Blog do Geraldo José - Equipe do Hospital Dom Malan/IMIP discute NIPT com principais centros de saúde e ensino do país
Vale do São Francisco - 26 de Março de 2019
|
Redação: (74) 3613-3479
publicado em 14 de Março / 2019 às 18:30

Equipe do Hospital Dom Malan/IMIP discute NIPT com principais centros de saúde e ensino do país

O Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina discutiu esta semana (12) – durante a reunião médico-científica do Grupo de Interesses Especiais (SIGs) da Rede Universitária de Telemedicina, formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), HDM, e mais 10 instituições de saúde, ensino e pesquisa do país - o TESTE NÃO INVASIVO PARA PESQUISA DE ANEUPLOIDIAS FETAIS (NIPT).

A sessão colaborativa, do SIG de Obstetrícia Patológica, foi presidida pela própria Unifesp, tendo como professores convidados os doutores Conrado Ragazini, Conrado Coutinho e Fabrício Costa. O encontro foi transmitido por videoconferência para os demais centros participantes. Todo mês, as instituições pertencentes a esta rede de telemedicina discutem temas ligados ao ensino, pesquisa, assistência, gestão e avaliação remota.

Primeiro foi apresentado um caso clínico, depois feita uma atualização em NIPT, apresentadas as principais armadilhas que envolvem esse exame genético que identifica doenças a partir da 9º semana de gestação e por fim uma discussão aberta. "Essa é a dinâmica utilizada nas reuniões e acredito que a metodologia seja bem positiva, pois ao final todos alcançam o mesmo nível de conhecimento sobre o assunto", acredita o especialista em medicina fetal do HDM, Marcelo Marques.

De acordo com o apresentado, o NIPT apresenta 95% de especificidade e detecta alterações como a Síndrome de Down. "Essa é uma inovação da medicina molecular capaz de identificar determinadas alterações genéticas, como malformações graves que podem comprometer a saúde do bebê", esclarece.

Esse tipo de exame, que consegue realizar o rastreamento de forma não invasiva, independente do histórico familiar ou da ausência de risco na gravidez. O teste pode ser feito a partir de 9 semanas de gestação, contado a partir da data da última menstruação. "Ainda não dispomos do NIPT no serviço público, mas, sem dúvida, esse é um grande avanço", defende o médico.

A próxima reunião do SIG acontecerá dia 02 de abril e discutirá ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA NA GRAVIDEZ. Para participar dessa Rede Universitária de Telemedicina (RUTE) é preciso seguir o procedimento aberto à todas instituições da saúde do país. Mais informações no site:http://rute.rnp.br/sigs.

Anna Monteiro-Hospital Dom Malan Imip
POSTAR
nenhum comentário
Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do blog. Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído por nossa equipe.

É proibido inserir links (urls) dentro do comentário, caso contrário o mesmo será deletado por nossa equipe.
Voltar ao topo
© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.