Blog do Geraldo José - Espaço do Leitor
Vale do São Francisco - 23 de Março de 2019
|
Redação: (74) 3613-3479

Espaço do Leitor

publicado em 26 de Fevereiro / 2019 às 08:30

ESPAÇO DO LEITOR: OBRA IMPEDE ESCOAMENTO DE ÁGUA DAS CHUVAS NO BAIRRO CORÉIA

Em e-mail ao Blog GJ a leitora Patrícia Telles faz apelo no sentido de resolver problema que impeça alagamento em ruas do bairro Coréia. Veja: “Geraldo sou moradora da Rua Dr. Dewilson estamos com um problema de entulho em uma calçada que está impedindo a passagem da água da chuva. Fui informada pela prefeitura que o problema deve ser resolvido no SAAE, mas já tentei contato por telefone e não fui atendida. Desde cedo que tento contato telefônico com SAAE e nada. Esse problema já tem três dias e com a previsão de chuva na região só tende a aumentar. O entulho é fruto da construção de uma casa nesse terreno de esquina e o responsável não mora na rua e não tenho conhecimento de quem seja. Gostaria de uma força nessa divulgação, para que o problema seja solucionado”.

Nota SAAE: O Setor de Resíduos Sólidos do Serviço de Água e Saneamento Ambiental – SAAE/Juazeiro é responsável pela retirada de entulhos nas áreas publicas. Nas obras particulares, como é o caso postado pela leitora Patrícia Telles, o responsável pela construção deve contratar o serviço das empresas de contêineres para a retirada deste material.  

A equipe mecanizada do SAAE retira por dia uma média de 100 toneladas de resíduos dos espaços públicos e terrenos baldios, entretanto o material de restos de construção é de responsabilidade do dono da obra. Nesse caso deve ser acionado o Setor de Postura do Município para a devida fiscalização.
 

Da redação
publicado em 25 de Fevereiro / 2019 às 15:39

ARTIGO - OS RELACIONAMENTOS AINDA SÃO ASSIM? OU JÁ FORAM ASSIM?

Um relacionamento quase sempre se inicia, ou se iniciava? Com um enamorar das pessoas que se sentem atraídas uma pela outra e vice-versa, acontece uma espécie, de atração física espiritual, que na gíria popular prefere chama-lo de “química”.

Então, teria uma aproximação lenta ou rápida, dependendo das pessoas envolvidas neste momento de descoberta; este momento parece se misturar com uma “coisa” ou sentimento chamado paixão, este deixa as pessoas “cegas” e faz as mesmas tomarem decisões quase que absurdas, mas, gostosas, que eleva o ego de tanta satisfação.

Mas, o interessante que ambos envolvidos neste processo de relacionamento, talvez por causa da cegueira da paixão da qual falei anteriormente ou quem sabe por não quererem ofender um ao outro, não são capazes de se apontarem defeitos ou comportamentos que julgam estranhos. Essas atitudes talvez façam parte das estratégias de conquista, se apresentarem-se sempre bons, afáveis, generosos, compreensíveis, companheiros um com o outro, para que haja uma realização, ou se consolide a ligação entre ambos.

Ler Matéria Completa
publicado em 25 de Fevereiro / 2019 às 11:00

Artigo - E se houvesse um acidente nuclear em uma usina instalada no Rio São Francisco?

O acidente mais grave que pode ocorrer em uma usina nuclear é a liberação de material radioativo para o ar-terra-água. Nunca uma usina poderá explodir tal qual uma bomba atômica. Por uma razão simples. O combustível usado na usina tem uma concentração do material físsil bem inferior do que a usada em uma bomba nuclear. Ou seja, o urânio que se presta a fissão nuclear (reação química com quebra do núcleo de um átomo com a liberação de grande quantidade de energia) no reator  de uma usina, o urânio 235, tem uma concentração em torno de 3 a 5%. Enquanto para aplicações militares ultrapassa 85%.

Assim é errôneo pensar, e comparar uma usina para produzir energia elétrica como uma bomba nuclear. Portanto uma bomba nuclear e um reator nuclear são coisas diferentes. Todavia acidentes existem nas usinas, e são classificados em uma escala introduzida pela AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica) no ano de 1990. A Escala Internacional de Acidentes Nucleares e Radiológicos (INES – International Nuclear Event Scale) estabelece uma escala de gravidade de incidentes e acidentes nucleares, facilitando assim a compreensão e as medidas para enfrentar o evento. Ao todo são 7 níveis, sendo os 3 primeiros de incidentes e os 4 subsequentes acidentes. O acidente mais grave ou superior (nível 7) consiste no vazamento em larga escala, para fora da  usina, de material radioativo, com efeitos amplos sobre a saúde da população e do meio ambiente. Sendo reconhecido nos níveis 6 e 7 os acidentes de Chernobyl, na Ucrânia (1976), o de Three Mile Island na Pensilvânia-USA (1979), e o de Fukushima no Japão (2011).

Ler Matéria Completa
publicado em 24 de Fevereiro / 2019 às 23:00

ARTIGO – LARANJAL APODRECENDO!

Os milhões de brasileiros que lançaram todas as fichas na Casa n. 17 da grande Roleta das últimas eleições, assim como os aficionados do jogo de azar nos cassinos da vida, torceram e acertaram com grande euforia o resultado final dessa grande disputa. Assim como o sorridente vencedor do Cassino, também o eleitor vitorioso alimentou a esperança de que a vida neste país iria mudar de alguma forma, e até acreditou que as práticas eleitorais ilegais eram coisas do passado. Mas, parece que alguém disse aí que “são todos, farinha do mesmo saco”?

Como diz o ditado popular que “a alegria de pobre dura pouco”, esqueceram de contar para eles que o eleitorado elegeu “um Bolsonaro” e não “quatro Bolsonaros” para a presidência! Até quando vai persistir a inquietação desses “garotos”, para deixarem de dar palpites e cuidarem dos seus mandatos, reservando ao pai o direito da independência necessária para tentar mostrar alguma competência na gestão dos problemas do Estado? Se a cada hora um diz uma bobagem e gera uma crise no país, como resistir aos próximos quatro anos? Para culminar a série de acontecimentos que somente interferiram negativamente nos primeiros passos do governo, descobre-se agora a existência desse LARANJAL, cuja primeira laranja podre já caiu (o Gustavo Bebianno) e, pelo andar da carruagem, outros frutos ainda vão despencar, sendo o próximo o Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG)!

Ler Matéria Completa
publicado em 24 de Fevereiro / 2019 às 17:00

ESPAÇO DO LEITOR: EU VOU ASSISTIR O FILME MARIGHELLA

A história desse filme encontra-se entre 1964 a 1969. A produção de 155 minutos custou dez milhões de reais e a previsão de estreia no Brasil não foi divulgada ainda. O filme Marighella é baseado no livro do jornalista Mário Magalhães de título, "Marighella – O Guerrilheiro que Incendiou o Mundo".  O argumento esfarrapado do diretor Wagner Moura é que o filme retrata um grupo clandestino liderado por Carlos Marighella cujo objetivo é "estimular a resistência informando ao público sobre atos de tortura e assassinatos perpetrados por um governo que usava o controle da mídia para manter seus crimes em segredo," afirmou o estreante diretor baiano. Alguns amigos já perguntaram: "Erry, você vai assistir o filme?" E eu disse: "certamente que sim, pois não sou contra a cultura ou a obras de ficção."

Nós sabemos que no mundo atual, existem forças poderosas que movem o foro íntimo das pessoas, e, uma delas é a culpa. Digo isso porque se sabendo do posicionamento político do ator e agora diretor Wagner Moura, este com certeza deve viver um estado de culpa permanente por ter dado vida ao personagem Capitão Nascimento nos filmes Tropa de Elite 1 e 2, cujas narrativas destroem por completo a falsa ideia de que o bandido é uma pobre vítima da sociedade. Ou seja, acaba mostrando a figura (mais do que justa) do policial herói, capaz de dar sua própria vida para proteger a população no combate ao crime. Acredito que esse filme "Marighella" seja particularmente uma forma do diretor mostrar para o público, e, em especial para seus fãs e admiradores aquilo que ele realmente é e pensa. É uma disputa de narrativas onde o diretor se esmera em apresentar ao público um terrorista na imagem de um "herói!"

Ler Matéria Completa
ERRY JUSTO Radialista e Jornalista
publicado em 24 de Fevereiro / 2019 às 14:00

ARTIGO - JOÃO GRANDE

João Grande foi um mestre, no sentido mais pleno da palavra. Com ele aprendi as coisas do céu e as coisas da terra. A bem da verdade, mais as coisas da terra do que as do céu.

Do céu, aprendi que Deus não trabalha sozinho; aliás, nunca trabalhou sozinho; sempre dependeu da gente pra agir nesse mundo; aprendi que são os homens – os homens e as mulheres – quem na verdade fazem os milagres, cabendo a ele – a Deus – apenas o consentimento; os homens – os homens e a mulheres – seriam, assim, os olhos, a mente, o coração, os pés, os braços e as mãos de Deus.

Da terra, aprendi, entre tantas coisas, que o sentido da existência está no colocar-se na perspectiva do outro, já que ninguém é sozinho, um toco seco em meio à solidão do deserto; o valor das coisas está na festa da partilha; no mutirão do ter e do fazer desinteressado que cria comunhão; na mesa da acolhida fraterna donde ninguém jamais será expulso; aprendi que nada é de ninguém e, ao mesmo tempo, é de todo mundo; as terras, os montes, os rios, os bichos, tudo é de todos; a propriedade é um acinte; uma subversão da ordem; uma usurpação; um ludibrio; nada nesse mundo é nosso, a não ser o sentimento, a dor, o riso, o prazer, a possibilidade de ser ou não feliz; nada possuímos, porque, na verdade, nem a nós mesmos possuímos; ao fim e ao cabo, restará tão somente uma página vazia, amarelecida, como reminiscência de qualquer coisa (pouca coisa) que ficou para trás; nada mais do que isso.

Ler Matéria Completa
publicado em 23 de Fevereiro / 2019 às 23:00

Artigo - Pega na mentira

É comum ouvir de pessoas com experiência de vida mais avançada, os antes chamados de 'mais velhos', que 'se conhece o homem pelo arriar da mala'. Para concordar com o que quer dizer a frase não precisa está na melhor idade. O arriar da mala seria a primeira atitude do chegante, e a forma como este se comporta é a demonstração de sua primeira impressão para os que passam a conhecê-lo.

Não é aceitável que se faça um conceito antecipado (preconceito) daquilo ou daquele que não conhece. O achismo é uma gíria atribuída à "teoria" que é criada por alguém sobre algo com base unicamente nas suas opiniões e intenções, sem nenhum tipo de argumentação concreta ou justificativa. O achismo é praticado por pessoas que desconhecem a natureza de determinado assunto, mas que fazem questão de tentar explicar algo tendo em consideração apenas aquilo o que acham sobre o tema. Apesar de ser algo abominável é bastante comum se deparar com alguém com uma 'opinião formada sobre tudo', certo de que o que acha é a 'verdade verdadeira'.

Ler Matéria Completa
publicado em 21 de Fevereiro / 2019 às 23:00

CARNAVAL DE JUAZEIRO: "FOI MAIS BOM DO QUE RUIM"

Eu estive fazendo a cobertura jornalística desses três dias de Carnaval Juazeirense pela Rádio Transrio FM 99,9 onde colocamos o nosso "SOFÁ VERMELHO NA CALÇADA" e entrevistamos muitos foliões que passavam por lá.  Entre várias perguntas que fiz a população, uma delas foi a que mais ouvi respostas positivas, a saber: o quesito segurança! Foi incrível a quase unanimidade da população ao elogiar a POLÍCIA MILITAR BAIANA pelo excelente serviço prestado ao garantir a segurança em todo o circuito de nosso Carnaval. Afinal de contas, eu reconheço que até possa ter ocorrido algumas falhas (ninguém é perfeito, né?), mas convenhamos: é muito difícil conter uma multidão de "pessoas alucinadas" pelo uso de álcool ou outras "substâncias mais" com um efetivo proporcionalmente menor. Realmente o CEL. ANSELMO de forma profissional conseguiu fazer uma ótima coordenação para que esses dias de folia não se tornasse dias de pesar.

As atrações, na minha opinião, foram boas. Destaco aqui no segundo dia de folia o excelente show do cantor LUIZ CALDAS que verdadeiramente mostrou o porquê de ser chamado por muitos de "O Precursor do Axé!" Tecnicamente e musicalmente este atuou com muita maestria e qualidade, não só no repertório, como também no carinho e simpatia ao público que participava efusivamente de sua alegria, afinal ele confessou que adora vir aqui em Juazeiro. Além de cantar sucessos de sua autoria, ele entoou temas de outros artistas consagrados nacionalmente e até internacionalmente como foi na finalização de seu show entoando a música TIME do grupo inglês PINK FLOYD. Nesse mesmo dia as apresentações do PSIRICO e do BAILÃO DO RIBYSSÃO (Bloco As Fofoqueiras) tiveram participação máxima e aceitação do público. Mas... A polêmica também ganhou forma, lugar e nome.

Ler Matéria Completa
publicado em 20 de Fevereiro / 2019 às 23:00

ONDE ESTÁ A VERDADE RELIGIOSA?

Tenho personalidade individual, logo, sou alma, ser vivo, capacitado para raciocinar, pensar, falar, etc.

“Não levo a vida na flauta”, nem sou maçador, aquele que aborrece, desprezando o que é sério. Não adianta transgredir a verdade, tendo ciência própria, pois não sou dominado pelo sonho da imaginação ou do absurdo. Caso venha a cometer vitupério, em palavras ou gestos, que julguem ofensivos a alguma instituição religiosa, acredito que não é por dolo, porque é fruto da minha lógica, maneira de pensar. Peço, então, desculpas!

Repilo com veemência, horror, supor volúpia para os meus sentidos, bem assim alaridos alegres ao escrever um tema de alta complexidade. Mas, a conclusão e a verdade têm que vir à rua, mesmo vindo contrariar teólogos, sacerdotes, beatas, carpideiras, etc. A razão deve ser fulgente, palpável, para que nos mantenhamos seguros na fé.

As leiras de orações de muitas religiões, sem a pureza cristalina da alma do sacerdote, passam, então, a ser infrutíferas, quando se sabe quem as profere é um pecador camuflado, que se apresenta para muitos fiéis alienados, como um santo.

Ler Matéria Completa
publicado em 19 de Fevereiro / 2019 às 19:00

Igor Kannário: uma fraude política que o gueto não merece

O leitor Enio Silva da Costa, Subtenente BM e educador envia email a este Blog e opina sobre a conduta do cantor Igor Canário.

Confiram:

Não é de hoje que o cantor e político Igor Kannário causa algum tipo de polêmica com a Polícia Militar da Bahia ou com os órgãos de segurança durante a festa de momo. Mas como compreender esse posicionamento sem cair na velha dicotomia: polícia x bandido.

O carnaval da Bahia (e ai incluiu as diversas micaretas) é a maior festa popular do mundo. Uma festa a céu aberto, tornando muito difícil fazer segurança de todos, mas a quase bicentenária Polícia Militar Bahia consegue, nessa área ela tem expertise, o planejamento e toda logística são feitos esmeradamente para organizar esse evento para multidões.

Óbvio que vai ter excessos na atuação, porque não é fácil está no meio de uma multidão enlouquecida ao som de muitos decibéis, muito álcool e drogas afins, com espaços reduzidíssimo de mobilidade dependendo da atração, e onde é impossível não ter toque de corpos. Corpos eletrizados diga-se passagem, que ninguém pode tocar no outro que é sinônimo de desavenças. É nesse cenário que a polícia militar precisa agir.

A cada ano tem-se diminuído o números de excesso da atuação policial durante o carnaval, e um dos fatores é o profissional ser tratado com respeito pelos governos. Melhores instalações para acomodação (durante uma festa vem policiais de vários lugares do estado), tratamento mais humanitário, melhoria na escala de serviço, pagamento antecipado das diárias (que ainda é baixa).

Ler Matéria Completa
publicado em 19 de Fevereiro / 2019 às 09:00

Espaço do leitor: Drogas nas Universidades: uma realidade mais comum do que se imagina

Quem, assim como este que vos escreve, teve a oportunidade de freqüentar uma universidade, principalmente os cursos de ciências humanas e/ou sociais, sabe que certos hábitos e comportamentos são rotineiros neste ambiente acadêmico. Um desses hábitos, infelizmente, é o número cada vez mais crescente de jovens que consomem drogas, seja dentro dos departamentos de ensino ou em eventos realizados dentro da universidade.

Não são raros os casos de estudantes que perderam a vida em eventos universitários, seja por consumo exacerbado de álcool ou de drogas. O Prof. Dr. Arthur Guerra, que é supervisor geral do Grupo Interdisciplinar de Estu­dos de Álcool e Drogas do Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP (GREA-FM-USP), aponta algumas características dos usuários de maconha:

Ler Matéria Completa
Por Alex Fonseca* – Coordenador da ACONs (Associação Nacional dos Conservadores) Juazeiro/BA.
publicado em 18 de Fevereiro / 2019 às 23:00

ARTIGO - Brumadinho: todos responsáveis

Desastres ambientais, desastres naturais e tragédias. Embora de compleições totalmente diferentes e passíveis de se manifestarem em diversas formas, todos têm algo em comum: a razão pela qual acontecem é oriunda da falta de um controle apropriado.

Tais eventos podem, ou não, ter interação humana, como um vulcão voltando à atividade pela própria força da natureza perto de uma cidade ou uma barragem rompendo e soterrando um centenas de pessoas, como ocorrido em Brumadinho, em janeiro deste ano. A grande diferença entre ambos reside na responsabilidade pelo risco assumido e na quantidade de controles necessários para se reduzir riscos, com a máxima, invariavelmente, da preservação de vidas.

Ler Matéria Completa
Ricardo Becker
publicado em 17 de Fevereiro / 2019 às 23:00

ARTIGO – SENADO FEDERAL: A SESSÃO DA VERGONHA!

Em razão da quantidade de Deputados Federais eleitos ou reeleitos a cada nova Legislatura para a Câmara – um absurdo número de 513! –, e a grande diversidade de características e formação de cada um, desde aquele que ergue a Bíblia aos brados para a exaltação do Livro Sagrado (caso do Capitão Irmão Izidorio, da Bahia), ao gaúcho que usa chapéu durante todas as sessões, tudo é possível de acontecer no seu dia a dia. Mas, ainda que nossa capacidade de compreender possa tolerar certas idiossincrasias dos senhores parlamentares, o Regimento Interno da Casa – se é que já não tem! –, deveria   instituir regras mais rigorosas que estabeleçam um melhor nível de equilíbrio e coerência comportamental dos senhores deputados, para que aquela Casa não se identifique com um Circo durante as sessões plenárias.

O tema de hoje, contudo, não privilegia a Câmara de Deputados, mas a Casa de maior relevância e significado no contexto do Congresso Nacional: o SENADO FEDERAL! Historicamente, a imagem dessa Casa sempre repercutiu um conceito de inviolabilidade e respeito, desde a primeira legislatura iniciada em 6 de maio de 1826, quando atendia pelo nome de “Senado do Império do Brasil”.  Na época, o cargo de Senador era vitalício e privativo de brasileiros natos ou naturalizados e os Senadores eram considerados "augustos e digníssimos senhores representantes da Nação", e seu cargo era sinal de importante distinção para homens dedicados à vida pública, não sendo à toa que Ruy Barbosa lá esteve deixando o melhor de sua inteligência.

Ler Matéria Completa
publicado em 16 de Fevereiro / 2019 às 23:00

AS MENTIRAS QUE ESTÃO CONTANDO SOBRE A PREVIDÊNCIA

Desde que assumiu o governo que o bolsonarismo só falou de três coisas. Posse de armas para se defender de bandido, um pacote estranho de legislação anticrime de Sérgio Moro e sobre a estranha necessidade de se fazer urgente a tal reforma da Previdência.

E a previdência tem sido a causa absoluta do Governo, porque como ele diz em alto e bom som, se não fizer a "miseravona" o Brasil vai quebrar. Está todo mundo empenhado em propor, repropor e emendar as ideias de como será a coisa, menos quem não pode decidir nada, a não ser mobilizar as ruas.

Agora é bem estranho isso. A Previdência está quebrada como se diz, tendo que inclusive antes mesmo de se apresentar a proposta da reforma, fazer um pente-fino para retirar aposentadorias e outros benefícios dos velhinhos, mas enquanto isso Bolsonaro faz uma pedalada fiscal bilionária da mesma fonte para agradar banqueiros privados.

Ler Matéria Completa
publicado em 15 de Fevereiro / 2019 às 23:00

ARTIGO - A violência que bate à porta

Marco Antônio Barbosa**

Segundo dados do Relatório Mundial 2019, divulgados recentemente pela ONG Human Rights Watch, 64 mil homicídios aconteceram no Brasil em 2017. São dois mil a mais que em 2016. Este crescimento não foi freado em 2018, pelo contrário. Os dados já apresentados por Ongs e Instituições mostram que o número de assassinatos segue crescendo a passos largos. O crime, cada vez mais, sai da marginalidade e assola toda a sociedade, sem distinguir classes sociais. Estados pararam nos últimos meses (Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Ceará, e por aí vai) na mão de criminosos e a população se vê a mercê desta realidade que bate à porta.

O retrato atual é esse e os noticiários teimam em nos lembrar que o filho morto hoje pode ser o nosso amanhã. Esta sensação de insegurança aumenta a busca por segurança privada. A Pesquisa Nacional sobre Segurança Eletrônica, realizada pela Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese), afirma que houve um crescimento nas residências que investiram em sistemas de segurança nos últimos 12 meses.

 Mas quem deve cuidar da segurança dos cidadãos? E quem não tem dinheiro para investir em sistemas? É protegido por quem?

Ler Matéria Completa
publicado em 15 de Fevereiro / 2019 às 18:00

ESPAÇO DO LEITOR: ESGOTOS DE JUAZEIRO PRECISAM DE INVESTIGAÇÃO SÉRIA!

Precisamos fazer uma investigação séria em relação ao que está acontecendo com os esgotos da cidade.

Estou informando e tentando chamar as pessoas para observarem alguns pontos relacionados ao esgoto e principalmente para os riscos que podem estar surgindo.

Como estamos passando por problemas hídricos sérios, precisamos todos nós juazeirenses assumir a responsabilidade de proteger nosso bem mais precioso que é o Rio São Francisco.

Não é uma questão de lado político, precisamos contribuir para a resolução dos problemas e esse governo do qual sou oposição precisa de fato começar a fazer um trabalho sério, deixar de lado as propagandas midiáticas e começar de uma vez por todas a trabalhar de verdade para a população.

Ler Matéria Completa
publicado em 15 de Fevereiro / 2019 às 07:00

ESPAÇO DO LEITOR: DESORGANIZAÇÃO DO SAC JUAZEIRO PENALIZA POPULAÇÃO

Caro Senhor Geraldo José,

Peço a sua ajuda para denunciar um processo de desorganização institucional que vem acontecendo no SAC JUAZEIRO e que vem pessoalizando os usuários dos serviços ofertados.

Eu, assim como muitas outras pessoas, tento a um bom tempo renovar minha identidade. Para isso, acordo bem cedo e vou enfrentar a fila no shopping de Juazeiro.

Acontece que fui surpreendido com a seguinte situação: São criadas duas filas, uma   preferencial e outra comum. Na distribuição de senhas, um total de cinquenta, primeiro são dadas TODAS para os preferenciais e caso sobre alguma, estas serão destinadas as pessoas que não se encaixam no referido quesito preferência. Em seguida eles são colocados em uma fila única, as prioridades na frente dos demais.

Em qualquer instituição particular ou pública, seja em lojas lotéricas ou em bancos e demais órgãos governamentais, são criadas no mínimo duas filas, com dois caixas que ATENDEM EXCLUSIVAMENTE os dois grupos de pessoas: uma para os preferencias e outra para o restante da população. Acontece que lá TODAS SÃO DADAS PARA OS PREFERENCIAIS, que são colocados na nossa frente, e o restante para os demais caso venha a sobrar alguma. Ocorre que, mesmo madrugando e esperando o shopping se abrir as 8:30h, não se tem a garantia de que você vai conseguir o atendimento, valendo a máxima: os primeiros são os últimos e os últimos são os primeiros! Para piorar a situação, a gerente entende que QUALQUER CRIANÇA DE ATÉ 16 ANOS DE IDADE PODE FICAR NA FILA PREFERENCIAL, contrariando a lei da acessibilidade que diz:

Ler Matéria Completa
publicado em 14 de Fevereiro / 2019 às 23:00

Damares Alves parece mais o bode na sala da mulher brasileira

Não tenho dúvidas de que o governo de Bolsonaro é meio confuso, pois observo as disputas de três grupos que se engalfinham em torno da falta de coordenação política. Mas em relação a determinados "quadros" que foram colocados nos ministérios, começo a observar que parece que foram colocados de propósito, mesmo se comprovando falta de experiência para cargo público.

Nesse sentido, começo a ter uma vaga impressão de que a ministra na Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, foi colocada naquele posto para que dê de fato errado, e se comprove que as mulheres não tem competência para tal empreitada. Só pode ser isso!

Passam-se os dias e a simbologia de se ter uma mulher num posto de tanta envergadura, também simbologicamente vai se demonstrando que uma "mulher" não pode ser superministra. Tese contrária pode até ser correta, mas das duas mulheres que estão no Governo, apenas Damares é que parece que fala em público, como a mulher que está no Governo.

Ler Matéria Completa
Por Genaldo de Melo
publicado em 14 de Fevereiro / 2019 às 21:00

Leitor envia fotos e mostra obra inacabada no bairro Novo Encontro

Leitor envia fotos e pede explicações à Prefeitura de Juazeiro. As fotos mostram o que Ulberte Oliveira avalia ser "um descaso com dinheiro público". Ele questiona a construção do Posto de Saúde do bairro Novo Encontro. A placa consta gastos no valor de R$ 664.846,11

Segunda ainda a placa a obra foi iniciada em 25/10/2016  e o término previsto da obra  era 25/10/2017. As fotos postadas são do dia 13/02/2019 e foram registradas pelo leitor e paratleta Ulberte Oliveira.

NOTA SESAU

A Secretaria Municipal da Saúde informa que todas as medidas cabíveis estão sendo tomadas para que a obra seja concluída o mais breve possível e os moradores do bairro tenham uma sede nova com mais conforto e qualidade. 

Fotos: Ulberte Oliveira
publicado em 14 de Fevereiro / 2019 às 10:30

Ricardo Boechat e os sentidos da notícia

Ricardo Boechat, morto aos 66 anos num acidente de helicóptero na Rodovia Anhanguera no último dia 11/02, era representante de uma escola de jornalismo que valorizava, sobretudo, a exclusividade da informação. A comoção em torno da sua morte é – para além do seu grande talento e capacidade de comunicação – o reconhecimento da importância desse tipo de profissional capaz de transitar por diferentes temas e mídias com a mesma desenvoltura.

A trajetória de Boechat demonstra uma filiação a certo espírito jornalístico difícil de definir mas reconhecível pelo público que se manifestou em massa nas redes sociais lamentando a perda de um profissional essencial para as questões contemporâneas. 

Os colegas de profissão também expressaram seus sentimentos, reforçando a característica de que Boechat não era de fazer concessões. Havia nele um compromisso com a verdade factual vista sob o lastro de uma visão de mundo forjada nas antigas redações, na busca pela notícia e na formação intelectual e humana.

Ler Matéria Completa
publicado em 12 de Fevereiro / 2019 às 09:38

RUA DO BAIRRO ITABERABA ESTÁ TOMADA DE ESGOTOS E ÁGUA POTÁVEL, SAAE RESPONDE

Moradores da Travessa da Rua 13, bairro Itaberaba, entraram em contato com a redação do Blog GJ na manhã desta terça-feira (12) para reclamar que a rua está tomada por água e dejetos fecais.

Eles informam que já entraram em contato com o SAAE (Serviço de Água e Saneamento Ambiental) e com o vereador Bené Marques (PSDB), mas até o momento o problema não foi sanado.

“Nós estamos com idosos e crianças sofrendo essa fedentina, além do fato de que estamos impossibilitados de sair das nossas casas” expressou uma das moradoras.

Confira Nota SAAE:

O Serviço de Água e Saneamento Ambiental – SAAE/Juazeiro informa que o alagamento da travessa da Rua 13 no bairro Itaberaba, foi provocado pelo rompimento de uma ligação de água, mas a equipe de redes e ramais já se deslocou na manhã dessa terça feira (12) para o devido reparo. O SAAE informa ainda que está com uma equipe de pedreiros refazendo Poços de Visitas (PV) e um caminhão hidrojateador fazendo a manutenção da rede coletora de esgoto.

O SAAE solicita aos seus usuários que os serviços realizados diariamente devem ser solicitados através do telefone 3614 9800 ou presencial no Setor Comercial que fica em frente à Praça Aprígio Duarte, Centro.

Da redação
publicado em 11 de Fevereiro / 2019 às 12:00

ESPAÇO DO LEITOR: DESCASO E OMISSÃO CAUSAM PREJUIZO A JUAZEIRO.

Mais uma vez os PeTralhas se locupletaram de votos, em nossa região, mas se negam a reconhecer a importância da mesma no cenário político, econômico e social no Estado da Bahia, haja vista que, mais uma vez Juazeiro não foi contemplada com a nomeação de um Secretário de Estado.

O nome do Sr. Isaac Carvalho, cogitado, e tido como certo, na escolha do Governador, foi rejeitado, e aquele Sr. parece não ter dado a devida importância ao fato, preferindo, como disse, “cuidar melhor de seus negócios” e agora aceitar a nomeação para Secretário Municipal. É seu direito, e tenho que respeitá-lo, mas faço ao homem público, hoje, maior liderança política da cidade, a pergunta que não quer calar: e nós, para onde vamos?

Estamos com o Projeto Salitre parado, há décadas, enquanto o Pontal, em Petrolina, segue de vento em popa; nossa travessia urbana continua estagnada, mas a Avenida Sete de Setembro, também na vizinha cidade, sem nenhum alarde, foi duplicada e iluminada. Onde estão as obras dos Governos Petralhas (Lula, Dilma, Wagner e Costa), em Juazeiro? A Policlínica? Legítima obra “banana e bolo”, para enganar os tolos; mas com bolo e banana, ninguém me engana...! Cadê a prometida duplicação do trecho Mercado do Produtor- Contorno de Sobradinho, na BA-210?

Ler Matéria Completa
publicado em 10 de Fevereiro / 2019 às 23:00

ARTIGO – MINISTRO, ISSO É FALTA DE EDUCAÇÃO!

Ministro Tévez: “Brasileiro viajando é canibal. Rouba coisas dos hotéis”

O tema desta semana não poderia ser outro, diante da indignação que me provocou as palavras do Ministro da Educação – Educação?! – na entrevista às Páginas Amarelas, da Revista VEJA, desta semana. Estranhamente as arrojadas diatribes ditas por ele, espontaneamente, não repercutiu na imprensa em geral como seria de imaginar, até por parte daqueles que estão se apegando a mínimos detalhes para exacerbar ataques ao governo. Difícil não afirmar que foram deselegantes, estúpidas, infelizes e inadequadas as suas palavras, na condição que hoje se encontra como responsável pelo Ministério que cuidará da Educação no País: “O brasileiro viajando é um canibal. Rouba coisas dos hotéis, rouba o assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo”.

Ainda que práticas e atitudes erradas existam no comportamento de certos indivíduos por falhas na formação educacional, seja de origem escolar ou doméstica, essas máculas tristes não podem ser expostas de maneira genérica, atingindo o caráter e o sentimento de todo o povo brasileiro. Aliás, o Sr. Ministro, de origem colombiana e, portanto, conhecedor de que esses defeitos por ele citados são comuns na formação da cultura latina, deveria ter tido um mínimo de respeito ao País que o acolheu com carinho e o adotou com a naturalização brasileira (1997). 

Ler Matéria Completa
publicado em 10 de Fevereiro / 2019 às 22:29

PT 39 anos melhorando a vida do povo Brasileiro

Há exatos 39 anos nasceu a melhor ferramenta da classe operária, o Partido dos Trabalhadores e das Trabalhadoras.

Partido de massas que vem mudando para melhor a vida do povo brasileiro.

Com apenas 39 anos de idade já conseguimos vencer quatro eleições presidenciais, diversas eleições municipais, muitas eleições para Governos Estaduais e inúmeras eleições parlamentares, seja no âmbito Municipal, Estadual ou Federal.

Com essas quatro vitórias presidenciais conseguimos dar mais dignidade ao povo do Brasil, com todos os programas sociais implementados nos governos de Lula e Dilma , tais como: Luz para todos, Bolsa Família , Ciências sem Fronteiras, Mais Médicos , Pronatec, SISU, Fies, ProUni, Farmácia Popular, Samu, Pro Jovem, PAC ( programa de aceleração do crescimento),Brasil Sorridente, Minha Casa Minha Vida, Água para Todos, Brasil sem Miséria e Cidades Digitais.

Ler Matéria Completa
publicado em 09 de Fevereiro / 2019 às 23:00

Artigo - Sento-Sé/BA: Quem e Como é o Partido dos Trabalhadores (PT)

O PT, por hábito, realiza reunião sempre que alguém solicita, ou por demanda ordinária estatutária. Alguns dos seus filiados são ocupantes de cargos no Governo Municipal, seja por Acordo Política, conquista pessoal e escolha do comando governamental. A orientação partidária histórica é a defesa objetiva do Interesse Público, dos Direitos Sociais, da Ética na Política, sendo, inclusive, exemplo de honestidade e consciência política.

Às dificuldades naturais de funcionamento interno de determinados setores do governo, impostas pelo Sistema Político, tradicional, não são impedimento para a nossa disposição de servir à gestão com altivez. Prestar Serviço Público é para nós petistas, satisfação da vida, e colocamos, sempre, o interesse pessoal de cada um de nós, abaixo do público/coletivo.

Nos sentimos honrados e orgulhosos ao ver que a Gestão Municipal, tem o melhor desempenho histórico e que por isso tá bem avaliada pela maioria da população, seguindo princípios e garantindo conquistas que sempre foram parte dos nossos sonhos e propósitos de décadas, na Luta Política Socialistas. Por maior que seja as forças negativas que tentasse nos desestimular da Militância de Esquerda, de modo muito consciente, insistimos sempre e não desistimos nunca.

Ler Matéria Completa
Voltar ao topo
© Copyright Blog Geraldo José. 2009 - 2019. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.