Blog do Geraldo José - Espaço do Leitor
Vale do São Francisco - 23 de Março de 2017
|
|
Redação: (74) 3613-3479
|
Cor do Blog:

Espaço do Leitor

publicado em 23 de Março / 2017 às 09:00

ESPAÇO DO LEITOR: DESCASO E DESTRUIÇÃO DA PRAÇA DAS CIÊNCIAS EM JUAZEIRO.

Caro Geraldo,

Estou encaminhando algumas fotos da Praça das Ciências, que fica localizada na avenida Flaviano Guimarães. Esta praça foi inaugurada há uns dez meses e encontra-se nesta situação (fotos). Você passa pelo local e vê o abandono total de uma obra tão esperada pela população, isto é um descaso das pessoas que a utilizam e do governo municipal. Poderia ter nomeado um morador local para ficar na responsabilidade de "guardar" o local e remunerá-lo, claro.

Naelson Martins – Morador do Monte Castelo

publicado em 22 de Março / 2017 às 23:00

HOMENAGEM DO RADIALISTA GEO MOREIRA AO RIO SÃO FRANCISCO ¨NO DIA MUNDIAL DA ÁGUA”

O imenso rio São Francisco com mais de 500 anos vem sendo muito explorado, até pelos imigrantes. Com extensão de 2.700 quilômetros, tem dos que dependem dele, 15 milhões de habitantes.

MÚSICA: GÉO MOREIRA. INTÉRPRETE: KOND (Ao vivo e de improviso, numa homenagem ao Velho Chico).

publicado em 22 de Março / 2017 às 16:30

Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano responde denúncia de leitora

A Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano informa a senhora Regina Marçal que os vendedores não possuíam licença de funcionamento e na manhã desta quarta-feira (22) a fiscalização da SEMAURB os notificou com saída imediata do local. A secretaria informa à população que denúncias e reclamações devem ser efetuadas através do telefone (74) 3612-3574.

publicado em 22 de Março / 2017 às 14:00

ESPAÇO DO LEITOR: DESCASO DO SAAE EM PLENA SEMANA NACIONAL DA ÁGUA

A leitora, Rô Santos, relata descaso com a água por parte do SAAE. Ela enviou e-mail ao blog mostrando o problema, veja abaixo:

"O descaso em nossa cidade é muito grande, pois a um mês venho ligando para o setor responsável, reclamado e pedindo nos meios de comunicação que eles venham consertar vários vazamentos aqui no Residencial Juazeiro II, pois há vários vazamentos nos hidrômetros de vários blocos, mas, em especial, do que fica próximo à minha residência que é na rua M, BLOCO 125, RESIDENCIAL JUAZEIRO II. (ponto de referência em frente ao 1º ponto do ônibus). Espero que venham consertar o mais rápido possível. Não aguentamos mais vê tanto desperdicio e sem falar que pagamos por esse perderdicio". Veja fotos:

publicado em 22 de Março / 2017 às 12:30

Espaço do Leitor: Falta de iluminação nos bairros João Paulo II, São Geraldo e Distrito Industrial.

 
Geraldo e Equipe tudo bem?
 
Gostaria de solicitar do setor de iluminação do município a colocação/reposição de lâmpadas em três pontos específicos da cidade.
 
01- Igreja Católica do bairro João Paulo II. O local é bastante frequentado, mas a frente da nossa Igreja encontra-se às escuras e por isso solicitamos providencias;

02- Entrada do Condômino Mais Viver Village, local também é bastante movimentado, mas a iluminação também é precária;

03- Entrada do DISF " Distrito Industrial do São Francisco, principal entrada para o DISF e vários bairros, muito movimentado e muito perigoso encontra-se as escuras e por este motivo solicitamos providencias.

Agradeço a Compreensão e aguardamos retorno.

Atenciosamente,

Murilo Ricardo

publicado em 22 de Março / 2017 às 10:24

LEITORA RECLAMA DE BARRACA DE LANCHE EM LOCAL INADEQUADO

Em contato com a redação do Blog Geraldo José a leitora Regina Marçal expressou sua indignação com um fato que está ocorrendo na rua Alan Kardec, bairro Santo Antônio, trazendo vários transtornos aos condutores de veículos, num trânsito caótico e impossível de trafegar a cada dia. Eis a mensagem da leitora:

Geraldo,

Quero chamar a atenção da SEMAOP ou CSTT para observar um veículo (carro de lanche) parado na esquina da UNIVASF, em Juazeiro. O mesmo além de estar em local impróprio, ainda colocou mesas com cadeiras na calçada dificultando a circulação de pedestre!

Eu não creio que a SEMAOP tenha dado um ALVARÁ para este tipo de comércio e ainda mais numa esquina tão perigosa!

Veja (fotos) o transtorno que enfrentei para seguir pela rua do Paraíso.

Regina Marçal

publicado em 22 de Março / 2017 às 10:00

Artigo - Salvar o São Francisco, e muita gente também.

Todo o vale do São Francisco está apreensivo com a possibilidade de interrupção da perenidade do nosso Rio São Francisco, algo que parece impossível, mas, também, poderá se tornar realidade se não houver o mais rápido possível uma tomada de decisão em seu favor, isso por que, muito se tem tirado dele, e não se tem dado nada em troca.  Vejamos alguns dados interessantes sobre o Velho Chico. Descoberto lá no distante 1501 por André Gonçalves, tem 2800 km de extensão, 504 municípios na sua bacia. Tem o rio Paracatú, com 450 m3/s, o seu maior afluente. Anualmente recebe 18.000.000 m3 de areia devido à erosão. Suas maiores enchentes, foram em 1949 13040 m3/s e em 1979 19000 m3/s. Outras enchentes acima de 8000 m3/s. Em 1942, 9463 m3/s, em 45, 8760 m3/s, em 46, 10073 m3/s, em 80, 10501 m3/s, em 82, 8455 m3/s, em 83, 9868 m3/s, em 85, 8340 m3/s, em 90, 9475 m3/s, em 92, 13000 m3/s. A maior seca foi em outubro de 1953, com 500 m3/s, ou seja, metade do que passa hoje entre Juazeiro e Petrolina.

Quando se fala em tomar decisão, a mais necessária e urgente, é o trabalho de revitalização, que inclui além do reflorestamento das barrancas, a recomposição das Veredas, origem de muitos rios afluentes que já deixaram de produzir água, e uma total vigilância quanto a áreas que já sofreram impacto pelo desmatamento para plantio de culturas temporárias, no sentido de que os solos destas áreas, não venham ficar descobertos, provocando erosão, que poderia aumentar o assoreamento. Segundo o programa Globo Rural, que há muito vem denunciando tal predação ao rio por parte dos seres humanos, 27 destes rios, já morreram nos últimos anos.

Aliado a isso, é preciso uma tomada de consciência por parte de todos, que é necessário racionalizar o uso da água, seja na Industria, consumo doméstico e principalmente na Agricultura que é o maior consumidor desta. Para isso, tecnologias modernas precisam ser colocadas em uso da Nascente à Foz. Nos projetos de Irrigação mais novos, e em alguns mais antigos, incluindo o plantio de cana no médio São Francisco, o sistema usa o que é mais moderno para a irrigação das culturas. No entanto, é incomprensível que, segundo mostram as imagens de Satélite, entre a Barragem de Três Marias e a Divisa BA/MG, existam 200 equipamentos de irrigação do tipo Pivô Central, isso sem contar os que existem nos grandes afluentes como Rio Correntina, Rio Grande e Paracatú. É incompreensível também, que só nós do médio São Francisco, onde estão os grandes Projetos de Irrigação, tenhamos que racionalizar as nossas ações quando do uso da água.

É preciso fazer leis e normas reguladoras específicas para o uso hídrico de pequenos afluentes como o nosso Rio Salitre, onde se encaixaria o tamanho da área a ser cultivada numa dimensão de 1 ha, pois, como está hoje, o Rio está sendo estrangulado no seu nascedouro, onde grandes motores jogam água para fora da calha e o seu uso é pelo método mais antigo que é o sulco, com uma perda, digamos imensurável. Fontes de água com a capacidade do Rio Salitre e similares, não é para garantir riqueza a poucos, e sim sobrevivência a muitos.  Podemos tomar como exemplo, os vinhedos de uma região do Chile onde a água usada vem do degêlo das montanhas e é distribuida equitativamente para que todos os agricultores se beneficiem e não haja um colapso na cultura da uva.     

Agora para finalizar façamos uma reflexão. Já imaginaram o vale do São Francisco sem este Rio? Para onde iriam grandes aglomerados como Juazeiro e Petrolina? E o além vale, que agora já começa a tomar gosto por esta água? Por isso, para um problema gigantesco como esse, nunca é demais dizer: "vamos zelar com unhas e dentes pelo bem-estar do nosso Velho Chico, criando soluções para salvar o mesmo, e muita gente ao seu redor".

Manoel Delmir Pereira dos Santos

publicado em 21 de Março / 2017 às 23:00

Artigo: Dia da água, água de cada dia

Um país que é o mais rico em água doce do mundo

Que tem a maior malha hídrica de rios do planeta

Que tem chuva em todo território nacional

Quem tem seu ciclo das águas potencializado pela floresta Amazônica,

Que distribui suas águas pelo Amazonas Voador que vai até Buenos Aires

Ou até mesmo até a Patagônia

Que armazena as chuvas desse rio nos aquíferos do Cerrado

Ou até mesmo no Aquífero Guarani

Que tem um único rio que sai do Sul para o Norte, pela Depressão Sertaneja

E que se chama rio São Francisco

E que é alimentado pelas águas do Cerrado

Mas, que tem uma elite econômica e política que vê as florestas e as águas como inimigas

Que para produzir tem que destruir

Ou acha que riqueza é soja, boi e eucalipto, mas não a água, as florestas e sua biodiversidade

Que faz obras hídricas faraônicas, mas é incapaz de lançar um olhar sobre o manancial de onde essa água sai

Ou faz a água faltar nas casas e torneiras do povo

Que insiste em privatizar os mananciais ou o uso da água

Que polui seus rios e esgota seus aquíferos

Esse país merece a observação de um Papa argentino chamado Francisco: "O criador foi pródigo com o Brasil. Concedeu-lhe uma diversidade de biomas que lhe confere extraordinária beleza. Mas, infelizmente, os sinais da agressão à criação e da degradação da natureza também estão presentes"

Esse país precisa de uma profunda conversão ecológica

E desenvolver uma nova cultura da água.

Por: Roberto Malvezzi (Gogó)

publicado em 21 de Março / 2017 às 10:00

ESPAÇO DO LEITOR: Leitor cobra convocação complementar do concurso da CSTT/ Prefeitura de juazeiro

O leitor Ibson Borges, atrávés de e-mail enviado ao blog, cobra às autoridades, a sua convocação no concurso da CSTT/Prefeitura de Juazeiro. Veja abaixo na íntegra:

"Sou classificado no concurso da prefeitura de Juazeiro no cargo de fiscal de transporte. Em 19 de dezembro foram nomeados 15 aprovados em fiscal  de trânsito, 5 em fiscal de transporte e 10 guarda municipais conforme estabelecido em edital do concurso. Acontece que desse quantitativo alguns não tomaram posse. Há vacância de duas vagas de fiscal de trânsito, uma vaga de fiscal de transporte e uma na guarda municipal.

Diante dessa situação, gostaria de saber da Prefeitura e da CSTT porque essas vagas não foram preenchidas. Por que ainda não foi feita uma convocação complementar? Em janeiro o Diretor-Presidente da CSTT Damião Medrado afirmou que convocaria em quinze dias".

 

publicado em 21 de Março / 2017 às 08:00

ESPAÇO DO LEITOR: REALMENTE CAPAZ?

Havia dúvida na maior parte da população juazeirense se o prefeito eleito estava à altura dá responsabilidade do cargo, se não seria apenas um fantoche nas mãos do coronel Isaac. Iniciado o governo, desde os primeiros dias, Isaac estava em todas as fotos oficiais do governo municipal, em todos os eventos, reuniões, tomadas de decisões, em tudo que era relevante lá estava o coronel "orientando seu pupilo".

Somente depois de muitas críticas nas redes Sociais e blogs dá região, é que o ex-prefeito passou a ter uma atitude mais discreta. Não deixou de estar em todos os ambientes onde Paulo Bonfim estava, deixou apenas de aparecer nas fotos.

Agora, mais uma vez a maioria da população de Juazeiro se choca e questiona: seria essa nova estratégia de nomear Isaac Carvalho como assessor, uma forma de vigiar o atual prefeito a fim de garantir que o mesmo administre a cidade seguindo a risca o que o coronel determina ou, é a prova da incompetência, da incapacidade do atual prefeito em governar sozinho?

Também há uma terceira opção, será essa nomeação a forma oficializar a aparição do ex-prefeito Isaac Carvalho nas fotos ao lado do prefeito, usando assim, a prefeitura de Juazeiro totalmente a serviço do seu projeto de poder pessoal. Todos sabem que a campanha de Isaac para deputado federal começou antes mesmo dele sair dá prefeitura, quer dizer, da prefeitura esse senhor nunca saiu.

Resta uma dramática constatação, a maioria do povo de nossa cidade estava certo quando votou contra o projeto de poder de Isaac Carvalho, impondo a todos o nome do senhor Paulo Bomfim para prefeito de Juazeiro.

Carlinhos Santana

publicado em 20 de Março / 2017 às 15:30

ESPAÇO DO LEITOR: ELES NUNCA SABEM DE NADA...

O titulo dessa semana vem bem a calhar com o dia a dia do Povo que se vira e se desvira e ao final é quem sustenta a tal da máquina. Falar em máquina a ilustração que vocês estão vendo nesses dias em nossos textos, é uma evolução dos tempos que escolhi para ser o símbolo do nosso trabalho através do qual juntamos as palavras...

Vamos tratar hoje de um assunto que já se vão 3 anos cujo resultado alcançado é algo nunca visto em quantitativos e qualitativos conduzidos por um conjunto de órgãos competentes e inteligentes que, diga-se de passagem, contam com a confiança do Povo, acima de tudo!

O texto tem esse título, por não entendermos porque esses velhos conhecidos estarem sempre às voltas com escândalos dos mais variados naipes, sempre batizados com nomes incomuns, como esse último chamado de “carne fraca”, e até ficamos sem entender bem o nome daquela operação, ou ela tem dúbio sentido...

Ler Matéria Completa
Acord@dinho – Apaixonado por Juazeiro e leitor assíduo do blog.
publicado em 20 de Março / 2017 às 14:00

ESPAÇO DO LEITOR: Moradora do Monte Castelo relata falta de transporte coletivo em seu bairro

A leitora Edicleide Silva, através do e-mail, relata dificuldades em relação ao transporte público no Monte Castelo em Juazeiro. Veja abaixo:

"Venho aqui manifestar a carência no meu bairro Monte Castelo, sou Edicleide Silva, moradora do citado bairro, hoje bem construído e habitado, mas com uma grande carência ao acesso. Não passa nenhum ônibus coletivo aqui, tenho os pontos mais próximos no Lomanto e Alto do Cruzeiro, ou seja, bem distante. Dificultando nossa vida. 

Um transtorno tremendo. Tanto em ir daqui pro trabalho, quanto vir do trabalho para casa. Nem no horário de almoço podemos vir em casa porque o horário é tomado todinho do trajeto casa/ponto de ônibus. Peço a quem for de direito o apoio na resolução deste problema. 

Desde já agradeço

publicado em 20 de Março / 2017 às 11:27

Comer é um ato de fé!

Roberto Malvezzi (Gogó)

Sartre dizia que a sociedade vive de uma “fé laica”, isto é, precisamos acreditar que a pasta de dente não tem veneno, que o avião tem combustível, que a ponte não vai cair, que o remédio tem a substância ativa na quantidade certa, assim por diante. A razão dessa fé é que não temos condição, como cidadãos, de averiguar caso a caso se o que nos dizem procede verdadeiramente ou se é uma farsa.

Os chamados “global players”, essas transnacionais que dominam ramos específicos do capital no mercado global, seguem o script comum do suborno, da compra, da deposição de governos democraticamente eleitos, da promoção da guerra, da destruição de países, da eliminação de populações inteiras em nome de seus interesses. As empreiteiras brasileiras, a indústria da carne e a Petrobrás estão nesse campo. Acontece que os “players” dos Estados Unidos e Europa querem o lugar que essas ocupam, ou ocupavam.

A carne podre nos prova que o agro é tech, que o agro é pop, que o agro é tóxico. Desconfiávamos, muitos nutricionistas nos diziam que isso é lixo alimentar. Agora não precisamos mais da desconfiança. Obviamente o marketing também mente.

Bom, não adianta sermos vegetarianos, porque nossas frutas e legumes contem também altas doses de veneno, a não ser os poucos privilegiados que podem comer um alimento orgânico.

São as contradições da alma e da prática capitalista. O puritanismo moreano destruiu os “players” do Brasil e nós, comprovadamente, ficamos sabendo que precisamos de uma agricultura agroecológica se quisermos comer alimentos sadios. Da forma como a indústria de alimentos está organizada, não temos saída.

A única vantagem de Moro e do golpe é que as crueldades desse país ficaram mais transparentes, inclusive as dele e dos golpistas. 

publicado em 20 de Março / 2017 às 07:00

ESPAÇO DO LEITOR: USUÁRIA FAZ APELO PARA PODER MORAR NO RESIDENCIAL JUAZEIRO I.

Em e-mail ao Blog Geraldo José a eleitora Samila Alves faz apelo dramático ao Poder Público Municipal e à Caixa Econômica Federal no sentido de viabilizarem a condição de residir na casa em que foi contemplada no Residencial Juazeiro I, bairro Itaberaba.

Confira o apelo Samila Alves AQUI

publicado em 19 de Março / 2017 às 23:00

ARTIGO - REFORMA POLÍTICA OU LAVAGEM GERAL?

O que mais se tem ouvido nos últimos tempos, após a divulgação das muitas e muitas delações, é uma frase repetitiva e meio “decoreba” dos acusados ou por seus advogados, que procuram justificar, de forma quase nunca convincente, a legalidade dos milhões recebidos por políticos ou seus Partidos (todos eles, não escapa um...!): “todas as doações foram legais e declaradas à Justiça”! Ora, esses denunciados que me perdoem, mas estão brincando com a capacidade de discernimento das pessoas em geral, ou menosprezando a competência jurídica dos Procuradores e Juízes que estão investigando esse mar de lama, e permanentemente limpando o lamaçal que aí está!

Esses senhores do alto escalão político tradicionalmente aproveitam a campanha eleitoral para investirem no fortalecimento do próprio patrimônio pessoal, utilizando apenas uma bagatela dos recursos para os gastos de campanha, onde os simpatizantes ou integrantes do grupo, às vezes, gastam mais do que o próprio candidato. Os valores que cada partido lança na prestação de contas ao Tribunal, ainda que dentro dos limites fixados pela lei, não é indicador que legitima a origem honesta do dinheiro doado, uma vez que ele saiu ou sairá dos projetos superfaturados, cujos excedentes ao custo normal da obra, contabilizados no Caixa 1 ou 2, não importa os registros internos, geralmente são financiados pelos cofres públicos decorrentes dos exorbitantes impostos pagos pelo próprio cidadão.

Dentre tantos depoimentos até aqui, e que corroboram com este entendimento, nenhum deixou a mais pura evidência desse tipo de ilegalidade contábil do que o importante testemunho do segundo sucessor na hierarquia dos Fundadores da CONSTRUTORA ODEBRECHT, o Sr. Emílio Odebrecht, ao declarar: “Sim, os pagamentos não contabilizados são o modelo reinante no Brasil. [...] E que veio até recentemente. O impedimento houve em 2014, 2015. Mas, até então, sempre existiu. Desde a época do meu pai (Norberto), da minha época e da época de Marcelo”.

Assim, conquanto possa representar um argumento jurídico de defesa, as alegações de que “são doações legais e declaradas à justiça” já se transformaram numa cantilena atualmente pouco eficaz e repetitiva, mesmo porque os milhões envolvidos e as técnicas utilizadas para se beneficiarem no mundo da propina já se universalizaram como regra entre todos os 35 Partidos registrados no país. Até o principal partido nacional envolvido em tudo isso desde que começou a Lava-Jato, foi defenestrado da liderança que ocupava, visto que os demais coligados ou não, que já eram graduados no crime, especializaram-se em Pós e Doutorado nas mesmas práticas, e estão igualmente perdendo a credibilidade junto ao eleitorado.

É triste a conclusão de que os próprios agentes políticos que mais se utilizam das vantagens de uma democracia sadia, até mesmo porque dela dependem para o normal exercício nos cargos para os quais foram eleitos pelo voto popular, sejam eles os personagens ativos em todo esse deplorável processo de enfraquecimento do próprio sistema político vigente no país e promovem a fragilização das instituições.

O pedido de abertura de inquérito apresentado na última semana pelo Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal, contendo 83 nomes de proa da República do Brasil, e que atinge as principais lideranças dos Poderes Executivo e Legislativo, muitos com o tal Foro Privilegiado, é bem sintomático da intensa gravidade que afeta essa nossa democracia!

Ainda que tanto se fale na urgência de uma reforma política, é inquestionável e fundamental que se faça a pergunta: Será que a REFORMA é a necessidade de mudar as leis vigentes ou uma LAVAGEM GERAL no caráter dos políticos e dirigentes deste país? Os prezados leitores preferem a REFORMA POLÍTICA ou a LAVAGEM GERAL? Ou ainda, desiludidos e descrentes de tudo isso que se apresenta, preferem que eles levem uma boa “surra” nas urnas e desapareçam de nossa frente para sempre? Vejam que há perguntas e respostas para todos os gostos...!  

AUTOR: Adm. Agenor Santos, Pós-Graduação Lato Sensu em Controle, Monitoramento e Avaliação no Setor Público (Salvador-BA).

publicado em 18 de Março / 2017 às 23:00

Quem vê fantasmas não serve para ser presidente

Por Genaldo de Melo

O universo paralelo em que está vivendo Michel Temer pode ser de alguma forma explicado pelos psiquiatras, porque normal não pode ser, e jamais em sã consciência pode se aproximar de algum tipo de seriedade ou lógica.

Temer parece que está doente para não querer reconhecer que ele não serve para ser presidente do Brasil, porque as ruas das capitais brasileiras disseram isso para ele hoje.

Na sua patológica cegueira mental ele disse num evento para servidores e empresários que a população brasileira aos poucos está entendendo as suas propostas econômicas, e a necessidade delas para que o Brasil entre no eixo.

Uma atitude dessa natureza não pode ser matéria de seriedade quando milhares de pessoas ocuparam as ruas brasileiras para dizer que a única reforma que deve ser feita nesse momento é a reforma da "presidência", e não da Previdência.

Como disse hoje Kiko Nogueira em sua coluna no Diário do Centro do Mundo, o homem está de fato sofrendo de problemas relacionados a mitomania. Dizer que o povo brasileiro começa a aceitar a retirada de seus direitos mais elementares, e não enxergar o Brasil parado por sua causa, realmente ele precisa de tratamento psiquiátrico.

Mais doentio ainda desse senhor de idade é que sem querer reconhecer e enxergar o óbvio diante de seu nariz, de que sua impopularidade atingiu os limites do ponderável, ainda diz que suas medidas econômicas não são populistas, são populares.

Ou seja, criticando nas entrelinhas as políticas sociais e econômicas dos governos de Lula e Dilma, ele no auge de sua cegueira doentia e suas espetaculares mentiras, acusa ambos de populistas porque tudo foi de curto prazo. Mas o que ele está fazendo é considerado popular, mesmo o povo ocupando as ruas contra.

Definitivamente o sujeito está com problemas de saúde, precisa de ajuda psiquiátrica, e não serve para o cargo de Presidente da República, porque a todo momento pode fazer bobagens. Se já está vendo inclusive fantasmas no Palácio da Alvorada, imagine o resto!

publicado em 17 de Março / 2017 às 23:00

Artigo: O novo sempre vem

Em 1976, o cantor Antônio Carlos Gomes Belchior Fontenelle Fernandes, ou simplesmente Belchior, compôs a música "Como nossos pais", que teve sua interpretação imortalizada em uma das vozes mais marcantes do Brasil, Elis Regina. A música fala das desilusões que um indivíduo tem acerca do sistema social e político do Brasil naquele momento, a descrever traços da ditadura militar e a indignação diante a opressão exercida pelas forças do Estado.

No contexto histórico, a canção retrata a paixão pelo direito de viver, pelo amor e pelas amizades, características do convívio familiar e a expectativa de um futuro melhor, com mais esperanças. Naquele momento o artista já chamava atenção para os ideais da juventude, o de apenas acúmulo de ganhos materiais em detrimento ao sentimento e a participação na luta por mudanças e tempos melhores.

A canção do nordestino da cidade de Sobral, no Ceará, escrita há 41 anos, continua sendo um ótimo instrumento de reflexão sobre o comportamento dos que se dizem velhos e os que se auto-intitulam novos. O que predomina na verdade são discursos novos sucumbidos em velhas práticas conservadoras e de falsos moralistas, principalmente quando se trata da política e de políticos. O que se ver todo o tempo é o velho tentando enquadrar o novo utilizando-se de fórmulas antigas e desgastadas do eu posso, eu mando e eu que determino. Ditatorialmente, sem vergonha.

Mesmo com o avanço da tecnologia, qualquer cidadão, morador do mais distante rincão do planeta que tenha acesso à rede mundial de computadores e recebe instantaneamente todo tipo de informação que precise, é passivo das ações dos estelionatários políticos que usam as falsas promessas, o assistencialismo e a falta de consciência política como suas principais armas contra suas potenciais e lucrativas vítimas o desatento e corruptor eleitor.

Vários estudos afirmam que o político que rouba mas se apresenta como competente e diz realizar obras importantes para a população, tem longevidade garantida. Para quem tem plena consciência, dificilmente confiará um voto naquele que se locupleta do erário público, mas infelizmente, muitos eleitores votam pensando nos benefícios que já conquistaram ou no que poderão alcançar, em razão da 'competência' do corrupto, naquele que 'rouba mas faz'. É um absurdo fechar os olhos para tais práticas, um dos crimes mais cometidos por gestores em diversas cidades brasileiras.

Aquele que deixar de atender as necessidades da população e de aplicar o dinheiro público em prol de melhorias do coletivo por desvio ou uso indevido dos recursos precisa da punição severa do seu principal julgador, o eleitor, que tem o poder de aprovar ou reprovar através do voto. Errar é humano, mas permanecer no erro é burrice.

É bom sempre lembrar que a execução de uma obra publica não é um favor que o governante faz à sua população e sim uma obrigação governamental realizada através da verba pública ou de um dinheiro público extraído de uma arrecadação tributária, que atinge direto o bolso do povo, com a metodologia de retornar para esse mesmo povo através de uma boa educação, um excelente serviço de saúde,infraestrutura, segurança e outros.

E mais, além de honesto, honrado e probo, um bom gestor precisa ter características empreendedoras, dotadas de ideias realistas e inovadoras, otimismo e coragem para realizar mudanças e melhorias mesmo enfrentando obstáculos. A visão empreendedorista é um agente fundamental para a viabilização de uma boa gestão, propulsora do desenvolvimento do lugar onde se foi escolhido para administrar.

Por tanto, que se use das armas que estão postas, a tecnologia através da internet e suas redes sociais e, principalmente, do voto, para mudar de verdade as realidades e consequentemente resgatar a esperança com novas atitudes e menos vantagens pontuais e pessoais.

Por Gervásio Lima

Jornalista e historiador.

publicado em 17 de Março / 2017 às 17:15

Saae responde denúncia de leitor sobre esgoto estourado na Avenida São Francisco no bairro Itaberaba

O Saae de Juazeiro enviou ao Blog Geraldo José uma nota dando mais explicações sobre as obras de limpeza na Avenida São Francisco no bairro Itaberada. Segundo o Saae, duas equipes estiverem durante toda a manhã de hoje (17) fazendo a limpeza dos PV s e manutenção dá rede na localidade. 

publicado em 17 de Março / 2017 às 15:30

ESPAÇO DO LEITOR: Morador do Itaberaba pede atenção do poder público no tabuleiro

O leitor Iranildo Ailva, residente do Itaberaba em Juazeiro, enviou e-mail ao blog, indignado com a situação em que vive seu bairro. Segundo ele, está com esgotos estourados e toda "esburacada", veja abaixo na íntegra:

"Geraldo e toda equipe do blog e toda população de Juazeiro, venho através deste conceituado blog, mostrar a nossa indignação contra o SAAE e a Prefeitura Municipal de Juazeiro que a mais de 15 dias a avenida principal do nosso bairro encontra-se em calamidade pública com esgoto estourado e muito mau cheiro. Isso é vergonha para município de Juazeiro. Um dos bairros que fica ao lado do shopping estar nessa situação. Nós não podemos ficar na porta por conta dos esgotos estourados, sem contar os comércios que estão sendo afetados por que os clientes não conseguem ter acesso.

E aproveitado para cobrar da prefeitura de Juazeiro que já fazem muitos anos que nosso bairro vem sofrendo com governo. Antes com Isaac e a agora o Paulo Bonfim. O bairro encontra-se todo esburacado, os calçamentos que ali existiam, hoje quase não tem mais por que desde que foi calçado nunca fez um recuperação da avenida, nem da rua da Marqueza, entre outras ruas do bairro que encontra-se na mesma situação. Parece que Juazeiro é só Piranga e bairro adjacentes, pois a outra parte da cidade encontra-se abandonada pelo poder público".

O leitor Iranildo fez um vídeo para mostrar a situação do bairro, CLIQUE AQUI

publicado em 16 de Março / 2017 às 23:00

CANUDOS: UMA UTOPIA NO SERTÃO

Entre os anos de 1896 e 1897, mais da metade do exército da República foi enviada ao interior da Bahia, com o fim de destruir o arraial de Canudos. Enquanto a guerra se desenrolava no sertão, alguns órgãos de imprensa e alguns círculos intelectuais procuravam uma definição para aquela “curiosa comunidade”, como chegou a escrever um jornal inglês.

Por muito tempo, acreditou-se no caráter monarquista do arraial. Mas não faltou quem também o distinguisse como um reduto comunista. Alguns depoimentos, pinçados aqui e ali, apontam nessa direção.

A resenha do Hachette, de Paris, para o ano de 1897, apresentava Antônio Conselheiro como um profeta que pregava o “comunismo e ao mesmo tempo o restabelecimento da monarquia”.

O jornal O Paiz, do Rio, na edição de 30 de janeiro de 1897, informava que, entre os grupos que compunham o séquito conselheirista, havia aqueles que para ali se dirigiam “acreditando na ideia do comunismo tão apregoado pelo Conselheiro”.

Cícero Dantas Martins, o Barão de Jeremoabo, escrevendo no Jornal de Notícias, da Bahia, em 5 de março de 1897, referia-se a Canudos como uma “seita, cuja doutrina é o comunismo”.

Ler Matéria Completa
publicado em 16 de Março / 2017 às 18:30

BANDA FILARMÔNICA 15 DE MARÇO DE BARRO VERMELHO COMPLETOU 100 ANOS

A Banda Filarmônica 15 de Março, fundada em 1917, no querido distrito de Barro Vermelho em Curaçá, ontem (15) completou 100 anos de fundação. Foi a primeira de um distrito de município baiano. Fundada por meu tetravô João Honório e pelos irmãos Walter e Juveniano (este pai do fundador da Bossa Nova João Gilberto).

A Banda de Barro Vermelho tocou em festas tradicionais como as juninas e carnavais, em festas de salão, Dia da Independência e em casamentos e batizados.

Teve como Maestro mais lembrado o Sr. Filemon Martins, avô de Fred Dantas, maestro do Teatro Castro Alves em Salvador; Joaci e Elton, filhos de Filemom, também foram maestros da Banda. Elton, é o delegado da Ordem dos Músicos do Brasil, seção do Piauí.

Outras informações a respeito da Banda podem ser acessadas no Memorial Filemon, em Barro Vermelho, em frente à Praça Virgílio Ribeiro (Praça São Márcio).

Texto de Maurízio Bim enviado por Célia Félix

publicado em 15 de Março / 2017 às 23:00

Artigo: Reforma da Previdência segundo um professor de juazeiro

Sou favorável a uma reforma da Previdência, reforma na qual se extinga toda e qualquer possibilidade de pensão vitalícia concedida à classe dos sujeitos que tentam legalizar o desvio (Roubo) de dinheiro público em nosso País.

Poderiam fazer cortes financeiros eliminando os auxílios e benefícios extravagantes pagos a esses sugadores. Atitudes ainda mais simples e eficazes seriam deixar de se apropriar de dinheiro Público, favorecer empresas a troco de propina. Ou seja, parar de roubar mesmo.

A tal reforma previdenciária é praticamente inviável para nós professores, levando em conta que somos psicologicamente incapazes de uma jornada de 49 anos em sala de aula. As condições de trabalho e situações as quais somos expostos não nos permite isso. 

É estúpido e desproporcional alguém propor em lei, que se tenha em sala professores septuagenários. Imagine se estaria apto a ministrar aulas um professor com mais de 70 anos e quase cinco décadas de trabalho como propõe a reforma previdenciária. E quanto à aposentadoria.. Essa dificilmente alguém alcançaria, pois a expectativa de vida no Brasil é inferior a idade necessária para aposentadoria integral em muitos casos.

Os principais objetivos ocultos nesta reforma são; fragilizar a educação, favorecer empresários e inviabilizar a aposentadoria das classes trabalhadoras além de comprometer a qualidade do ensino para que se tenha uma sociedade alienada.

Concluo afirmando que esta reforma é imoral tanto quanto os que a idealizaram e que nós professores estaremos na luta contra este projeto.

Robson Marreiro, Professor da educação básica em Juazeiro

publicado em 15 de Março / 2017 às 07:00

ESPAÇO DO LEITOR: ILUMINAÇÃO PRECÁRIA CAUSA TRANSTORNOS PARA MORADORES DO PIRANGA.

Muitos fatores contribuem para sensação de insegurança em uma cidade, entre eles, a má iluminação. Essas situações acabam gerando problemas para a população que se sente cada vez mais vulnerável à ação de criminosos. Em Piranga, não é diferente! Um lugar em especial há muitos meses que é alvo de preocupação dos moradores. O mato e o lixo ao redor aumentam mais os riscos para a vizinhança ou quem passa por perto, já que é muito difícil alguém ver com antecedência alguém na rua. Precisamente na rua Dona Jacy, próximo a escola Municipal João XXIII em Piranga.

As condições da rua também não ajudam. Toda a extensão onde existe terreno baldio está com o mato alto. Apesar das inúmeras ligações ao setor da SENHORA PREFEITURA DE JUAZEIRO (SESP), só promessas que vem fazer o reparo.

Agora temos que tomar precauções ao sair de casa. No geral, as queixas dos munícipes convergem para uma mesma preocupação: Pessoas mal-intencionadas que se aproveitam da escuridão para praticar alguns delitos. E as reclamações em torno da iluminação pública precária se estendem em vários bairros da cidade.

Será possível que não merecemos respeito? Pagamos todo mês taxa de iluminação pública. Tenham pelo menos bom senso. Fica aqui registrada a minha indignação. Queremos respostas da administração em agilizar a nossa situação.

Dunga Amorim

Foto de arquivo do Blog
publicado em 14 de Março / 2017 às 23:00

De onde nasce a poesia

* Paulo Carvalho

De tuas entranhas,
Do odor de tua pele,
Do suor e do sangue,
Do calor do teu corpo,
Entre tuas pernas...

Abertas ou fechadas
Como janelas cansadas,
Atrevidas, caladas.

Nasce do medo,
E da cor do dia,
Da tristeza 
E da alegria, 
Até da própria poesia!

Nasce do grito,
Da dor da mulher parida,
Da satisfação,
Da necessidade,
Da leitura ao pão, 
E da própria vida!

De onde? De tudo!
Até do absurdo! 
Do poeta que não fala,
Da dor que se cala,
Quando pareço mudo!

De onde? Do caos!
Da guerra dos mundos,
Dos olhos perdidos,
Atrevidos, sem esperança,
Da moça e da criança.

Nasce também da dança,
Dos lobos na madrugada,
Nasce do amor, 
E do amor à amada!

Nasce quando choro,
Imploro e quero colo,
Nasce quando da minha veia,
A inspiração parece teia,

E a minha poesia é nada mais
Que dois dedos na areia!

* Paulo Carvalho, jornalista, poeta e escritor.

publicado em 14 de Março / 2017 às 15:30

ESPAÇO DO LEITOR: Uma carta ao Prefeito Paulo Bonfim!!!

Excelentissimo Paulo Bonfim,

Inicialmente, quero parabenizar pela grande vitória que vossa  excelência obteve nas urnas, mas também quero lhe dizer que é necessário tomar posse e governar, fato que O POVO DE JUAZEIRO NÃO VIU acontecer. Quero lhe dizer que é responsável pelo futuro de mais de 220 mil pessoas, que a partir de agora é vossa excelência que deve administrar o futuro de todos juazeirenses, que estão aguardando as suas primeiras ações. Hoje estamos convivendo com os esgotos a céu aberto, a muriçoca tomando conta de nossas residências e a cidade imunda e suja, Vossa Excelência já deve ter percebido isso, não é possível.

Estamos todos aguardando uma nova gestão pública, uma cidade esperançosa por suas ações, uma vez que procede de uma família pobre, carente de recursos, que com certeza deve estar muito orgulhoso de nos representar, imagino!!

No entanto, infelizmente, percebemos que tem se comportado mais como figurino, como figura decorativa, que só saberá da responsabilidade de ser Prefeito quando encerrar a sua gestão, quando estiver respondendo por centenas de processos, que com certeza atormenta a vida de qualquer ser humano, portanto tenha responsabilidade e sabedoria, não deixe que o Coronel Isaac domine sua cadeira, porque quem responde pelos danos e desvios ao patrimônio publico agora é Vossa Excelência, não dê a sua caneta para os malfeitores, senão o preço de tudo isso chegará depois.

Ler Matéria Completa
Voltar ao topo
© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2017. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.