Blog do Geraldo José - Familiares acusam hospital de negligência médica e querem agilidade na exumação de corpo, para autópsia autorizada pela justiça 
Vale do São Francisco - 09 de Dezembro de 2018
|
Redação: (74) 3613-3479
publicado em 06 de Dezembro / 2018 às 06:30

Familiares acusam hospital de negligência médica e querem agilidade na exumação de corpo, para autópsia autorizada pela justiça 

Familiares suspeitam de erro médico na morte de Maria Albuquerque, de Afrânio

Familiares da senhora Maria Albuquerque Rodrigues França, de extrema, em Afrânio, não se conformam com a demora para o IML, em Petrolina, cumprir ordem judicial, assinada pela Juiza Tallita Cruz Sampaio, de paulistana, que determinou a exumação do corpo desta senhora, que faleceu no último dia 08 de novembro, no trajeto, entre Paulistana e Petrolina.

Os familiares reclamam de erro médico nos procedimentos feitos pelo Hospital e Maternidade Petronília Cavalcanti, em Paulistana, e demonstrando insatisfação e indignação com a demora no cumprimento da decisão judicial que determina a exumação do corpo para que sejam investigadas as causas do seu óbito.

Em conversa com o Blog Geraldo José, Romero Albuquerque, irmão, disse que “a família está indignada com essa situação e quer uma resposta das autoridades do estado e do IML, que já recebeu a determinação judicial, mas até o momento não se manifestou”, criticou.

De acordo com familiares da senhora Maria Albuquerque, ela foi encaminhada de Afrânio para paulistana para tratamento de vesícula, ficou internada no Hospital e Maternidade Petronília Cavalcanti, teve estado de saúde agravado e acusam o hospital de “demora no encaminhamento para uma unidade com melhor referência”.

Na decisão, datada em 24 de novembro, a Juiza Tallita Cruz Sampaio diz que “A exumação para exame de cadáver, prevista no artigo 163 do CPP, pode ser necessária para realizar-se a autópsia, quando surgem dúvidas sobre a ocorrência da causa mortis, o que até o sepultamento não havia”, anotou. A família pede providencias urgentes para cumprimento da decisão judicial e apela para o IML de Pernambuco, em Petrolina, onde foi registrado o óbito.

Da redação Blog Geraldo José
POSTAR
nenhum comentário
Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do blog. Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído por nossa equipe.

É proibido inserir links (urls) dentro do comentário, caso contrário o mesmo será deletado por nossa equipe.
Voltar ao topo
© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2018. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.