, de Juazeiro e incrédulos do mundo inteiro, e coração duro de mente fechada está feito o desafio: venham ver a obra do espírito do santo: homens de Juazeiro em número de trezentos ou mais, na catedral diocesana todas as segundas feiras as dezenove e trinta horas orando e meditando sobre os mistérios do santo rosário na celebração do terço como cristãos conscientes e convictos da fé que professam.

Este é um sinal visível da obra realizada pela igreja conduzida por homens e guiada pelo espírito santo de Deus. Quem quiser ver, venha no horário citado verificar in locuo quanto é verdadeiro o testemunho ora prestado. O que até o presente momento era do conhecimento de um resumido grupo de fieis católicos passará a ser do domínio de incrédulos e Tomé que outrora duvidavam porque não viam. Este pode ser considerado um grande sinal de transformação a conversão do povo de Deus.

Parabéns a igreja jubilar, parabéns para Jesus.

Sou cristão e de o ser me glorio em deus.

Juazeiro, abril 2012 - Cristão e Carismático

João Benvindo dos Santos

publicado em 26 de Abril / 2012 às 07:30

Espaço do Leitor: Fonte do Paço Municipal carece de limpeza

Mesmo com a situação de dengue controlada e sem risco de um surto em 2012, segundo relatório divulgado pelo Ministério da Saúde (MS), alguns munícipes tem demonstrado preocupação em relação a uma área no centro da cidade que dado o acúmulo de água pode virar foco de proliferação do mosquito transmissor da doença (Aedes Aegypt).

Trata-se da fonte luminosa atrás do Paço Municipal que está necessitando urgentemente de limpeza e renovação da água. A preocupação do leitor Carlos Heitor pode ser excessiva, mas não custa nada fazer a limpeza de “casa” para virar exemplo para os demais juazeirenses.

publicado em 25 de Abril / 2012 às 14:10

Espaço do Leitor: Quadra de Esportes João Leopoldo está totalmente abandonada pela Secretaria de Educação, Esportes e Cultura de Sento Sé

Construída na administração do ex-prefeito João Leopoldo, já falecido, a referida quadra já teve dias melhores. Hoje a mesma está esquecida, completamente abandonada, jogada às traças. O mais inusitado e desrespeitoso é a atitude do Chefe do Departamento de Esportes, Cícero de Adão, que sempre treinava a garotada do colégio D. Jayro Sento Sé ali, e jamais teve a coragem de batalhar pela conservação da quadra e nunca cobrou nada por isso. A maioria destes jogadores que jogava ali os campeonatos amadores já foi treinada por ele.

O lugar está abandonado e não se pode fazer uso do que a gente paga para existir através de impostos. Deveriam usar o bom censo e ter feito a manutenção adequada o que é obrigação do município, pois o dinheiro do contribuinte não é água para mandarem pelo ralo.

A Secretaria de Educação, Esportes e Lazer que já teve o comando do Sr. José Amaro que se dizia apaixonado por esportes, falou muito e não fez nada e hoje o cargo ocupado por Luciana, que não entende nada de esportes. Deveriam ter tomado as providências necessárias pois Já são quase quatro (04) anos de abandono.

Já a câmara de vereadores que deveria fiscalizar, sem nenhuma credibilidade, não faz o seu papel. Não é de estranhar que nossa câmara tenha se apequenado ao longo dos anos. O pior, por causa das dimensões da cidade é ter de conviver com os representantes do baixo-astral no trânsito, no restaurante, na rua etc. Mas para quê? A prefeitura não fiscaliza como devia as construtoras, por sua vez, a câmara, não fiscaliza a prefeitura. E vamos seguindo os dias com as nossas tragédias diárias.

 Há exceções entre os políticos? Há pessoas do bem, que respeitam a ética nas relações? Acredito, sinceramente, que sim. Mas em geral a credibilidade da câmara foi contaminada pelo executivo e vice-versa. Será que nossa Sento Sé merece tudo isso?

 Paulo Sergio

publicado em 25 de Abril / 2012 às 10:00

Flagrante: Empresa contratada pela Pró-Matre joga entulho em rua no centro de Juazeiro

Nesta terça-feira (24), um leitor ficou durante parte da manhã (08h32) aguardando este flagrante na rua Marechal Deodoro, centro da cidade, onde insistentemente um hospital de grande porte que está passando por reformas, através da empresa contratada suja a citada artéria.

Os funcionários, por meio de uma lata em corda, recebem os detritos, colocam em um carrinho de mão e jogam no amontoado de entulhos na calçada. Estes entulhos vêm trazendo uma série de problemas aos moradores da citada rua que já foi alvo de várias críticas de blogueiros e transeuntes desta artéria, que se sentem prejudicados com esta arbitrariedade.

Após denuncias anteriores feitas por populares, a Prefeitura Municipal retirou os entulhos que ali se amontoavam. Dia seguinte, novamente a operação era reiniciada indo de encontro ao Código de Posturas do Município. “Gostaria de saber o porquê desta desobediência do Hospital Pró-Matre em continuar jogando lixo em rua pública? Há moradores que já colocaram suas casas à venda devido aos prejuízos causados a eles, além de contraírem doenças respiratórias causadas pela poeira e porque a Prefeitura não multa e retira os entulhos? Os moradores merecem respeito e querem viver com dignidade. Contra fatos não há argumentos”, justificou o leitor.

publicado em 24 de Abril / 2012 às 12:00

Espaço do Leitor: João Paulo II e Parque Residencial reclamam da falta de água

Amigo Geraldo,

A comunidade dos bairros Parque Residencial e João Paulo II, mais precisamente na quadra 03 parte alta do bairro, está indignada com a constante falta de água. Enquanto a prefeitura gasta milhões de reais com propagandas enganosas a população tem que passar a noite inteira mendigando água nas torneiras para encher os baldes, gostaria de saber se nas casas do Prefeito e do diretor do SAAE falta água? O mais interessante é que as contas chegam sem atraso todos os meses.

Peço providências a quem de direito.

Murilo Ricardo - João Paulo II

publicado em 23 de Abril / 2012 às 23:00

PROPAGANDA ANTECIPADA E A MULHER ENGANCHADA

O noticiário de rádios, jornais e blogs no momento, em Juazeiro, destacam ações judiciais movidas pelo Ministério Público Estadual, com decisões liminares e de mérito, buscando corrigir e punir atos de antecipação de propaganda política, o que fere a Lei das Eleições. Meu objetivo aqui, neste espaço, não é discorrer sobre os conceitos, princípios e jurisprudências sobre o tema, embora venha estudando e pesquisando o assunto.

Sem adentrar o mérito da questão, como disse, quero potencializar a importância deste momento, como educativo, saneador e tendente a elevar o nível de nossa convivência com as regras do jogo, trazendo a todos para um patamar mais equilibrado, razoável, justo e desenvolvido. Reconheço que o passivo em matéria de cumprimento da legislação eleitoral ainda é grande, mas é verdade também que das eleições de 2008 para cá houve considerável progresso no que tange a essa matéria específica.

Neste mesmo abril daquele ano, por exemplo, a propaganda antecipada nos vidros traseiros dos veículos, com painéis fotográficos dos pré-candidatos, slogans e menção ao ano eleitoral, já se apresentavam com total efervescência. O mercado gráfico desses produtos já estava bastante aquecido. O Ministério Público Eleitoral entrou em campo e acabou a festa. Alguns, entretanto, quanto a este item, não “salvaram” esse aprendizado. Grandes desafios estão à frente, como os de enfrentar o que a lei chama de captação ilícita do sufrágio, representado por diversos comportamentos, entre eles a famosíssima compra de votos: areia fina, média, grossa, bloco, telha, tijolo, pedra, bujão, bola de futebol, jogo de camisa, carteira de motorista, exame de vista, laqueadura de trompa são típicos desse momento.

É uma cultura arraigada, para a qual não vejo solução a curto prazo e que é a mãe de todo o desequilíbrio e mau funcionamento da política e da administração pública. E a Justiça e o Ministério Público só poderão atuar nesses casos se houver denúncias, a chamada provocação. E estas até chegam, porém, em escala mínima, dada a grande tolerância social a este fenômeno doentio.

Um certo candidato, nas eleições passadas, fazia uma caminhada com sua equipe de campanha, o chamado corpo a corpo do jargão político. Entraram num salão de beleza, onde diversas mulheres faziam cabelo, unhas e outros procedimentos de embelezamento. Uma delas, sob o calor do secador, ao avistar o candidato, gritou, quase histérica: _ vereador, vereador ! O então candidato, farejando algo estranho, levantou os dois braços, em sinal de rendido e respondeu: _Vereador, não, candidato. E a senhora, ainda em voz alta e com o dedo em riste, reagiu: _ vereador sim (numa clara tentativa de massagear o ego do candidato) e prossegue: _minha amiga aqui está com um problema muito sério, a filha dela está enganchada na estrada de Recife prá cá, com o ônibus quebrado, precisando de vinte reais.

O candidato solidarizou-se com ambas e lamentou não poder ajudar, dizendo, no entanto, que faria votos de que a mesma se desenganchasse ( até a conjugação é enganchada ), pois ninguém merecia ficar enganchada numa altura dessas da vida,  pediu permissão e deixou o recinto, passando uma breve vista na tabela de preços afixada na parede daquele  estabelecimento. Coincidência ou não, o valor do desenganche era o mesmo da escova de sua interlocutora. Na saída, já na rua, é parado e abordado por um ciclista que dizia conhecer uma família que tinha sete votos e que estava precisando de cinco sacos de cimento. Chega, chega, depois eu conto.....

Jaime Badeca Filho, advogado, ensaísta político e literário.

publicado em 23 de Abril / 2012 às 16:30

Espaço do Leitor: Descaso com a Pedra do Lorde.

Geraldo José,

Sou morador do bairro Pedra do Lorde há 28 anos e meu bairro não tem nada lazer, saúde e esportes. Faça uma comparação com o bairro do Quati que tem apenas 10 anos em Petrolina. Em um projeto da prefeitura municipal para a construção de quadras poliesportivas na cidade a Pedra do Lord não foi contemplada, na construção de um posto de saúde foi construído no bairro Palmares a menos de 100 metros do posto do bairro do Quidé, na construção de uma creche não foi diferente construída no bairro Palmares, até a 76º CIPM que era lotada no bairro foi transferida para outro local e agora com mais gravidade o SAAE deixa os moradores do bairro sem água diariamente. O que está acontecendo com a comunidade do bairro Pedra do Lorde?

Grato,

Wellington Rocha - Um morador indignado

Imagens ilustrativas da internet
publicado em 23 de Abril / 2012 às 10:00

ESPAÇO DO LEITOR: MAIS QUATRO ANOS PERDIDOS.

A sensação é de que cidade esta estagnada por quatro anos. Juazeiro não avançou nada ou em quase nada. As pessoas estão desmotivadas, com baixíssima autoestima. Como o cidadão pode ficar motivado para alguma coisa se em volta dele tudo está depreciado?

A população confia e espera que um governo municipal trabalhe, e muito, para que sua vida melhore. Da porta de casa para dentro a pessoa vai se virando. Luta com dificuldade para sobreviver. Quando sai de casa, a situação vai ficando complicada. As ruas estão sujas, esburacadas e as praças abandonadas e mal iluminadas.

Como ter lazer se os locais para isto estão dominados por sujeiras e usuários de substâncias ilegais? As famílias abandonam os passeios e se mantêm reclusas. Um declínio na qualidade de vida. Quando a análise é feita para a área da saúde, vemos os mais necessitados punidos por esta péssima administração.

Denota-se de forma clara e límpida que falta na verdade é capacidade de gestão. Ninguém consegue resolver todos os problemas com 100% de êxito. Mas não se pode achar normal errar quase 100% nos trabalhos executados. A cidade não tem dinheiro para ser jogado no lixo. E não adianta o governo vir com a mesma lorota de sempre, que não tem recursos, todos nos sabemos dos valores exorbitantes que este governo recebeu nos últimos anos.

Bastava este governo ter tido mais responsabilidade com a administração do dinheiro do povo, se o mesmo tivesse investido apenas 8% destes recursos, hoje com certeza teríamos outra realidade, daria para ter feito no mínimo todas estas obras abaixo baseado em valores de hoje:

10 – Unidades de Saude;

20 – Creches;

100 km – De calçamento;

05 – Escolas de ensino fundamental;

1.000 – Casas populares.

Todos os erros cometidos custam muito caro e serão pagos por todos, de forma mais dura pelos mais carentes.

Antes de criticar, seria melhor elogiar.

Pena que não haja motivos para tecer críticas elogiosas.

 Julio Almeida

publicado em 23 de Abril / 2012 às 09:00

Espaço do Leitor: Ajuda à Prefeitura de Juazeiro.

Prezado Geraldo,

Com o intuito de ajudar a Prefeitura de Juazeiro, já que a pasta obrigatória não tem preposto para identificar o problema, estou anexando duas fotos de lixo jogado pelos moradores (o que acho errado e falta de educação). Mas já que ta lá há algum tempo, o município deveria ter feito a retirada. O lixo em questão fica atrás da agencia central dos Correios, mesmo prédio onde ficam órgãos da Prefeitura Municipal (Fazenda, Saúde e Administração). Lembro-me que tempos atrás tiraram o lixo produzido pela Pró-Matre na rua Marechal Deodoro da Fonseca, mas uma rua à frente na Eduardo Brito, não enxergaram que também tinha.

Desde já agradeço atenção.

Pedro Martins

Voltar ao topo
© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.