Blog do Geraldo José - Começam as aulas para mais de 873 mil estudantes da rede estadual
Vale do São Francisco - 01 de Maio de 2017
|
|
Redação: (74) 3613-3479
|
Cor do Blog:
publicado em 10 de Março / 2015 às 11:30

Começam as aulas para mais de 873 mil estudantes da rede estadual

Apresentações musicais, esportivas e de projetos científicos e culturais, além de homenagens aos estudantes, marcaram o início das aulas da rede estadual na manhã desta segunda-feira (9), em cerimônia no Centro Educacional Carneiro Ribeiro, a Escola Parque, no bairro da Caixa D'Água. Em toda a Bahia são 873.194 mil alunos que voltam às salas de aula de cerca de 1.400 escolas estaduais e receberam as boas-vindas do governador Rui Costa e do secretário estadual de Educação, Osvaldo Barreto, no Programa de Abertura do Ano Letivo de 2015.

O evento foi realizado no auditório da Escola Parque e transmitido ao vivo pelo Portal da Educação e pela TVE. No primeiro ano da gestão do governador Rui Costa, a novidade para a rede estadual de ensino é o lançamento do Programa Pacto Pela Educação, no dia 30 deste mês, e vai fortalecer a parceira entre o Governo do Estado e as prefeituras baianas, envolvendo toda a comunidade escolar, entre alunos, professores e gestores, as famílias e também o empresariado baiano. Em abril haverá o envolvimento oficial de universidades e empresários para um verdadeiro mutirão de melhoria da escola pública. 

"Queremos dar prioridade à educação dos baianos, fazendo as famílias participarem também desse processo, porque com o apoio dos familiares, a mudança é possível. Também já planejamos inclusive mudanças no calendário letivo do ano que vem, como a possibilidade de antecipar o início das aulas pelo menos dos alunos do terceiro ano. Para entender a realidade da educação no estado e implementar essas medidas temos visitado escolas, para verificar de perto o que tem funcionado e ouvir quais as necessidades, sugestões e opiniões da comunidade", afirmou o governador. 

Mais professores

Rui Costa também anunciou mais medidas e mudanças que vão fortalecer a educação baiana, como o concursos para contratação de professores e dos trabalhadores em Postos de Serviço Temporário (PST). "Vamos fazer o concurso ainda este ano até o mês de dezembro, e como esse processo leva tempo de elaboração, de imediato iremos transformar os professores em regime de PST em Reda até sair o concurso público em definitivo, para reforçar a nossa escola", explicou o governador. Ao lado dessas medidas, Rui Costa ainda anunciou a negociação, junto à Secretaria de Administração, para ampliar o adicional de diretores e vice-diretores e professores que estão aptos para aposentadoria, para manter mais tempos os educadores em sala de aula e valorizar o trabalho dessas pessoas.

Na plateia, depois de ter concluído o ensino médio no ano passado, Siomara Souza veio participar da abertura representando a filha de 13 anos que, pela primeira vez, vai estudar na rede pública. Siomara acredita que a educação começa em casa. "Eu vim para conhecer os projetos e estou apostando na rede pública do Estado. Gosto de acompanhar de perto tudo que acontece na escola, o rendimento, os conteúdos, os trabalhos, tudo. Acho que toda família precisa direcionar o que as crianças aprendem dentro e fora de casa e a escola é também onde acontece esse aprendizado".

Projetos da educação

Segundo o secretário Osvaldo Barreto, a rede está preparada para receber os mais de 873 mil alunos da rede estadual com os projetos já desenvolvidos, entre eles o Festival Anual da Canção Estudantil (Face), o Tempo de Artes Literárias (TAL), Artes Visuais Estudantis (AVE), os Jogos Estudantis da Rede Pública e o projeto Ciência na Escola e o Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITec), além de outras iniciativas. "Queremos saudar os alunos e é com muito entusiasmo que cumprimentamos e recebemos esses estudantes em um ano que vai haver muitas mudanças, melhorias e um fortalecimento da educação do nosso estado", disse o secretário.

Como resultado do incentivo da construção do conhecimento fora das salas de aula e para a transformação da sociedade, as estudantes do terceiro ano do Ensino Médio do município de Antônio Cardoso, Beatriz Pereira e Tainá Almeida, realizaram uma pesquisa sobre as comunidades remanescentes quilombolas na cidade. Para Tainá, o mais importante foi descobrir as manifestações locais que estavam se perdendo ao longo do tempo e poder dar mais importância à identidade local. Já Beatriz, acredita que o projeto pode incentivar outros estudantes a fazerem o mesmo. "Elaborar e apresentar essa pesquisa permite que nossos colegas voltem o olhar para a nossa cultura e que, juntos, dentro da escola, não deixemos essa parte da nossa história morrer", explicou Beatriz. 

Secom Bahia Foto: Mateus Pereira/GOVBA
POSTAR
nenhum comentário
Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do blog. Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído por nossa equipe.

É proibido inserir links (urls) dentro do comentário, caso contrário o mesmo será deletado por nossa equipe.
Voltar ao topo
© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2017. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.