Blog do Geraldo José - ARTIGO 360 - UMA TRAGÉDIA E DOIS IMATUROS!
Vale do São Francisco - 19 de Setembro de 2019
|
Redação: (74) 3613-3479
publicado em 01 de Setembro / 2019 às 23:00

ARTIGO 360 - UMA TRAGÉDIA E DOIS IMATUROS!

Acho que poucas vezes em nossa história se tenha testemunhado um episódio gerador de tantas controvérsias e envolvido tanta gente em duvidosas preocupações ambientais, como as queimadas que atingiram a Amazônia nos últimos dias. É óbvio que qualquer que seja a intensidade de um incêndio que envolva uma floresta da magnitude da Amazônia, de uma flora e fauna de incomensurável potencialidade, o fato irá sensibilizar e preocupar as pessoas de bom senso, não só brasileiras como de qualquer parte do mundo.

Apesar de tudo isso, o que se percebe dos dados históricos divulgados pelo INPE e objeto de amplos comentários por parte de analistas independentes e não ideológicos, as secas são um fenômeno cíclico que ocorre sempre em todas as regiões do Brasil e nos países vizinhos da América do Sul. Segundo a NASA, após análise de dados informados pelo satélite, o total de incêndios na Amazônia em 2019 “aproxima” da média registrada nos últimos 15 anos!

Portanto, nada de especial e inédito está acontecendo que justifique essa repentina avalanche de descontroladas manifestações apaixonadas em defesa do Meio Ambiente. Os registros indicam que já houve incêndios mais intensos nas últimas décadas, e ninguém percebeu a mesma gravidade, nem os riscos e perigos por que passou o “pulmão do planeta”? Há um outro detalhe comentado pelos técnicos é de que a maior quantidade de focos de incêndio está ocorrendo em queimadas na área amazônica dos países vizinhos – exemplo da Venezuela e Bolívia – mas o noticiário não comenta e a repercussão recai somente sobre o Brasil! Seria pela coincidência de serem países dominados pela esquerda?

É de surpreender que somente agora esse sentimento aflore com tanto ímpeto, despertando no Presidente da França, Emmanuel Macron, a grande oportunidade de transformar um fenômeno trágico da natureza num fato político, cujos interesses geoeconômicos podem estar aparentemente ocultos para uns, mas, de objetivos muito claros para muitos, principalmente para nós brasileiros.

Foi simplesmente chocante a forma como o Macron patrocinou uma ampla e vergonhosa campanha visando negativar a imagem do Brasil perante o mundo, sem alcançar o sucesso pretendido ao tentar atrair os Presidentes das demais potências que integram o G7 para romperem o acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia, em cuja votação a sua proposta foi derrotada. Está preocupado, sim, em atingir o agronegócio brasileiro e, em paralelo, exibir o olho grande nas reservas de ouro e outros minerais existentes no subsolo da Amazônia. Então, de bonzinho e solidário, ele não tem nada!

Diante da simpatia e do respeito que todas as Nações têm à França, pelo exemplo de lutas históricas na defesa da liberdade política e defesa dos direitos individuais, jamais seria de se imaginar que o seu Presidente fosse capaz de agredir a nossa soberania, ao defender a criação de um “status internacional para a Amazônia”! É uma atitude colonialista inaceitável, cuja intenção de vir a oficializar a ocupação de parte do nosso território foi de uma clareza elementar...! Questionado, procurou amenizar o seu discurso, mas, sem esconder o caráter de ameaça e desrespeito contidos em suas declarações: “Não é hoje que vamos decidir nada sobre isso, mas é um tema que permanece aberto e continuará a prosperar, nos próximos meses e anos”.

Embora mereça destaque a postura do Presidente Bolsonaro na defesa de nossa soberania, em contraposição às atitudes agressivas do Presidente da França, não posso concordar, contudo, com o linguajar descortês e nada diplomático utilizado por ambos os Presidentes em algumas declarações públicas, o que contraria todos os padrões vigentes e não condiz com as relações internacionais de mútuo respeito e elegância entre países amigos. E é esse linguajar pobre e fútil que está a nos incomodar, por se tratar de nada menos que o presidente da 8ª. Economia Mundial, batendo boca todos os dias!

O que todos nós desejamos é que haja uma ação integrada de solidariedade para o combate efetivo dessas queimadas, sem vaidades ou preconceitos políticos de qualquer ordem, para que a tranquilidade e a vida possam ser restabelecidas em todas as comunidades indígenas ou não da área amazônica.

Autor: Adm. Agenor Santos, Pós-Graduação Lato Sensu em Controle, Monitoramento e Avaliação no Setor Público – Salvador-BA.

POSTAR
15 comentários
Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do blog. Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído por nossa equipe.

É proibido inserir links (urls) dentro do comentário, caso contrário o mesmo será deletado por nossa equipe.
publicado em 01 de Setembro / 2019 às 23:18
ACORD@DINHO - *_*@*_*

O titulo do Artigo diz muito. As duas figuras que ilustram, são ilustres nos seus países. Mas estão preocupados por protagonizar um bate boca que não leva a lugar nenhum. Enquanto escrevia esse comentário lembrei de uma frase bem antiga e conhecida que dizia: CALA A BOCA BATISTA...!!!

publicado em 01 de Setembro / 2019 às 23:48
NORTON SENG

Parabéns por mais este pertinente texto! (Brasília-DF).

publicado em 02 de Setembro / 2019 às 00:00
PAULO CÉSAR PINHEIRO (I)

Eu quero parabenizá-lo pela brilhante abordagem. Mas preciso lembrar de um triste fato, que pode estar, novamente, ocorrendo. Falando apenas de uma tragédia, repetida. Claro que você lembra (ou tomou conhecimento) como a "vassoura de bruxa" chegou na Bahia, minha querida e distante Bahia. Sim, ela foi "plantada" para derrubar o poder dos produtores de cacau, do Sul da Bahia. Quer me parecer que o mesmo grupo político que plantou a "vassoura de bruxa" na Bahia, organizou ou ajudou a organizar ou, ainda, incentivou muitos dos focos de incêndios na região amazônica. (continua).

publicado em 02 de Setembro / 2019 às 00:01
PAULO CÉSAR PINHEIRO (II)

(continuação) ...E uma pergunta que não quer calar: houve alguma punição para os "plantadores da vassoura de bruxa" que prejudicou não apenas os produtores, mas a Bahia e, também, o Brasil. Impunidade, todos andam e falam sem problemas. Precisamos rever muitas situações, onde "bandidos, assaltantes, assassinos" estão impunes. Quer me parecer que al "iluminados" sempre defendem os bandidos. (Itapema-SC).

publicado em 02 de Setembro / 2019 às 00:09
SAFIRA ALENCAR

Ô colega inteligente! Muito orgulho dessa sua visão coerente, sem fanatismo!!! (Salvador-BA). SAFI

publicado em 02 de Setembro / 2019 às 00:20
FLÁVIO MENDONÇA.’. (I)

Nesta crônica "UMA TRAGÉDIA E DOIS IMATUROS", você está coberto de razão, MACRON, de bonzinho e solidário ele não tem nada e, por outro lado, a atitude do Presidente Bolsonaro em defesa de nossa soberania e buscar auxílio junto as Forças Militares para ocupar áreas na Amazônia e exercer uma luta contra incêndios e demonstrar a ação e força de combate foi providencial porque demonstrou que podemos ocupá-la e defendê-la como parte indivisível do nosso País. Todavia, não concordamos, com o linguajar (Continua)

publicado em 02 de Setembro / 2019 às 00:24
FLÁVIO MENDONÇA.’. (II)

(continuação) ...descortês e nada diplomático utilizado por ambos Presidentes do Brasil e da França que contraria todos os padrões vigentes e não condiz com as relações internacionais de mútuo respeito e elegância entre países amigos, e, sobretudo num linguajar pobre e fútil que incomodaram a maioria dos brasileiros. (Manaus-AM)

publicado em 02 de Setembro / 2019 às 06:19
Madalena

Bolsonaro eh Maluco varrido. Bolsonaro devia ta internado em um hospital psiquiátrico

publicado em 02 de Setembro / 2019 às 06:20
rui

Aí quanta Saudades dos 28 anos, que o BolsoASNO só dormia, roncava e peidava no congresso. Bons tempos aqueles, a gente era feliz e não sabia.

publicado em 02 de Setembro / 2019 às 06:23
yolanda

Bolsonaro tá destruindo tudo. Tudo piorando. BOLSONARO NA CADEIA DA PAPUDA. MORO E QUEIROZ AJUDANDO AS LARANJAS

publicado em 02 de Setembro / 2019 às 06:24
iara

Bolsonaro perseguição a jornalistas e trabalhadores ta errado.

publicado em 02 de Setembro / 2019 às 06:25
verônica

Bosobesta parece o Capeta. Bosofera so faz miséria fome desemprego

publicado em 02 de Setembro / 2019 às 08:17
Eden Lopes Feldman

Uma perfeita análise de uma realidade que ocorre mas que as vezes nos parece inacreditável. Mas concordo com o comentarista, existe uma tendência maior de ataque ao Brasil por conta de ser um governo rotulado de direita. No entanto, independente da conotação,a grande maioria dos brasileiros escolheu esta opção. E fomos agredidos por insinuações que escolhemos de forma errada. O que nos revolta. Precisamos de parceiros comerciais que não envolvam ideologia. Pragmatismo e bom senso devem ser buscados. FOZ DO IGUAÇU

publicado em 02 de Setembro / 2019 às 09:18
MARIA CÂNDIDA

Bom comentário. Pareciam mais duas crianças brigando que dois chefes de Estado! (Feira de Santana-BA).

publicado em 02 de Setembro / 2019 às 09:25
JABER CAMPOS

Acho que este é o sonho de consumo: ver as nações voltadas para que, unindo energias numa só direção, possam apenas mitigar as queimadas ilegais. Todavia, onde prepondera a ganância e a fome de poder, este ideal solidário parece bem distante. Ademais, como você mesmo citou, o “pulmão do mundo” não é exatamente o pulmão, assim como sabemos que as alterações climáticas no planeta possuem aspectos cíclicos que ocorrem à milhões e milhões de anos e que, por isso, estamos aqui. Agora, que alguém precisa, nos bastidores, regular as falas de nosso líder, aí precisa mesmo. (Salvador-BA).

Voltar ao topo
© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.