Blog do Geraldo José - Espaço do Leitor
Vale do São Francisco - 16 de Janeiro de 2017
|
|
Redação: (74) 3613-3479
|
Cor do Blog:

Espaço do Leitor

publicado em 16 de Janeiro / 2017 às 11:28

MAIS UM POSTO DE SAÚDE FOI ARROMBADO EM JUAZEIRO E O GOVERNO NÃO CHAMA OS GUARDAS EXCEDENTES

Meus caros, mais um Posto de Saúde foi alvo dos vândalos na cidade de Juazeiro-Ba. Desta vez foi o Posto do Tabuleiro. O motivo todos já sabem a falta de segurança, não entendemos o porquê o prefeito não chama os excedentes da Guarda Municipal do último concurso pois, foi dito que chamaria se houvesse a necessidade. Não é de agora que existe a tal necessidade pois, o último concurso foi feito em 2003 e de lá para cá a categoria ficou defasada. Atualmente conta com o seu efetivo de 163 guardas concursados. Obs: Não entendemos a atitude da prefeitura em fazer esse REDA para área de agente de portaria, pois, a referida função do agente de portaria tem uma função nobre, e um profissional que não exerce a função de vigilante armado, ora os arrombamentos acontecem a noite é claro. Será que o prefeito irá colocar esses agentes de portaria para trabalhar a noite sem eles ter a devida segurança até com as suas próprias vidas? Sem contar que o prefeito burla a lei do concurso com esse REDA para área de segurança. Sr. Prefeito de Juazeiro comece a sua gestão fazendo o que é certo, pois a população está vendo isso, e principalmente os excedentes que são muitos não queremos fazer oposição queremos dialogo.

Precisamos que o prefeito reveja isso.

Atenciosamente,

EXCEDENTE DA GUADA MUNICIPAL DE JUAZEIRO-BA

publicado em 16 de Janeiro / 2017 às 08:00

ESPAÇO DO LEITOR: POR QUÊ PAROU?

A Prefeitura de Juazeiro estava realizando um ótimo trabalho de limpeza e poda de árvores no cais da cidade. Tomei conhecimento através deste "blog" e fui conferir; realmente o trabalho estava dando uma nova cara ao nosso cais, cheio de sujeira e mata fechada que só serve mesmo para esconder usuários de "crack" entre essas feias algarobas, planta invasora que não permite nem o crescimento da "mata ciliar" do rio! Para minha decepção, fui informada que o trabalho havia parado e umas pessoas próximas que também elogiavam estavam achando que foi o "Ibama"... Será possível? Será que este órgão protege sujeira e árvores danosas ao nosso rio?

O Carnaval se aproxima e estava ficando bonito e com muitos elogios esta limpeza do nosso cais, parou logo em frente aos nosso "cais do porto" pizzaria, por quê?  Prefeito, nos responda?

Joana Barreto (Joaba)

publicado em 15 de Janeiro / 2017 às 23:00

ARTIGO – TRANSPARÊNCIA ou APARÊNCIA?

É muito estimulante quando alguém, além de ler a crônica e comentar, ainda oferece ao autor o desafio para abordar um tema da sua preferência. Assim é que o leitor Carlos Fernando, num comentário, solicitou: “Numa próxima crônica, sugiro tratar da transparência, termo usado com ênfase pelos gestores em passados. Falar em transparência é fácil, a forma de ser transparente na gestão é que interessa à sociedade”. A afirmativa é autêntica, visto que reflete comportamento muito comum no universo político, quase sempre recheado de distorções na prática.

Com a devida vênia do Acordadinho, copiarei a sua boa prática de buscar a definição etimológica para certas palavras, a fim de facilitar o prévio entendimento.

Transparência – (Figurado) Particularidade do que não possui duplo sentido; que se apresenta com clareza; limpidez.

Transparência – (Política) Preceito através do qual se impõe à administração pública a prestação de contas de suas ações, através da utilização de meios de comunicação.

A Administração Pública Direta e Indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, Distrito Federal e dos Municípios, deve estimular a sua relação com o cidadão através da ampla divulgação dos seus atos, visto que essa obrigação já está contida na própria Constituição Federal de 1988, no art. 37, onde se lê que: “[...] obedecerá aos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, PUBLICIDADE e eficiência”.

Ainda que a composição do título desta crônica ofereça a possibilidade de dupla variação para a palavra TRANSPARÊNCIA, na definição dada para o seu sentido “figurado” já se vê que ela “não possui duplo sentido” e, assim, ao passar informações usando os artifícios da fraude, da ocultação da verdade e da falsidade dos números, o ato se caracteriza como uma violência torpe e indesejável. A palavra, no seu sentido “político” fundamenta a obrigação moral daqueles que exercem a administração pública de darem divulgação dos seus atos de gestão, prestando contas à sociedade com lançamentos contábeis legítimos e verdadeiros, e não maquiando valores e passando índices falsos, como, costumeiramente, temos assistido por uns e outros que andam por aí, e todos nós sabemos que eles existem!

É uma verdade incontestável que a violação desses princípios tem raízes fincadas ao longo da nossa História. É como se o mal exemplo estivesse passando de pai para filho. Os recalcitrantes se defendem dos seus desvios, no que convencem os seus seguidores mais sectários, justificando que os graves erros recentes e atuais não são únicos porque outros governos também praticaram tais ilícitos no passado. Essas ponderações apenas nos remetem ao ditado “é o sujo falando do mal lavado”, o que é inaceitável.    

A dimensão da grave crise econômica que ora o país atravessa é exatamente o resultado da falsa pujança de uma economia forjada em dados mentirosos, com o intuito de dar continuidade a um projeto político sem coerência com os interesses da nação. Embora não veja o atual Governo com competência e credibilidade para retirar o país do fosso em que se encontra, principalmente pelo fato da maioria dos membros que integram a sua equipe se achar comprometida com os mesmos desvios de moralidade política que, no conjunto, inspiraram a deposição do governo anterior, estou convencido de que a grave situação herdada não encontrará solução num passe de mágica. Fala-se em antecipar as eleições, e logo surge a pergunta inquietante: Para eleger quem?

Apesar de todo esse contexto, reconheço a necessidade de reacender a chama do otimismo e voltar a acreditar no país, fatores fundamentais para a construção de um novo cenário nacional. Vai ser preciso, porém, que o cidadão utilize com muito critério a lupa que vai lhe mostrar a “clareza e limpidez” dos Relatórios de Gestão Fiscal dos administradores das Instituições Públicas, bem como para enxergar com mais profundidade o caráter do político à sua frente, o que o ajudará a identificar entre a TRANSPARÊNCIA real e a APARÊNCIA enganadora de suas atitudes e ações. E como bem afirmou o leitor, “a forma de ser transparente na gestão é que interessa à sociedade”.

Chega de falsidades e mentiras!

AUTOR: Adm. Agenor Santos, Pós-Graduação Lato Sensu em Controle, Monitoramento e Avaliação no Setor Público (Salvador-BA).

publicado em 15 de Janeiro / 2017 às 09:00

Como justificar o injustificável? Munícipe questiona prefeito de Petrolina

Caro comunicador Geraldo José, gostaria na medida do possível, que publicasse esse texto no seu tão conceituado blog.

Como justificar o injustificável?

Vou começar esse pequeno texto com uma frase do pensador Eduardo Volpato, quando diz: “Não tente justificar o injustificável pois isto só piora as coisas...”. É assim que o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, vem se comportando em relação aos pagamentos para serem efetuados junto aos servidores da educação da referida cidade, em especial ao bônus. Não entendo porque o prefeito usa da artimanha de protelar o máximo possível esse pagamento sendo que os recursos já estão garantidos na Caixa, como se pronunciou o próprio prefeito e a secretária de finanças do município e reunião com o Sindsemp. Pois bem, o prefeito Miguel Coelho disse em 06 de janeiro que pagaria esses valores em 10 dias, por questões burocráticas. Mas alguns dos assessores do prefeito agora estão dizendo em redes sociais e grupos do WhatsApp que só pagará esses valor a partir do dia 30 de janeiro, que é o penúltimo dia das férias. Aí pergunto: Como justificar o injustificável?

José Valdir da Silva

Cidadão Petrolinense

publicado em 14 de Janeiro / 2017 às 23:00

CORTE DE PONTO DO SERVIDOR PÚBLICO NO INÍCIO DE MOVIMENTO GREVISTA: MAIS UMA INSEGURANÇA JURÍDICA PATROCINADA PELO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

*Maraísa Santana

O Supremo Tribunal Federal (STF), existente para ser o Guardião da Constituição, tem promovido algumas decisões que deixam o cidadão brasileiro desamparado das GARANTIAS JURÍDICAS asseguradas na Constituição Federal, sobrepondo-se ao texto claro e límpido de dispositivos da nossa Carta Magna.

Um dos casos que causou grande repercussão e que ainda é motivo de discussões e debates entre os doutrinadores mais célebres do direito brasileiro é o cumprimento de pena após decisão de segundo grau, quando a Constituição Federal é taxativa ao garantir ao cidadão o direito à ampla defesa, somente podendo ser considerado culpado e, portanto, cumprir pena, após o trânsito em julgado, isto é, quando não há mais recurso, esgotando-se todas as possibilidades de defesa (Art. 5º, inciso LVII da C.F. - ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória;).

O STF, ao decidir que a pessoa condenada em segundo grau deve cumprir imediatamente a pena, desconsiderou o princípio constitucional da presunção de inocência, ferindo direitos e garantias fundamentais , tal como o fez ao rejeitar o direito à desaposentação, a suspensão de processos da Justiça do Trabalho com base 4em direitos de acordos coletivos vencidos.

Mais recentemente, o STF decidiu, absurdamente, que o Poder Público pode, sim, promover o corte de ponto do servidor público no início do movimento grevista, emprestando à prática caráter de retaliação, inibindo o servidor de manifestar o seu descontentamento ante as práticas autoritárias e abusivas do Poder Público, autorizando-lhe agir ilicitamente, já que tal prática não encontra amparo legal e, consequentemente, torna desigual a relação jurídica entre trabalhador e Poder Público no momento de negociar.

O Direito de Greve do servidor público, tal como do trabalhador da iniciativa privada, está assegurado no art. 9º da Constituição Federal (É assegurado o direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender), sendo, portanto, autoaplicável, já que os servidores públicos não dispõe de legislação infraconstitucional própria, como dispõem os trabalhadores da iniciativa privada, regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho.

Há de se considerar que o servidor público, sendo órfão de uma legislação de greve, com essa recente decisão do STF, torna-se ”viúvo da Constituição Federal”, como pontua o advogado Rodrigo Camargo  Barbosa, coordenador do Núcleo de Direito Público e Sócio Laboral do Escritório Cezar Brito & Advogados Associados, em recente artigo sobre o assunto, publicado na edição do dia3 de janeiro de 2017, da Revista Eletrônica Consultor Jurídico.

Sabe-se que somente o Poder Judiciário pode julgar se determinado movimento grevista é legal ou ilegal, não podendo o Poder Público, por si só, suspender, de imediato e automaticamente, pela via do corte de ponto, o pagamento de vencimentos de servidores que iniciarem uma greve, mormente porque se trata de uma questão disposta na Constituição e que não pode ser abalada como direito social e na condição de  direito indiscutível, pétreo, da Constituição brasileira.

Acrescente-se, mais ainda, que salário é remuneração que se reveste de caráter alimentar, indispensável, pois, à sobrevivência do servidor público, dando à decisão do STF sobre o corte imediato de ponto do servidor público em greve, roupagem de MAIS UMA INSEGURANÇA JURÍDICA patrocinada pela nossa maior corte de justiça do país, maculando o Estado Democrático de Direito que serviu de inspiração e tornou-se propósito da nossa Constituição Federal.

*Maraísa Santana é advogada, especializada em Direito Público e Controle Municipal, integrante do Escritório SANTANA ADVOCACIA, com unidades em Senhor do Bonfim (Ba), Salvador(Ba) e Brasília (D.F.).

publicado em 14 de Janeiro / 2017 às 12:00

Reminiscências... A Juazeiro da saudade...

1979... Meu coração pulava do cais de nunca mais... Depois, tempo depois, um M foi erguido em minha homenagem? Torpe homenagem... -Onde era um rio sobre outro rio- no rumo da sua quase finda  viagem... Hoje "inútil paisagem!".

Maurício Dias - Mauriçola

publicado em 12 de Janeiro / 2017 às 23:00

EU PENSO ASSIM...VAMOS DEIXAR O JUAZEIRO CAIR?

Quarta-feira (11), à tarde, no Adauto Moraes, me deparei com dois momentos muito, super emocionante. Na lateral do campo, bem pertinho dos atletas, vi a bola rolando, vi gritos de emoção, vi jogadores lutando pela posse da pelota, assisti os técnicos, treinadores aos berros orientando seus comandados para o aperfeiçoamento dos seus lançamentos, dos seus passes.

Numa tarde de quarta-feira, comércio e repartições em pleno horário de funcionamento, sol quente, vi o maior público assistindo os dois times fazendo jogos treinos. Não era pra menos, era mais um jogo preparatório que a JUAZEIRENSE estava realizando, pensando seriamente nos seus importantes compromissos que terá esse ano.

Mas, quem era que estava lá servindo de base para esse jogo treino? Nada mais, nada menos do que o tradicional JUAZEIRO SOCIAL CLUBE. Pois é. Em campo o clássico JU-JU, numa tarde gloriosa de uma quarta-feira. Pergunta-se, seria uma apresentação de despedida do “TRICOLOR DAS CARRANCAS”, do JUAZEIRO?

Seu presidente, Rafael Campelo, à margem do campo, não estava desanimado, ao contrário, gritava, orientando seu time, e declarou: “Estou muito tranquilo, mas a gente fica triste por motivo do JUAZEIRO está passando por esse momento. Não entrei no JUAZEIRO para tampar o sol com a peneira, mas para ser transparente, falar a verdade e para tentar tirar o JUAZEIRO dessa situação que é a pior possível, essa é a realidade, por JUAZEIRO não participar, pela primeira vez da 2ª divisão. Temos muitos débitos, trabalhistas, com fornecedores, com atletas. Estarei sempre à disposição do clube, meu cargo está à disposição. As pessoas que se apresentem. A hora é essa, eu passo o cargo tranquilamente e me coloco à disposição, pois eu gosto do JUAZEIRO que é uma tradição, é uma história. Estou à disposição daqueles que tenham melhor condição do que eu, para conduzir esse clube. O prazo para inscrever o time na Federação Baiana de Futebol está se esgotando, está praticamente finalizado. Vamos com toda disposição tentar resolver essa complicada situação, mas repito, o clube está à disposição daqueles que com boas condições, possa evitar a queda do nosso tricolor nesse momento, muito difícil, aliás, essa situação eu já venho divulgando através da imprensa”. Assim, muito emocionado, Rafael concluiu seu pronunciamento.

Diante disso pergunto: Em nossa cidade, não tem pessoas, empresas ou políticos que se sensibilizem com essa triste situação que o nosso JUAZEIRO SOCIAL CLUBE está vivendo?

EU PENSO ASSIM, E VOCÊ?

Por Herbert Mouze

publicado em 12 de Janeiro / 2017 às 20:29

Espaço do Leitor: Morador cobra melhorias para o bairro Pedro Raimundo em Juazeiro

Geraldo, venho através deste espaço solicitar a SECRETARIA DE OBRAS, em caráter de urgência, servicos para o nosso bairro, pois até o momento não recebemos por parte da PREFEITURA e SAAE nenhum tipo de benefício.

Necessitamos do SANEAMENTO,CALÇAMENTO, ILUMINAÇÃO, PRAÇA DE LAZER etc. Já se passaram oito anos da gestão anterior e quase nada foi feito no nosso bairro, mas espero que PAULO BONFIM olhe para nossa comunidade. Agradeço o espaço.                                                                                                                                                      
                                                                                                       

Por JOSE LUIZ MARTINS DA ROCHA

publicado em 12 de Janeiro / 2017 às 17:53

UNIÃO BRASILEIRA DE MULHERES – JUAZEIRO – REPUDIA CASOS DE FEMINICÍDIO NO MUNICÍPIO

A União Brasileira de Mulheres, unidade de Juazeiro, enviou artigo ao Blog do Geraldo José, repudiando dois casos de feminicídio em Juazeiro nos últimos dias. Confira:

A mão que pesa é a mesma que assassina

MARIA NELY DO EGITO NETO e JUCY SILVA, duas mulheres assassinadas, vítimas de feminicídio. Ao contrário do que a maioria dos meios de comunicação informa, não foi homicídio, as letras estão em tamanho garrafais propositalmente, para que seus nomes sejam lembrados, para que não sejam apenas mais uma nas estatísticas.

Duas mulheres, vítimas do machismo e do patriarcado, vítimas de dois homens que acreditavam deter o poder sobre seus corpos, suas vidas! Duas mulheres mortas em menos de 5 dias na nossa região, duas vozes silenciadas e que clamavam por liberdade, pelo seu direito de ir e vir, direito de viver!

Para muitos, apenas mais um assassinato, afinal, "Quem mandou Maria brigar pelo seu direito ao patrimônio construído com muito suor de seu trabalho", "Quem mandou Jucy terminar com o namorado por rede social". Duas mulheres culpabilizadas por terem as suas vidas roubadas por dois homens que encontram apoio no machismo e patriarcalismo tão encrustado na sociedade.

Para nós, da União Brasileira de Mulheres (UBM) e para tantas outras mulheres que seguem na luta pela nossa emancipação, foram duas mulheres assassinadas pelo fato de ser mulher, silenciadas por seus ex-companheiros que as viam como sua propriedade, e que não aceitavam o fato de que elas eram livres para inclusive, se libertarem deles.

A mão que pesa é a mesma que assassina, a boca que ofende é a mesma que apoia assassinos como esse, a mão que nos abusa é a mesma que serve de base para que cada vez mais homens se sintam no direito de ter o poder sobre nossas vidas. A violência que nos cerca, ainda é maior do que a justiça que deveria nos defender. E é justamente por isso que mesmo matando, mesmo nos violentando, muitos seguem soltos e impunes, como no caso do feminicídio de RILDENY MODESTO BATISTA, cujo crime fará 1 ano em março, e seu assassino segue livre, enquanto a sua liberdade de viver foi usurpada de forma tão brutal.

Enquanto houver mordaças que tentam nos silenciar, enquanto houver mãos que nos agridem e ceifam nossas vidas, não nos calaremos e seguiremos em luta.

Somos todas Maria, Jucy e Rildeny, somos mulheres que lutam por liberdade, pela vida!

Juntas, até que sejamos realmente livres!

Bruna Barbosa
União Brasileira de Mulheres - Juazeiro/BA (UBM)

publicado em 12 de Janeiro / 2017 às 11:25

Artigo: A Teologia Refinada do Papa Francisco

A teologia do Papa Francisco é refinada e não está ao alcance de qualquer teólogo. A acusação que ele sofre de não ser um teólogo, mas um pároco de aldeia, revela muito mais a ignorância de seus detratores do que o conhecimento teológico de Francisco.

Na Laudato Sí ele deixa claro, pelas citações que faz, qual é linhagem teológica que ele adotou para seu papado. Ao assumir o nome de Francisco, não assume apenas um nome, um ícone de grande parte da humanidade, um estilo de vida, um estilo de Igreja, mas uma linhagem teológica, isto é, a soterrada teologia franciscana ao longo da história.

A referência de Francisco começa com o teólogo franciscano São Boa Ventura, direciona-se na linha de outro franciscano chamado Duns Scoto, sem deixar de citar levemente seu irmão jesuíta Teilhard de Chardin. Mas, o que esses teólogos têm em comum?

O traço que os une é uma visão integral e integrada do Reino de Deus, sem rupturas ou dualismos, como é a teologia de Santo Agostinho no seu livro "Cidade de Deus", onde ele vai defender a tese que há uma cidade dos homens e outra de Deus. A teologia dos teólogos acima – Teilhard era também antropólogo, arqueólogo, etc. -, olha o projeto de Deus em sua totalidade, do Deus que tudo cria, que dá um sentido ao Universo, mas que se insere no Universo através da pessoa de Jesus Cristo, aquele que é o único sacerdote, a ponte entre as criaturas e o Criador.

Duns Scoto (Doctor Sutilis) vai defender, seguindo essa teologia Joanina e Paulina, que "no princípio estava o verbo, era a luz dos homens, por ele tudo foi feito, alfa e ômega da criação" (Prólogo de João) e todas as demais metáforas que indicam nessa direção de um projeto único, que caminha para a plenitude (Pleroma em Teilhard de Chardin). Portanto, nessa teologia o centro do projeto de Deus não é o pecado, mas o amor. Jesus viria mesmo que não houvesse pecado humano, porque o projeto do Criador é unir, através de seu filho, todas as criaturas ao Criador.

Francisco sabe que está mexendo num vespeiro, com teologias curtas e reducionistas, que chegou ao ápice de pregar a cada ser humano o "salve tua alma", não se importando com nada mais referente ao ser humano e ao conjunto da criação.

Sabendo disso, ele cria fatos aparentemente simples, mas eivados de significados, que só quem percebeu sua teologia, é capaz de compreender suas atitudes ou falas. Por exemplo, quando uma família levou um menino à sua presença que chorava a morte do cachorro de estimação. Então, Francisco o consolou dizendo: "o paraíso está aberto a todas as criaturas de Deus" ( http://zh.clicrbs.com.br/ ). Um fato prosaico e corriqueiro que serve para alertar que a ressurreição é de toda a carne, também dos animais.

Essa compreensão paulina que "toda criação geme em dores de parto esperando também ela pela redenção dos filhos de Deus" (Romanos 8,22), não é costume entre nós, embora no credo católico, como fundamento de fé, se diga que a ressurreição é a da "carne", mas, de toda carne.

Em segundo, ao responder aos cardeais que o criticam que os princípios morais não são preto no branco, mas só compreensíveis no fluxo da vida, ele se coloca diante do grande Deus que se revela na pequenez de Jesus Cristo que, ao cruzar com os párias da sociedade de seu tempo, era capaz de curvar-se diante de cada situação humana.

Por isso, sabia que uns recebem a revelação explicitamente e desses mais será cobrado (Lucas 12,48). Outros o encontram no serviço aos pobres e desvalidos desse mundo (Mateus 25). Outros ainda poderão encontra-lo pelos caminhos da natureza. E tem ainda aqueles nascem e vivem em situação humana tão abjeta, tão alheia à própria vontade, que Deus nada lhes cobra (Mateus 21,31).

Ainda mais, quando fazíamos teologia, nos ensinavam que uma era a teologia, outra era a pastoral, isto é, na teologia os princípios são rígidos, na pastoral temos que nos curvar diante da condição humana.

Ora, para Francisco essa dualidade é perniciosa. Jesus curvava-se diante das situações concretas, portanto, há unidade intrínseca entre pastoral e teologia. Uma teologia que afronta a realidade misericordiosa de Deus tem que ser revista. Não é relativismo teológico ou moral, mas é a justiça divina que cobra mais de quem recebeu mais e, portanto, cobra menos de quem menos recebeu.  

Portanto, a teologia de Francisco é sofisticada e cheia de nuances que só pessoas que tem um pé na realidade, assim como Jesus de Nazaré, são capazes de compreender.

Os teólogos por ele citados foram capazes de compreender o fluxo da vida, da história e do Universo, onde tudo ganha sentido no projeto do Reino de Deus.

É essa grandeza maravilhosa que Francisco gostaria que compreendêssemos e vivêssemos.

Por Roberto Malvezzi (Gogó)

publicado em 11 de Janeiro / 2017 às 23:00

Em tempos de tanto desamor... as declarações publicas de amor merecem destaque...

Caro Geraldo José,

Hoje pela manhã (11) fui surpreendido por uma faixa colocada ao lado das Lojas Americanas no bairro Santo Antônio aqui na nossa cidade... Se tratava de uma homenagem de um marido para sua esposa (De Fabian/Para Sandra). Não resisti e registrei o momento... Porque vivemos momentos de tanto desamor da humanidade que penso eu que demonstrações como essa merecem destaque... E parabénsa Sandra pelo aniversário e ao Fabian pela coragem de mostrar a todos da cidade o tamanho do seu amor... 

Cidadão desconhecido 

publicado em 11 de Janeiro / 2017 às 18:30

Espaço do Leitor; Juazeiro, o que esperar da sua nova Administração?

A administração Pública Municipal de Juazeiro que ora inicia, pelo que tenho observado nas minhas andanças pela cidade, começa com uma certa desconfiança da população. Primeiro porque foi eleita pela minoria do eleitorado quando só logrou 40% dos votos contra os 60% dos outros candidatos, a propósito, um equívoco que precisa ser corrigido pela Lei Eleitoral. É prerrogativa da Democracia que a vontade livre da maioria sempre prevaleça nas decisões que cabe à população.

Esta cidade precisa ser renovada, remodelada, modernizada, e isto, é uma tarefa para um urbanista, qualificação que não vejo no atual gestor. O segundo fator negativo neste momento, é que devido à nova conjuntura da política nacional, não teremos o apoio do Governo Federal, não temos Ministro, Senador, Deputados Federais e os Estaduais fazem o que podem em função do Governo Estadual ser um parceiro em crise.  Se tem alguém dizendo que a obra da Travessia urbana será continuada, acho que quer continuar a enganar a todos incluindo a si mesmo.

Esperava-se que na composição do Secretariado, o novo Prefeito fosse mais criterioso na escolha técnica, não mexendo em áreas que estavam dando certo em função da qualificação do ocupante do cargo. Refiro-me principalmente às Secretarias de Agricultura, Desenvolvimento Econômico, Meio Ambiente, e Obras.  A primeira, devido a sua importância pela característica produtiva do Município, jamais deveria ficar atrelada a outros interesses e comandada por alguém que não tem a formação Técnica adequada.  A segunda, que é Desenvolvimento Econômico, uma Secretaria extremamente necessária, não poderia ter saído das mãos da pessoa que há algum tempo, já estava canalizado com os mais diversos órgãos que são geradores do emprego através de Indústrias que queiram se instalar no nosso Distrito Industrial.  A terceira, do Meio Ambiente, entendemos que pela importância da causa, jamais deveria ficar envolvida também com outros assuntos. Seria vital ser exclusiva, para agir como uma Secretaria de auditagem e Fiscalização das outras Secretarias, afinal, em quase tudo que se mexe em uma cidade, mexe-se no Meio Ambiente, um  exemplo  são as desastradas limpezas de áreas que tem necessidade  de ter cobertura vegetal,  vide,  talúde da BR - 407, que margeia a lagoa de  Calú, e as  podas de árvores sem nenhum critério agronômico, como também grandes obras que necessitam de licenciamento da competência do município. A quarta Secretaria dentro deste questionamento, a de Obras,  necessariamente teria que ter sob seu comando,  um Engenheiro Civíl competente.

O transito de uma cidade do porte de Juazeiro, exige não só organização,  também,  educação e disciplina, e para que isto ocorra, é necessário fazer cumprir as regras do CTB – código de transito brasileiro – e para fazer cumprir estas leis, fiscalizações  intensas e punições, fazem parte do “script”. Então questiono:  Como pode a CSTT estar sob o comando de um político que tem que proteger o filho  Vereador,  e o Senador do seu partido  de eventuais desgastes gerados pelos embates do citado órgão?  

Esta cidade precisa ser moderna com vias de transito rápido e corredores de ônibus sem obstáculos. Não podemos conviver com um transito moroso por conta das várias depressões   na pista e os tais “quebra molas” com alturas totalmente fora do que estabelece  a legislação.  Saindo do centro em direção à UNEB é incontável  o número destas barreiras. Com isso, não quero que sejam transformadas estas vias,  em pista de corrida para irresponsáveis, porém, defendo a colocação de lombadas eletrônicas com limite de velocidade adequado a cada uma.

Vias de grande circulação precisam ser criadas, e para isso acontecer em alguns casos, desapropriações justas financeiramente, deverão ser efetuadas, desde que atendam a requisitos técnicos e não políticos. Também,  Obras de Engenharia  que evitem as enchentes  e inundações nos bairros João XXIII, Alto do Alencar e Itaberaba.

Não pode acontecer,  iniciar Obra sem ter o recurso financeiro total, para que a mesma não fique parada, e o exemplo que mostro,  é a  Av. que dá acesso ao bairro Monte Castelo.

Enfim, em Juazeiro muita coisa precisa ser feita,  e nós,  esperamos que elas aconteçam. Somos usuários do sistema de vida da cidade e queremos o melhor para todos. Defendemos também um discurso político honesto, com menos propaganda,  pois a população de hoje está muito esclarecida e percebe quando está sendo enrolada,  e isto traz um desgaste para o Gestor que resulta ao final do mandato em desaprovação, como aconteceu recentemente, onde,  apenas 40% da população  aprovou a última gestão.

Manoel Delmir Pereira dos Santos

Aposentado e aluno do Curso de Engenharia Agronômica da UNEB

publicado em 11 de Janeiro / 2017 às 17:00

ESPAÇO DO LEITOR: SAAE responde usuário de Itamotinga

Na tarde de ontem (10), o Blog Geraldo José postou a denúncia de um morador de Itamotinga, que preferiu não se identificar, sobre a falta de água no distrito de Itamotinga. O leitor também questionou os valores cobrados na taxa de água na localidade. Veja Aqui.

O SAAE entrou em contato com a nossa redação, através de nota, e afirmou que "os investimentos no distrito de Itamotinga na gestão do ex-prefeito Isaac Carvalho, atenderam a extensão de rede, com a colocação de mais de 3.500 metros de tubos, realizou a hidrometria para regularizar o abastecimento, substituiu a bomba da captação por uma de maior potência trocou os elementos filtrantes da estação de tratamento, instalou  um booster para dar maior pressão na rede de distribuição  e já tem projeto para a ampliação de todo o sistema, inclusive com a colocação de novos reservatórios".

Com relação à falta de água na ultima terça-feira (10), o SAAE disse que foi necessário a paralisação do sistema para a retirada de um vazamento nas proximidades da igreja local,  sendo que, o abastecimento já voltou a normalidade. 

publicado em 11 de Janeiro / 2017 às 16:00

ESPAÇO DO LEITOR: MORADORA DO EXPEDITO NASCIMENTO RECLAMA DE PV SEM TAMPA.

Geraldo,

Venho aqui através desse e-mail fazer uma reclamação, junto ao SAAE de Juazeiro. É a respeito de um bueiro na rua A, que está com a tampa solta faz duas semanas. Um perigo para quem transita na avenida. Moradores colocaram galhos para poder identificar o perigo. O que nós queremos é que o SAAE tome providências e venha consertar o mais rápido possível.

Obrigada!

Joelma Souza - Moradora do bairro Expedito Nascimento

SAAE responde a moradora do Expedito Nascimento

O SAAE informa que já tomou conhecimento do problema e fará substituição.

publicado em 11 de Janeiro / 2017 às 15:00

Secretaria de Cultura responde reclamação de leitora sobre fechamento de biblioteca

Na manhã de hoje (11) o Blog postou a denúncia de uma leitora, que preferiu não se identificar, sobre o fechamento da Biblioteca Municipal Aristóteles Pires de Carvalho, em Juazeiro. Veja aqui.

Em nota, a Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes informou a nossa redação que está tomando as providências necessárias para que a Biblioteca Municipal Aristóteles Pires de Carvalho seja reaberta ainda neste mês. 

publicado em 11 de Janeiro / 2017 às 11:00

ESPAÇO DO LEITOR: BIBLIOTECA MUNICIPAL FECHADA.

Olá Geraldo, sou uma leitora assídua do seu blog e admiro muito o seu trabalho. Como muitos colegas em Juazeiro, sou estudante me preparando para concursos. A rotina de estudos é desafiadora e requer muita dedicação, são horas de estudos e concentração para conseguir assimilar o conteúdo.

Assim como tantos estudantes de Juazeiro, estou em situação desesperadora. O nosso único espaço de leitura e estudo encontra-se fechado há semanas, a Biblioteca Municipal que funciona na praça da catedral não abre aos estudantes desde dezembro do ano passado. Fui questionar o motivo e uma senhora denominada Tânia disse que a biblioteca “só voltaria a funcionar quando a Prefeitura pagasse o salário que deve aos funcionários do Clube Comercial”.

Queria questionar a esse governo municipal que se diz “um governo de continuidade” como ficará a situação de nós estudantes que querem construir o futuro do nosso município e porque há funcionários que estão sem receber salários. Faço também o questionamento a senhora Tânia, que se diz responsável pelo clube comercial, quem são esses funcionários e onde eles trabalham? Porque todos que frequentam a biblioteca municipal sabem que o clube comercial não existe a muitos anos. Há um tempo atrás estudávamos com vista para o rio, e pasmem! venderam o terreno. Um clube comercial que se quer existe vende a propriedade que é patrimônio histórico do município e ainda tem funcionário que recebem salário da prefeitura e ninguém sabe onde trabalham.

Tenho medo de retaliações e peço discrição sobre a minha identidade. 

publicado em 10 de Janeiro / 2017 às 17:00

Espaço do Leitor: Morador reclama de abastecimento e taxa de água em Itamotinga

Um leitor assíduo do Blog, que preferiu não se identificar, enviou uma denúncia a nossa redação sobre a falta constante de água em Itamotinga. O leitor também reclamou das taxas elevadas na cobraça do uso da água. Confira a seguir o relato na íntegra!

Geraldo, aproveitando a denuncia que foi feita no seu Blog sobre a água de Itamotinga, quero complementar com um apelo. Os moradores da comunidade de Itamotinga estão sofrendo com a falta d'água todos os dias. Moro menos de 200 metros da bomba de abastecimento e todos os dias sofro  com a falta ( tenho um reservatório de 1000l, mas não dar tempo encher) , imagine quem mora nas ruas lá de cima, onde essa água tem que ir por gravidade ?! 

A solução seria instalar um reservatório d´água  em uma das ruas que ficam na parte mais alta da comunidade ( Funcionários do SAAE que sugeriram essa hipótese) .

Sem contar com uma pesquisa feita boca a boca com moradores de Itamotinga, Curaçá e Juazeiro (Sede), resulta que Itamotinga paga a água mais cara de toda região, inclusive taxas de esgotos escandalosamente altas ( onde não tratam o esgoto), nada visto antes !!

A situação é triste, o nosso caso é crítico. E sem Ideologia partidária, essa gestão foi a pior no abastecimento d'água !!

publicado em 10 de Janeiro / 2017 às 14:25

ESTUDANTE DA UPE RECLAMA DO TRATAMENTO DADO AO ENSINO SUPERIOR PELA GESTÃO DE PERNAMBUCO

Um estudante da Universidade de Pernambuco, em Petrolina, que pediu para não ser identificado, em email ao Blog fez uma série de críticas ao governo de Pernambuco. Confira:

Carta aberta à sociedade Pernambucana.

Minha manifestação é contra a forma que o governador do estado de Pernambuco Paulo Câmara vem tratando a educação de nível superior (UPE). Desde o dia 01/10/2016 que o governador não paga as bolsas permanência da UPE Campus Petrolina, as últimas foram pagas dia 30/09/2016 porque será que foram pagas nesta data? Porque as eleições eram dois dias depois e ele queria eleger seus prefeitos.

Por isso chamo a atenção do deputado Lucas Ramos, do prefeito de Petrolina Miguel Coelho pra tentar resolver isso.

Senhor governador essas bolsas se o senhor não sabia servem para ajudar alunos de baixa vulnerabilidade a permanecer na instituição, bolsa essa que alunos pagam alugueis, luz, transporte e ate mesmo xerox. Se formos analisar o senhor tem palácio e carros do governo e nos alunos bolsistas não temos.

Isso é uma vergonha para o Estado de Pernambuco, o que é uma bolsa de R$ 260 reais e ainda viver atrasada, quero te dizer senhor governador que educação não só é feita com professor em sala de aula não, precisamos de pesquisa, ensino e extensão.

publicado em 09 de Janeiro / 2017 às 23:00

ENTROU E SAIU COM AS MÃOS LIMPAS...!!!

JORGE BARBOZA DE SOUZA não é mais Secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação desta cidade.

Achei por bem tecer essas breves considerações a seu favor, mesmo já não mais fazendo parte do Poder, algo difícil de acontecer, porque, é praxe só lembrarmos as pessoas quando estão no topo...

De família simples, cresceu no bairro Santo Antonio. Seu pai era funcionário da Companhia de Navegação do São Francisco, tendo sido Comandante de Vapores como o Benjamin Guimarães, Barão, São Francisco, e larga frota de Embarcações de grande porte daquela empresa. Era um conhecedor nato do Rio São Francisco e uma pessoa de fino trato em termos de educação. Nunca se arvorou do cargo nem das missões que lhe foram confiadas ao longo de sua jornada profissional... Naquele que foi seu único emprego, entrou e saiu de mãos limpas quando se aposentou...

Jorge seu filho mais velho, se guiou no espelho que tinha dentro de casa e buscou sempre crescer profissionalmente, tendo trabalhado em várias empresas de renome nacional e, por último, aprovado no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano – IFPE/Petrolina, que já se vão pelas minhas contas quase 25 anos... Lá é um Servidor que cumpre suas funções com saber e experiência e nada existe que lhe desabone, se tivesse, o mesmo não teria assumido essa função em Juazeiro, porque, certamente, pesquisas sobre sua conduta não faltaram...

Enquanto Secretário, fez com que as obras e projetos encaminhados pelo Executivo saíssem do papel para a pratica, sendo um servidor correto, ágil e diligente e, com sua forma simples, a todos seus pares conquistou não deixando para trás qualquer atrito com sua equipe de trabalho, sempre tratando a todos de forma respeitosa do primeiro ao último dia...

Com seu jeitão de atender bem sem nunca olhar a quem, foi distinguido pelo Poder Legislativo, do qual recebeu do Presidente da Câmara Municipal uma Menção Honrosa em reconhecimento ao seu trabalho atuante e competente, buscando cumprir as diretrizes enviadas pelo Chefe do Executivo e fazendo chegar ao povo as ações que muito melhoraram a vida de grande parte da periferia... Isso é fato, e como sempre digo, sou justo para admitir a verdade...!!!

Defensor da equipe de governo da qual fez parte, foi sempre fiel a quem lhe confiou aquela missão, principalmente, quando juntos afirmavam que aqui nada existia, parecendo que Juazeiro só tem 8 anos de existência, e essa talvez seja minha grande e única divergência com ele...

Agora volta à sua antiga Casa para continuar dando seguimento aos trabalhos inerentes a sua atuação, com certeza desenvolvendo com responsabilidade suas funções de Servidor Público Federal, concursado que é... Volta para o Coral do qual faz parte, para dedilhar serenamente seu violão nas celebrações católicas na cidade e no interior...!!!

Finalizando, vou repetir uma palavra que gosto de citar quando preciso elogiar. A verdade tem que ser BEM DITA: Jorge Barboza de Souza pode até não ter atendido as necessidades do cargo ocupado na sua totalidade, algo que é quase impossível, mas amanhã nem dia nenhum será levantada qualquer dúvida sobre sua lisura e compostura na condução dos recursos públicos... Sobre isso não tenho a menor dúvida. E como diz o título acima posso reafirmar: ENTROU E SAIU COM AS MÃOS LIMPAS...!!!

DICA DE VIDA: “O homem honrado nunca jura, seu caráter jura por ele”. (Jean de La Bruyère – Escritor Francês – 1645/1696).

Feliz semana, Juazeiro!

Acord@dinho – Apaixonado por Juazeiro e leitor assíduo do blog.

publicado em 09 de Janeiro / 2017 às 21:30

Espaço do Leitor: Morador faz denúncia contra empresa de reciclados situada em Juazeiro

Olá Geraldo! Venho através deste meio de comunicação, denunciar o tamanho descaso por parte da empresa AMORIM METAIS, que fica localizada na Rua Professor Divaldo Franco. Tem mais de 30 anos que moro nessa rua e há dois anos, a empresa de reciclagem construiu um galpão vizinho das nossas casas, no qual vem nos trazendo muitos transtornos, baratas e ratos são companheiro no nosso dia a dia, depois da instalação desse galpão na rua.

Eu e outros moradores já vimos várias vezes, os ratos saindo do galpão e entrando nos nossos muros. Eu e meu marido estamos tendo gastos com venenos para ratos e baratas e cada dia que passa as coisas estão piorando, estamos colocando veneno no período da noite, no outro dia pela manhã tem no mínimo 5 ratos mortos no muro. Esse final de semana tirei uma foto de como o nosso muro ficou, quase 20 ratos mortos, uma coisa fora do normal. Todas as casas da rua na mesma situação. Estamos realizando um abaixo assinado na rua, para encaminhar a vigilância sanitária, para que sejam tomadas as devidas providências.

Moradora Maria José.    

publicado em 09 de Janeiro / 2017 às 16:27

ESPAÇO DO LEITOR – SEMAO responde morador do João Paulo II sobre animais soltos

A Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (SEMAO) informa que a fiscalização já foi acionada para retirar os animais do local. Durante o ano de 2016 foram apreendidos 432 animais de médio e grande porte.

Para a retirada do animal é necessário o pagamento de uma multa que é contabilizado em Valor de Referencia Fiscal (VRF) com os seguintes valores, primeira apreensão um VRF no valor de R$ 120,65 se o animal apreendido for reincidente o valor dobra e as multas podem chegar até R$ 603,25. Os animais apreendidos ficam no curral municipal por até 72 horas, caso os proprietários não busquem, os mesmos são doados.

A SEMAO pede a colaboração dos proprietários de animais para que não deixem os mesmos soltos e à população que, ao presenciar animais passeando pelas vias, denuncie através do telefone 3612 3574.

publicado em 09 de Janeiro / 2017 às 06:00

CICLISTA VÍTIMA DE ACIDENTE, PEDE PRUDÊNCIA NO TRÂNSITO DE JUAZEIRO: VEJA O VÍDEO DO ACIDENTE

Geraldo, venho através do seu blog que é um grande veículo de comunicação pedir aos condutores de automóveis que tenham mais prudência, respeitando não só os pedestres mais também os ciclistas da nossa cidade. Sábado (07), pela manhã por volta das 5:45h um veículo colidiu comigo ao lado do contorno do Ceasa de Juazeiro, graças a Deus não morri e nem fiquei aleijado como de costume nesses tipos de acidentes. Podemos ver que nossa cidade de alguns anos para cá tem desenvolvido práticas de esportes constante em várias modalidades, onde as pessoas têm cuidado do seu bem maior que é a saúde, e não vemos da parte do poder público política de incentivo ao esporte e educação no transito gerando segurança para nós atletas que amamos o esporte...

Hoje foi eu.... Amanhã pode ser você...

Valdeir Santana (Atleta)

Veja o Vídeo:

PS: Geraldo aproveite e faça um pedido às nossas autoridades para mais investimentos no esporte da nossa cidade que tem sido já ponto turístico como os caiaques na orla. Até em Salvador já comentam desse passeio de caiaque no nosso rio.

publicado em 08 de Janeiro / 2017 às 23:00

ARTIGO – SERÁ O INÍCIO DE UM NOVO TEMPO?

Ufa, vencemos o ano de 2016! Foram muitos os percalços, opressões de todos os tipos e experiências vividas, mas vamos esquecê-lo porque, há um provérbio popular que diz que “recordar o passado é sofrer duas vezes”, enquanto outro recomenda que “faça as pazes com o seu passado, para que não estrague o seu presente”! É visível que há nas fisionomias das pessoas uma aparência de esperança de que algo de grande impacto positivo aconteça, embora o noticiário da primeira semana indique tudo ao contrário dessa expectativa, pois está infestado das antigas e corriqueiras medidas sempre anunciadas pelos empossados.

Senão, vejamos: a) Prefeito baixa decreto extinguindo cargos comissionados: mas não acrescenta que é a exoneração daqueles pertencentes ao grupo perdedor, e que outro robusto contingente do novo grupo acabou de ser nomeado; c) Prefeito extingue três ou quatro Secretarias:  passa a ideia de uma reforma administrativa, mas não acrescenta  que o decreto apenas mudou o nome de algumas ou até criou outras; c) Prefeito encontra Caixa da Prefeitura sem nenhuma reserva financeira: como se algum deles, ao sair, deixa saldo em Caixa para a nova gestão... e por aí vai, na mesma aleivosia de sempre! 

O registro acima não pretende ocultar a evidência, mais que natural e justa, de que uma nova equipe tem de ser constituída com comissionados que mereçam a confiança do novo Gestor e dos seus Secretários, uma vez que é algo impensável a convivência com um provável inimigo, principalmente controlar a mágoa que, geralmente, fica pela derrota do seu candidato.

O que cada cidadão deseja e reivindica, a partir de 2017, é que haja uma mudança radical de atitude administrativa, uma nova postura ética e de respeito na condução da coisa pública, tanto dos que conquistaram o cargo pela primeira vez, como dos que se reelegeram. Que haja uma conscientização definitiva de que o eleitor não elegeu o Prefeito pelos seus belos olhos, mas pelo entendimento de que ele será capaz de liderar uma equipe de servidores que cuidará dos interesses da população com honestidade e dignidade. Que haja a compreensão de que foi outorgado um mandato de Administrador Municipal por quatro anos, com o título de Prefeito, e não coroado um “reizinho” de uma Monarquia Municipal, que passe a viver da ostentação oferecida pelos recursos públicos. Urge que o Brasil passe a viver UM NOVO TEMPO, e que essa nova página da história comece a ser escrita pelos novos Prefeitos. São os meus sinceros votos!

Já no próximo ano teremos eleições para importantes alterações no comando dos Governos dos Estados e o Federal. E pelo exemplo dos resultados de outubro último, o povo parece decidido a adotar posições mais exigentes, criteriosas e corretivas na escolha dos seus dirigentes, desprezando os apelos partidários inspirados no clientelismo faccioso e corrompido. O que entristece é a escassez de nomes recomendáveis no cenário político atual e que consigam escapar da Lei da Ficha Limpa ou mesmo das amarras da Lava Jato, de modo a deixar o eleitor com a opção da escolha de nomes honrados, e cada vez mais convicto de que o seu voto será a garantia de que o processo de depuração terá a continuidade assegurada.

Mas, parece que o desejo acima vai demorar, assim vejamos: um vereador eleito saiu da prisão algemado e, escoltado por policiais, foi à câmara de vereadores de Caratinga-MG, com o uniforme de presidiário, leu o juramento perante o presidente (tudo em letras minúsculas porque não merece respeito!), sempre com ar de riso e retorna ao cárcere! É inconcebível tamanha estupidez, indecência e vergonha! Este não é um país sério!!!

Assim como os nossos Deputados nos estertores do final do ano tentaram emendas numa PEC referente ao Caixa 2, que lhes assegurasse autoproteção contra as investigações da Lava Jato, também os Deputados americanos tentaram na primeira semana do ano excluir os poderes do “Conselho de Ética” de lá, que julga possíveis corrupções praticadas por políticos, transferindo a atribuição para eles, Deputados. Foi tão suja a pretensão que os Partidos Republicano e Democrata se uniram contra a medida. Também lá, as raposas querem tomar conta das galinhas...! 

Não obstante a grande massa de problemas herdados de 2016, é preciso que toda a sociedade brasileira deixe de lado a pressão gerada pelas dúvidas e incertezas, e que renove a sua bateria de otimismo e confiança, porque, como disse o Presidente John Kennedy, “[...] aqueles que APENAS olham para o passado ou para o presente irão com certeza perder o futuro”!

AUTOR: Adm. Agenor Santos, Pós-Graduação Lato Sensu em Controle, Monitoramento e Avaliação no Setor Público (Salvador-BA).

publicado em 08 de Janeiro / 2017 às 15:00

ESPAÇO DO LEITOR: HORÁRIO DE ÔNIBUS DEMORA PARA CHEGAR.

Um estudante juazeirense que pediu para não ser identificado enviou um e-mail ao blog com uma série de sugestões para as empresas que fazem o transporte coletivo urbano em Juazeiro e Petrolina. Confira “Estou aqui para fazer uma reclamação em questão do horário do ônibus. Moro em Juazeiro e todo dia pego ônibus para ir para Petrolina porque faço curso lá. Para ir tudo bem, eles atendem o horário certo, mas na volta eles não obedecem aos horários e o ônibus que é para passar 12:15h passa 12:40h aí complica para o meu lado. Sou estudante e minha escola é a tarde, se ficar assim direto sempre vou chegar atrasado na escola. Queria que ajeitassem isso! Sim e outra coisa que precisa melhorar é o tempo de espera no terminal devia ser de 10 minutos e não 30, é muito sofrido ficar ali naquela demora e o calor esperando o ônibus que sai a cada meia hora.  Estou me referindo ao ônibus do Tabuleiro e Itaberaba!! Melhorem isso por favor” diz o estudante que pediu para não ser identificado.

publicado em 07 de Janeiro / 2017 às 23:00

Gestão Municipal de Petrolina: os números dizem o quê?

Por Angelina Bernardo*

A suposta dívida de R$ 45 milhões da Prefeitura de Petrolina, alardeada pelo Prefeito Miguel Coelho, é uma excelente notícia para Petrolina! Vejamos:

Quando Julio Lossio assumiu, em 2009, a dívida herdada era de R$ 96.321.074,05 (Fonte: Balanço Patrimonial 2008), ou 41% da Receita Corrente realizada em 2008 (R$ 233.036.999,00, conforme Relatório Resumido da Execução Orçamentária - Balanço Orçamentário divulgado no sítio do Tesouro Nacional).

Se correto estiver o valor da dívida anunciada, de R$ 45 milhões, ela passou a representar apenas 8,5% da Receita Corrente (cerca de R$ 528 milhões), ou metade da dívida herdada, demonstrando que Julio Lossio não somente pagou as suas dívidas, mas as de seus antecessores, e que, se Miguel Coelho fizer o mesmo, quando terminar sua gestão, o Município não mais terá dívidas.

*Ex-Secretária de Finanças de Petrolina-PE e atual Secretária de Finanças de Lagoa Grande-PE

Voltar ao topo
© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2017. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.