Blog do Geraldo José - Engarrafamentos na Ponte Presidente Dutra, sentido Petrolina/Juazeiro, motoristas apontam a causa
Vale do São Francisco - 20 de Novembro de 2019
|
Redação: (74) 3613-3479
publicado em 07 de Novembro / 2019 às 13:06

Engarrafamentos na Ponte Presidente Dutra, sentido Petrolina/Juazeiro, motoristas apontam a causa

A situação do trânsito na Ponte Presidente Dutra nos momentos de pique, voltou a ser motivo de críticas e pedidos de atenção ao assunto. Parte das reclamações encaminhadas nos últimos dias ao Blog GJ Notícias, aponta para uma situação: os engarrafamentos quilométricos no sentido Petrolina/Juazeiro.

O leitor Ivan Martins, médico, levantou a possibilidade do problema, nesse caso, ser ocasionado em função da quantidade de sinais de trânsito nas áreas próximas à ponte, em Juazeiro: “O emaranhado de sinais de trânsito no centro de Juazeiro está causando engarrafamento diário na ponte, no sentido Petrolina-Juazeiro, especialmente no período das 07 às 08:30, mais ou menos”, escreveu.

De acordo com o leitor, isso afeta o comércio local e pode ser comprovado já que no sentido Juazeiro/Petrolina o efeito não acontece: “No mesmo horário, o sentido Juazeiro-Petrolina é completamente livre. Isso, aos poucos, vai afastando as pessoas do comércio e dos negócios em Juazeiro. Você, como grande comunicador da cidade, poderia chamar a atenção do gestor municipal e dos engenheiros de trânsito. Existe um sinal logo após a descida da ponte, por exemplo. Isso trava completamente a ponte e causa engarrafamento”, pontuou. 

Um outro leitor registrou que esse problema está causando problemas também para quem precisa de serviços de táxi ou aplicativos para vir de Petrolina para Juazeiro: : “É muito difícil um motorista de aplicativo ou de taxi aceitar uma corrida de Petrolina para Juazeiro, nos horários de pico. Eles reclamam que perdem muito tempo na ponte e recusam as corridas. No sentido Juazeiro/Petrolina isso dificilmente não ocorre”, relatou.

O Blog GJ Notícias vai buscar informações sobre o tema com os órgãos de transito, em Juazeiro.

Da redação GJ Notícias
POSTAR
14 comentários
Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do blog. Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído por nossa equipe.

É proibido inserir links (urls) dentro do comentário, caso contrário o mesmo será deletado por nossa equipe.
publicado em 07 de Novembro / 2019 às 13:20
atencioso

Ontem eu fiquei de 18:12 até 19:40 para conseguir um uber de petrolina para juazeiro em virtude do transito parado e concerteza o motivo do engarrafamento é essa sacanagem desses sinais na descidas da primeira rampa, será que os boca abertas da prefeitra de juazeiro não estão vendo esse problema acontecer diariamente, é uma grande vergonha!!!!

publicado em 07 de Novembro / 2019 às 13:33
Coronel

E vai piorar meu véi... Pois estão é interditando as minúsculas descidas da banca. A duplicação seria a solução. Mas isso é um sonho difícil de ser realizado. Aqueles sinais também e um Deus nos acuda. Vc sai de um e 100 metros tem q parar dnovo

publicado em 07 de Novembro / 2019 às 14:00
Carlos

O trânsito de Juazeiro é tão ruim que consegue atrapalhar o de Petrolina.

publicado em 07 de Novembro / 2019 às 14:56
CARLOS RODRIGUES DA SILVA

concordo plenamente com a crítica do Cidadão, estes semáforos aí na América Importe e Americanas, são os maiores problemas de quem está vindo de Petrolina, por isto que o números de veículos na ponte fica a quilometro, se deixar de existir estes dois nesta área o transito volta ao normal.

publicado em 07 de Novembro / 2019 às 15:33
Enrico

juazeiro é travada e destinada ao fracasso. Terra atrasada e sem lei.

publicado em 07 de Novembro / 2019 às 16:00
LEILA NOVAIS

É porque os responsáveis pelo trânsito em Juazeiro são eficientes demais, o semáforo abre aqui e fecha no da frente. Como que vão circular os veículos? Pra subir na ponte quem está a direito quer ir para a esquerda sentido Santo Ântonio e quem está a esquerda quer ir para a direita sentido Caldo embaixo da ponte. Os guardas de trânsito que ficam ali na rampa dos correios ficam dentro do carro no ar condicionado ou quando estão fora é só no celular e o trânsito pegando fogo. LAMENTAVEL viver em Juazeiro nos dias de hoje. Damião Medrado a frente do trânsito.... Vergonha

publicado em 07 de Novembro / 2019 às 16:17
De olho

A causa é simplesmente uma: estrutura inadequada. Isso só vai acabar com a duplicação da pista.

publicado em 07 de Novembro / 2019 às 16:42
José Sebastião

A falta de planejamento urbano em Juazeiro é simplesmente um absurdo! 0 trânsito é caótico graças a falta de urbanismo da cidade. Além de ruas estreitas, sinalização deficiente, precária e equivocada, excesso de quebra molas (coisa do século passado ) e falta de educação dos motoristas (nessa ordem) ... e não se vê perspectivas de melhora. Alguém aí já falou que uma das sugestoes para a ponte ( ja q nao se constroi outra) seria nao permitr o tráfego de caminhões nos horários de pico... uma solução aparentemente fácil, mas não aplicada... sabe se lá por que...

publicado em 07 de Novembro / 2019 às 17:22
ederson

era pra te feito a duplicacao da ponte na obra feito normal faziam sem para o servico mais e que juazeiro nao tem deputado pra brigar por isso ja petrolina tem 2 alis 3 tem um estadual e petrolina sempre e beneficiado com as coisas e juazeiro fica no esquecimento a duplicacao da ponte na minha opiniao nao vai sair nunca era pra ter feito na epoca mais resoveram para ninguem sabe o porque

publicado em 07 de Novembro / 2019 às 19:22
O observador

Pois e muito difícil essa situação, um secretário dias desses aí estava numa emissora de rádio fiz um questionamento sobre esse problema, o mesmo disse que a travessia urbana ia sair kkkkkkk tô rindo até hoje !!!!!!! Falta de estudo mesmo organização pra fazer o trânsito fluir de boa!!!!

publicado em 07 de Novembro / 2019 às 20:28
Paulo Henrique

Tudo por conta da quantidade de semaforos é esse o gargalo em juazeiro.

publicado em 07 de Novembro / 2019 às 22:13
Murilo Leite

Juazeiro não teve força política, ou os baianos não tiveram força política, nos governos de Lula e Dilma para executarem essa obra no orçamento federal. Para que o orçamento federal seja cumprido é necessário que alguém MANDE EXECUTAR o que está planejado. Juazeiro não conseguiu isso, parece que saiu só uma partezinha do dinheiro. Já os Bezerras Coelhos de Petrolina estão mandando e desmandando na execução financeira do orçamento federal. Tudo que está orçado é executado imediatamente, e o que não está eles dão um jeito. Veja quantas obras estão sendo executadas em Petrolina.

publicado em 08 de Novembro / 2019 às 10:38
JR

A situação existia antes da duplicação da PONTE, onde antes era o grande fluxo de veículos que hoje foi desviado para outra ponte no IBÓ-BA, onde simultaneamente foi feita a ponte e a reforma/ampliação dessa, o que gerou muitos transtornos. Não sei se sabem mas na década de 80 houve uma grande reforma na ponte e também causou transtorno. enfim, o grande problema não são os SINAIS DE TRÂNSITO, eles são extremamente necessários. O que deve ser dado continuidade é a conclusão da AMPLIAÇÃO da PONTE, bem como providenciar a duplicação das BR 407 e 235, mas não irá resolver, pois não há FISCALIZAÇÃO

publicado em 08 de Novembro / 2019 às 10:49
JR

Continuando: FISCALIZAÇÃO e sobretudo eletrônica pois muitas contravenções acontecem a qualquer dia e horário nos acessos a PONTE nas duas cidades, provocando ACIDENTES, e muitos GRAVES. Não há condições de duas cidades com a MAIOR FROTA do interior do Nordeste não ter PLANEJAMENTO VIÁRIO e medidas eficazes. A falta também de um guincho permanente na ponte para retirada do veículos que quebram, sobretudo CAMINHÕES, essas imagens foi em decorrência de um caminhão que quebrou algum tempo antes.Juazeiro tem 141 de emancipação antes de ser VILA e Petrolina 124 anos, os tempos são outros.

Voltar ao topo
© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.