Blog do Geraldo José - PRODUTORES DE TOMATE EM MASSAROCA ALEGAM PREJUÍZOS POR CONTA DE ESTRADA INTRANSITÁVEL
Vale do São Francisco - 22 de Fevereiro de 2019
|
Redação: (74) 3613-3479
publicado em 07 de Fevereiro / 2019 às 06:00

PRODUTORES DE TOMATE EM MASSAROCA ALEGAM PREJUÍZOS POR CONTA DE ESTRADA INTRANSITÁVEL

Em outubro do ano passado cerca de 25 produtores de tomate de Lagoa do Angico e Serra da Boa Vista, interior do distrito de Massaroca, fazendo vizinhança com o município de Campo Formoso, cobraram a recuperação da principal estrada responsável pelo escoamento da produção. Frank Chaves, um dos produtores, chegou a informar que o Secretário de Serviços Públicos Celso Leal e o vereador líder do prefeito na Câmara Gleidson Medrado participaram de uma reunião informando que a recuperação aconteceria a partir de maio “fato que nunca se registrou” pontuou.

Na tarde desta quarta-feira (06) o produtor Frank Chaves voltou a manter contato com o Programa Geraldo José (Transrio FM) e o Blog GJ com a finalidade de reiterar o apelo tendo em vista que após as últimas chuvas o quadro piorou e agora só motos passam na estrada. “Estamos amargando prejuízos incalculáveis, quem vai pagar nossos prejuízos? Ano passado, nos comprometemos em pagar o combustível e a prefeitura entraria com as máquinas e pessoal, mas até agora nenhuma resposta” frisou Frank Chaves.

Por telefone, Celson Leal, titular da SESP, participou do programa e explicou que o compromisso permanece. “Nós recuperamos cerca de 500km de estradas no interior de Juazeiro e vamos chegar ao distrito de Massaroca. Só não posso precisar a data, mas tranquilizo os produtores que vamos nos empenhar para realizar esta recuperação o quanto antes” expressou Celso Leal.

Veja as condições da estrada:

Da redação
POSTAR
6 comentários
Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do blog. Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído por nossa equipe.

É proibido inserir links (urls) dentro do comentário, caso contrário o mesmo será deletado por nossa equipe.
publicado em 07 de Fevereiro / 2019 às 06:10
QUIM

COBRAM SE TANTOS IMPOSTOS SOBRE OS COMBUSTÍVEIS,ONDE ESTA O DINHEIRO QUE PODERIA E DEVERIA SER USADO PARA PAVIMENTAR ESTAS ESTRADAS QUE LIGAM OS GRANDES CENTRO AOS CENTROS DE PRODUÇÃO EM TODO O PAÍS ? PT,CADE O DINHEIRO QUE VOCES PEGARAM ?

publicado em 07 de Fevereiro / 2019 às 06:39
Zoeira

Por aqui as todas as estradas estão intransitáveis, as que ligam Massaroca a Poção, Massaroca a Canoa e. também a comunidade de Juá. Têm mais de 2 anos que a prefeitura não realiza uma única recuperação. As aulas se iniciam no dia 19 de fevereiro e os alunos estão certos que perderão mais de 40% do tempo normal de condução às escolas, nas estradas esburacadas debaixo de quase 35 graus. É uma vergonha. Em termos de desorganização, buracos, e falta de vergonha, o prefeito os vereadores e suas equipes só perdem para as estradas vicinais em Massaroca.

publicado em 07 de Fevereiro / 2019 às 07:14
Suely - To preocupado com o Nordestino e os jornalistas

Concordo. Tudo vai piorar com Bosonaro 171. Ele e os filhos mete a mão em Brasília e não chega nada aqui

publicado em 07 de Fevereiro / 2019 às 07:35
José Paulo

Reclamem não porque em 2020 vcs votam nesse GP novamente. Aguentem mais um pouco porque AB vem aí batendo tudo. Aguardem.

publicado em 07 de Fevereiro / 2019 às 08:38
ZILTON ALVES DE SOUZA FILHO

Um dos Grandes Problemas na Administração Pública, chama-se Planejamento, um outro é a falta de capacidade que a maioria dos nossos gestores tem em não possuírem um mínimo de inteligência para priorizar ações e talvez por último e porque não afirmar o principal, sejam os gastos desnecessários com Cargos Comissionados, pois são esses mesmos gastos que impedem a Gestão Pública de agir nos setores produtivos do Município. Finalizo afirmando ser inadmissível que as principais estradas vicinais do nosso município não vem passando por manutenções periódicas há muito tempo.

publicado em 07 de Fevereiro / 2019 às 11:40
Rose Nascimento

Alguém avisa à esse secretário que produção que precisa ser escoada não pode esperar e que o silêncio oportuno é mais eloquente do que certos discursos. No caso dele tentou justificar o descaso tornando a situação ainda bem pior. Ninguém perguntou quantos Km já foram feitos e se os fez não fez mais que a obrigação e ainda mal feita!!

Voltar ao topo
© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.