Blog do Geraldo José - Agencia de Desenvolvimento Econômico de Juazeiro realiza minicurso sobre o trabalho com flores e seus múltiplos usos
Vale do São Francisco - 21 de Outubro de 2019
|
Redação: (74) 3613-3479
publicado em 09 de Outubro / 2019 às 17:30

Agencia de Desenvolvimento Econômico de Juazeiro realiza minicurso sobre o trabalho com flores e seus múltiplos usos

Técnicas da Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária (ADEAP), realizaram na segunda-feira (07), na Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), o minicurso sobre flores comestíveis e seus múltiplos usos. O evento que integra a programação do 22º Congresso Brasileiro de Floricultura e Plantas Ornamentais (CBFPO) e o 9º Congresso Brasileiro de Cultura de Tecidos de Plantas (CBCTP) tem como objetivo, inserir flores no preparo de alimento, focando na qualidade da alimentação.

"As flores comestíveis, assim como raízes comestíveis, podem ser encontradas em diversos tamanhos, sabores e aromas, variando de acordo com a região em que são cultivadas e com os pratos que acompanham. Alimentos com flores estão ganhando cada vez mais espaço nas cozinhas de todo o mundo, principalmente na culinária orgânica natural, que valoriza não só a quantidade de nutrientes, mas também a boa apresentação e a qualidade de seus pratos", destacou a tecnóloga em alimentos da ADEAP, Ataildes Pinheiro.

Na ocasião a engenheira agrônoma da ADEAP, Cristiane Lima, falou sobre o mercado de flores no Brasil. "Hoje temos 8,2 mil produtores de flores no país, que distribui o seu produto por 60 centrais de atacado. O Nordeste ocupa a terceira colocação na produção de flores, perdendo apenas para o sul e sudeste. A comercialização do produto tem foco no mercado interno, sendo 97% destinado ao mercado interno e apenas 3% para o mercado externo", informou. Cristiane também explicou procedimentos de manejo/conservação do solo e os sistemas de produção orgânica e convencional.

"As flores podem ser cultivadas nos sistemas tradicional ou orgânico. No entanto, quando elas são cultivadas para serem utilizadas na culinária, o ideal é que sejam cultivadas no sistema orgânico. Antes de consumir, é necessário conhecer as plantas e as partes comestíveis e nocivas à saúde", observou.

Durante o minicurso, a estudante de nutrição e estagiária da ADEAP, Beatriz Almeida, falou da importância do minicurso para a sua graduação. "Essa é uma grande oportunidade de agregar valor ao meu aprendizado. Podemos observar que a maior parte das espécies de flores possui alta quantidade de nutrientes, o que torna seu consumo totalmente indicado para aqueles que buscam uma alimentação equilibrada e saudável", disse. Já o comerciante de flores de Juazeiro, Edinaldo Melo, explicou o uso correto de determinadas flores e cactos na ornamentação de eventos e projetos paisagísticos.

Para a secretária de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária, Elayne Borges, os organizadores do evento estão de parabéns. "É com grande felicidade que a ADEAP participa desse importante evento, que reúne experiências de todo o país. É a segunda vez que o município sedia os congressos, e acredito que esse intercâmbio de informações e conhecimentos nos permite crescer e promover ainda mais o desenvolvimento da nossa região", afirmou.

Vale destacar que os congressos que foram iniciados hoje se estendem até sexta-feira (11), na Univasf em Juazeiro, e conta com palestras, mesas redondas, minicursos, exposição de trabalhos e assembleias. O evento é uma promoção da Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais (SBFPO) e da Associação de Cultura de Tecidos de Plantas (ABCTP).

Lene Radina / ASCOM ADEAP
POSTAR
nenhum comentário
Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do blog. Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído por nossa equipe.

É proibido inserir links (urls) dentro do comentário, caso contrário o mesmo será deletado por nossa equipe.
Voltar ao topo
© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.