Blog do Geraldo José - ARTIGO - AMAZÔNIA: ÁRVORES OU SUBSOLO?
Vale do São Francisco - 19 de Setembro de 2019
|
Redação: (74) 3613-3479
publicado em 25 de Agosto / 2019 às 23:00

ARTIGO - AMAZÔNIA: ÁRVORES OU SUBSOLO?

No convívio regular com as pessoas, é muito comum se encontrar alguém que fala de maneira desregrada ou, como se costuma dizer, usa de “descontrole verbal” ou que “tem a língua solta”. Isso porque fala o que quer e depois usa de subterfúgios para se explicar de algumas asneiras pronunciadas, nem sempre acolhidas pelos circundantes.

Essa preliminar foi inspirada na reflexão de um leitor, que ao ouvir o Presidente da República discursando ou dando entrevistas e pronunciando alguns exageros verbais, inaceitáveis e incompatíveis à relevância do cargo que exerce, torceu a cara inconformado, e me disse: “Pôôô, se ele parasse de falar e trabalhasse, apenas, até seria um presidente melhor! ”. Compreendi o desabafo e concordei com o seu sentimento de revolta, no tempo em que me questionei se não há na equipe alguém que, mesmo tendo que respeitar a hierarquia do cargo, possa orientá-lo a uma mudança de tom e atitude, no sentido de falar menos e o indispensável? É mais do que oportuno que alguém no governo faça uma releitura do provérbio português, que recomenda que “cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém”! Pelo jeito, na equipe esse alguém não existe...

Será que nenhum Ministro ou Assessor direto vai cair na realidade, de que uma oposição falida e responsável pela tragédia moral e econômica a que o país foi submetido nos últimos anos, de repente, está de cangote em pé, esbravejando em alto e bom som, justamente porque essas bobagens no palavreado oficial vêm oferecendo o subsídio de que precisava para emergir do ostracismo político em que se encontrava? Será que não conhecem as palavras prudência e decência para o cargo que ocupam?

Como em todo governo, principalmente com poucos meses de gestão, é natural que ocorram acertos e erros na adoção de certos atos administrativos. Mas, falar precipitadamente e aqui ou acolá voltar atrás em determinadas afirmações, evidencia uma grande imaturidade. Vamos assim chamar, para não dizer falta de responsabilidade e cuidado com as palavras proferidas.

Mas, o centro de tudo nesta semana, está focado na triste tragédia das queimadas voluntárias ou involuntárias da Floresta Amazônica, ou até criminosas – por que não imaginar? –, que está produzindo um reflexo negativo de grande amplitude e de consequências ainda não bem avaliadas. Se é visível a inabilidade com que o problema está sendo tratado, de outra parte está a grande imprensa nacional, que foi desprezada pelo governo na distribuição da sua verba publicitária, assumindo a postura da desconstrução e da vingança, numa dimensão de grande impacto, inclusive no campo internacional. Ou seja, querem minar o homem de fora para dentro...

É indiscutível que não se pode menosprezar os graves prejuízos ambientais decorrentes da queimada descontrolada da floresta, e inaceitável qualquer omissão oficial no sentido de combater a continuidade do fogo que tudo destrói. É relevante, porém, que se faça uma análise séria e honesta dos motivos subjetivos que fazem despertar uma repentina paixão de estadistas europeus que, ao invés de se mobilizarem para uma ação solidária de apoio ao governo brasileiro, disponibilizando recursos materiais, equipamentos e tecnologia adequados para ajudar no combate ao fogo, estão convocando reunião do G-7, que reúne as potências econômicas e políticas, como se pretendessem defender com unhas e dentes algo que lhes pertence. Esse questionamento traz à lembrança uma frase do falecido professor, médico cardiologista, físico e escritor Enéas Carneiro, sobre esse pretenso interesse: “Se fossem as árvores, bastaria reflorestar as terras deles”! Segundo ele, a questão não está no subjetivo, e sim “no subsolo” (vide ilustração). À boca pequena, correm comentários de que a Amazônia está infestada de estrangeiros de várias nacionalidades disfarçados de religiosos e integrantes de ONGs!

Ao viralizar a notícia do incêndio, foi criado um clima de terrorismo de tal forma, que na pressa utilizaram nas redes sociais fotos de queimadas de 20 anos atrás, a exemplo do Presidente Francês e da modelo brasileira Gisele Bündchen, além do jogador Cristiano Ronaldo, que usou uma foto do Rio Grande do Sul!

Entendo que a desgraça do incêndio tem de ser contida, mas, tratada com responsabilidade, humanidade e participação solidária, e não com ameaças chantagiosas da Europa contra o Mercosul, usando o Brasil como réu, só porque o povo contrariou na escolha de um Presidente que não é da simpatia deles.

Autor: Adm. Agenor Santos, Pós-Graduação Lato Sensu em Controle, Monitoramento e Avaliação no Setor Público – Salvador-BA.

POSTAR
36 comentários
Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do blog. Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído por nossa equipe.

É proibido inserir links (urls) dentro do comentário, caso contrário o mesmo será deletado por nossa equipe.
publicado em 25 de Agosto / 2019 às 23:02
Eden Lopes Feldman

Com toda certeza, Agenor. Sua descrição da situação é sensata e realista. E acrescento um dado importante que está sendo propositadamente "esquecido" pela grande imprensa: estamos em um raro período de seca. Na minha região simplesmente há 45 dias não cai uma gota de água. Algo inimaginável. E isto ocorre em grande parte do país. Até mesmo na Amazônia.Com queimadas em vários países. E quanto ao presidente francês, por medo do ingresso do agronegócio brasileiro na Europa, resolveu ceder ao protecionismo, agindo de forma desrespeitosa com nossa nação para justificar o bloqueio de um acordo. FOZ

publicado em 25 de Agosto / 2019 às 23:06
MARIA CÂNDIDA

Maravilhoso, texto, muito lúcido e esclarecedor. (Feira de Santana-BA).

publicado em 25 de Agosto / 2019 às 23:18
CLÁUDIO TAVARES

O falecido Enéas Carneiro não tinha nada de louco, ele até hoje a verdade crua e nua está se desmanchando pelas atitudes dos desgovernos Europeus, o G7 deveria se preocupar com a Rússia que está querendo atravessar o Golfo Ártico com uma Usina Nuclear. Isso sim é que é perigoso e não as queimadas na Amazônia Legal, onde eles usufruem e querem continuar a nos roubar o nosso solo. Por que eles não plantam árvores? (Rio de Janeiro-RJ).

publicado em 25 de Agosto / 2019 às 23:23
MARIANA MARQUES

Sempre gostei de Éneas, se tiver oportunidade coloque no YouTube em um antigo canal dele, colocações super pertinentes e que ele preconizava o hoje. Parabéns, mais uma vez, pelo texto excelente! (Salvador-BA).

publicado em 25 de Agosto / 2019 às 23:27
acordadinho"@"

Texto atualissimo. A pergunta é: Essa devastação começou quando mesmo? E a exploração de tudo que lá existe começou que dia? A partir dai é possivel fazer uma analise melhor...

publicado em 25 de Agosto / 2019 às 23:27
FLÁVIO MENDONÇA .'.

Realmente você está coberto de razão, quando faz a lembrança da frase do falecido professor, médico cardiologista, físico e escritor Enéas Carneiro "Se fossem as árvores, bastaria reflorestar as terras deles, mas, a questão é SIM "NO SUBSOLO". Na Região nós temos presentes O PETRÓLEO, OURO entre outros minerais de alto valor... E, quando você se refere aos estrangeiros que estão disfarçados de religiosos, se formos investigar vamos identificar que os "T"EÓLOGOS são, na realidade, "G"EÓLOGOS. Também, identifiquei, quando na era dos anos à partir de 1960, QUANDO EXERCI, NO BANCO DO (continua)

publicado em 25 de Agosto / 2019 às 23:28
acordadinho"@"

Texto atualissimo. A pergunta é: Essa devastação começou quando mesmo? E a exploração de tudo que lá existe começou que dia? A partir dai é possivel fazer uma analise melhor...

publicado em 25 de Agosto / 2019 às 23:31
FLÁVIO MENDONÇA .'. (I)

Realmente você está coberto de razão, quando faz a lembrança da frase do falecido professor, médico cardiologista, físico e escritor Enéas Carneiro "Se fossem as árvores, bastaria reflorestar as terras deles, mas, a questão é SIM "NO SUBSOLO". Na Região nós temos presentes O PETRÓLEO, OURO entre outros minerais de alto valor... E, quando você se refere aos estrangeiros que estão disfarçados de religiosos, se formos investigar vamos identificar que os "T"EÓLOGOS são, na realidade, "G"EÓLOGOS. Também, identifiquei, quando na era dos anos à partir de 1960, QUANDO EXERCI, NO BANCO DO (continua)

publicado em 25 de Agosto / 2019 às 23:32
FLÁVIO MENDONÇA.’. (II)

(Continuação) ...BRASIL, A FUNÇÃO DE FISCAL DA CREAI (CARTEIRA DE CRÉDITO AGRÍCOLA E INDUSTRIAL); A grande maioria ou na totalidade dos agricultores, que cultivavam JUTA E MALVA, queimavam literalmente o roçado, no qual destruíram, árvores de Lei, frutíferas entre outras árvores das várzeas, e o pior após a queimada, ocorria a lixiviação assoreando os rios e lagos e hoje sofremos com as enchentes prematuras, cujas águas não mais ocupam as áreas que fisicamente evitavam as alagações nas periferias das cidades e vilas do interior do Amazonas, inclusive, a ausência daquelas árvores (ontinua).

publicado em 25 de Agosto / 2019 às 23:36
FLÁVIO MENDONÇA.’. (III)

(continuação)...faz falta para equilibrar o calor favorecendo o início das queimadas. Sem contar, que os pecuaristas da região que para sucumbir as ervas daninhas dos campos, pastos dos bovinos e bubalinos, até bem pouco tempo usavam o fogo como meta para diminuir o custo dos tratamentos culturais (capinas). E, assim, como medidas imposta pelo governo poderia eliminar a desgraça dos incêndios, que são permanentemente usados por essa classe de agropecuaristas da região através de tratos culturais de lavouras na região amazônica. (Manaus-AM).

publicado em 25 de Agosto / 2019 às 23:38
ADRIANA

políticos locais como os de outros países. Muito triste e revoltante tudo isso. Ação para solucionar o problema, muito pouca. Falatório, porém, está em excesso. (Salvador-BA).

publicado em 25 de Agosto / 2019 às 23:41
EDSON TENÓRIO

Muito bem, Agenor, retrato fiel do que se passa com esses petistas que não se conformam com a derrota imposta pela maioria do povo brasileiro. (Camamú-BA).EDS

publicado em 25 de Agosto / 2019 às 23:56
MARCUS ACIOLI

Desculpa, Agenor Santos, eu e 58 milhões de pessoas votamos no Presidente, justamente para ser assim. Hoje o mundo está tomando conhecimento de que a Amazônia é nossa e que não vão mais nos roubar. (Salvador-BA).

publicado em 25 de Agosto / 2019 às 23:58
ZELANDIO ALMEIDA

Não foi à toa que este filósofo e pensador recebeu milhões de votos com poucos segundos de tempo de TV. E morreu misteriosamente... Nossa Amazônia sempre foi e será cobiça do mundo todo por suas riquezas naturais, minerais, ecológicas e pulmão do mundo. As centenas trilhões de dólares em petróleo, minerais, água subterrânea, dos rios, flora, fauna e beleza e elegância. Atrai a atenção do mundo. Olho neles exército brasileiro e Bolsonaro!! Eles querem é internacionalizar as nossas riquezas!! (Alagoinhas-BA).

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 00:03
JAMES LEAL

Muito boa. (Salvador-BA).

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 00:19
GERALDINO LIMA

Caro Agenor: Lúcido, oportuno e lógico seu comentário. Alie-se a tudo, como agravante, ao fato de não estarmos acostumados em OUVIR VERDADES NUAS E CRUAS (e muitas vezes destemperadas) de um Presidente que precisa de uma melhor assessoria, sem dúvida! Mas somente suas destemperanças ecoam, infelizmente! (Salvador-BA).

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 01:58
rui

Hoje estamos nos piores momentos da história do Brasil. Sem Governo( Bozonaro presidente Maluco) NÃO tem emprego e tudo piora.

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 02:02
Getúlio

Bosolnaro e Moro na Cadeia. Ok. QUANDO OS BRASILEIROS ENTENDEREM QUE TEM UM PAÍS PARA SER CONSTRUÍDO, AO INVÉS DE IDELOGIAS BIZARRAS De Mitomentiroso ONDE INSISTEM EM SE DESTRUIR...

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 02:06
Madalena

O jornalista Clébio Cavagnolle, da Record, comentou nas redes sociais sobre entrevista com Sergio Moro, e contou que não pôde fazer "as perguntas certas". Por isso que gosto dos blog

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 02:12
Fátima

Doutor Eduardo Wolf da USP descreve Bolsonaro. "Jair Bolsonaro expressa de maneira convicta, autêntica e verdadeira o apreço por ditaduras desde que seja do lado ideológico dele. O apreço pela violência política, o apreço pela tortura, pelo assassinato de inimigos políticos tais como praticado no período da ditadura militar brasileira e portanto independente dele ser presidente da república o que se constata é que se trata de uma pessoa vil, um ser humano que está abaixo das condições mínimas do conhecimento da humanidade do outro..."

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 02:14
neusa

Votou em BOSTANARO??? Ontem batiam panela. hoje não sai na janela..Quim e Fernando sumiram?

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 02:17
jurema

Cada vez mais fica claro que o povo elegeu um cidadão Bestanaro sem nenhum plano de governo. Seu objetivo sempre foi plano de poder. Brasil hoje afundando

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 02:26
verônica

Bolsonaro em chamas Coluna de hoje no site da Cult Não é só a Amazônia que está em chamas, nem foi só o investimento de 30 anos na imagem internacional do Brasil que virou definitivamente cinzas nos últimos dias. É a própria percepção de que temos um adulto capaz governando o país é que está pegando fogo. A Amazônia em chamas é no fundo uma metáfora do país, devorado pelas labaredas de três crises sem precedentes: a crise econômica, que está no seu quinto ano apesar de prometerem que cessaria assim que Dilma fosse substituída por outra pessoa; Enganaram o povo. Hoje tudo pior

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 02:32
tania

A revista francesa Le Point publicou um artigo em 17 de maio de 2019 falando do "discurso virulento" e "da linguagem corporal agressiva" do presidente. No texto, dois especialistas em comunicação do corpo afirmam que os gestos do chefe de Estado se transformam quando ele está sob pressão. Eles ressaltam que ele demonstra mais conforto quando está entre seus parceiros, os militares, do que quando deve ser confrontado à imprensa - momento em que assume postura agressiva, reforçando a tese de Liz Feré de que seu "jeitão" nada mais é do que um "escudo" para disfarçar uma fragilidade ou despreparo

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 02:39
Olga

Parabéns presidente! Que seja próspero financeiramente como teu filho Flavio no ramo imobiliário, dedicado e preparado igual teu filho Eduardo como embaixador, equilibrado como teu filho Carlos nas redes sociais e, nas adversidades, tenha a capacidade de desaparecer sem deixar rastros, como teve o milionário vendedor de carros Queiroz.

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 02:54
ze filho

O mito Bostanaro despencando ladeira abaixo. adorooooo

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 02:57
pedrina

Os eleitores de Bolsonaro representam o ódio,a inveja.a demência, o analfabetismo e gente que age por interesse próprio.Uns lixos.

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 03:01
Queiroz

Ô BRASIL TEM QUE PÉDE Ó IMPEACHMENT DE BOLSONARO E GENERAL MORÃO LOGO PORQUE ÉLES QUERENDO À CABA COM BRASIL FORA BOLSONARO

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 07:26
yolanda

Hoje Brasília destruindo a Amazônia. Destruindo o Samu. Destruindo os Mais médicos. Bolsonaro uma bomba atômica na vida

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 08:40
TOCADOR

O psicopata é um louco incendiário. Um desequilibrado mental. A nação precisa urgentemente interditar esse antes que ele queime o Brasil por um todo.

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 09:30
jurema

Bando de Cafonas A Amazônia em chamas, a censura voltando, a economia estagnada, e a pessoa quer falar de quê? Dos cafonas. Do império da cafonice que nos domina. Não exatamente nas roupas que vestimos ou nas músicas que escutamos — a pessoa quer falar do mau gosto existencial. Do que há de cafona na vulgaridade das palavras, na deselegância pública, na ignorância por opção, na mentira como tática, no atraso das ideias. O cafona fala alto e se orgulha de ser grosseiro e sem compostura. Acha que pode tudo e esfrega sua tosquice na cara dos outros. Não há ética que caiba a ele. Enganar é ok. A

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 12:17
QUIM

PALHAÇADA EXPLICITA CONTRA O BRASIL ! Dados do INPE revelam que a Amazônia teve 125 mil quilômetros quadrados desmatados nos 8 anos do governo Lula. O recorde foi em 2004, quando o INPE registrou em apenas um ano desmatamento de 27,7 mil quilômetros quadrados, equivalente ao Estado de Alagoas, sem que tenham sido ouvidos protestos de ONGs ou líderes europeus. O Instituto Imazon diz que nos últimos 12 meses foram desmatados 5 mil km2, 66% a menos que a média anual do governo Lula. (Dirio do Poder)

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 13:08
Catarina

Caro Agenor, é fácil identificar o que o Europeu quer, mas não é fácil ver o que os EUA querem, né? Estou cá pensando como você constrói uma narrativa para defender um irresponsável que tomou o poder do país. Quando vai cair a ficha que a questão não é torcida, mas a defesa de direitos. Agradeço a Deus por não pensar como você, vista grossa para o que está errado só porque a figura em questão é opositora ao PT. Imaturidade e infantilidade analística. A questão deixou de ser a defesa da Amazônia para ser a defesa da figura política que você admira, Bolsonaro. Assim, não confiar nas suas palavra

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 14:11
JABER CAMPOS

Meu irmão, me delicio lendo seus textos, embora nem sempre consiga tecer comentários É de uma lucidez com o que escreve... Fantástico! (Salvador-BA)

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 15:55
Getúlio

Bolsominios Não precisa me dizer que Lula tá preso. Eu já Sei. Se Lula tivesse Livre o Bostanaro Não era presidente. Bolsominios Babacas

publicado em 26 de Agosto / 2019 às 22:27
QUIM

NEUSA-DOR DE COTOVELO INCOMODA NÉ ? AINDA MAIS PORQUE O CAPITÃO ESTA ACABANDO COM AS BOQUINHAS E VOCES TERÃO DE TRABALHAR,SÓ PARA LEMBRAR,A FILA DE DESEMPREGADOS QUE A DILMA DEIXOU TEM 14 MILHÕES NA TUA FRENTE,PRA TUA SORTE O CAPITÃO JA RETIROU UM BOCADO DE GENTE DESTA FILA.

Voltar ao topo
© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.