Blog do Geraldo José - Eleições
Vale do São Francisco - 17 de Agosto de 2017
|
Redação: (74) 3613-3479

Eleições

publicado em 16 de Julho / 2017 às 15:16

PTC TERÁ CANDIDATURA PARA DEPUTADO ESTADUAL E DEPUTADO FEDERAL EM JUAZEIRO. VEJA O VÍDEO

O Presidente da Executiva Estadual do PTC (Partido Trabalhista Cristão), Rivailton Veloso, acompanhado do seu vice-presidente Ricardo Grey, esteve em Juazeiro no último final de semana oportunidade em que abonaram a ficha de filiação de dois novos membros da legenda: O odontólogo Isaac Melo e o empresário Gledson Neves.

O encontro também contou com a presença do presidente do Diretório Municipal Jailson Barbosa. Em um vídeo encaminhado à redação do Blog Geraldo José o vice-presidente estadual do PTC faz críticas ao governo do prefeito Paulo Bomfim e ambos os dirigentes estaduais defendem os nomes de Isaac Melo para deputado estadual e Gledson Neves para a Câmara Federal nas eleições do próximo ano. Confira:

Da redação
publicado em 12 de Junho / 2017 às 17:25

TRE-BA e prefeitura celebram acordo para recadastrar mais de 110 mil eleitores em Juazeiro

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) e a Prefeitura de Juazeiro assinaram nesta segunda-feira (12/6) termo de parceria e cooperação técnica para possibilitar o recadastramento biométrico dos eleitores do município. Segundo o presidente do TRE-BA, desembargador José Edivaldo Rocha Rontondano, o objetivo é biometrizar os 118.544 restantes até 19 de dezembro deste ano. 

“Dos quase 150 mil eleitores em Juazeiro, apenas 19% se encontram biometrizados. O eleitor que não fizer o recadastramento biométrico dentro do prazo estipulado pelo TSE terá o título cancelado. Minha preocupação maior é que muitos, além de não poderem votar, deixarão de ter acesso a benefícios sociais, como o bolsa-família, sem mencionar a impossibilidade de matrícula em instituições de ensino, requisição de CPF e passaporte”, afirmou o desembargador Rotondano. 

Com a parceria, caberá à prefeitura cessão de servidores, mobiliário e espaço para a instalação de um posto avançado de atendimento nos distritos. "Forneceremos pessoal e equipamentos para o recadastramento nos distritos mais distantes. A prefeitura de Juazeiro se coloca à disposição no que for necessário para facilitar a biometria em todo município", declarou o prefeito Paulo Bomfim. 

Em Juazeiro, o recadastramento biométrico deve ser realizado no Fórum Eleitoral (Rua dos Bandeirantes, S/N, João XXIII), de segunda a sexta-feira, das 7h às 14h.  Dúvidas e informações podem ser obtidas por meio dos números (74) 3611-5505 ou (74) 3611-5219. 

Além do presidente do TRE-BA e do prefeito de Juazeiro, a cerimônia contou com a participação do juiz da 48ª Zona Eleitoral, José Carlos Nascimento; do presidente da Câmara Municipal, Alex Tanuri; da Secretária de Educação e Juventude, Lucinete Alves Silva; do promotor eleitoral, Rildo Menezes Carvalho; procurador-geral do município, Eduardo José Fernandes dos Santos e da coordenadora do Projeto Eleitor do Futuro, Adriana Passos. 

Ler Matéria Completa
Ascom/Justiça Eleitoral
publicado em 11 de Novembro / 2016 às 18:00

Prefeitos eleitos e reeleitos na Bahia se reúnem na quarta-feira em Salvador

Prefeitos eleitos e reeleitos na Bahia se reúnem nessa quarta-feira no centro de convenções do Fiesta Bahia Hotel, em Salvador, para participar do Encontro de Orientação organizado pelo Tribunal de Contas dos Municípios sobre o processo de transmissão de cargo e início de mandato dos novos dirigentes municipais que foram eleitos na disputa eleitoral. Mais de 800 administradores municipais, entre prefeitos eleitos, reeleitos, ou em fim de mandato, vereadores e secretários das 417 prefeituras da Bahia já se inscreveram para o encontro.

Para a abertura do evento, o presidente do TCM, conselheiro Francisco de Souza Andrade Netto, convidou o presidente do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, conselheiro Valdecir Pascoal – que também preside a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) – que fará uma palestra sobre "Os desafios da gestão municipal em tempos de crise".

"Este será o primeiro de uma série de encontros que iremos promover com os novos prefeitos – disse o conselheiro Francisco Andrade Netto – para que compreendam bem a função constitucional dos órgãos de controle externo, que não é apenas fiscalizar, mas também qualificar a administração pública. Queremos auxiliar os prefeitos de modo a que possam atender os anseios da população, que deseja educação de qualidade, serviços de saúde eficientes e a melhor prestação de serviço possível dos órgãos municipais. Além, é claro, de absoluta correção na aplicação dos recursos públicos".


No encontro será distribuída uma cartilha com orientações básicas sobre providências administrativas e exigências legais que devem ser respeitadas no processo de transmissão de cargo para evitar prejuízo para o erário e mesmo a interrupção da prestação de serviço por parte das prefeituras aos cidadãos. "Isto é importante, até para que, quando da análise das contas, os novos prefeitos não aleguem desinformação por eventual falha passível de punição", disse.

Segundo o presidente do TCM, o objetivo também é incentivar a transparência na administração, de modo que os cidadãos possam exercer o devido controle social sobre os gastos e ações dos dirigentes públicos. "E claro, vamos advertir que os órgãos de controle externo, e em especial o TCM, vão estar alertas para evitar quaisquer desvios ou desperdício no uso dos recursos públicos. Assim como estaremos atentos ao fiel cumprimento da legislação pertinente, especialmente a Lei de Responsabilidade Fiscal, que é uma conquista dos brasileiros", disse. 

Na pauta do encontro se discutirá "A responsabilidade do gestor público municipal", com o assessor jurídico do TCM, Alessandro Macedo;"Aspectos procedimentais relevantes para a transmissão do cargo", tema que será apresentado pelo conselheiro substituto Ronaldo Sant'Anna; "Consequências e penalidades na inobservância dos procedimentos de transição", pelo procurador Danilo Diamantino Gomes, do Ministério Público de Contas; "Aquisição e contratações públicas no período de transição do mandato", com a assessora jurídica do TCM Maria da Conceição Castelluci; "Equilíbrio fiscal e transparência", com o diretor adjunto da DAM, auditor Antônio Dourado Vasconcelos; "Os sistemas SIGA e e-TCM", apresentado pelo diretor de Tecnologia da Informação, Pedro Vieira e o diretor de Controle Externo, Josival Cristo; e "A importância da Lei Geral das ME,EPP e MEI para o desenvolvimento econômico do município, com Madalena Seixas, do Sebrae.

Data: 16.11.2016 (quarta-feira)
Horário: 08h às 18h
Local: Fiesta Bahia Hotel

Fonte: TCM
publicado em 01 de Novembro / 2016 às 13:00

Brasil: Eleição para prefeito segue indefinida em 146 cidades

Concuído o processo eleitoral, 146  - dos 5.568 municípios - ainda não sabem quem assumirá o cargo de prefeito no ano que vem. São as cidades em que os candidatos mais votados continuam com registro de candidatura pendente de decisão final na Justiça Eleitoral.É o caso, por exemplo, do prefeito reeleito de Niterói (RJ), Rodrigo Neves (PV), que obteve mais de 58,59% do votos válidos (130.473) ontem (30), no segundo turno, mas possui um recurso contra o registro de sua candidatura pendente de julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O Estado com o maior número de municípios cujo candidato vencedor corre o risco de ser cassado, antes mesmo de assumir, é São Paulo, com 26 cidades nessa situação.

O TSE tem até o dia 19 de dezembro, data da diplomação dos candidatos eleitos, para proferir uma decisão sobre todos esses casos. Segundo a assessoria do tribunal, tal prazo será cumprido, de modo a não provocar insegurança jurídica a respeito de quem de fato assumirá as prefeituras. Se o candidato vencedor da eleição tiver sua candidatura impugnada, os votos recebidos por ele são computados como nulos e assume o segundo mais votado.

É o caso de Salto de Jacuí (RS), onde Lindomar Elias (PDT), apesar de ser alvo de três condenações judiciais, conseguiu manter seu nome nas urnas e acabou eleito no primeiro turno, antes da decisão final do TSE, Na última quinta-feira (27), o órgão cassou o registro do candidato, dando a vitória ao segundo colocado, Nico (PP).

"Esse caso é um exemplo de como talvez o Congresso Nacional tenha que repensar o prazo do julgamento dos recursos de registro de candidatura. Essa hipótese é, nitidamente, a de uma pessoa que não poderia ter concorrido às eleições", afirmou o ministro relator do caso no TSE, Henrique Neve, durante o julgamento.

Ler Matéria Completa
Terra
publicado em 31 de Outubro / 2016 às 20:25

Com novas regras, doações de campanha caíram de R$ 6,4 bi para R$ 2,4 bi

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, disse, em entrevista na sede do Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) que as eleições transcorreram em clima de normalidade em todo o país, inclusive no Rio de Janeiro, São Luís e Porto Alegre, capitais que despertavam maior preocupação em função da presença do tráfico de drogas e da milícia em algumas regiões, principalmente no Rio de Janeiro.

Ao comentar as novas regras eleitorais que proíbem a doação de empresas para candidatos, Gilmar Mendes disse que de 2012 para 2016 as doações de campanha caíram de R$ 6,4 bilhões para R$ 2,4 bilhões. O presidente do TSE disse que houve reclamações do encurtamento do tempo de campanha e também sobre as doações de empresas, mas que agora caberá ao Congresso Nacional se debruçar sobre a reforma política eleitoral e o modelo a ser adotado para as próximas eleições.

Agência Brasil
publicado em 31 de Outubro / 2016 às 10:30

Barco a serviço da Justiça Eleitoral afunda na Zona Rural de Macapá

Um barco do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Amapá afundou na manhã deste domingo (30) enquanto atendia a comunidade Ipixuna Miranda, na Zona Rural de Macapá. A embarcação "Deus nos Guie II" era foi usada para levar equipamentos e servidores até a região ribeirinha. De acordo com o TRE, todo material foi resgatado e não houve problema nos locais de votação. Segundo o diretor geral do TRE, a suspeita é que a maré alta tenha provocado o acidente. O barco estava ancorado e a água teria o inundado.

BN
publicado em 31 de Outubro / 2016 às 06:30

Eleições municipais: Um em cada 4 eleitores será governado pelo PSDB

O PSDB saiu do segundo turno como o maior vencedor da eleição municipal de 2016, se o critério observado for o número de eleitores que cada partido vai governar. Em seu conjunto, os prefeitos do partido vão administrar cidades que abrigam 23,9% do eleitorado - ou seja, para cada quatro eleitores, um será governado por um tucano. Em relação à eleição de 2012, a faixa do eleitorado governada por tucanos quase dobrou - era de 13,1%. Já a parcela governada pelo PT, seu principal antagonista, desabou de 19,9% para 2,9%. A fatia alcançada pelos tucanos é a maior desde 2004, o primeiro ano para o qual o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulga dados de resultados eleitorais digitalizados.

O recorde anterior pertencia ao PMDB, que em 2008 venceu em municípios que abrigavam 22,1% do eleitorado da época. No primeiro turno destas eleições, o PSDB venceu em 789 cidades, que concentravam 26,8 milhões de eleitores. Na segunda rodada da eleição, foram 14 cidades a mais, com eleitorado de 7,6 milhões, chegando ao total de 34,4 milhões. A principal causa do salto tucano foi a vitória na cidade de São Paulo, que concentra 26% dos eleitores que serão governados pelo partido. João Doria, novato na política, venceu no primeiro turno com 53,3% dos votos válidos e vai suceder o petista Fernando Haddad a partir de janeiro do próximo ano. Neste domingo, 30, a maior cidade conquistada por um tucano foi Manaus, onde Artur Virgílio Neto conseguiu se reeleger, com 56% dos votos válidos. O PMDB teve o segundo melhor desempenho: vai governar 20,5 milhões de eleitores a partir do próximo ano, o equivalente a 14,2% do total.

Ler Matéria Completa
Estado de S. Paulo
publicado em 31 de Outubro / 2016 às 06:00

Veja quem foi eleito nas 18 capitais com segundo turno

O segundo turno ocorreu em 57 municípios neste domingo (31). Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as eleições envolveram cerca de 32,9 milhões de eleitores.

Aqueles que não puderam comparecer às urnas e não justificaram, podem preencher o Requerimento de Justificativa Eleitoral (pós-eleição) e entregá-lo em qualquer cartório eleitoral ou enviá-lo, por via postal, ao juiz da zona eleitoral na qual é inscrito até 60 dias após cada turno da votação, acompanhado da documentação comprobatória da impossibilidade de comparecimento ao pleito.

O prazo para que isso seja feito é até 1º de dezembro, com relação ao primeiro turno;e, até 29 de dezembro de 2016, com relação ao segundo turno.

Depois de acompanhar o começo da apuração de votos do segundo turno na sede do TSE, o presidente da corte, Gilmar Mendes, disse que a eleição “transcorreu em clima de paz e normalidade” mesmo nos municípios que precisaram de reforço de segurança, como São Luís, Curitiba, Porto Alegre e Rio de Janeiro.

O TSE registrou mais de 300 ocorrências e mais de 80 prisões durante o período de votação. Na maioria dos casos, a Justiça Eleitoral flagrou cabos eleitorais fazendo propaganda para candidatos, a tradicional boca de urna. De acordo com os dados, nenhum candidato foi preso.

Confira os prefeitos eleitos nas capitais no segundo turno

Aracaju: Edvaldo Nogueira (PCdoB)

Belém: Zenaldo Coutinho (PSDB)

Belo Horizonte: Kalil (PHS)

Campo Grande: Marquinhos Trad (PSD)

Cuiabá: Emanuel Pinheiro (PMDB)

Curitiba: Rafael Grega (PMN)

Florianópolis: Gean Loureiro (PMDB)

Fortaleza: Roberto Cláudio (PDT)

Goiânia: Iris Rezende (PMDB)

Macapá: Clécio (Rede)

Maceió: Rui Palmeira (PSDB)

Manaus: Artur Virgilho Neto (PSDB)

Porto Alegre: Nelson Marchezan Junior (PSDB)

Porto Velho: Dr. Hildon (PSDB)

Recife: Geraldo Julio (PSB)

Rio de Janeiro: Crivella (PRB)

São Luís: Edivaldo Holanda Júnior (PDT)

Vitória: Luciano (PPS)

Agência Brasil
publicado em 30 de Outubro / 2016 às 22:00

PSDB elege 14 prefeituras no 2º turno e PT, nenhuma

O PSDB foi o partido que mais elegeu prefeitos no segundo turno das eleições municipais deste ano, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Foram 14 prefeituras conquistadas, de um total de 19 em que o partido disputava o cargo. Já o PT, que disputava sete prefeituras, não elegeu nenhum candidato.

Em seguida, aparece o PMDB, que, elegeu nove prefeitos de um total de 15 disputas. Já o PPS, que aparece em terceiro lugar com 5 prefeitos eleitos, havia disputado sete prefeituras.

O PSDB foi o grande vitorioso do domingo. O partido só perdeu em Belo Horizonte, Campo Grande, Cuiabá, Caucaia (CE) e Franca (SP). O principal revés foi na capital mineira, em que João Leite, que terminou à frente no 1º turno, levou a virada no segundo e perdeu a disputa para Kalil (PHS).

Os tucanos venceram em Belém (PA), Blumenau (SC), Caruaru (PE), Contagem (MG), Jundiaí (SP), Maceió, Manaus, Porto Alegre, Porto Velho, Ribeirão Preto (SP), Santa Maria (RS), Santo André (SP), São Bernardo do Campo (SP) e Vila Velha (ES).

Cidades maiores

Se forem levados em conta os dois turnos, os números do PSDB são ainda melhores. O partido elegeu 28 prefeitos nas cidades com mais de 200 mil eleitores, o que inclui as capitais do país. Já o PT conseguiu apenas uma prefeitura nesses municípios. 

O PT aparece em trajetória de queda desde 2008, quando elegeu o maior número de prefeituras nesses municípios: 20 ao todo. Em 2012, passou para 17 e, agora, para um eleito. Em 2008, o PSDB elegeu 13 prefeitos, passou para 19 e, neste pleito, terá 28.

Outro partido que avançou ns cidades grandes foi o PMDB, que havia conquistado 11 prefeituras e agora terá 14. O PPS, quarto partido que mais elegeu prefeitos nas cidades grandes, com seis no total, havia eleito três prefeitos em 2012.

G1
publicado em 30 de Outubro / 2016 às 19:45

Herzem Gusmão, do PMDB, é eleito prefeito de Vitória da Conquista

Herzem Gusmão (PMDB) foi eleito neste domingo (30), no segundo turnos das eleições municipais, prefeito de Vitória da Conquista, cidade do sudoeste da Bahia. Segundo a Justiça Eleitoral, com 90% das urnas apuradas, o candidato obteve 57,86% dos votos válidos, 151.273 votos. 

Herzem Gusmão disputou o segundo turno com Zé Raimundo (PT), que teve 42,14% dos votos, com 90% das urnas apuradas. No primeiro turno, o resultado foi: Herzem Gusmão (PMDB) com 47,82% dos votos, Zé Raimundo (PT) com 31,69%, Arlindo Rebouças (PSDB), com 7,57%, Fabricio (PC do B) com 7,01%, Joás Meia (PSB) com 5,46%, Enoque Matos (PSOL) com 0,45% e Roberto Dias (PDT) com 0%.

G1 Bahia
publicado em 30 de Outubro / 2016 às 19:15

Geraldo Julio é reeleito prefeito do Recife

O atual prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB),  foi reeleito na disputa com João Paulo (PT). Com 80,80% das urnas apuradas, o candidato do PSB tem 61,16% dos votos válidos e já não pode mais ser alcançado. João Paulo tem 38,84% dos votos válidos.

Geraldo Júlio, 45 anos, é servidor concursado do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) e até então ocupante de cargos em secretarias e no Porto de Suape, Geraldo nunca tinha disputado uma eleição antes de 2012, quando foi eleito no primeiro turno com 51,15% dos votos válidos. Na época, começou com menos de 7% das intenções de voto.

O crescimento expressivo se deu pelo empenho do então governador de Pernambuco, Eduardo Campos, também do PSB, que morreu em um acidente aéreo em 2014 quando era candidato à Presidência da República. Geraldo Júlio disputou a reeleição com o apoio de 20 partidos políticos – a Frente Popular do Recife, maior coligação do pleito. O atual vice, Luciano Siqueira (PCdoB), permaneceu na chapa da reeleição.

Agência Brasil
publicado em 30 de Outubro / 2016 às 19:10

Edvaldo Nogueira é o novo prefeito de Aracaju

Edvaldo Nogueira (PCdoB) venceu a disputa para a prefeitura de Aracaju contra Valadares Filho (PSB). Com 98,57% das urnas apuradas, o candidato do PCdoB tem 52,02% dos votos válidos e já não pode mais ser alcançado. Valadares filho tem com 47,98% dos votos válidos.

A disputa foi apertada no segundo turno, assim como havia sido no primeiro. Edvaldo Nogueira foi ao segundo turno com 38,77% dos votos válidos, enquanto Valadares Filho, teve 38,08%. 

Agência Brasil
publicado em 30 de Outubro / 2016 às 18:30

Roberto Cláudio é reeleito para a prefeitura de Fortaleza

O candidato Roberto Cláudio (PDT) venceu a disputa para a prefeitura de Fortaleza, com 53,82% dos votos válidos. O adversário, Capitão Wagner (PR), ficou com 46,18% dos votos válidos. Até agora foram apuradas 92,88% das urnas.

O médico sanitarista Roberto Cláudio tem 41 anos e foi eleito deputado estadual no Ceará em duas eleições seguidas: 2006 e 2010. Ao se candidatar à reeleição, ele trouxe para sua chapa o deputado federal Moroni Torgan (DEM) como vice-prefeito. Torgan disputou a prefeitura nas eleições municipais passadas.

Agência Brasil
publicado em 30 de Outubro / 2016 às 17:48

Luciano é reeleito prefeito de Vitória

Com 99,59% das urnas apuradas, o candidato Luciano (PPS) foi reeleito prefeito de Vitória (ES), após obter 51,07% dos votos válidos. O segundo colocado, Amaro Neto (SD) registra 49,93% do total de votos apurados até o momento. Votos brancos e nulos totalizam 7,6%.

Luciano Santos Rezende tem 54 anos e é o atual prefeito de Vitória. Começou a carreira política em 1995, quando foi eleito vereador pela cidade. Foi reeleito duas vezes para o cargo, no qual permaneceu até 2008. No mesmo ano, disputou a prefeitura de Vitória pela primeira vez, mas ficou em terceiro lugar.

Tentou novamente em 2012 e conseguiu 39% dos votos em primeiro turno.  Antes de ser político, Rezende, nascido em Cachoeiro do Itapemirim (ES), foi atleta de remo. No esporte, foi campeão brasileiro e sul-americano entre as décadas de 1970 e 1980.

Agência Brasil
publicado em 30 de Outubro / 2016 às 17:38

Marcelo Crivella, do PRB, é eleito prefeito do Rio

Marcelo Crivella (PRB) foi eleito neste domingo (30) prefeito do Rio para os próximos quatro anos. O candidato superou Marcelo Freixo (PSOL) no segundo turno (veja a apuração completa e a apuração por zona eleitoral).

A vitória de Crivella foi definida às 18h32, com 92% dos votos apurados. Naquele momento, ele tinha 59,16% dos votos apurados e não podia mais ser alcançado por Freixo.

A vitória marca a quebra do domínio do PMDB na capital fluminense, após oito anos do governo de Eduardo Paes, que não conseguiu eleger Pedro Paulo seu sucessor.Durante a campanha, Crivella prometeu não misturar religião com política e acabar com filas em emergências de hospitais. Disse que também quer colocar guardas municipais nos colégios públicos e criar 20 mil vagas em creches até 2020.

Principalmente no segundo turno, a campanha foi marcada por algumas polêmicas. Em uma delas, a revista "Veja" publicou uma reportagem com foto do senador preso, em 1990, por invasão de propriedade. Crivella deu diferentes versões para o caso.

Globo
publicado em 30 de Outubro / 2016 às 17:22

Rafael Greca é eleito prefeito de Curitiba

O candidato Rafael Greca (PMN) está matematicamente eleito prefeito de Curitiba (PR). Com 94% dos votos apurados, ele já registra 53,37% dos votos válidos. Seu adversário, Ney Leprevost (PSD), registra, até o momento, 46,63% dos votos válidos. Do total de votos apurados, 16% foram de brancos ou nulos.

Rafael Valdomiro Greca de Macedo é curitibano e tem 60 anos. Foi prefeito de Curitiba de 1993 a 1996. Greca é economista e engenheiro urbanista. Além disso, é escritor, poeta, editor e pesquisador de história e membro da Academia Paranaense de Letras.

Em 1999, foi ministro de Esporte e Turismo no início do segundo mandato presidencial de Fernando Henrique Cardoso. Ficou no cargo até maio de 2000. Quando aceitou um cargo no primeiro escalão do governo FHC, tinha sido eleito deputado federal, sendo o mais votado do Paraná

Em 2002, Greca foi eleito deputado estadual com 51.921 votos. Quatro anos depois, tentou a reeleição mas chegou apenas à suplência. Este ano, concorreu à prefeitura pelo PMN, mas já foi do PMDB, PFL (atual DEM), PDT e PDS (extinto em 1993).

Agência Brasil
publicado em 30 de Outubro / 2016 às 17:00

Com PT fora do segundo turno, Lula não vota em São Bernardo do Campo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não votou neste domingo (30) no segundo turno das eleições municipais em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, segundo a assessoria do Instituto Lula. No primeiro turno, Lula votou no candidato do PT à Prefeitura de São Bernardo, Tarcísio Secoli, que não chegou ao segundo turno. O segundo turno foi disputado entre Orlando Morando (PSDB) e Alex Manente (PPS).

A assessoria de imprensa do Instituto Lula informou que ele não foi votar neste domingo e nem acompanharia candidatos do partido aos locais de votação. Lula não tem mais a obrigatoriedade de votar. Ele completou 71 anos esta semana, e pessoas com mais de 70 anos têm direito ao voto, mas não são obrigadas a votar, de acordo com a legislação eleitoral.

Lula também não acompanhou os votos de dois candidatos do PT na região do Grande ABC, Carlos Grana, em Santo André, e Donisete Braga, em Mauá.

Globo
publicado em 30 de Outubro / 2016 às 12:21

ELEIÇÕES 2016: APURAÇÃO DO SEGUNDO TURNO NO BLOG GERALDO JOSÉ

 

O Blog Geraldo José já está com seu sistema de apuração pronto e vai finalizar os números da eleição nas cidades onde houve segundo turno.

O sistema próprio, em parceria com o TSE, funcionou muito bem no primeiro turno das eleições e já está preparado para dar aos leitores, com rapidez, os números finais em cidades como Rio de Janeiro, Recife, Fortaleza, Vitória da Conquista, única cidade baiana onde a eleição ainda está sendo decidida, e nas demais capitais e cidades brasileiras que participam deste segundo turno.

Confira os números da eleição a partir das 17 horas, clicando no banner eleições 2016, no topo da nossa página, ou no link: apuração 2º turno eleições 2016.

publicado em 29 de Outubro / 2016 às 22:00

Eleitor que não votou nem justificou no 1º turno pode ir às urnas no domingo

O eleitor que não votou nem justificou a ausência no primeiro turno das eleições poderá ir às urnas normalmente neste segundo turno, marcado para amanhã (30). Eleitores de 57 municípios voltarão às urnas para escolher prefeitos e vice-prefeitos.Caso o eleitor não esteja no seu domicílio eleitoral, poderá comparecer a um posto de justificativa no dia da votação e apresentar o Requerimento de Justificativa. O formulário pode ser impresso diretamente no site do Tribunal Superior Eleitoral.O eleitor terá de preencher o formulário e assiná-lo na presença de um mesário.

Para isso, é necessário ter em mãos o título de eleitor e também apresentar um documento de identificação oficial com foto. Quem não apresentar a justificativa no dia da votação tem 60 dias para fazê-lo, prazo que vai até 29 de dezembro.Os eleitores que estiverem no exterior no dia da eleição terão até 30 dias, contados da data do retorno ao Brasil, para apresentar a justificativa.Quem não votou nem justificou a ausência no primeiro turno tem até 1º de dezembro para fazê-lo. Nesse caso, o requerimento poderá ser entregue em qualquer cartório ou posto de atendimento ou encaminhado, via postal, ao cartório da zona eleitoral onde o eleitor for inscrito.

publicado em 29 de Outubro / 2016 às 21:00

ELEIÇÕES 2º turno: TRE-BA sorteia urnas eletrônicas de Vitória da Conquista para auditoria

A Comissão de Auditoria das Eleições Municipais 2016 sorteou, neste sábado (29/10), as urnas eletrônicas de Vitória da Conquista que, durante a realização do 2º turno do pleito, passarão pela auditoria por votação paralela. O sorteio, realizado na sala de sessões do TRE baiano, foi acompanhado por auditores independentes.Foram sorteadas duas urnas eletrônicas, sendo uma pertencente à seção 131, da 39º Zona Eleitoral, e outra da seção 302, vinculada à 40º Zona Eleitoral. Os equipamentos deverão chegar à sede do TRE da Bahia (1ª Avenida do CAB, número 150) ainda neste sábado (30/10). A auditoria acontece amanhã (30/10 – dia do 2º turno do pleito), das 8 às 17h, no auditório do Regional baiano.

Ascom
publicado em 29 de Outubro / 2016 às 19:00

Vitória da Conquista se prepara para segundo turno das Eleições neste domingo (30)

As ocupações estudantis na única cidade baiana onde haverá segundo turno das Eleições Municipais de 2016, Vitória da Conquista, no Sudoeste do estado, não deverão atrapalhar a votação, que acontece neste domingo (30). De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) foi feito um acordo com os grupos de estudantes que já ocupam e permanecerão no Instituto Federal da Bahia (Ifba) e no campus da Universidade Estadual do Sudoeste Baiano (Uesb).

Nos dois locais, votarão 4.941 eleitores da cidade. “A garantia foi dada após uma reunião realizada na manhã desta quinta-feira (27/10), onde foi acordado que apenas pequenos grupos de estudantes permanecerão nos locais”, disse o TRE-BA, em nota. O estudantes também concordaram em se manter afastados das seções de votação. Não serão permitidas manifestações políticas nos locais de votação. A votação acontecerá das 8h às 17h, no horário local.

No segundo turno, disputam o Executivo municipal os candidatos Herzem Gusmão (PMDB) e Zé Raimundo (PT). No primeiro turno, eles concorreram à vaga com outros cinco candidatos e receberam, respectivamente, 47,82% e 31,69% dos votos válidos. Também no primeiro turno 20,74% do eleitorado não compareceu às urnas. Foram registrados, ainda 2,8% de votos brancos e 7,44% de nulos.

Nos locais onde há ocupação ficam duas das três zonas da cidade: 39ª e 41ª. Com população estimada de 346.069 habitantes, Conquista é o terceiro maior colégio eleitoral da Bahia, com 230.598 eleitores, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A lacração das urnas da cidade se encerrou na última quinta-feira (27) e as 654 urnas da cidade foram distribuídas neste sábado (29).

Correio da Bahia
publicado em 28 de Outubro / 2016 às 12:30

Segundo turno das eleições ocorrerá em 57 cidades de 20 estados

O segundo turno das eleições municipais, no domingo (30), será realizado em 57 cidades de 20 estados, de acordo com dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

Os estados com o maior número de cidades com segundo turno são São Paulo (13) e Rio de Janeiro (8). Ao todo, os eleitores de 18 capitais vão escolher os prefeitos para os próximos quatro anos. São elas: Maceió (AL), Manaus (AM), Macapá (AP), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), São Luís (MA), Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Belém (PA), Recife (PE), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), Porto Alegre (RS), Porto Velho (RO), Florianópolis (SC), Aracaju (SE) e Vitória (ES).

Não haverá segundo turno em seis estados: Acre, Roraima, Tocantins, Piauí, Rio Grande do Norte e Paraíba. Em nove estados, as eleições serão realizadas apenas para escolher os prefeitos das capitais: Rondônia, Amazonas, Pará, Amapá, Maranhão, Alagoas, Sergipe, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

Em Pernambuco, Ceará, Goiás, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande Sul, as eleições serão realizadas nas capitais e em cidades do interior. Apenas os estados de Bahia e São Paulo terão eleições só no interior.

Agência Brasil
publicado em 07 de Outubro / 2016 às 18:00

“Não podemos deixar que as coisas erradas permaneçam nas eleições, senão elas voltam de forma aperfeiçoadas”, disse Odacy em entrevista sobre avaliação da eleição em Petrolina

Segundo colocado na disputa eleitoral em Petrolina com mais de 39 mil votos, o deputado estadual Odacy Amorim (PT) agradeceu os votos recebidos, disse que respeita o resultado, mas se houve irregularidades no pleito, caberá a ele denunciar e a justiça julgar. Sumiço de inserções de candidatos, pesquisas publicadas de última hora e a compra de voto, devem ser sim denunciados, conforme Odacy durante entrevista concedida ao programa Ponte das Cidades, na Rádio Ponte FM.

“Temos que enfrentar a corrupção na política, independente de quem seja prefeito. Precisamos buscar uma cidade melhor e isso com campanhas limpas. O que não pode é deixar essas práticas permanecerem, senão elas voltam de forma aperfeiçoadas”, alertou o parlamentar. Minha missão agora é fazer oposição para que as coisas aconteçam em Petrolina. Quem quiser se integrar a esse projeto, a gente abraça e vamos cobrar”, pontuou.

Odacy frisou que apesar da derrota, sai forte das urnas, pois teve uma votação expressiva dentro de um volume de campanha modesto se comparados com o vencedor do pleito, o deputado estadual Miguel Coelho (PSB) e até do candidato defendido pelo prefeito atual, Julio Lóssio, o vereador Edinaldo Lima (PMDB) que contava com a máquina institucional para reforçar sua campanha, mesmo assim ficou em terceira colocação.

Ler Matéria Completa
ASCOM
publicado em 07 de Outubro / 2016 às 08:30

Faltosos deverão justificar ausência até dia 1º de dezembro nos cartórios eleitorais

Eleitores que não votaram no último dia 2 de outubro, têm até o dia 1º de dezembro de 2016 para apresentar o requerimento de justificativa nos cartórios eleitorais. Na capital, os cartórios funcionam na sede do TRE da Bahia (1ª Avenida do CAB, nº150). O requerimento deverá ser entregue presencialmente na Justiça Eleitoral ou enviado pelo correio ao juiz da zona eleitoral onde o eleitor está inscrito.

Além de preencher o requerimento de justificativa, o eleitor deverá reunir documentação que comprove a impossibilidade do comparecimento. São aceitos, por exemplo, atestados médicos e comprovantes de passagens. A justificativa só será aceita no protocolo dos cartórios eleitorais. No entanto, o formulário pode ser obtido gratuitamente nos postos de atendimento da Justiça Eleitoral nos SAC's, na sede do Tribunal ou pela internet, no site do TRE-BA.  

Eleitor no exterior

Para o brasileiro que estava no exterior no dia do pleito e não se cadastrou para votar no país onde se encontra o prazo é diferenciado. O eleitor tem até 30 dias contados de seu retorno ao Brasil para justificar a ausência no cartório eleitoral.

Cancelamento

O eleitor que não votar em três eleições consecutivas, não justificar sua ausência e não quitar a multa devida terá sua inscrição cancelada. No entanto, a regra não se aplica aos eleitores cujo voto seja facultativo (analfabetos, maiores de dezesseis e menores de dezoito anos, e maiores de setenta anos) e aos portadores de deficiência física ou mental.

Ascom/TRE-BA
publicado em 06 de Outubro / 2016 às 18:30

TSE e TCU identificam mais de 200 mil possíveis casos de fraude em doações eleitorais

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta quarta-feira (5) que identificou, ao lado do Tribunal de Contas da União (TCU), 200.011 casos com possíveis indícios de irregularidades na prestação de contas de candidatos durante o primeiro turno da eleição. De acordo com levantamento feito pelo G1, o valor chega a R$ 659,3 milhões. O TSE apontou, por exemplo, que 37.888 inscritos no programa Bolsa Família doaram R$ 36,8 milhões, incluindo uma pessoa que doou R$ 1,2 milhão em bens e serviços estimáveis em dinheiro. Além disso, 55.670 desempregados doaram R$ 84,2 milhões e o número de casos de mortos com registro de doação eleitoral chegou a 250.

BN
Voltar ao topo
© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2017. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.